O modelo deverá ser apresentado no mês de outubro para o mundo todo e então estará presente no Salão do Automóvel de São Paulo, com o objetivo de ser lançado no começo de 2019 de forma oficial.

O mercado brasileiro de SUVs está cada vez mais aquecido. A Volkswagen vai lançar o novo T-Cross, que faz parte de diversos modelos novos que a montadora prometeu mostrar até o ano de 2020. Tendo um comprimento de 4,19 metros e entre-eixos de 2,65 metros, o novo SUV surpreende com seu espaço interno amplo. O design é discreto, mas bem moderno, porém não é muito ousado. Duas opções de propulsores serão disponibilizadas, ambas sendo com tecnologia TSI, uma com 1000 cc e outra com 140 cc, tudo isso acoplado a uma caixa de transmissão automática com seis marchas.

Fabricado na cidade de São José dos Pinhais, no Paraná, o modelo deverá ser apresentado ainda no mês de outubro para o mundo todo e então estará presente no Salão do Automóvel na cidade de São Paulo, no mês de novembro, com o objetivo de ser lançado no começo de 2019 de forma oficial.

No mercado brasileiro o Volkswagen T-Cross chega para brigar com Hyundai Creta, Ford EcoSport, Honda HR-V, Chevrolet Tracker e alguns outros. Alguns testes constataram que o novo T-Cross é um utilitário esportivo equilibrado, que embora pareça pequeno externamente é espaçoso internamente, além de possuir um eficiente conjunto mecânico. O propulsor tem força suficiente para o que se exige dele e com sobra, isso devido à combinação perfeita do seu câmbio automático, o qual otimiza o uso da força. O motor consegue gera 150 cavalos de potência e um torque de 25,5kgfm, que desta forma garantem um bom desempenho para o SUV. O propulsor de mil cilindradas (1.0 200) também TSI gera uma potência de 128 cavalos com um torque de 20,4kgfm. Em todas as suas versões o veículo será equipado com transmissão automática.

O Volkswagen T-Cross possui 4,20 metros de comprimento e altura de 1,56 metros. A capacidade do seu porta-malas é de 373 litros, porém pode bater a marca de 420 litros. Na traseira, seu banco possui encosto reclinável e o assento dianteiro do passageiro permite ser dobrado, o que facilita o transporte de elementos com comprimento maior. O seu estepe se localiza na parte interna do porta-malas, com pneus na dimensão 195/65 R15 e roda de aço, diferente do conjunto que é utilizado, um pneu 205/55 e rodas de 17 polegadas em liga leve. O seu porta-malas ainda permite dividi-lo, facilitando a acomodação de objetos menores.

O modelo foi criado pela engenharia do Brasil para a América Latina e faz uso da plataforma MQB, esta que também é utilizada no Virtus e no Polo. É bem semelhante ao modelo comercializado no mercado europeu, entretanto possui 86 mm de entre-eixos a mais e é 10 mm mais alto. O T-Cross será colocado no mercado em oito cores diferentes e teto preto como opcional. O seu interior contará com iluminação ambiente. As lanternas e os faróis traseiros possuem tecnologia LED. Na lista de itens opcionais estão o sistema de áudio da Beats Sound, com potência de 300 watts e um amplificador com oito canais, além de um teto solar panorâmico. Já de série o modelo é equipado com quatro entradas USB e saídas de ar-condicionado no banco de trás.

A sua versão top de linha permite ser equipada com Active Info Display e o Digital Cockpit, com apresentador digital que exibe diversas informações, localizadas bem adiante do condutor, até mesmo mapa de navegação.

Todo esse conjunto chega ao mercado nacional para incomodar a concorrência, porém ainda não se sabe se seu preço também será competitivo. Tendo como base os preços praticados pelo novo Polo, o qual faz uso da mesma plataforma, o utilitário compacto pode passar dos R$ 90 mil com tranquilidade.

Por Filipe Silva

VW T-Cross 2019

VW T-Cross 2019

VW T-Cross 2019


Montadora reduz número de versões e preços do modelo.

A chegada do novo Volkswagen Polo no Brasil mexeu com as versões do Gol, que passou a ser vendido em um modelo único, já o Fox ficou somente em duas versões, a Connect e a Xtreme, enquanto o Up! passou por algumas mudanças, principalmente em seu valor. Anteriormente era vendido em quatro configurações, ele perde a versão Take. E sua estratégia será priorizar as versões do motor TSI, que é a preferida por todos os seus consumidores. Seus preços também sofreram redução para todas as variantes.

Agora, seu modelo Up! Passará a ser comercializado em suas opções Move MPI, Motion-TSI, Cross TSI e por fim o Pepper TSI. Esses preços de R$ 50.270 em sua versão Move MPI pode chegar no valor de R$ 62.394 na versão do Pepper TSI, totalmente equipada.

De série, praticamente todas as versões do modelo estão vindo com ar-condicionado, luzes de neblina e direção elétrica, possuindo regulagem de altura, vidros elétricos, além de seus retrovisores elétricos com a função tilt-down, há ainda iluminação interna de LED e rodas com liga leve de 14 polegadas em seu modelo Move e com 15 polegadas em seu modelo Cross e também Pepper. Os modelos que são TSI também possuem controle de tração e as versões Cross e Pepper possuem sensores de chuva, além do sistema SAVE para divisão de carga no interior do porta-malas.

Os novos valores dos modelos ficaram assim: o Move MPI vale R$ 50.270 e anteriormente valia R$ 51.290, o Move MPI I vale R$ 52.710 e anteriormente valia R$ 53.690, o Move TSI vale R$ 55.700 e anteriormente valia R$ 56.850, o Cross TSI vale R$ 58.730 e anteriormente valia R$ 60.280, o Pepper TSI vale R$ 59.240 e anteriormente valia R$ 60.820.

Com certeza é um bom momento para comprar um modelo UP! Essas novas baixas em seus valores é uma ótima oportunidade para poder comprar um Up. Escolha o que melhor atenderá as suas necessidades e corra para comprar hoje mesmo o seu Up zero km. Corra até a concessionária Volks mais próxima de você e faça um teste para ver que realmente compensa comprar um desses novos UPs.

Com o fim dessa crise econômica que tomou conta do nosso país por um grande período, talvez esse seja uma das melhores oportunidades para trocar o seu veículo. E com a baixa de alguns modelos ficou ainda mais fácil para trocar o seu seminovo por um modelo zero km.

Esse modelo do Up é muito econômico e muito apropriado para o uso de passeio com toda a sua família. Por isso se é isso que você procura em um carro, com certeza o modelo Up será uma ótima opção de compra para você.

Ele é muito confortável, além de ser muito econômico e possuir um design totalmente atraente, ele é sem dúvida nenhuma uma ótima opção de automóvel com um valor totalmente acessível.

Muitas pessoas não pesquisam antes de trocar de carro e acabam se arrependendo com o tempo infelizmente, vão pela marca ou pela aparência do carro e não vê se o modelo atende todas as suas necessidades antes da compra. Por isso é muito importante colocar todos os fatores na balança antes de optar pela compra de um modelo.

A linha do Up, com certeza atende muitos requisitos da maioria das pessoas, ele foi um carro pensado em atender a preferência da maioria das pessoas, por isso se procura um carro popular com um preço totalmente acessível e que atenda todas as suas expectativas com certeza esse será o carro certo para você e sua família.

Ricardo Ferreira Rodrigues


Modelo deverá ser apresentado no Salão de São Paulo 2018.

Uma das maiores companhias automobilísticas em todo o mundo está previamente anunciando o seu novo modelo. A empresa Volkswagen realizou nesta terça-feira, dia três de julho, a divulgação, no seu próprio canal oficial, do primeiro Teaser produzido sobre o novo modelo SUV T-Cross. A montadora germânica está entre as mais poderosas do mundo em termos de fabricação de carros mais consistentes, com garantia historicamente documentada.

Este mesmo veículo havia sido apresentado como um conceito em um evento realizado no Salão de Genebra, no ano de 2016. Trata-se de um modelo que é parte integrante do plano original da empresa alemã, no sentido de conquistar um bom mercado ascendente em termos de comercialização na linha de carros utilitários esportivos. Em geral, quase todas as grandes empresas nesse ramo estão apostando em carros do tipo esporte, dado que a venda deles cresceu nos últimos anos.

Em território brasileiro, este inédito T-Cross está programado para uma primeira apresentação no mês de novembro deste ano, em um evento a ser marcado no Salão do Automóvel no Estado de São Paulo. Será uma das mais aguardadas apresentações do ano.

Este novo tipo de SUV terá uma estrutura menor em relação aos modelos anteriormente conhecidos, tais como o T-Roc, o Tiguan e o Toureg. Esta sendo produzido sobre a chamada plataforma modular, muito utilizada por meio do mais recente projeto da Volkswagen, ou seja, a mesma plataforma utilizada na produção do Hatch Polo e na do Sedã Virtus. A MQB A0 será o meio que proporcionará ao T-Cross um volume de até 4 metros de comprimento. Em consequência dessa ampliação externa, houve uma ampliação interna, também, garantindo que o seu banco traseiro estará munido de um preciso ajuste longitudinal.

A companhia ainda anunciou que mais algumas das tecnologias atreladas ao sistema de segurança irão integrar este novo lançamento, por exemplo, o dispositivo de assistente de permanência na faixa e o sinal de alerta em perigo de colisão frontal.

Entretanto, existe certa expectativa de que o modelo T-Cross chegue às concessionárias munido das mesmas configurações em termos de motorização, as quais estão presentes nos anteriores veículos da série, ou seja, o Polo e o Virtus, de 1.6 em MSI e desempenho de 117 cavalos de potência, e o motor 1.0 em TSI e desempenho de 128 CV, cujo câmbio será do tipo manual em cinco marchas ou na opção automática, estilo Tiptronic com seis marchas. É possível, como outra opção, que esteja aparelhado, também, do motor 1.4 em TSI e desempenho de 150 CV, que opera por meio do Jetta.

Este modelo de SUV está programado para ser produzido no Brasil na sede localizada na cidade de São José dos Pinhais, Estado do Paraná, já no início do ano de 2019. A comercialização está prevista para o mesmo ano, mais especificamente no primeiro mês. O modelo já existe e só precisa ser montado e vendido.

Por se tratar de um veículo ainda inédito, visualizado apenas de modo virtual, os consumidores mais interessados poderão, ao menos, se preparar para em breve testemunhar a possível aquisição de um carro zero e quase todos os sentidos. A companhia deve prosseguir tal como foi estabelecido.

Os especialistas estão mais otimistas com relação a esta linha. No site especializado em automóveis, o AutoPapo, além de um artigo sobre este modelo, está disponibilizado o vídeo em questão, que apresenta o carro em mais detalhes, tais como as suas longas lanternas instaladas na traseiras e a sua nova grade frontal, estilizada em moderno design.

Vale a pena conferir.

Paulo Henrique dos Santos


Novo modelo virá com novidades no visual e em seu desenvolvimento.

Como todos os outros carros que chegam ao mercado atualmente, o Voyage 2019 virá com novidades tanto em aparência quanto em desenvolvimento, ou seja, uma modernizada geral, isso devido à demanda dessas modernizações "obrigatórias" serem cada vez mais altas e o comércio estar cada vez mais exigente, também na parte de segurança.

Como seus outros modelos a Volkswagen não costuma de maneira geral diferenciá-los muito, claro que todas têm sua identidade própria, mas seguindo um mesmo padrão. Apesar do padrão ser seguido, alguns se diferenciam muito nas questões de desenvolvimento.

O sedan Volkswagen Voyage é um dos mais conhecidos da montadora alemã, isso devido à sua presença no mercado nacional desde 1981, podendo ver que mesmo com todo este tempo, suas vendas não reduziram e o certificado de qualidade continua bem alto, conhecido também por seguir a plataforma de montagem igual ao Gol também pertencente a marca Volkswagen.

Características, renovação do visual e lançamento

Como já dito, a montadora traz algumas linhas bem parecidas em seus modelos, o Voyage, por exemplo, tem ligações de inspiração com alguns carros como o Polo e o novo Jetta, seguindo também o Voyage Virtus. Mas isso não só em questões de visual exterior, a parte interior também lembra muito os outros modelos, isso é bem visto por seus compradores, não só desta versão, mas das anteriores também.

Além da igualdade, o interior do carro recebeu algumas mudanças que irá otimizar o conforto e um renovação de acessórios para a facilidade de interagir com tecnologia. O motor terá igualmente uma otimização para que se tenha um maior desenvolvimento tanto na cidade quanto na estrada.

Antes do modelo que temos hoje, havia alguns mais quadrados, porém com o tempo e suas reestilizações, hoje já podemos encontrá-lo na versão um pouco mais arredondada, que traz mesmo a ideia de modernidade, já que todos os modelos atuais seguem esse padrão já há algum tempo. Além da aparência, isso também ajuda muito na aerodinâmica do carro.

Ele já teve grandes momentos no Brasil, já chegando a receber o prêmio de "O carro do ano" devido a toda sua repercussão em território nacional.

Algumas coisas que parecem básicas, mas que chamam bastante a atenção do condutor e seus passageiros, é o novo kit de multimídia aplicado, isso ainda fica melhor quando sabe-se que pelo volante você poderá interagir com esta multimídia.

A empresa acredita que irá atrair muitos novos clientes, isso devido à surpresa dos compradores ao verem as fotos divulgadas pela própria Volkswagen, onde pode ser observada a harmonia das linhas do carro e um exemplo de novidade, sua frente, que agora traz uma grade a mais nos faróis, tudo isso contribuindo para cada vez mais vendas e inovação.

Lançamento: Ainda não se sabe ao certo onde será feita a apresentação do veículo, porém acredita-se que seja feita no Salão do Automóvel que está localizado em São Paulo, e a data estima-se que seja no final de 2018 já que o modelo é 2019.

Versões e preços

As versões abaixo são oferecidas no mercado brasileiro e todas são versão Flex (aceita os dois tipos de combustíveis):

  • 1.0 MPI City
  • 1.0 MPI Trendline
  • 1.0 MPI Comfortline
  • 1.6 MSI Trendline
  • 1.6 MSI Comfortline
  • 1.6 MSI Highline
  • 1.6 MSI Comfortline I-Motion
  • 1.6 MSI Highline I-Motion

As versões possuem uma variação de preço devido a alguns carros serem mais completos que outros, então são encontrados na versão mais barata carros pelo valor de R$ 42.628,00 já na versão mais completa R$ 60.310,00.

Ficha técnica

  • Motor – Pode ser encontrado em 1.0 e 1.6
  • Potência em cavalos – O motor 1.0 consegue 75cv usando gasolina e com etanol 82cv / No motor 1.6 são respectivamente 101 e 104cv de potência.
  • 0 a 100 km – No motor 1.0 não foi divulgado / O motor 1.6 fez um 0 a 100 de 9.9s
  • Velocidade máxima: Assim como o 0 a 100 o do motor 1.0 não foi divulgado / O motor 1.6 atingiu 192km/h
  • Tanque de combustível: 55 litros
  • Porta-malas: 480 litros
  • Lugares: 5

Por Gustavo Martins

Volks Voyage 2019


Novo Golf traz mudanças em seu visual e está mais moderno.

Depois de passar por várias gerações ao longo destes anos, a nova versão 2019 de um dos sucessos de vendas da Volkswagen, o Golf chega à sua nova versão 2019 com um visual totalmente repaginado e bem mais moderno para atender a uma grande quantidade de consumidores que buscam beleza e potência em um mesmo carro.

O mais famoso hatch do mercado deveria ter chegado às concessionárias de todo o país desde o mês passado, mas um atraso da montadora fez com que só agora o a nova versão esteja disponível para o deleite de seus milhares de usuários.

Para o público que busca um carro com um estilo mais esportivo e, portanto, com mais potência, vai gostar da nova versão que também não dispensa nem o luxo e a sofisticação.

Quais as mudanças no novo Golf 2019?

Na nova versão 2019, o visual, do novo Golf já mostra grandes novidades.

Para começar, o novo modelo apresenta uma nova versão de seu conjunto de itens dianteiros. Todos os frisos são de material cromado, inclusive na grande tela da frente.

Os para-choques ganharam um novo design. Os faróis de neblina foram concebidos com um novo estilo.

As rodas de liga leve foram adotadas para anova versão e as lanternas traseiras também foram modificadas para um novo visual que inclui uma versão mais moderna, leve sem deixar uma certa agressividade de lado.

As mudanças podem ser notadas inclusive em algum detalhes como a saída de escapamento que recebeu também um detalhes cromado.

Quais as novidades no interior do novo veículo?

Não é só os itens externos que mudaram. Para quem é um bom observador, o interior do novo Golf é um verdadeiro show de novidades.

Para começar, novos tipos de tecidos mais leves e com detalhes mais sofisticados no acabamento foram utilizados.

Mas realmente o que vai chamar a atenção dos consumidores é a utilização de um novo painel, totalmente digital e que pode ser configurado pelo proprietário do carro de acordo com as suas preferências. Tudo isso em uma exclusiva tela de 12,3 polegadas.

Além disso, o novo sistema multimídia Discover Pro com tela de 9,2 polegadas vai encantar a todos os fãs da marca.

Quem pensa que a montadora esqueceu do Discover Media de 8 polegadas e do sistema de rádio de 6,5 polegadas, não se preocupe. Eles estarão disponíveis em algumas versões do veículo também para o Brasil.

Motorização e câmbio do novo Golf 2019

Com a nova versão do Golf, a Volkswagen dá o primeiro passo rumo a uma posição de liderança nas vendas de veículos desta categoria até o ano de 2020.

Portanto, a marca fez questão de não economizar nas novas configurações dos motores para o novo modelo.

Para o Golf 2019, foram mantidos o motor EA211 1.0 TSI com potência de 116 cavalos para quem usa gasolina e com 128 cavalos caso o motorista opte pelo etanol.

A outra versão para o motor é o 1.4 TSI Flex com potência de 150 cavalos tanto para gasolina quanto para o etanol

Estes dois modelos acima serão comercializados com o câmbio do tipo Tiptronic de seis marchas.

Mas para quem realmente busca velocidade, estará também disponível a versão GTI com um motor do tipo 2.0 TSI com potência de 220 cavalos para ambos os combustíveis também.

Esta versão mais potente possui transmissão automática com seis ou sete marchas, vai depender do gosto do consumidor.

Se você ainda não viu o novo Golf 2019, então corra e vá a uma concessionária mais próxima de sua casa e veja o que a Volkswagen reservou para quem é fã incondicional da marca.

Por Emmanoel Gomes

Volkswagen Golf 2019


Montadora anunciou que fará mudanças em seus modelos clássicos, como o Gol, o Voyage e a Saveiro.

A marca Volkswagen estará mudando completamente alguns modelos já conhecidos a tempos de seus consumidores. A empresa anunciou mudanças no Gol que já vem sofrendo muitas alterações em seu design ao longo desses anos, o Voyage que também já está bem diferente do seu primeiro modelo e algumas mudanças na Saveiro também serão realizadas.

Se você é amante de carros e tem acompanhado as mudanças dos designs dos veículos nos últimos anos não pode deixar de conferir. Pois os carros estão cada dia mais modernos e confortáveis a cada mudança que sofrem. Os tamanhos de seus interiores e seus estilos estão cada dia mais evoluídos trazendo uma sensação de poder a quem possui seu volante. Sensação que antigamente só era alcançada através de um carro importado, hoje os carros ditos populares estão cada dia mais equiparados com os importados de antigamente.

Com pilotos de bordo, bancos inteiramente de couro vindos de fábrica, motores potentes e supereconômicos. Todos os apetrechos que antigamente eram possuídos apenas por aqueles que adquiriam os carros de luxo. Hoje as montadoras estão transformando os carros populares em verdadeiras máquinas, acessíveis e confortáveis para todas as pessoas.

Por isso, se você está pensando em trocar de carro em breve, aguarde as novidades da Volkswagen, pois a montadora ainda pode te surpreender grandemente de maneira positiva. Trazendo um carro popular com preços acessíveis, porém com design e potência de um supercarro, importado e muito caro.

É bem verdade que o Gol sempre foi um dos carros mais vendidos no Brasil, e nos últimos anos a empresa tem investido pesado em novos modelos do carro, mas dessa vez a Volkswagen prepara algo especial para os amantes da marca e do modelo. Por isso, se você já teve um gol quadrado, ou um Gol bola se prepare porque essa pode ser sua chance de possuir um Gol completamente repaginado, moderníssimo e com características inovadoras no mercado automobilístico.

A Saveiro por sua vez sempre foi considerada um carro para trabalho, hoje muitos também usam as picapes menores para lazer, podendo assim levar muitas coisas em suas viagens, por esse motivo vemos carros desse tipo mais delicados, vamos assim dizer, não sabemos ainda ao certo qual serão as modificações feitas pela montadora porém, algo inovador e moderno é o que podemos esperar.

O Voyage por sua vez nas suas primeiras edições era um caso mais modesto, ideal para a classe média, um carro realmente bem popular, porém seus novos modelos já sofreram grandes mudanças, principalmente em seu estereótipo dando uma nova cara ao veículo, agora é aguardar essas novas mudanças e ver o que realmente a Volkswagen prepara para seus clientes.

Com o mercado de carros cada dia mais competitivo, as montadoras estão apostando nas repaginadas de seus modelos, vimos grandes modelos sofrerem muitas mudanças, permanecendo algumas das vezes somente o nome do modelo. Não sabemos ao certo se é isso que irá acontecer com esses três modelos ou se irão pelo menos preservar a característica dos carros.

Mas ao certo o que temos como certeza é que teremos novos modelos muitos agradáveis aos nossos olhos e com certeza maquinas mais potentes do que as que temos hoje para dirigir.

Se sua preferência é um desses três modelos aguarde que em breve terá ótimas notícias e se prepare, pois surpresas nos aguardam. Por hora é isso que sabemos, que a Volkswagen nos prepara muitas mudanças e melhorias nos modelos Gol, Voyage e Saveiro.

Por Ricardo Ferreira Rodrigues

Gol 2020

Volkswagen Voyage

Volkswagen Saveiro


Veja aqui as primeiras projeções do novo Volkswagen Tarek.

Uma das mais importantes companhias automotoras em todo o mundo, a Volkswagen iniciou o ano de 2018 com novidades a caminho. Trata-se do Tarek, cuja produção está agendada para as plataformas da Argentina, com prazo para aterrissar em território brasileiro no ano de 2020. Em geral, os consumidores estão sempre aguardando por aperfeiçoamentos, mais do que por novidades.

Ao longo dos anos a companhia tem produzido SUVs em menor quantidade dentro deste segmento. Conscientes disso, os líderes da Volkswagen decidiram manobrar esta situação de modo a reverter qualquer prejuízo e promover mais seis novos lançamentos dentro de uma série de SUVs, para esse mesmo ano de 2018. Certamente o primeiro desses compactos será lançado no mês de agosto na China, que consistirá em um modelo totalmente inédito, com projeção global a partir de suas vendas, cuja fabricação já está agendada na unidade localizada na Argentina para o ano de 2020. Um modelo crossover como esse se tornou popular pelo nome Tarek, anteriormente intitulado de Tharu, e sua comercialização se deu no mercado brasileiro como uma espécie de retorno ao sucesso do chamado Jeep Compass, cujo valor foi estipulado em uma faixa imediatamente acima dos seus 100 mil.

A fonte de informação que suplementa este texto foi angariada de um esboço, ou protótipo, anunciado pela Volkswagen, em apresentação realizada ao longo da conferência anual de imprensa, promovida pela empresa. Esta exposição pública visou promover, antecipadamente, o essencial do design do novo Tarek. Este inaugural SUV estará munido de uma grade frontal de largo porte; equipado com faróis de mesma dimensão e dentro da mesma forma já desenhada pela companhia com relação ao intitulado Atlas.

Entretanto, não serão realizadas muitas alterações e atualizações no esboço destinado ao modelo real, sendo que será mantido em seu estilo geral já desenhado, em todos os seus detalhes, como o seu para-choque; com modificações operadas sobre as entradas de ar em suas laterais. No entanto, as luzes para neblina, muito provavelmente, continuarão instaladas na parte de baixo.

No que tange ao espaço interior, certamente esse veículo apresentará uma estrutura muito similar aos modelos anteriores, embora a tendência seja a de que o estilo será mais o de um acabamento de sedã de médio porte, em conformidade ao seu valor de mercado e posicionamento. Todo conforto e bom preço é sempre bem vindo.

O consumidor poderá esperar por algumas tecnologias suplementando este veículo. Uma pequena relação pode dar uma ideia do que está por vir: uma nova central de multimídia aparelhada de comandos acionados por gestos; um painel digital do tipo Active Info Display e, possivelmente, um dispositivo de controle de cruzeiro adaptativo.

A plataforma na qual será produzido é a MQB. Correrá sobre a base do Skoda Karoq, outro famoso SUV. Assim, o novo Tarek contará com dimensões muito similares as do clássico modelo sueco. Em termos de potência de motor, o aparelhamento estará rigorosamente configurado por meio do 1.4 TSI com 150 CV. Se os consumidores desejarem versões mais potentes, as mesmas poderão ser aparelhadas com 2.0 TSI de 200 CV. As duas versões operarão por meio de uma transmissão automática Tiptronic com 6 marchas.

Mas, já que os consumidores precisam esperar pela novidade do Tarek, vale a pena informar-se sobre os demais tipos de SUVs em pauta na Volkswagen, e destinados ao mercado nacional brasileiro. Por exemplo, o Tiguan, cuja estreia está prevista para o primeiro semestre deste mesmo ano, contando com a impressionante versão Allspace de sete lugares. Vale a pena conferir mais detalhes e atualizações oferecidas pela companhia.

Paulo Henrique dos Santos


Modelo é uma versão sedan do já conhecido Polo e conta com novidades.

O novo Volkswagen Virtus 2018 foi apresentado oficialmente e chega ao mercado brasileiro como uma das grandes apostas da montadora alemã. Trata-se da versão sedan do já conhecido Polo, que deve chegar ao mercado brasileiro para concorrer diretamente com os rivais Honda City, Prisma, além do Fiat Cronos e o Toyota Yaris Sedan. O Virtus vem equipado com a tela Active Info Display de 10,25 polegadas, sendo essa uma das novidades no interior.

O Virtus possui muitas semelhanças com o Polo, haja vista o lançamento da Volkswagen ter sido desenvolvido sob a mesma plataforma do hatch: MBQ-A0. A utilização dessa plataforma permite com que muitos componentes do Polo possam ser usados no Virtus 2018. Um dos exemplos está na ficha técnica, pois o mais novo sedan da Volkswagen conta com a mesma suspensão, motores, direção e câmbio do Polo.

No total 3 versões estão disponíveis: 1.6 MSI, 1.0 Comfortline e 1.0 Highline. A versão de entrada, 1.6 MSI, como o próprio nome já indica, vem equipada com o motor 1.6 aspirado de 4 cilindros e capaz de entregar 117 cavalos, sendo que o câmbio é sempre manual de cinco marchas. As outras duas versões são equipadas com o motor 1.0 turbo de 3 cilindros e capaz de entregar 128 cv. Neste caso, o câmbio é sempre automático de 6 velocidades.

E quando o assunto é o visual do novo Virtus 2018, saiba que a dianteira é a mesma encontrada no Polo, com destaque para a mudança que o Polo sofreu na parte inferior visando o mercado sul-americano, pois também está presente no Virtus 2018. A traseira se destaca pela nova identidade da Volkswagen, que é mais prolongada, possui lanternas mais finas com lentes retangulares e bipartidas.

Preços

Confira abaixo a tabela de preços sugeridos das três versões do novo Virtus 2018:

· Volkswagen Virtus 1.6: R$ 59.990

· Volkswagen Virtus Comfortline 1.0: R$ 73.490

· Volkswagen Virtus Highline 1.0: R$ 79.990

Itens de Série

A versão de entrada, Virtus 1.6, vem de fábrica com os seguintes itens inclusos: airbags laterais, ar-condicionado, banco do motorista com funcionalidade para ajuste de altura, direção elétrica, computador de bordo, airbag duplo, sistema Isofix para fixação de cadeiras infantis, vidros traseiros e dianteiros elétricos, alertas de faróis, freios ABS com EDB e controle de tração, indicador de mudança de marcha, banco traseiro rebatível, travamento central elétrico, rádio Media Plus (equipado com SD/USB/Auxiliar/Bluetooth), dentre outros itens.

A próxima versão no posicionamento é o Virtus Comfortline que além dos itens da versão de entrada ainda adiciona: USB no banco traseiro, luzes de alerta em frenagem, vidros dianteiros one touch, faróis de neblina com função curva, difusores de ar traseiros, banco traseiro bipartido, lanternas traseiras escurecidas, freios a disco nas quatro rodas, dentre outros itens.

A versão mais equipada é denominada Virtus Highline e além dos itens das versões anteriores ainda conta com: ar-condicionado automático, luzes de cortesia dianteiras e traseiras, volante com a tecnologia paddle shifts, porta-luvas refrigerado, controle de cruzeiro, entrada e partida sem chave, LEDs diurnos, dentre outros itens.

Consumo e Ficha Técnica

Em relação ao consumo médio do novo Volkswagen Virtus 2018, os resultados apresentados, quando na cidade, foram os seguintes: 8,2 km/l quando abastecido com etanol e 11,9 km/l quando abastecido com gasolina, para o motor 1.6; além de 7,8 km/l(etanol) e 11,2 km/l (gasolina), no caso do motor 1.0. Já quando está na estrada, o consumo do Virtus 2018 passa a ser: 9,5 km/l (com etanol) e 13,8 km/l (com gasolina), para a versão com moto 1.6; e 10,2 km/l (etanol) e 14,6 km/l (gasolina) para as versões equipadas com o motor 1.0.

Para conferir a ficha técnica completa do Virtus 2018 basta acessar o site oficial da Volkswagen através do link www.vw.com.br.

Por Bruno Henrique

Volkswagen Virtus 2018

Volkswagen Virtus 2018


Veja aqui mais detalhes sobre o novo Volkswagen Up! GTI 2018.

O Volkswagen Up! GTI já foi avaliado e já temos a avaliação do seu funcionamento, já dá para adiantar que a notícia é boa e vai agradar a todos que estão interessados em comprar esse carro. Ele é considerado um carro que possui muitas funções positivas e modernas. Veja abaixo os pontos mais positivos do Volkswagen UP GTI.

Volkswagen Up GTI é um carro de muita dirigibilidade

Para quem gosta de colocar o pé na estrada sem susto, esse carro vai funcionar perfeitamente. Ele consegue roda tanto em estradas, como na cidade de forma perfeita. Além de fazer trilha com o 4×4 sem nenhum impedimento. Com esse carro é possível viajar sem aqueles problemas comuns dos outros carros, pois além de enfrentar o tranco na estrada, ele consegue dar muito conforto para todos os ocupantes do carro.

Carro com design esportivo e moderno

Sabe aquele carro que conquista só de olhar? Ele existe sim e seu nome é Volkswagen Up GTI. Ele é um carro bem moderno e com visual impactante, fica difícil não se encantar com esse modelo tão lindo e ao mesmo tempo despojado, só ele consegue unir tantas qualidades de uma só vez.

Vamos ao detalhe da parte externa desse maravilhoso carro

Os detalhes externos desse carro são muitos, então vamos citar os mais importantes: ele possui lindas rodas aro 17” que se destacam logo de cara, carroceria com 2 portas, logotipo GTI se localiza na grade que fica no friso, possui as cores branca, vermelha e preta, que são lindas e fica até difícil de escolher uma apenas, possui suspensão rebaixada em 15 mm, esse último detalhe deixa o carro com uma aparência um pouco mais agressiva e ele consegue dar mais estabilidade ao carro também.

Qual a razão da expressão “Up”?

Muitas pessoas se perguntam o motivo da expressão Up no nome do carro, e a resposta é a seguinte: O Up significa expressão de mais, algo além do esperado e que torna o carro ainda mais especial. Ele possui detalhes como banco com xadrez, que são encantadores e dão um charme todo especial, volante com desenho esportivo, entrada USB para facilitar a transferência de músicas e central multimídia com tela de 5 polegadas, que é de deixar qualquer usuário hipnotizado. Esse é o resumo dos detalhes Ups desse carro tão falado e desejado.

Vamos falar do desempenho e do consumo do Volkswagen Up GTI

Como já foi dito anteriormente, esse carro é capaz de proporcionar muita alegria e satisfação em qualquer estrada. Ele faz de 0 a 100 km em apenas 8,8 segundos, então não tem como duvidar que ele consegue desempenhar muito bem o seu papel. Seu GTI é muito rápido e consegue fazer retomada esperadas em marchas altas. Ele é um carro seguro e com dirigibilidade excelente, o motorista consegue fazer diversas curvas em diferentes velocidades, sem que isso se torne um risco para ele. O seu consumo é muito bom, então esse não é um motivo para reclamar. Ele roda tanto em estrada como na cidade sem problema algum.

Preço inacreditável

Esse carro custa 750 Libras, o que equivale R$3.500,00. Parece um valor inacreditável, porém, ele é real. A notícia negativa é que esse carro não é vendido no Brasil, o que de fato pode parecer até mesmo um pesadelo.

Para quem é indicado o Volkswagen Up GTI?

Esse carro é indicado para passeios em família, amigos e até mesmo casais. Momentos casuais e com muito conforto e segurança. O público feminino já tem esse carro como queridinho, então é muito comum ver elas dirigindo esse modelo.

Essa foi uma boa explicação para dizer o porque do Up do Volkswagen GTI!

Cristiane Amaral


Novo modelo traz segurança e conforto como destaque.

O Volkswagen Passat já está em sua oitava geração no mercado mundial, e em sua última versão comercializada em território nacional, o sedan traz soluções inéditas e modernas, aliadas a um espaço interno maior e melhor conforto para agradar seus exigentes consumidores.

Comercializado em uma versão única denominada Highline pela Volkswagen, o Passat 2018 esbanja espaço e tecnologia, entre seus principais e inéditos recursos oferecidos, temos um painel de instrumentos em formato de uma tela digital de 12 polegadas totalmente configurável denominado Info Display. Uma nova central multimídia acompanha esta nova geração com amplo leque de funções, permitindo seu uso por comando de voz e com sistema de navegação e funções de espelhamento de celulares conjugadas.

Segurança é o grande destaque

O Volkswagen Passat 2018 conta com seis airbags distribuídos em seu interior e um sistema de frenagem automática, uma vez que detecta quaisquer riscos para uma colisão, para isto sensores monitoram constantemente a distância entre o Volkswagen Passat e os demais veículos em sua volta durante o seu deslocamento.

Os pneus possuem um sistema próprio autosselante impedindo que o pneu se esvazie com qualquer objeto que possa perfura-lo, garantindo segurança na condução.

O Volkswagen Passat 2018 ainda é equipado com um sistema de frenagem após colisões em movimento que evita a saída de sua trajetória, além de poder detectar situações críticas de emergências pré-tencionando os cintos de segurança e fechando os vidros do carro.

Conforto na condução

De acordo com o perfil de condução do motorista, ele pode selecionar entre quatro modos diferentes a sua escolha: esportiva, economia ou mesmo um equilíbrio entre estas duas formas.

Os bancos em couro tanto para os ocupantes como o condutor trazem conforto e sofisticação ou interior, tudo isto complementado pelo ar-condicionado dividido em três zonas distintas dentro de um mesmo ambiente, além do volante multifuncional com todos os comandos a mão, operando inclusive o sistema de navegação por voz.

Os bancos possuem ajuste de memória e posições, especialmente o banco do motorista que conta com recursos de até aquecimento caso o motorista deseje.

Volkswagen Passat Highline 2018

Principais Destaques:

Sistema de acesso e partida do veículo sem o uso de chave ou botão.

Ar condicionado divido em 3 zonas principais no veículo.

Faróis de LED.

Painel totalmente digital e configurável.

Controle automático de velocidade e distância.

Principais Equipamentos de Série:

Sensores traseiros e dianteiros para estacionamento do veículo.

Veículo equipado com seis air-bags distribuídos em seu interior.

Sistema de som com quatro alto-falantes e quatro tweeters.

Sensores para detecção de fadiga do condutor.

Volante com comandos multifuncionais de rádio, piloto automático e computador de bordo.

Porta malas com sistema de abertura por sensor no para-choque traseiro.

Sensores para chuva, acionando as paletas e crepuscular, para os faróis e lanternas.

Rodas de 18 polegadas de liga leve, com pneus 235/45 de tamanho.

Sistema de recuperação da energia da frenagem conjugado com sistema Start and Stop garantindo o máximo de eficiência na condução.

Perfil de condução selecionável para quatro níveis diferentes.

Tomadas auxiliares de 12 volts, tanto no interior do veículo como no porta-malas.

Pneus com sensores para perda de pressão.

Faróis com LED e Faróis de Neblina conjugados a carroceria.

Direção progressiva e elétrica.

Bancos revestidos em couro.

Central multimídia com tela de 9 polegadas touch com sistema de espelhamento para smartphones.

Bancos traseiros com apoios na cabeça e bi-partidos.

Distribuição de frenagem eletrônica.

Motorização:

Motor 2.0 litros com tecnologia TSI conjugado com câmbio automático de seis velocidades com recurso Tiptronic.

Preço sugerido: 164.620,00

Todas as demais características e fotos estão disponíveis no configurador da Volkswagen do link: www.vw.com.br/app/configurador/vw-br/pt/passat/30331?page=trim.

Por C.B

Volkswagen Passat 2018

Volkswagen Passat 2018


Modelo 2018 conta apenas com a versão Trendline e diversos itens de série.

O novo modelo do SpaceFox é ideal para quem tem família grande e precisa de muito espaço no carro. Uma das principais novidades é a diminuição da linha: retirou a Comfortline, Highline e a Space Cross, deixando apenas a versão Trendline, para diminuir o preço.

Com um bom espaço interno, a nova versão conta com câmbios robotizados e itens de série que se destacam pela tecnologia. O novo Spacefox tem nada menos que 4,20 metros de comprimento, 1,90 metros de altura e porta-mala com capacidade para 440 litros.

Spacefox 2018: itens de série

Na parte interna, o novo Spacefox conta com ABS, alarme, ar-condicionado, compartimento localizado abaixo do banco de motorista, dois a freios a disco ventilados, faróis de neblina na parte dianteira, luz no porta-mala, revestimento no banco feito em tecido, luz de leitura na parte dianteira e traseira, entre outros.

Em relação à segurança, a nova versão conta com dois airbags, ABS com sistema antitravamento, “easy drive” direção elétrica, sistema de alarme com comando remoto, distribuição eletrônica de frenagem, luz de emergência automática, estepe em ferro e normal, entre outros.

Além disso, o novo Spacefox apresenta volante que conta com ajuste para altura e profundidade, rodas de 15 polegadas, faróis de neblina e ainda retrovisores que possuem indicação de direção. O pacote opcional, denominado Interativo II, tem computador de bordo, sistema de áudio Composition Touch que conta com App-Connect, além de volante com vários comandos. O preço do pacote é R$ 2.490,00.

Motorização da nova versão

O novo Spacefox pode ser encontrado nas seguintes opções: Trendline manual ou I-Motion. O preço, geralmente, é R$ 59 mil e R$ 62 mil, respectivamente. Na versão de entrada, por exemplo, o carro tem motor 1.6 que pode atingir 140 cv de potência, além de câmbio manual de 5 marchas.

Em relação à versão top de linha, o novo Spacefox conta com motor de 1.6 e que pode alcançar 16 cv de potência, além de câmbio automático I-Motion que tem 5 velocidades.

Consumo do novo Spacefox

No último teste feito no carro com motor 1.6 apresentou capacidade de 7,2 Km/L na cidade, e o desenvolvimento na estrada foi de 9,4 Km/L. A primeira versão do Spacefox chegou ao mercado nacional em 2006.

Inicialmente, era chamado Sportvan e foi projetado no País a partir da plataforma do Fox. A família é composta pelos seguintes carros: Fox, CrossFox e Space Cross. Em 2015, as versões foram reestilizadas e ganharam várias novidades como, por exemplo, motor 1.6 16V flex e câmbio manual de 6 marchas.

Outra novidade da Volkswagen, é que a marca está analisando a possibilidade de desenvolver modelos de carro de baixo custo, para mercados emergentes. O projeto inicial é lançar os carros na Índia, mas também existem rumores para expandir os modelos em mercados menores, que poderia incluir países da América do Sul.

Além disso, a marca também apresentou o Crossover, que é 100% elétrico. Um dos maiores diferenciais é a estrutura, que conta com baterias de íon-lítio no assoalho, que conseguem ampliar ainda mais o espaço da cabine. O carro também terá 4 assentos móveis.

Outro destaque é que o I.D Crozz terá dois motores elétricos e que ambos podem atingir juntos 305 cv de potência e uma velocidade máxima de até 180 Km/h. O carro também tem muita autonomia, pois com uma carga completa pode percorrer mais de 500Km e cerca de 80% da bateria pode ser recarregada em apenas 30 minutos.

A previsão é que o primeiro carro elétrico da Volkswagen seja apresentado em 2020 e será a versão da produção do Hatch ID. Vamos aguardar as próximas novidades!

Gostou de conhecer sobre o novo Spacefox 2018? Envie o seu comentário e não deixe de compartilhar a notícia nas suas redes sociais.

Por Babi

Volkswagen Spacefox 2018

Volkswagen Spacefox 2018


Confira as versões e novidades da linha 2018.

A Volkswagen Amarok vem concorrendo diretamente com modelos como S10 da Chevrolet, Ranger da Ford e Hilux da Toyota e com o objetivo de a cada dia ganhar mais espaço no mercado brasileiro, de picapes médias, desde o ano de 2011 ela é vendida na versão simples e na versão cabine dupla.

O modelo tem boa dirigibilidade, transmissão automática de 8 marchas ou câmbio manual de seis marchas e motores modernos.

O veículo possui as seguintes versões: a versão Highline Extreme, a versão Highline, Trendline, a versão SE Cabine dupla, a versão S cabine dupla e a versão S cabine simples.

As versões Highline Extreme e Highline tem motor 2.0 TDI; potência de 180 cv e biturbo diesel. Possui torque de 42,8 kgfm e transmissão automática de 8 velocidades.

A versão Trendline possui motor 2.0 TDI, potência de 180 cv; torque de 42,8 kgfm e biturbo diesel. Vem com freios ABS off- road; rodas de liga leve com aro de 17 polegadas; transmissão automática de 8 velocidades; airbag para o passageiro; airbag para o motorista; volante com ajuste de altura; volante com ajuste de profundidade; banco dianteiro do motorista com ajuste de altura; banco dianteiro do passageiro com ajuste de altura; ar-condicionado; direção hidráulica; pneus 245/ 65 R17; tração 4 X 4; Bluetooth; entradas para cartão SD e para USB.

Na versão SE Cabine Dupla tem motor 2.0 TDI; com potência de 180 cv e com torque de 40,8 kgfm e biturbo diesel. Vem com tração 4X4; pneus 245/ 70 R16; rodas de liga leve com aro de 16 polegadas; transmissão manual com 6 velocidades; volante com ajuste de altura; volante com ajuste de profundidade; airbag para motorista; airbag para passageiro; ar-condicionado; direção hidráulica; banco dianteiro do motorista com ajuste de altura; banco dianteiro do passageiro com ajuste de altura; freios ABS off- road; vidros elétricos; entradas para cartão SD, para USB e Bluetooth.

A S cabine dupla tem motor 2.0 TDI; potência e 140 cv; torque de 34,7 kgfm; turbo diesel; freios ABS off-road; rodas de aço com aro de 16 polegadas; transmissão automática de 6 velocidades; airbag para o passageiro; airbag para o motorista; volante com ajuste de altura; volante com ajuste de profundidade; banco dianteiro do motorista com ajuste de altura; banco dianteiro do passageiro com ajuste de altura; ar-condicionado; direção hidráulica; pneus 245/ 70 R16; tração 4 X 4; três apoios de cabeça e o banco traseiro vem com três cintos de segurança retráteis.

Já a versão S Cabine Simples tem motor 2.0 TDI; potência de 140 cv; torque de 34,7 kgfm; turbo diesel; freios ABS off-road; rodas de aço com aro de 16 polegadas; transmissão automática de 6 velocidades; airbag para o passageiro; airbag para o motorista; volante com ajuste de altura; volante com ajuste de profundidade; banco dianteiro do motorista com ajuste de altura; banco dianteiro do passageiro com ajuste de altura; ar-condicionado; direção hidráulica; pneus 245/ 70 R16 e tração 4 X 4.

Todos os modelos possuem ainda sistema de frenagem pós-colisão (automática) e sistemas auxiliares de condução: BAS; ASR; EDS; EBD; ESC; HSA; HDC e RBS.

Em relação ao preço, eles variam de acordo com o modelo. A Amarok S cabine simples sai por R$ 116.990; a versão S cabine dupla por R$ 126.990; a versão SE por R$ 130.990; a Trendline por R$ 148.990; a Highline por R$ 167.990 e a versão Highline Extreme sai por R$ 177.990.

Veja a Ficha técnica:

Motor

Motor: 2.0

Tipo: movido a diesel

Número de cilindros: 4 cilindros

Válvulas: 16 válvulas

Potência: 140 cv (versão S cabine simples e S cabine dupla) /180 cv (versões Highline Extreme, Highline, Trendline e SE cabine dupla)

Tipo de Transmissão: câmbio manual de seis marchas (versões SE Cabine dupla, S cabine dupla e S cabine simples) ou automático de oito marchas (versões Highline Extreme, Highline e Trendline,)

Dimensões

Comprimento – 5254 mm

Altura – 1834 mm

Largura – 1944 mm

Distância entre eixos – 3095 mm

Capacidades

Peso – 1901 Kg (cabine simples)

Peso – 2027 Kg (cabine dupla)

Capacidade do tanque – 80 Litros

Por Lorena Ruiz

Volkswagen Amarok 2018


O novo Volkswagen Fox/CrossFox 2018 chega ao mercado nacional nos primeiros meses do próximo ano com um estilo renovado para atender às exigências cada vez mais intensas de sua clientela relacionada.

O início de cada ano apresenta uma grande variedade de lançamentos dos modelos mais amados pelos consumidores e um deles diz respeito ao Volkswagen Fox/CrossFox 2018 cujos detalhes serão abordados em seguida neste artigo.

Informações mecânicas sobre novo Volkswagen Fox/CrossFox 2018

O objetivo principal com as melhorias relacionadas ao Volkswagen Fox/CrossFox 2018 consiste na sua capacidade de competir diretamente com o modelo T-Cross apresentando, por isso, um visual muito mais esportivo do que nas gerações anteriores.

Ao considerar o seu padrão mecânico, este automóvel possui motor do tipo 1.6 litros 16 válvulas flex o qual tem uma potência máxima de 120 cavalos quando usa etanol e de 110 cavalos quando está abastecido com gasolina.

Sobre suas opções de transmissão pode apresentar um câmbio manual de seis marchas ou, ainda, um câmbio automático do tipo I-Motion com um total de cinco velocidades disponíveis.

Sobre seu desempenho, de maneira específica, acelera de 0 a 100 Km/h em 10,2 segundos quando utiliza gasolina chegando a uma velocidade de no máximo 177 Km/h enquanto para etanol acelera em 10,7 segundos com um máximo de velocidade chegando em 180 Km/h.

Em relação ao seu consumo de combustível, o Volkswagen Fox/CrossFox 2018 possui os seguintes gastos relacionados:

· Cidade: modelos com motor 1.0 litros fazem 12,3 Km/l com gasolina e 8,6 Km/l com álcool enquanto os veículos que têm motor 1.6 litros chegam a 10,7 Km/l usando gasolina e 7,7 Km/l tendo como combustível o etanol.

· Estrada: modelos com motor 1.0 litros fazem 13,5 Km/l com gasolina e 9,3 Km/l com álcool enquanto os veículos que têm motor 1.6 litros chegam a 13,1 Km/l usando gasolina e 9,2 Km/l tendo como combustível o etanol.

Aspectos diferenciados do Volkswagen Fox/CrossFox 2018

O Volkswagen Fox/CrossFox 2018 tem componentes esportivos diversos sendo liberados como elementos de série a exemplo das rodas de liga leve com aro de 15 polegadas tendo uma suspensão elevada em 33 milímetros.

As suas dimensões físicas são compostas por 4,05 metros de comprimento, 1,60 metros de altura, 1,90 metros de largura bem como uma distância entre eixos de 2,46 metros possuindo, ainda, um porta-malas com capacidade para armazenar até 280 litros em seu interior.

Pela sua vocação muito esportiva, o Volkswagen Fox/CrossFox 2018 apresenta uma estrutura que suporta o seu uso em pisos irregulares por meio de elementos componentes como:

· Faróis com iluminação de longo alcance

· Quebra-mato com estrutura integrada ao para-choque

· Estepe externo e molduras laterais

· Rack presente no teto

São oferecidos ainda itens de série importantes como ar condicionado equipado com filtro para reter itens como poeira e pólen, freios do tipo ABS com EBD, controle de tração além de volante multifuncional com revestimento em couro com opção para ajuste de altura.

Melhores dicas para manutenção Volkswagen Fox/CrossFox 2018

Ao considerar os serviços de manutenção relacionados com o Volkswagen Fox/CrossFox 2018, existem custos para consumo acima de 60.000 quilômetros em uma faixa de valores que varia de R$2.909,00 para modelo 1.0 12 válvulas até R$3.305,00 para componente com 1.6 litros de 16 válvulas.

É possível, ainda, aos interessados neste tipo de atendimento adquirir um pacote pelo valor fixo de R$999,00 para cobrir as três primeiras revisões em qualquer modelo da motorização adotada.

Principais preços relacionados com Volkswagen Fox/CrossFox 2018

Os preços que são solicitados para quem deseja adquirir um Volkswagen Fox/CrossFox 2018 apresentam as seguintes variações financeiras de acordo com as suas versões delimitadas:

· Fox Trendline: oscila de R$48.830,00 a R$53.360,00 dependendo da motorização 1.0 ou 1.6 litros.

· Fox Track 1.0: valor inicial de R$52.150,00

· Fox Comfortline 1.6: pode ser adquirida a partir de R$57.090,00

· Fox Highline 1.6 I-Motion: apresenta um preço para modelos básicos de R$65.830,00

· Fox Pepper 1.6: montantes financeiros a partir de R$62.430,00

· Cross Fox 1.6 e 1.6 I-Motion: possui valores variando em R$71.290,00 e R$72.190,00.

Conclusão

Assim, o novo Volkswagen Fox/CrossFox 2018 chega ao mercado nacional nos primeiros meses do próximo ano com um estilo renovado para atender às exigências cada vez mais intensas de sua clientela relacionada.

Por Ana Camila Neves Morais

Volkswagen CrossFox 2018


O Volkswagen Polo 2018 se mostra como uma indicação interessante para quem deseja adquirir um novo veículo neste próximo ano com preços adequados e, ainda, uma estrutura de funcionamento moderna para seus ocupantes e proprietário.

O novo Volkswagen Polo 2018 consiste na maior aposta desta concessionária para o ano que vai ser iniciado consistindo, neste caso, na sexta geração do automóvel que chega em terras brasileiras com visual semelhante ao europeu e mecânica moderna.

Principais características do novo Volkswagen Polo 2018

Ao considerar a sua parte mecânica, o Volkswagen Polo 2018 possui uma dinâmica moderna variando em suas opções de acordo com a versão escolhida sendo que na 1.0 MPI existe um motor com esta mesma quantidade de litros com três cilindros em um câmbio do tipo manual com cinco marchas.

Com relação ao seu desempenho pode utilizar gasolina ou etanol tendo potência, respectiva, para estes combustíveis utilizados de 75 e 84 cavalos em um torque de 9,7 e 10,4 Kgfm.

Quanto à sua capacidade de aceleração, segundo a Volkswagen vai de 0 a 100 Km em 13,3 segundos utilizando etanol o que indica que sua relação de marchas é relativamente curta.

A outra versão deste veículo é a 1.6 MSI com motor maior composto por 16 válvulas e 1.6 litros que mantém um comportamento mecânico melhor com o etanol com potência de 117 cavalos e torque de 16,5 Kgfm contra 110 cavalos de potência e torque de 15,8 Kgfm quando a gasolina é utilizada.

Nesta versão, o Volkswagen Polo 2018 mantém uma caixa de transmissão do tipo manual com cinco marchas conseguindo fazer, de acordo com a concessionária, 9,6 segundos para chegar de 0 a 100 Km/h em sua aceleração.

Quando se considera as versões Comfortline e Highline deste carro da Volkswagen, possui um motor do tipo 1.0 litros TSI do tipo turbo o qual apresenta uma potência maior que pode chegar a impressionantes 20,4 Kgfm de torque para qualquer tipo de combustível.

Nestas versões top de linha, o Polo 2018 consegue chegar a 128 cavalos usando etanol e 115 cavalos tendo a gasolina como combustível apresentando câmbio automático de seis marchas.

Componentes básicos presentes no Volkswagen Polo 2018

Na sua versão 1.0 MPI, o Volkswagen Polo 2018 possui direção e vidros elétricos, ar condicionado, airbags dianteiros e traseiros – dois em cada um deles, banco do motorista com regulagem de altura e, ainda, computador de bordo.

A próxima versão é a 1.6 MSI que conta com acabamento disponível nas cores cinza de tonalidade clara e bancos revestidos em tecido com elementos de série como Isofix, chave tipo canivete que permite acionamento remoto bem como suporte para smartphone.

Em sua versão conhecida como Comfortline o perfil de acabamento é diferenciado com contraste de cinza e preto além da presença de partes brilhantes como no seu painel de instrumentos utilizando materiais e texturas igualmente inovadoras.

Com relação à sua estrutura, esta versão do Volkswagen Polo 2018 possui diferenciais como controle de estabilidade equipado com bloqueio eletrônico, sistema multimídia do tipo Composition Touch além de rodas de liga leve com 15 polegadas e sensor de estacionamento.

A versão mais refinada deste veículo é a Highline com itens diferenciados como piloto automático, ar condicionado do tipo digital, porta-luvas refrigerado, volante revestido totalmente em couro, luzes diurnas em LED, dentre outros.

Preços para obter um Volkswagen Polo 2018

Para a aquisição definitiva de um Volkswagen Polo 2018, as versões iniciais do modelo podem ser adquiridas por R$49.990,00 – 1.0 MPI – e por R$54.990,00 – 1.6 MSI.

Estes montantes podem ser aumentados pela escolha de pacotes adicionais ofertados com elementos como sistema multimídia Composition Touch com tela de 6,5 polegadas ou, ainda, controle de estabilidade que possui junto sistema de secagem dos freios.

A versão Comfortline pode ser levada para casa por valores iniciais de R$65.190,00 existindo adicionais disponíveis como ar condicionado digital de uma zona, rodas de liga leve com 16 polegadas, sensor de chuva, detector de pressão nos pneus e outros.

No formato Highline, o Polo da nova geração não sai por menos de R$69.190,00 tendo itens que podem ser adicionados como câmera de ré, quadro de instrumentos digitais com tela de 10,25 polegadas em alta definição e auxiliares variados para condução do automóvel.

Conclusão

Desta forma, o Volkswagen Polo 2018 se mostra como uma indicação interessante para quem deseja adquirir um novo veículo neste próximo ano com preços adequados e, ainda, uma estrutura de funcionamento moderna para seus ocupantes e proprietário.

Por Ana Camila Neves Morais

Volkswagen Polo 2018

Volkswagen Polo 2018


O novo modelo promete estrear no ano que vem cheio de novidades e com linhas e design totalmente renovado.

O final do ano está chegando e com ele as novidades trazidas pelas principais montadoras de veículos do país. Desta vez, a Volkswagen anunciou nesta primeira quinzena de novembro de 2017, o lançamento da versão 2018 do seu sucesso de vendas e ‘queridinho’ de muitos consumidores de carros esportivos: o novo Golf GTE 2018.

Como é marca registrada da montadora, a inovação, aliada à tecnologia e ao conforto e segurança de seus modelos, o novo modelo promete estrear no ano que vem cheio de novidades e com linhas e design totalmente renovado.

Com vendas já iniciadas nas concessionárias antes do seu lançamento oficial, o novo modelo vem com vários itens que prometem alavancar as vendas no país e colocá-lo de vez em pé de igualdade com os seus concorrentes na categoria de esportivo de luxo.

As mudanças já podem ser observadas desde já desde o seu aspecto externo quanto ao seu interior e em alguns itens de sua mecânica.

Para começar, as novas linhas e o novo desenho deixaram o veículo com um ar mais agressivo e sem perder a pinta de esportivo. Tanta inovação parece trazer ao consumidor brasileiro um esportivo do tipo hatch e com requintes inconfundíveis de sofisticação e muito luxo.

O Golf é um veículo que está no mercado desde 1994 e ao longo de todo este tempo, ele vem passando por uma série de modificações e melhoras, o que na Volkswagen costuma se chamar de gerações sucessivas a cada modelo que é lançado.

Atualmente, o atual modelo que está sendo vendido no país faz parte da chamada sétima geração e pode ser considerada como um das melhores produzidas pela montadora.

Antes de colocar no mercado nacional o atual modelo, o Golf não era um bem produzido pela indústria nacional brasileira. Ele foi primeiramente importado da Alemanha, logo nas suas primeiras versões e depois do México.

A partir da sétima geração, o modelo atual passou a ser fabricado inteiramente no Brasil, na unidade de São José dos Pinhais, interior do estado do Paraná, dividindo o mesmo espaço de produção de outro modelo de sucesso, o Audi A3 Sedan.

Para quem se interessa por motores, o novo Golf 2018 manteve o mesmo motor 1.6 do tipo aspirado e os do tipo Turbo 1.0, 1.4, TSI e o valente 2.0 com potência de 220 cavalos de força. Apesar da potência dos motores, a montadora garante que o novo modelo deverá ser bem mais econômico que o atual.

Além da mecânica, o novo modelo deverá apresenta uma série de novidades tecnológicas que prometem facilitar e proporcionar um maior conforto na vida dos seus ocupantes.

Apesar de tentar manter segredo sobre o novo modelo, a Volkswagen não conseguiu segurar a ansiedade dos seus admiradores e foram várias as fotos espalhadas pelos sites e redes sociais que já mostravam o novo lançamento.

Quem quiser ter o novo modelo 2018 na sua garagem, é bom também não esquecer do preço. Dependendo da versão que cliente escolher para o seu modelo o preço pode variar bastante.

Para as versões mais simples, como a 1.0 Comfortline, o preço de venda pela tabela atual pode ultrapassar os R$ 75.000,00. Quem desejar um pouco mais de sofisticação e estiver disposto a colocar a mão no bolso, o preço de versão GTI, com motor do tipo 2.0 TSI DSG deverá ficar com algo em torno de R$ 128.000,00.

Para os fãs do automóvel e que não dispensam garantir o seu novo modelo, é bom ir se apressando e garantir o seu nas concessionárias se quiser entrar 2018 a bordo do esportivo mais luxuoso da marca alemã que promete desbancar muito concorrente pela frente.

Por Liana Gifoni

Volkswagen Golf GTE 2018


Acesse aqui mais detalhes sobre o novo Volkswagen Polo 2018.

Mais detalhes sobre o Volkswagen Polo 2018 acabaram de ser confirmados pela montadora alemã. Vale destacar que a nova geração do Polo já havia sido lançada na Alemanha, porém, a novidade acaba de chegar ao mercado brasileiro. As novas versões do Polo começarão a ser vendidas por aqui no final de outubro. Com preço inicial variando de R$ 49.990,00 a R$ 69.190,00, o novo VW Polo 2018 é uma das principais novidades do mercado de automóveis do Brasil.

Versões e Preços

O mais novo lançamento da Volkswagen virá acompanhado de nada menos que quatro versões, são elas: Polo 1.0, Polo 1.6 MSI, Polo 200 TSI Comfortline e Polo 200 TSI Highline. Um detalhe importante é que, mesmo com a pequena diferença na faixa de preços, existe uma grande variação quando falamos de itens de série. Dessa forma, as versões mais turbinadas contam com um grande número de equipamentos e acessórios, enquanto que as versões de entradas são mais simples nesse aspecto.

A versão mais simples é o Polo 1.0 com preço sugerido de R$ 49.990. Os itens de série dessa versão são: rodas de 15 polegadas equipadas com calotas, ar-condicionado, freios ABS nas rodas dianteiras, freios a tambor nas traseiras, direção elétrica, suporte de celular no painel, quatro airbags e sistema de som Media Plus.

Quanto aos opcionais do Polo 1.0, existem dois pacotes disponíveis: o Kit Safety, que custa R$ 1.050 e é composto de controle de tração, computador de bordo com display multifuncional, bloqueio eletrônico de diferencial e controle de estabilidade; além do Connect Pack, com valor de R$ 2.600, que dispõe dos itens do Safety Pack mais volante multifuncional, rádio Composition Touch com App Connect e rodas de liga-leve de 15 polegadas.

A segunda versão de entrada é chamada de Polo 1.6 MSI e tem preço sugerido de R$ 54.990. Os itens de série são os mesmos encontrados no Polo 1.0, sendo que a versão 1.6 MSI ainda adiciona o motor 1.6 MSI. Além disso, os opcionais dessa versão são os mesmos da versão anterior, ou seja, Kit Safety (R$ 1.050) e Connect Pack (R$ 2.600).

A primeira das versões turbinadas é chamada de Polo 200 TSI Comfortline, que tem preço sugerido de R$ 65.190. Além dos itens citados anteriormente, essa versão também dispõe de:freios a disco nas quatro rodas, controle de estabilidade, volante multifuncional, terceira entrada USB para o banco de trás, assistente de partida em rampa, luz de assistência a manobra, bloqueio eletrônico do diferencial, grade cromada, sensor de ré, apoio de braço dianteiro, direção com funcionalidade para ajuste de altura e profundidade, lanternas traseiras escurecidas, dentre outros itens.

Os opcionais do Polo 200 TSI Comfortline são:

· Kit Tech I, que custa R$ 2.200 e é composto pelos seguintes itens: controle de velocidade de cruzeiro, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, chave presencial com partida por botão, sensores de chuva e crepuscular, volante revestido de couro, farol com ajuste automático de intensidade, retrovisor eletrocrômico, aletas para trocas de marchas e rodas de liga-leve de 16 polegadas.

· Kit Tech II com preço de R$ 3.500: todos os itens do Kit Tech I, além de detector de fadiga, indicador de pressão de pneus, porta-luvas refrigerado, ar-condicionado digital, câmera de ré, ajuste de altura do assoalho, sistema de frenagem pós-colisão e porta-malas com rede.

A última e mais potente versão é o Polo 200 TSI Highline com preço sugerido de R$ 69.190. Seus itens de série são:ar-condicionado digital, aletas para trocas de marchas atrás do volante, chave presencial, controle de velocidade de cruzeiro, rodas de liga-leve de 16 polegadas, grade pintada de preto brilhante, porta-luvas refrigerado, sistema de rebatimento do banco do passageiro dianteiro e luzes diurnas de LED.

Bancos e portas totalmente revestidos de material sintético Native, que imita couro, fazem parte dos opcionais e custam R$ 800 a mais.Outra opção é o Kit Tech High de R$ 2.800 e que vem acompanhado dos seguintes itens: central multimídia Discovery Media com GPS, além de tela sensível ao toque de 6,5 polegadas, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, retrovisor eletrocrômico, sensores de chuva e crepuscular, sistema de comandos por voz, detector de fadiga, sistema de frenagem pós-colisão, farol com ajuste automático de intensidade, indicador de pressão dos pneus e câmera traseira. O outro pacote disponível é o Technology Pack de R$ 4.500, que une todos os itens do Kit High tech a rodas de liga-leve de 17 polegadas e quadro de instrumentos digital.

Motorização

A versão de entrada, Polo 1.0, é equipada com o motor 1.0 aspirado de 10,4 kgfm e 84 cv. A versão intermediária, por sua vez, conta com o motor 1.6 MSI sob o seu capô, que possui 117 cv e 16,35 kgfm. Nessas duas versões o câmbio é manual de cinco marchas.

O motor 1.0 TSI está presente nas duas versões mais turbinadas do novo VW Polo 2018. Vale destacar que esse é o mesmo motor encontrado no compacto Up!. Apesar disso, o mesmo foi redesenhado para ter um melhor desempenho. O resultado disso são os 128 cv e 20,4 kgfm de torque. A transmissão é sempre automática e de seis velocidades.

Por Bruno Henrique


O novo Gol já chegou à sua sétima geração e traz diversas novidades.

O Gol da Volkswagen foi lançado na década de 80 no mercado brasileiro e não teve uma vida fácil no começo. Em seu lançamento, o modelo era comercializado com um motor refrigerado por ar que veio do Fusca, desta forma, o número de vendas até 1984 não cresceu muito, foi quando a montadora colocou no mercado nacional o veículo com refrigeração a água, motor este que era utilizado do antigo Passat. A partir deste momento, o veículo se tornou o modelo mais comercializado do Brasil por seguidos 25 anos e assim acabou se tornando o modelo de maior fama da montadora após o Fusca. No ano de 2014, acabou perdendo o posto de veículo mais comercializado, devido à desatualização e pouco cuidado da montadora em busca de melhorar o Gol para que sua história continuasse sendo de sucesso.

E agora o novo Gol já chegou à sua sétima geração e com diversas novidades. Confira abaixo a ficha técnica do modelo:

Ficha técnica Gol 2017

Motor 1.0 com 72 cavalos à gasolina e 76 cavalos à etanol, sendo câmbio manual com 5 marchas

Motor 1.6 com 101 cavalos à gasolina e 104 cavalos à etanol, sendo câmbio manual com 5 marchas ou automatizado/ automático I-MOTION com a função Tiptronic

Consumo

Motorização 1.0 – Com etanol 8,9 Km/l e com gasolina 13 Km/l (média estrada/ cidade).

Motorização 1.6 – Com etanol 8,1 Km/l e com gasolina 11,9 Km/l (média estrada/ cidade).

Altura – 1.464 mm

Distância entre eixos – 2.465 mm

Comprimento – 3.895 mm

Largura – 1.893 mm

Capacidade do tanque é de 55 L

Capacidade do porta-malas é de 285 L

Versões do Gol 2017

Hoje, a montadora comercializa no mercado nacional o Gol com as versões: Track 1.0, Special 1.0, Trendline 1.0, Comfortline 1.0, Trendline 1.6, Comfortline 1.6, Rallye 1.6 e Highline 1.6.

Preços do Gol 2017

Track 1.0 – câmbio manual – R$ 39.950,00

Trendline 1.0 – manual – R$ 35.000,00

Trendline 1.6 – manual – R$ 41.530,00

Comfortline 1.0 – manual – R$ 40.440,00

Comfortline 1.6 – manual – R$ 44.860,00

Comfortline 1.6 – câmbio automatizado – R$ 48.030,00

Highline 1.6 – manual – R$ 52.420,00

Highline 1.6 – automatizado – R$ 55.690,00

Rallye 1.6 – manual – R$ 55.650,00

Rallye 1.6 – automatizado – R$ 58.910,00

Por Filipe Silva

Volks Gol 2017


Novo modelo virá ao Brasil com algumas melhorias em relação a primeira geração.

A Volkswagen anunciou que a nova geração do Tiguan estará aqui no Brasil para seus clientes no início de 2018. Com algumas melhorias em relação a primeira geração do modelo, a principal delas está no motor, que virá com incríveis 220 cv e 2.0 TSI turbo. A primeira geração conta com motor 1.4 TSI e 150cv.

As rodas serão maiores que os faróis, seguindo a linha dos SUVs vendidos pelo mundo. A geração do Tiguan 2018 também virá com mais espaço. Os passageiros dos bancos de trás andarão no veículo com um conforto invejável. Para isso a merca teve que diminuir um pouco a capacidade do porta-malas, mas que ainda segue bem espaçoso.

O novo Tiguan que chegará ao Brasil ano que vem será importado do México. A estrutura da nova geração virá com as características do SUV vendido nos Estados Unidos, ou seja, um carro maior que a versão europeia e com a opção de mais bancos traseiros, totalizando em sete assentos.

O motor é a terceira geração do 2.0 TSI, tem menos potência que antes, mas conta com mais torque e eficiência, que é o que faz diferença nas ruas. Por dentro o visor do carro é como se fosse um tablet, tudo digital. O novo Tiguan segue o fluxo de investir em tecnologia de ponta como os outros modelos de outras marcas.

As novas características chegam, mas outras antigas a Volkswagen resolveu manter, já que existe uma boa aceitação de seus clientes. Um exemplo é a regulagem do volante. De resto a marca vai adaptando seus carros com as demandas do mundo moderno. O sistema multimídia do Tiguan 2018 tem comando por gestos e o motorista ainda tem a opção de mudar o sistema de tração das rodas para adaptar o carro de acordo com o terreno.

Mesmo com essa ansiedade que a VW cria em seus consumidores, vale lembrar que na Europa a versão nova do Tiguan tem oito versões de motor, mas aqui no Brasil só chegará, por enquanto, a versão 2.0 de 220cv, EA888, com turbocompressor e injeção direta. Os clientes brasileiros só terão disponível a versão chamada Allspace, com sete bancos.

O Tiguan virá do México ao invés da Alemanha, pois do México a isenção de imposto de importação é 35% menor. Mesmo assim, o veículo não chegará barato. A expectativa é que o preço seja a partir de R$ 140.000.

Por Carolina Costa

Volkswagen Tiguan 2018


Nova geração da Kombi será elétrica e altamente moderna.

Depois de 4 anos de aposentadoria, a icônica Kombi vai voltar. Quem confirma a notícia é a própria marca dona do modelo Volkswagen. O modelo atendeu bastante consumidores durante os seus 63 anos de comercialização no mercado, agora ela volta de cara nova. O automóvel terá uma nova geração e será no formato de um carro elétrico, tudo de acordo com o conceito ID Buzz Concept, que foi evidência no Salão de Detroit, nos Estados Unidos no início deste ano.

Quem anunciou a novidade foi o próprio chefe da montadora alemã, Herbert Diess, que deu entrevista a um site inglês de veículos. A “Antiga Dama” dos amantes de Van terá uma linha sofisticada que a marca está projetando. É a linha de elétricos e híbridos que a Volkswagen quer ter em sua plataforma e disposto no mercado a partir de 2020, com o inédito conceito MEB. Para os apreciadores de carros antigos, a novidade não para por aí. A releitura do Fusca também foi destaque da marca no Salão de Paris em 2016, que também foi apresentado com o conceito ID Concept.

A plataforma da marca para carros elétricos já vai começar na nova versão da Kombi. Além do design mais esportivo, o modelo atual terá dois motores elétricos que juntos, um em cada eixo, farão 374 cv. Além disso, a capacidade do carro será insonhável para uma Van: levar o automóvel de 0 km/h a 100 km/h em incríveis 5 segundos. A velocidade máxima da Kombi vai ser de 160 km/h.

Atualmente os carros elétricos não tem uma boa autonomia. A recarga das baterias acontece de forma rápida, em 30 minutos de uso e elas já exigem recarga. Contudo, a autonomia da Kombi será de impressionar: serão 434 km de independência de recarga. O estilo do novo modelo também já entrega no primeiro momento que é um carro elétrico. O design do conceito ID Buzz Concept é similar nos automóveis. As linhas do carro são em um formato quadrado e os faróis e lanternas em led.

Tudo no carro será da mais alta modernidade. As medidas para o transporte de passageiros com bastante conforto (4,9 m de comprimento, 1,96 m de altura, 3,3 m entre-eixos). A nova Kombi vai dispensar motoristas, a condução será autônoma, com monitoramento por radares, câmeras e sensores. O carro também não terá maçanetas para entrar, basta o usuário colocar a mão em um sensor que a porta irá se abrir.

Por dentro, tudo é bem clean. Qualquer precisão para acionar o carro será com sensor para as mãos. A Kombi estará já pronta para andar de forma automática, mas caso algum condutor queira dirigi-la, basta desabilitar o modo autônomo.

Por Carolina Costa

Volkswagen Kombi elétrica

Volkswagen Kombi elétrica


Novo modelo irá desembarcar no Brasil ainda neste ano de 2017.

A montadora germânica de veículos, Volkswagen, apresentou na última terça-feira, dia 13 de junho, de forma oficial, a primeira imagem do novo VW Polo, o qual deverá ser revelado de forma completa na sexta-feira próxima, dia 16 de junho.

Essa geração do VW Polo que foi confirmada já é a sexta e ainda este ano de 2017 irá desembarcar em território brasileiro. Levando em consideração o segmento de hatches, o veículo irá ficar situado logo acima do VW Gol, Fox e Up, e estará logo abaixo do VW Golf.

A fabricante até o momento não publicou dados técnicos sobre o veículo, como os equipamentos e as motorizações que estarão disponíveis em cada configuração. O carro apenas foi visto em momentos de testes, porém ainda nunca foi visualizado de forma oficial sem a camuflagem.

No mercado automobilístico brasileiro, o VW Polo já não é comercializado desde o ano de 2015 e agora irá voltar renovado e produzido em cima da plataforma MQB, a mesma que é utilizada no modelo sedan Audi A3 e também na geração mais recente do Golf, os dois fabricados nas plantas a empresa, no Paraná, na cidade de São José dos Pinhais.

Além do modelo Polo, a empresa alemã também já está preparando o lançamento de um sedã compacto novo, que foi batizado de Virtus e será apresentado muito em breve. As vendas deste modelo serão iniciadas no ano de 2018 e contará com fabricação nacional ainda neste ano.

O sedan novo iria ficar posicionado na faixa de valor entre os modelos Voyage e Jetta, posição essa que, anteriormente quem tomava conta era o modelo VW Polo Sedan. Até o momento não foram publicada imagens e nem detalhes de forma, somente um desenho, o qual apresenta a silhueta do modelo.

Estas renovações fazem parte da estratégia ofensiva da marca que tem como objetivo buscar a recuperação de uma fatia do mercado que foi perdida no mercado nacional. O VW Gol tradicional e famoso campeão no ranking de vendas da companhia irá se manter no portfólio, sendo uma alternativa situada abaixo do VW Polo.

Por Filipe Silva

Novo VW Polo 2018

Novo VW Polo 2018


Confira aqui as principais novidades presentes na Linha 2018 do Volkswagen Fox.

Uma das grandes apostas da Volkswagen para o mercado brasileiro de automóveis é o lançamento da linha 2018 do Fox. Vale destacar que o lançamento já se encontra disponível nas concessionárias da marca em todo o Brasil. Montado na fábrica de São José dos Pinhais (PR), o novo Fox tem como principal destaque um maior número de equipamentos. Além disso, o mesmo não conta com grandes mudanças no design e sofreu alterações em suas versões, sendo que a versão Comfortline 1.0 deixou de fazer parte desta linha. Com preços a partir de R$ 46.890,00, o Fox 2018 também chega mais caro que sua versão anterior.

Uma das mudanças encontradas no Fox 2018 são os novos revestimentos dos bancos em todas as suas versões, além de alterações no figurino. Uma novidade muito interessante é a disponibilidade de equipar o automóvel com o sistema “Composition Touch” já na versão de entrada, a Trendline. Esse sistema é composto por uma tela de 6,5 polegadas sensível ao toque e é capaz de fazer o espelhamento da tela do celular com os sistemas MirrorLink, Google Android Auto e Apple CarPlay. Além disso, a mesma versão ainda pode ser equipada com “Discover Media” e “Composition Media”.

Outro destaque deste lançamento são as opções de cores disponíveis. Sem nenhum custo a mais, é possível escolher entre três opções sólidas: Branco Punto, Preto Ninja ou Vermelho Tornado. Ou se preferir, com custo adicional de R$ 1.401, o cliente pode optar entre as opções metálicas: Azul Night, Cinza Platinum, Prata Sargas ou Prata Tungstênio. A opção perolizada, Preto Mystic, sai por R$ 2.013 a mais. Já a cor Laranja Sahara só está disponível para o CrossFox.

A versão Trendline vem equipada com os seguintes itens: vidros com acionamento elétrico nas quatro portas, sensores de estacionamento traseiro, retrovisores com ajuste elétrico e função “tilt down” para o lado do passageiro, luzes indicadoras de direção integradas nos retrovisores, sistema de som “Media Plus”, além de maçanetas e retrovisores pintados na cor do veículo.

Já a versão intermediária, a Comfortline, conta com os itens da versão anterior, além de câmera traseira de auxílio ao estacionamento, rodas de liga leve de 15 polegadas, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, tomada 12V, rede porta-objetos no porta-malas, volante multifuncional com acabamento de couro e sistema de som “Composition Touch”.

Já as versões Pepper, Highline e CrossFox adicionam os seguintes itens: assistente de partida em rampas, câmera traseira de auxílio ao estacionamento, controle eletrônico de estabilidade, sistema de monitoramento da pressão dos pneus e luz de conversão estática.

Em relação à motorização do Volkswagen Fox 2018, saibam que não houve mudanças. Dessa forma, ainda estão sob o capô as seguintes opções: 1.0 de 82 cv de potência, 1.6 de 104 cv de potência e 1.6 de 120 cv de potência.

Por Bruno Henrique


Convocação atinge proprietários dos modelos fabricados entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017.

Só quem já passou por um serviço de recall, sabe como é algo demorado, estressante e, as vezes, temos que cancelar toda a nossa agenda diária por causa de um serviço mal feito. A bola da vez dos inúmeros recalls do Brasil, ficou por conta da alemã Volkswagen, que acaba de convocar os proprietários dos modelos up!, Gol, Voyage, Saveiro, Fox, CrossFox, SpaceFox e SpaceCross para fazer um recall urgente na concessionárias da marca.

Segundo a montadora, todos os carros fabricados entre 1 de março de 2016 e 12 de janeiro de 2017, devem ser levados à qualquer concessionária para reparo de uma falha que foi identificada no alternador da bateria. Recomenda-se que o recall não seja ignorado pelos donos dos carros, pois o problema, se não for corrigido, pode ocasionar uma pane elétrica geral e, como consequência, a parada de forma inesperada do carro, causando acidentes ou eventuais transtornos.

O defeito de fábrica não permite que o alternador gere energia suficiente para a bateria e para toda a parte elétrica do automóvel. Com isso, toda a energia disponível fica armazenada somente na bateria e pode se esgotar a qualquer hora, afetando de forma direta todo o funcionamento do propulsor. Durante o recall, será feita uma rigorosa inspeção e se houver necessidade, será feita a substituição da peça.

Todo o serviço dura em média cerca de três horas e poderá ser agendado a partir do dia 10 de maio. A montadora alemã disponibiliza o telefone 0800 019 8866 ou o site www.vw.com.br para sanar demais dúvidas dos proprietários e fazer os agendamentos. Lembrando que o horário de realização dos serviços é das 8 até às 17 horas, de segunda a sexta-feira. Vale ainda alertar, para que se evite ainda mais transtornos, é que o serviço só poderá ser feito em toda rede concessionária VW de qualquer lugar do país, pois o mesmo será totalmente gratuito. Oficinas multimarcas até realizam a troca da peça, mas o serviço não é gratuito. Ao todo, a montadora alemã espera fazer o reparo em 54.170 veículos em todo o país. Não perca tempo e agende o reparo do seu carro, se você foi o contemplado da vez.

Rodrigo Souza de Jesus


Volkswagen Saveiro chega a linha 2018 com versão inédita e preços mais altos.

A montadora britânica Volkswagen informou na última nesta sexta-feira, dia 28 de maio, que o modelo Saveiro em sua linha 2018 já está chegando às concessionárias do mercado brasileiro. Após sua última reestilização no ano de 2016, as alterações sofridas agora foram somente na lista de equipamentos e também na oferta de versões.

Versões e Preços

  • Cross Cabine Dupla: Custa R$ 77.470 – custava R$ 73.790
  • Cross Cabine Estendida: Custa R$ 74.250 – custava R$ 70.590
  • Highline Cabine Dupla: Custa R$ 67.560 – custava R$ 67.087
  • Robust Cabine Simples: Custa R$ 46.530 – custava R$ 46.205
  • Robust Cabine Dupla: Custa R$ 57.890 (versão nova)
  • Trendline Cabine Dupla: Custa R$ 65.950 – custava R$ 59.608
  • Trendline Cabine Simples: Custa R$ 57.340 – custava R$ 51.149

Anteriormente o modelo Robust só era comercializado na versão de cabine simples, agora conta também com a versão de cabine dupla. Ainda que a picape tenha tido uma aumento em seu espaço, a versão nova não é comercializada de série com direção hidráulica, ar-condicionado, travas e vidros elétricos, itens esses que são ofertados por meio de um pacote único opcional, ainda conta com chave canivete.

Por outro lado, a configuração Trendline acabou perdendo a versão com cabine estendida, entretanto, agora passou a contar de série, desde a versão de cabine simples, com equipamentos como rádio com Bluetooth, ar-condicionado, suporte para smartphone com entrada USB, retrovisores e travas elétricas, alarme sem chave, chave canivete, o que era comercializado, anteriormente, como itens opcionais.

A Saveiro na versão Cross e Highline agora ganharam somente o suporte para smartphone com entrada USB, localizado na parte superior do painel. E a versão Highline passou a contar com três pacotes de itens opcionais, já a configuração Cross conta somente com dois.

Somente a versão Cross conta com a opção de cabine estendida, além de ser a única que vem equipada com o propulsor atualizado 1.6 MSI, possuindo 16 válvulas e gerando uma potência de até 120 cavalos. As outras configurações são equipadas com motor de 8 válvulas, com 1600 cilindradas, que gera 104 cavalos. Ambas tem seu motor acoplado a um câmbio manual com cinco velocidades.

FILIPE R SILVA


Modelo chega às concessionárias custando a partir de R$ 37 mil.

Aconteceu na última segunda-feira, dia 17 de abril, a apresentação do último integrante da linha 2018 do Up da Volkswagen, o Cross Up. Toda a linha deve estar disponível nas lojas ainda neste mês de abril e promete encantar a muitos consumidores.

A nova linha da Volkswagen chega toda reestilizada, apresentando muitas novidades visuais. Os para-choques estão mais pronunciados e maiores, já o capô apresenta vincos que passam a imagem de um automóvel maior, de fato ele teve um aumento de 8,4 cm, contudo, o espaço interno continua o mesmo.

Por sua vez, o interior também apresenta algumas mudanças, os elementos do quadro de instrumentos estão maiores. O computador de bordo também ganhou uma nova tela, em tamanho aumentado. O console localizado no centro possui um moderno formato hexagonal. Todos os detalhes fazem menção ao velho conhecido Fusca, só que claro com muita modernidade e tecnologia.

E por falar em tecnologia. Como item opcional a montadora apresenta a Composition Phone, uma novidade tecnológica que faz com que o smartphone do usuário se conecte e ocupe o lugar da central multimídia.

Sendo o Cross Up a última versão que faltava da linha Up 2018, o que pode-se observar é que a linha para 2018, com seus traços e design, buscam passar a impressão de mais esportividade. Tanto que nas versões que possuem motor turbo, essa intencionalidade pode ser observada por algumas características como tampa do porta-malas na cor preta, a grade dianteira com uma faixa vermelha e a coluna central que vem com uma inscrição TSI.

Essa nova linha chega com menos versões. Além disso, todas elas são com carroceria de quatro portas, finalizando com as carrocerias de duas portas e também com os motores aspirados.

Veja abaixo as versões e seus preços de tabela da nova linha UP da Volkswagen:

Take Up R$ 37.990: Essa versão de entrada manteve o mesmo valor do modelo de 2017.

Move UpR$ 48.290: Em 2017 seu valor era R$ 45.987 com câmbio manual. Já com câmbio automatizado saia por R$ 50.668.

Move Up TSIR$ 52.790: O modelo 2017 saia pelo valor de R$ 50.123.

Cross UpR$ 55.600: Sua versão 2017 saia por R$ 54.094;

High UpR$ 57.100: A mesma versão 2017 custava R$ 55.458.

Sirlene Montes


O Golf GTI 2017 sofreu mudanças na parte estética e novos recursos foram incluídos.

A empresa Volkswagen lança este ano o novo Golf GTI 2017. A diretoria da marca fez algumas mudanças no modelo, mas manteve as principais características do carro. A sétima geração do Golf GTI tem algumas inovações no quesito recursos de assistência à condução e tecnologia.

Por ser um carro conceituado em todo mundo e muito querido pelos seus clientes, as alterações foram pequenas. O facelift sofreu mudanças na parte estética e novos recursos foram incluídos. Na geração 2017 o novo Golf recebe um motor com 10 cavalos, o que adiciona 4km/h à velocidade final. Agora ele vai de 0 a 100 km/l em 6,2 segundos, o que coloca o GTI básico na mesma categoria do antigo GTI Performance. Além dessa melhoria, o GTI básico também acompanha o sistema Dynamic Chassis Control ou DCC, com amortecedores adaptativos. No mais o nível básico do Golf 2017 mantém as mesmas outras características, a mesma suspensão passiva e assistência elétrica variável.

Por dentro o consumidor ainda tem a opção dos bancos em couro, um novo sistema de informação e interatividade e um cluster de instrumentos digital. A nova geração também conta com uma navegação por controle gestual, o que é uma bela novidade para um carro desse preço. O novo cluster é interessante, porém não é fácil de configurar. O restante do painel e cabine continua o mesmo. Os detalhes do espaço interior são impressionantes, afinal a VW incrementou a cabine do Golf com um brilho muito bonito.

Nos testes, a dirigibilidade do novo GTI supera e envolve o motorista com sua potência muito boa do motor, além de ser um carro que traz segurança e firmeza para o condutor. Em ondulações, o Golf também não decepciona. Com os amortecedores adaptativos, o motorista tem um nível alto de controle de carroceria e essa característica se destaca ainda mais no modo Sport.

Na Europa, o Golf tem muitos concorrentes com motores mais possantes, porém o modelo é o único que oferece ao consumidor a junção de conforto e dirigibilidade. A marca continua entregando aos seus clientes um típico hot hatch clássico. O que o carro tem a oferecer juntamente com a sofisticação e desempenho deixa o preço final acessível para os clientes.

Por Carolina Costa

VW Golf GTI 2017

VW Golf GTI 2017

Fotos: Divulgação


Nova série especial chega às concessionárias com novos acessórios.

Nesta quarta-feira, 07 de dezembro, a Volkswagen deu início as vendas das séries especiais Track para Gol e Up, além do Urban White para o CrossFox. Vale ressaltar que o início das vendas desses automóveis já era bastante esperado, pois os três modelos foram apresentados em novembro através do Salão do Automóvel de São Paulo. Confira mais detalhes sobre o novo Volkswagen Up! Track na continuação desta matéria.

Para aqueles que apreciam um bom design, saibam que o Up! Track vem recheado de destaques em seu visual. O automóvel conta com apliques sob os para-choques, além de seções centrais na cor preta, moldura preta nas caixas de rodas e nas laterais. Visando deixar o visual do carro ainda mais arrojado, o mesmo ainda possui capas de espelhos retrovisores e maçanetas em preto.

E para aqueles que curtem a parte mecânica dos automóveis, saibam que o Up! Track trás sob o seu capô um motor tricilíndrico de 82 cv. Vale ressaltar que os 82cv são resultados do motor 1.0 de três cilindros quando abastecido com etanol. Quando o mesmo é abastecido com gasolina passa a ter 75 cv de potência. Em relação ao torque, o máximo é de 10,4 kgfm a 3.000 rpm com etanol e de 9,7 kgfm também a 3.000 rpm quando abastecido com gasolina. O câmbio, por sua vez, é sempre manual de cinco marchas.

Com preço sugerido de R$ 46.440, o Up! Track é uma das grandes apostas da Volkswagen para o mercado brasileiro em 2017.

Um detalhe bastante interessante em relação ao Up! Track é que o mesmo é baseado na versão Move. Com isso, seus itens de série são bastante semelhantes aos encontrados no Move: direção elétrica, volante com ajuste de altura, ar-condicionado, vidros dianteiros elétricos, sistema “keyless” que permite a abertura e o travamento das portas através de controle remoto, regulagem elétrica dos retrovisores externos e sistema de som (acompanhado de conexão Bluetooth, rádio, leitor de arquivos mp3 e CD, além de entrada USB, Aux-in e iPod), dentre outros itens. Além disso, o lançamento da Volkswagen ainda possui regulagem de altura do banco do motorista, lanterna de neblina e três apoios de cabaça destinados ao banco traseiro como itens de série.

Por Bruno Henrique


Novo modelo é o substituto do CC. Ele deverá ser apresentado de forma oficial no próximo Salão da cidade de Genebra.

Há pouco tempo atrás foi divulgado que a Volkswagen abandonou a produção do CC, ou seja, ele “morreu”. E a montadora não demorou muito para explicar o motivo. Além de ter sido necessário fazer uso de uma nova plataforma MQB, o antigo CC agora ganhará um nome novo, que será Arteon, o qual deverá ser apresentado de forma oficial no próximo Salão da cidade de Genebra.

Diversos sites pela internet já divulgaram algumas fotos do novo Arteon que vazaram pela rede no meio do ano. O novo Arteon ficará posicionado logo acima do VW Passat e de acordo com a montadora irá enfatizar a emoção no topo do segmento médio. As imagens apresentam que o VW Arteon teve como inspiração o Sport Coupé Concept, que também foi uma atração do Salão da cidade de Genebra, que ocorreu no ano de 2015.

De acordo com a Volkswagen, o veículo terá uma nova identidade de marca, que será horizontalmente acentuada e muito expressiva. Na dianteira, as barras da grade irão se estender em direção aos faróis, no mesmo tempo em que elementos de LED dão ênfase ao estilo “arrebatador” e que demonstra dominância.

Nas portas as janelas continuarão a não terem molduras, da mesma forma que já acontecia no CC, porém a tampa do porta-malas não será simples como anteriormente, agora passou a ser uma porta, que pode ser elevado o vidro traseiro para realizar sua abertura. O grupo alemão diz que o Arteon é um fastback, porém parece ser mais um super notchback, ou também conhecido como “dois volumes e meio”, como é muito comum chamar esse tipo de carroceria. Esse tipo de configuração ajuda a acessar o porta-malas, que, segundo a Volkswagen, será enorme.

O nome dado ao veículo vem da união da palavra Art (arte) e da palavra “eon”, uma terminação utilizada pela VW na China, ultimamente, com o seu modelo de luxo no país, o Phideon, substituto do Phaeton. A terminação tem como objetivo dar uma ideia de que os veículos são mais sofisticados, além de mostrar qual é o objetivo da marca com o novo veículo.

Depois que for apresentado na cidade de Genebra, o Arteon será comercializado em meados do próximo ano. Provavelmente na Europa e na China.

Por Filipe Silva

Volkswagen Arteon


Saiba aqui as principais novidades sobre o novo Volkswagen CC 2017.

Na maioria das vezes trazer novos lançamentos para o mercado automobilístico não é uma tarefa tão fácil para as fabricantes de veículos automotores, haja vista que cada inovação requer longos tempos de estudos e análises. É nesse contexto que a grande e renomada fabricante de veículos automotores Volkswagen está trabalhando para trazer mais uma inovação no setor de luxo, modelos estes que são poucos comercializados na indústria nacional principalmente devido ao alto valor em que chegam, inovação esta que será o Volkswagen CC 2017.

Vale ressaltar que o Volkswagen CC é mais uma grande aposta da Volkswagen, haja vista que até o presente momento apenas uma versão do modelo foi lançada, contudo, quem teve a grata oportunidade de conhecer o veículo sabe que o CC é um carro muito completo e por isso os seu elevado valor de comércio acaba sendo válido.

O CC 2017 chegará ao mercado equipado com um pacote de acessórios bastante recheado, o veículo terá itens e acessórios de última tecnologia, tais como freio de estacionamento eletrônico, rodas de liga leve, faróis com função Coming & Leaving Home, sensor de estacionamento, sensor de chuva, transmissão do modelo DSG, transmissão automática com seis velocidades, faróis de neblina, sensor de chuva, bem como o propulsor 2.0I TSI.

Só pela relação de itens mencionados acima já dá para tirar uma conclusão que o veículo realmente possui um diferencial muito grande dos demais, sendo que este lançamento da Volkswagen irá trazer ao mercado automobilístico nacional uma das propostas mais interessantes dos últimos tempos.

Além de todos estes atrativos, por se tratar de um veículo de alto valor, a Volkswagen irá disponibilizar aos consumidores o opcional de oito cores distintas para que os clientes possam personalizar os seus carrões, contudo, convém ressaltar que para ter alguma dessas cores os consumidores terão que pagar um valor de acréscimo.

Apesar de ser um grande e esperado lançamento do mercado nacional, o Volkswagen CC irá ser comercializado aqui no Brasil com um valor que supera em muito o padrão econômico de grande parte da população, pois o valor de aquisição do carro começa a partir de R$ 160.100,00. Caso os consumidores mais exigentes queiram incrementá-lo ainda mais, por exemplo, é possível colocar teto solar como opcional pelo valor aproximado de R$ 6.600,00.

Por Adriano Oliveira


Novo modelo será lançado no Brasil ainda neste ano.

Foram reveladas fotos do novo Tiguan de 7 lugares da Volkswagen. As fotos foram divulgadas pelo Ministério da Indústria chinês e mostram a versão do novo utilitário que está mais longilíneo e confortável.

O moderno Tiguan da Volkswagen tem seu lançamento no mercado brasileiro ainda este ano, ele conservou algumas linhas do modelo antigo, de 5 lugares. Seu comprimento cresceu mais 226mm e os entre-eixos com 110mm de distância, o que poderia se esperar de um utilitário para sete passageiros.

O SUV teuto-chinês manteve o mesmo estilo do modelo europeu, continua com lanternas em forma de L com LEDs e ganhou um desenho original na janela da terceira coluna e as portas de trás ficaram mais longas. O novo esportivo da Volkswagen ficou com o comprimento total de 4,71m, para dar mais conforto ao cliente.

O novo Tiguan será montado na China pela Joint Venture SAIC-Volkswagen estará disponível em modelos com cinco, seis e sete lugares, e oferece também opções com assentos configuráveis. Sendo possível também para o comprador escolher entre as várias opções de motor como, 1.4 TSi de 150 cv – 1.8 TSi de 180 cv e 2.0 TSi com dupla opção de 186 e 220 cv, todos com turbocompressor e movidos a gasolina. A caixa DSG de sete velocidades estará entre as opções que o utilitário oferece.

Tiguan no México:

A Volkswagen anunciou no mês de junho que ia começar a pré-produção do Tiguan de sete lugares (LWB), em sua fábrica que fica na cidade de Puebla, México. De acordo com a produtora a nova demanda será priorizada para o mercado norte-americano, contudo não descartam a possibilidade de exportações para a América do Sul ( inclusive o Brasil).

Muito embora ainda não seja encarado da mesma forma na Europa e Estados Unidos, o moderno Tiguan de sete lugares a ser produzido no país mexicano, o modelo deve ter o mesmo formato do chinês, comparado ao Passat americano em relação ao modelo asiático, igual.

Preço:

O preço final do novo SUV da VW ainda não foi divulgado, mas deve seguir as variações do dólar. Provavelmente ele ficará entre os valores de seus concorrentes diretos; o Hyundai ix35 R$ 99.990 – Kia Sportage R$ 104.900 e Mitsubishi Outlander por R$ 129.00. É aguardar para ver.

Por Ruth Galvão

Volkswagen Tiguan de 7 lugares

Volkswagen Tiguan de 7 lugares

Fotos: Divulgação


Modelos que ficaram fora do reajuste foram o sedan CC, Golf e Jetta 1.4 TSI.

A empresa alemã Volkswagen promoveu novos acréscimos em quase toda sua linha, só ficaram fora da lista de aumento o sedan CC e os veículos lançados recentemente, o Golf, em todas suas versões e também o Jetta 1.4 TSI.

Com os aumentos variando conforme as configurações, o VW Saveiro foi o veículo que sofreu o menor reajuste, atingindo a marca de R$ 400 de acréscimo, já o VW Touareg ficou R$ 6.700 mais caro.

A picape Saveiro que encareceu 400 reais, por enquanto, ainda não seguiu as novas atualizações visuais da linha Gol. Já o compacto VW Up! teve, em algumas versões, um aumento de 460 reais.

As linhas CrossFox e Fox não conseguiram escapar dos aumentos dos irmãos, enquanto a perua SpaceFox encareceu em torno de mil reais.

O modelo que mais intrigou foi o SpaceCross, que apesar de possuir um número de vendas muito baixo, tem um valor atualizado de R$ 77.590 com câmbio manual e com câmbio automático chega a R$ 80.890. Somando a todos os itens opcionais, o carro chega a atingir a marca de R$ 90 mil.

Os modelos que tiveram os maiores acréscimos foram os SUV’s Touareg  e Tiguan.

O mais baixo agora inicia em R$ 141.890 (um aumento de R$ 1.400), já o maior começa em R$ 285.590 e pode ficar até 6.700 reais mais caro.

Os novos Jetta e Golf (exceto a variante Highline 2.0 TSI) tiveram seus valores mantidos.

Já o Passat, lançado há pouco tempo, subiu e agora inicia em R$ 148.290. Abaixo, segue uma lista com os novos preços iniciais dos modelos da marca.

  • Gol – R$ 34.890 (1.0) – R$ 40.190 (1.6)
  • Up! – R$ 32.190 (1.0) – R$ 44.490 (1.0 TSI)
  • Voyage – R$ 40.990 (1.0) – R$ 44.590 (1.6)
  • Fox – R$ 45.150 (1.0) – R$ 48.990 (1.6)
  • Saveiro – R$ 42.390 (1.6) – R$ 65.690
  • CrossFox – R$ 66.190
  • SpaceCross – R$ 77.590
  • SpaceFox – R$ 61.290
  • Golf Variant – R$ 85.690
  • Golf – R$ 74.590 (1.6) – R$ 91.290 (1.4 TSI) – R$ 117.690 (2.0 TSI)
  • Passat – R$ 148.290
  • Jetta – R$ 78.230 (1.4 TSI) – R$ 103.990 (2.0 TSI)
  • Touareg – R$ 285.590 (V6) – R$ 340.690 (V8)
  • Tiguan – R$ 141.890

Por Filipe Silva

Volkswagen


Nova linha 2017 virá com modificações significativas que chamarão a atenção dos apaixonados por carros.

Trabalhando com a Porsche, empresa controlada pela própria Volkswagen, a montadora alemã reformulou e modernizou o Touareg. O projeto começou a ganhar forma física, porém será lançado apenas ao final de 2016, como linha 2017.

Começando pelo desenho, a nova versão deverá ser menos austera. O novo design tem traços mais refinados que o atual. A parte frontal ganhará luzes de LED, como os carros da Audi. Os faróis serão os primeiros a operarem com a tecnologia de assistência dinâmica de luzes. A iluminação não será feita por um feixe de luz contínuo e estanque; o sistema calculará e emitirá luz conforme o ambiente, ajustando alcance e intensidade.

A perda de peso do veículo com ganho de performance também virá da Audi, pertencente – como a Porsche – ao grupo Volkswagen. A plataforma mecânica usada no novo esportivo utilitário virá do Q7 – e do Bentley Bentayga – com materiais mais leves. A terceira geração do carro perderá 325 quilos.

Outra mudança significativa é o aumento do já grande espaço interno. O modelo 2017 passará de cinco para seis lugares, com uma fileira a mais de bancos. Serão três fileiras de dois lugares cada. A alteração também deve-se à plataforma adaptada da Audi.

O próximo Touareg provavelmente terá uma versão híbrida, fruto de influência do Q7 e-tron, que poderá chegar a 375CV de potência. O modelo com propulsor turbodiesel e seis cilindros deverá ficar com força de 330CV.

O valor estimado para a linha 2017 parte de R$ 260 mil. Atualmente, existem duas versões do Touareg. A 3.6, de 24 válvulas, seis cilindros e 280CV custa R$ 254.686. A R-Line 4.2, de oito cilindros e 360CV não sai por menos de R$ 300 mil.

A geração do automóvel faz parte de uma investida que abrange o lançamento de cinco SUVs até 2017 em diferentes países e continentes.

Por Bruno Klein

Volkswagen Touareg 2017

Volkswagen Touareg 2017

Fotos: Divulgação


Montadora poderá lançar uma nova versão da Kombi em 2016.

Uma notícia dada em 2013 pela Volkswagen entristeceu os fãs da velha senhora Kombi: ela não seria mais fabricada. Mas como o mundo dá voltas e notícias ruins se vão e boas chegam. A VW mexe de novo com os brios dos que amam a charmosa perua: a montadora pode estar preparando a volta da Kombi e completamente repaginada ela pode ter seu lançamento no começo de 2016.  

De acordo com a revista Autocar, a estreia da nova Kombi seria no CES, um dos maiores eventos de tecnologia do mundo. Não se tem confirmação da volta da perua, mas se sabe que a VW nunca escondeu que tem vontade de trazer, se não a velha Kombi, uma van baseada nela.

Especula-se que a nova perua seria fabricada em Puebla, no México, na planta da VW e que a fabricação começaria em 2017.

Sobre as especificações técnicas, segundo a Autocar, a Kombi teria o motor com opção de propulsão híbrida e com várias tecnologias que estão sendo apresentadas em outros modelos sustentáveis da montadora. A sua autonomia chegaria a 500 quilômetros, considerando as condições  e o estilo do motorista.

O chefe de desenvolvimento de veículos comerciais da Volkswagen, Hans-Jakob Neusser, contou à revista alguns detalhes sobre o novo design da perua, que deve contar com elementos visuais muito importantes e que há algumas características essenciais, que são a dianteira ligeiramente inclinada, assim como a parte central do veículo e seu estilo quadrado. São essas características únicas e cheias de estilo que fazem da Kombi o sucesso que é – em 2001, com a onda retrô em alta, a montadora criou o carro-conceito Microbus e dez anos depois, a Bulli (outros nomes pelos quais a Kombi é conhecida e chamada mundo afora).

As informações foram dadas por Neusser  no Salão de Nova York – ele também contou que os engenheiros e designer têm trabalhado num novo conceito, que fará com  que o utilitário volte em uma nova geração.

Por Elia Macedo

Volkswagen Kombi

Volkswagen Kombi

Fotos: Divulgação


Modelos da Volkswagen serão vendidos nos Estados Unidos com o sistema operacional Android Auto, versão criada exclusivamente para ser utilizada em veículos.

A fabricante de veículos automotores Volkswagen irá começar a comercializar os seus veículos nos Estados Unidos com o Android Auto, para aqueles que ainda não conhecem ou que nunca ouviram falar a respeito produto, esta será uma versão do conhecido sistema operacional Android criada exclusivamente para ser utilizada em veículos.

Esta versão do sistema operacional, na prática, irá permitir aos proprietários de veículos automotores controlarem no painel do seu carro aquelas conhecidas ferramentas disponíveis nos aparelhos celulares que possuem com sistema operacional o Android, sistema operacional que atualmente é líder mundial em adeptos. A utilização desde sistema operacional nos veículos irá evitar que os motoristas, quando estiverem na condução do carro, tenham que pegar o aparelho celular para que seja feita a execução de qualquer função ou comando.

A montadora alemã é a pioneira, dentre as empresas de grande porte, na adoção da versão sistema Android para veículos automotores sendo que este sistema operacional já começará a ser disponibilizado na maioria dos modelos de carros da Volkswagen que serão vendidos nos EUA. Este mesmo sistema operacional também já é oferecido pela Hyundai, contudo, por enquanto, somente em um dos seus veículos, o Sonata edição 2015.

Todavia, o Android Auto não é o único sistema operacional destinado a veículos existente no mercado não, haja vista que os eu principal concorrente será o Car Play que é o sistema operacional desenvolvido pela renomada Apple, a fabricante do iPhone.

Aos poucos o sistema operacional da Apple também começa a ganhar mercado, pois a montadora Honda já anunciou, oficialmente, nesta última quinta-feira, dia 27 de julho de 2015, que o Accord edição 2016 virá compatível tanto para a instalação do Car Play quanto para o Android Auto.

Nos Estados Unidos os únicos veículos da Volkswagen que, em princípio, não receberam em suas centrais multimídia o sistema Android Auto serão os modelos Touareg e o Eos.

Estes sistemas operacionais exclusivos para veículos são mais uma novidade do mundo automobilístico que, mesmo não tendo ainda previsão para chegada ao Brasil, dentro de pouco tempo irão desembarcar no país, a fim de atrair ainda mais clientes para as montadoras.

Por Adriano Oliveira

Android Auto

Fotos: Divulgação


Montadora pretende lançar novos modelos de baixo custo para comercialização até 2018.

As novidades no mundo automobilístico não param. O presidente executivo da montadora alemã de automóvel Volkswagen afirmou que a empresa planeja criar novos modelos populares. Durante a entrevista ao jornal Bild am Sonntag,  Martin Winterkorn confirmou que o modelo deverá ser lançado na China e se possível em outros países até o ano de 2018.

A nova família de automóveis populares deverá possuir um baixo custo para venda e produção. Os modelos deverão ter segmentos SUV, sedan e até mesmo o hatchback. O que é excelente, já que esses modelos SUV e sedan costumam ter um preço um pouco acima da média.

Há alguns anos a empresa tem avaliado inserir modelos econômicos para os cidadãos, porém alguns contratempos impediram a empresa de atingir o objetivo com rapidez. Vale ressaltar, que a Volkswagen é conhecida mundialmente pela criação de modelos populares, tais como: o Volkswagen Gol e o Fusca, que mantiveram durante anos seguidos o posto de carros mais vendidos do Brasil.

A montadora alemã tem investido em novas tecnologias para motores 1.0. Recentemente, a empresa anunciou o 1.0 TSI Total Flex, que possui 3 cilindros e gera 105 cv de potência. Essa tecnologia poderá ser utilizada em modelos populares.

Os novos modelos populares deverão ser fabricados inicialmente na China, e o preço estimado de cada veículo deve girar em torno de 8 e 11 mil euros, ou seja, de R$ 27,9 mil a R$ 38,3 mil na cotação atual do euro, sem o acréscimo de impostos.

Ainda durante a entrevista Martin Winterkorn garantiu que a Volkswagen gostaria de trazer os novos modelos por um preço ainda menor, algo entre 6 mil e 8 mil euros. Caso outros países se interessem pela produção da nova família popular da Volkswagen os mesmos poderão ser fabricados.

Em tempos onde os lançamentos de modelos esportivos e sedans luxuosos são predominantes, a possibilidade da criação de novos modelos econômicos é uma excelente notícia.

Por Wendel George Peripato

Volkswagen


Modelo Up! é o novo carro de entrada da montadora, com um novo motor 1.0 litros TSI de três cilindros.

O Volkswagen Gol deixou de ser o carro de entrada da empresa entre o final do ano passado e o início deste ano. O carro passa agora a contar com um papel intermediário com direito a mais alguns opcionais e artigos de conforto para seus ocupantes. O novo carro de entrada da empresa ficou sendo o pequeno e modesto Up!, que chega agora com motores renovados em uma nova proposta da Volkswagen para ganhar mercado. A novidade está principalmente a cargo do novíssimo motor 1.0 litros TSI de três cilindros. A peça conta ainda com injeção direta e turbocompressor se aproximando muito dos seus irmãos maiores. Apesar da modéstia no tamanho, o novo motor é capaz de entregar ao conjunto uma potência de até 272 cavalos e um torque de 37,32 kgfm.

O chefe mundial de desenvolvimento de powertrain da marca, Dr. Heinz-Jakob Neusser afirmou em entrevista na ocasião do aviso da novidade:  "esse é um bom exemplo de o quanto os motores de combustão potenciais ainda têm em si". Essa afirmação é muito válida, pois estamos observando motores muito menores e mais econômicos capazes de fornecer grande potência aos carros e mesmo assim ser, de certa forma, mais sustentáveis. Na Europa ainda não há indicativos de que modelos contarão com o motor sob seu capô. No Brasil já foi confirmada a presença do equipamento no Up!. Entretanto, o motor será calibrado para bem menos do que sua especificação técnica máxima. Estima-se que o motor irá gerar de 101 a 104 cavalos de potência e um torque de não mais que 17 kgfm quando em 2000 giros por minuto. Para um carro de entrada no Brasil os números são agradáveis, ainda mais levando-se em conta a leveza do modelo.

As versões mais turbinadas do modelo receberão o TSI ao lado do seu nome. A nova motorização não será restrita para o Up!, portanto, não será como um novo Speedup!. O Crossup! também contará com o novo motorzinho de três cilindros e deve ser lançado concomitantemente ao Up!.

Por Nosf

Volkswagen Up! 2015

Volkswagen Up! 2015

Volkswagen Up! 2015

Fotos: Divulgação


Rumores apontam que a Volkswagen deixará de produzir o modelo Polo no Brasil. Modelo passava por uma defasagem em suas atualizações e poucas vendas.

Uma geração que está chegando ao seu fim. Esse é o destino do Volkswagen Polo, que está em grande baixa nas vendas das concessionárias em todo o país, e confirma as especulações que vinham desde 2013 dizendo que sua produção logo se encerraria.

Esses boatos se confirmam ainda mais agora, depois que a montadora alemã sequer divulgou o modelo em sua lista de preços para este mês de maio. A marca divulgou a listagem com praticamente todos os seus modelos, mas deixou o Polo de fora. Em seu site oficial, o modelo também nem aparece na relação, nem na versão sedan nem na hatch.

Muitos fatores justificam a saída do Polo do mercado, mas o principal deles é a sua defasagem. O modelo não passou por atualizações nos últimos tempos, algo que é fundamental para qualquer marca com qualquer versão de carro que queira disputar com seus concorrentes. As unidades comercializadas foram diminuindo conforme o tempo, desde 2013, algo que seria natural. Porém, como o modelo ficou ultrapassado, as vendas não pararam de cair.

É uma grande pena para a Volkswagen, que através do Polo lançou o primeiro carro compacto no Brasil com versão premium, além de ter sido modelo base para outros, como o Fox e o Gol, que utilizaram a mesma plataforma e câmbio. Lançado no país em 2002, o Polo ficou um bom tempo sem atualização, numa época em que o mercado não tinha muitas exigências em relação à concorrência.

Com isso, a primeira repaginada do Polo ocorreu apenas 5 anos depois, em 2007, e seguiu atualizado com a versão europeia até 2009. A partir daí a montadora deu um tiro no pé: novas versões foram lançadas apenas fora do país, e o modelo que tinha chances de continuar com boas vendas, foi deixado de lado por outros modelos que vendiam mais. Apesar disso, nenhuma informação oficial da Volkswagen a respeito da extinção do Polo foi divulgada.

Por Felipe Villares

Volkswagen Polo

Volkswagen Polo

Fotos: Divulgação


A princípio, os novos motores 1.0 TSI e W12 6.0 TSI irão equipar apenas carros de corridas de rali e carros de luxo da empresa.

A montadora de veículos alemã Volkswagen está expandindo os seus negócios e uma prova dessa expansão foi o investimento que a empresa realizou para que houvesse uma ampla renovação nos motores dos veículos da marca, essa renovação agora já é uma realidade, haja vista que a empresa, durante o 36º Simpósio de Motores de Viena, evento ocorrido na Áustria, anunciou oficialmente o lançamento do seu mais novo conjunto de motores que irão compor parte dos modelos comercializados pela empresa.

Os motores lançados pela empresa foram o 1.0 TSI e o W12 6.0 TSI. Apesar de ter tamanho bastante reduzido, o motor 1.0 TSI traz agregado consigo tecnologia de ponta e de última geração. Este motor tem a capacidade de desenvolver uma potência máxima de 272cv e consegue chegar a um torque de 27,4 kgfm. A montadora, por enquanto, está preferindo não divulgar os detalhes a respeito de quais veículos receberão este novo propulsor, contudo as notícias dos bastidores dão conta que, em princípio, este novo motor não irá equipar os veículos de rua, sendo que o primeiro modelo a recebê-lo poderá ser o Polo WRC, o qual é um veículo exclusivamente destinado às corridas de rali.

Já o motor W12 6.0 TSI foi desenvolvido para equipar os carros de luxo da empresa e tem de tudo para ganhar o título de propulsor de doze cilindros mais econômico do segmento, em termos de potência, ele se revelou um verdadeiro monstro, uma vez que ele consegue desenvolver uma potência máxima de nada mais nada menos do que 608cv, além de desenvolver um torque de 91,7 kgfm. Conforme o veículo em que este motor for inserido, este propulsor será capaz de acelerar de 0 a 100 km/h na incrível marca de menos de 4 segundos e chegar a uma velocidade máxima acima de 300 km/h.

Para a diretoria da Volkswagen a criação destes novos propulsores de combustão de alta performance é somente mais um indicativo de que este tipo de motor ainda possui grande potencial de expansão.

Por Adriano Oliveira

Motor 1.0 TSI

Motor W12 6.0 TSI

Fotos: Divulgação


Novo modelo contará com uma versão Targa e terá preços mais caros. Carro disputará com o Range Rover Evoque Cabrio.

Foi confirmado que a oitava geração do Volkswagen Golf vai ser lançada entre os anos de 2017 e 2018 e que vai ser uma versão Targa, segundo dados da conceituada revista australiana, CarAdvice.

Para quem conhece a história sabe que a sétima geração foi fabricada há alguns anos atrás na fábrica da empresa que fica em Puebla, México, ou seja, em um local que realizada diretamente a fabricação de mais dois carros muito famosos em território brasileiro, os modelos Jetta e Fusca.

Esse modelo teve como inspiração justamente o conceito T-ROC, que foi apresentado para o público na realização do Salão de Genebra, que foi realizado no continente europeu, precisamente na Suíça, no começo do ano de 2015.

Foi mostrado como um crossover, mas é claro que o conceito dos painéis removíveis pode ser utilizado no Golf, ou seja, a montadora pensa em ampliar as opções da família Golf, ou seja, utilizando dentro da arquitetura MQB e também podemos contar com a versão cabriolet que apresenta um teto de tecido.

Como esse novo Golf 8 vai apresentar tetos removíveis pode aguardar para encontrar versões com preços mais caros, mas sem perder o charme e sofisticação da marca, tanto que esse modelo está vindo para disputar justamente com o Range Rover Evoque Cabrio.

Como posso obter mais informações sobre esse tipo de modelo?

Fique atento então para as novidades envolvendo esse modelo, realizando, por exemplo, uma visita direto no site da empresa (www.vw.com.br), acessando o link, onde vai encontrar informações do Up!,  do Gol, do Voyage, do Saveiro, do novo Fox, mais do Novo CrossFox, do Novo SpaceFox, do Novo Space Cross, do Polo e também do Polo Sedan, do Novo Golf, do Novo Jetta, o famoso Fusca, do Passat e  da Passat Variant,  do CC, do Aarok, do Tiguan e ainda do Novo Touareg.

Nesse mesmo site é possível acompanhar informações sobre as características dos modelos, versões, cores, acessórios e também outros dados que acabam sendo importantes para a sua decisão de realizar uma compra desse porte.

Por Fernanda de Godoi

Volkswagen Golf Targa

Volkswagen Golf Targa

Volkswagen Golf Targa

Fotos: Divulgação


Novo modelo é uma versão turbinada com motor de 420 cv.

Visando manter o grande sucesso que tem eu seu currículo com o Golf, a Volkswagen deve apostar em uma nova versão turbinada desse grande sucesso da montadora alemã. A grande aposta será o Golf R400, haja vista a montadora alemã já ter confirmado uma versão de produção do automóvel que irá contar com um motor de 420 cavalos de potência.

Caso não saiba, este automóvel já havia sido apresentado como conceito no Salão de Pequim de 2014. O grande objetivo da Volkswagen é apresentar a sua grande aposta ainda no Salão de Frankfurt, que irá ocorrer em setembro deste ano. Dessa forma, as primeiras entregas devem ser realizadas no final de 2015 ou início de 2016. A expectativa é que este seja o hot-hatch mais rápido do mundo se o sistema Haldex de tração integral permanente for confirmado.

Com isso, o Volkswagen Golf R400 deve chegar com várias novidades em relação às gerações anteriores. Uma das principais será o sistema de freio, haja vista a enorme potência do novo motor. Esse deve ser um automóvel para aqueles que gostam de velocidade e muita tecnologia.

Apesar da confirmação de uma versão de produção, a Volkswagen vem fazendo bastante mistério em relação aos detalhes do grande lançamento. Uma das grandes especulações gira em torno do preço do automóvel. A imprensa europeia informa que o Volkswagen Golf R400 deve custar em torno de 50 mil euros no referido mercado.

O design do Golf R400 é baseado nas versões GTI e R. Porém, a Volkswagen já adiantou que o lançamento irá contar com um pacote aerodinâmico totalmente revisado com splitters e um novo spoiler.

E como já foi destacado nesta matéria, o grande destaque é sem sombra de dúvidas o motor. Saiba que o mesmo trata-se de um 2.0 litro turbo conceito Audi TT Quattro Sport Concept. Sendo assim, o mesmo rende 420 cv e 45,9 kgfm de torque com aceleração de 0 a 100 km/h em 3,9 segundos.

Por Bruno Henrique

Volkswagen Golf R400

Volkswagen Golf R400

Volkswagen Golf R400

Fotos: Divulgação


Edição especial do modelo será lançada na Alemanha pelo preço de 12.375 euros.

A Volkswagen divulgou recentemente uma edição especial do Up! direcionada para o mercado da Alemanha, chamada Jeans Up!. Segundo a empresa, o modelo será comercializado por 12.375 euros, fornecendo as alternativas de motorização idênticas das versões comuns, estando entre 60 cv e 75 cv.

As principais distinções são no design, que possui faixas azuis, luzes de neblina, molduras cromadas dos espelhos retrovisores, rodas de alumínio de 16 polegadas, volante revestido em couro, detalhes cromados no acabamento interno e bolsos no banco de trás que lembram as calças jeans.

A Volkswagen otimizou a série dos modelos Gol, Up! e Voyage, que neste momento tornam a serem comercializados como 2016. Embora tenham tido poucos fatores novos, as versões completas dos modelos ficaram mais caras. Outro fator significativo é que o compacto Up! não é mais comercializado na configuração média Move Up! que possui duas portas.

A partir deste momento, o Gol possui valores entre R$ 30.230 e R$ 60.030, enquanto o Up! tem preços entre R$ 30.560 e R$ 49.060 e o Voyage possui custos entre R$ 40.390 e R$ 61.840. O modelo exclusivo que teve diminuição de valores em comparação à versão comercializada no último mês é o Jetta, que foi recebido na linha 2015 com o preço de R$ 69.990 a R$ 93.990.

Aguardando um significativo facelift, que será recebido em maio do próximo ano, o Gol recebeu fatores novos bem pontuais. O veículo torna a possuir retrorrefletores nos para-choques de série nas versões completas, como também detalhes cromados para as versões Comfortline e Highline, da mesma forma como o Voyage. As versões também receberam rodas de 15 polegadas, calotas, pneus 195/55 R15, faróis e lanterna de neblina, como também grade dianteira em preto brilhante e com especificação cromada. Também existem fatores novos na disponibilização de opcionais, onde o Voyage tem a possibilidade de possuir direção hidráulica e pneus 185/65 R14.

Por Felipe Couto de Oliveira

Volkswagen Jeans Up!

Volkswagen Jeans Up!

Volkswagen Jeans Up!

Fotos: Divulgação


Modelo é uma versão hatch que será vendida na China.

Foi revelado na China, no Salão de Xangai, a mais nova novidade da Volkswagen na China, essa novidade foi batizada com o nome de Gran Santana. Para quem se assustou com o nome, é verdade sim, apesar de o Santana ter sido aposentado aqui no Brasil, na China esse veículo ainda é um grande sucesso, o qual possui várias versões e modelos sedans de diversas gerações no mercado, por lá muitos frotistas e taxistas o adoram.

O Gran Santana na verdade foi um dos grandes destaques no estande da Volkswagen, contudo, de grande, como o próprio nome sugere o veículo não tem nada, uma vez que pelo que pode ter sido observado, o Gran Santana trata-se de uma versão hatchback, o qual tem o seu entre-eixos com a medida de 2,60m, fator este que faz com que ele não perca para se comparado com os demais membros de sua família.

As características desse Gran Santana são as do europeu Skoda Rapid Spaceback, veículo este que compartilha a sua plataforma com o velho e conhecido por aqui também Passat. Para quem viu a foto desse novo veículo no Salão de Xangai foi possível observar que a traseira dele veio cheia videogramas chineses, contudo para nós aqui do ocidente o único detalhe que é bem característico e familiar e que dá para ser perfeitamente identificado, sem a necessidade de tradução, é o numeral 230 que foi inserido na tampa traseira do veículo, numeral este que assim como aqui no Brasil representa a motorização do carro. Para quem ficou curioso, esse 230 representa somente que o veículo foi projetado com um motor 1.4 TSI, o qual tem a capacidade de produzir uma potência de 131cv juntamente com um câmbio do tipo DSG de sete velocidades se automático ou de cinco marchas se for manual. Além dessa motorização, a montadora preparou outras opções para os consumidores, sendo a com o motor 1,4 aspirado o qual tem uma potência de 90cv ou o com motor 1.6 também aspirado e que é capaz de produzir uma potência de 110cv.

Lá na China a comercialização desse carro tem previsão para que se inicie nos próximos meses deste ano de 2015, mas aqui no Brasil essa possibilidade foi descartada por completo pela montadora.

Por Adriano Oliveira

VW Gran Santana

VW Gran Santana

Fotos: Divulgação


Modelo é a nova van comercial, inspirada na antiga Kombi, com vários itens de segurança e tecnológicos.

A Volkswagen apresentou recentemente como será a nova van comercial, que possui origem na antiga Kombi. Com o fator novo, a linha Transporter, ou “T”, é recebida na 6º geração em 65 anos de linhagem. Próxima do modelo do Brasil, que foi produzido até dezembro de 2013, o novo modelo é um veículo sofisticado, com visor multimídia que tem respostas ao movimento das mãos sem encostar, 3 formas distintas de suspensão e diversos sistemas de segurança.

A tecnologia foi recebida também nos motores, que possuem variações entre 84 cv e 204 cv, tendo um total de 6 alternativas com base a gasolina ou diesel. Os propulsores completos são 2.0 litros que têm start-stop para economizar combustível.

A T6 também pode possuir tração nas 4 rodas (4Motion), transmissão automatizada de dupla embreagem (DSG), porta lateral completamente eletrônica, que tem a possibilidade de ser acionada através de botão na porta do condutor ou na chave, e controle adaptativo de cruzeiro. Segundo a Volkswagen, aproximadamente 12 milhões de unidades da família T foram comercializadas em todo o mundo desde a disponibilização da Kombi nos anos 50. Nos 11 anos recentes, a T5 representou a linhagem e alcançou 2 milhões de unidades.

No território brasileiro, a Kombi foi comercializada por 56 anos, até a saída de linha em dezembro de 2013, por causa de uma alteração na legislação do Brasil, em que eram necessários airbags dianteiros e freios ABS nos veículos nacionais completos. O veículo, contudo, era integrante da segunda geração do modelo comercial, disponibilizado em 1967. No continente europeu, a Transporter T2 parou de estar presente em 1980, recebendo em outro momento, outras três gerações. A anterior da T6 foi disponibilizada em 2003, e não foi comercializada no território brasileiro.

A Volkswagen já possui disponível o configurador da nova linha do Jetta, que inicia alterações leves no design e no acabamento interno.

Por Felipe Couto de Oliveira

Volkswagen T6

Volkswagen T6

Fotos: Divulgação


Novo modelo premium traz o design dos futuros carros da montadora.

A Volkswagen divulgou o C Coupe GTE Concept, que foi lançado no Salão do Automóvel de Xangai, que começou nesta segunda-feira, dia 20 de abril. Esse modelo é exclusivo para o mercado chinês. É um coupé grande, de 4 portas.

Entre as principais especificações técnicas do conceito, estão o motor turbo 4 cilindros a gasolina, 207 cv agindo com outro bloco elétrico de 122 cv. A aceleração vai de 0 a 100 km/h em apenas 8,6 segundos, e uma velocidade final de 232 km/h. Suas medidas são de 5m de comprimento, com largura de 1,93m e a distância entre-eixos de 3m – isso significa um grande espaço interno. Há especulações de que as suas características antecipam as linhas da nova geração do Phaeton, que será lançado em 2018. Segundo Klaus Bischoff, chefe de design da marca: "O futuro do dos novos modelos da classe premium da Volkswagen está começando em Xangai, pois o C Coupé GTE mostra claramente a nova cara dos novos sedans Volkswagen pela primeira vez", e diz ainda que esse design mostrado em Xangai vai acompanhar a  montadora pelo mundo todo e que é o caminho do novo Phaeton.

Falando em termos mecânicos, o modelo C Coupe GTE tem um powertrain plug-in híbrido, daí a justificativa para 'GTE' do nome: Grande Touring Elétrica, já utilizado nas versões plug-in de Golf e Passat. Falando sobre o seu exterior: possui linhas horizontais e bordas afiadas, elementos dominantes da estrutura. A parte da frente se destaca pela grade do radiador, com cinco barras cromadas. Já o seu interior é bastante sofisticado, nota-se claramente que a arquitetura do interior foi projetada com o foco no motorista e a parte de trás tem um incrível aspecto de sala de lazer, de estar ou de descanso, com um par de assentos executivos.

Uma grande novidade: tem uma bateria de íon de lítio de 14,1kWh que pode ser carregada até em casa, que permite que o carro viaje até 50 km em modo exclusivamente elétrico, com uma velocidade limitada em 130 km/h. O condutor pode alternar os modos elétrico ou híbrido, usando somente um interruptor no painel.

Por Elia Macedo

Volkswagen C Coupe GTE Concept

Volkswagen C Coupe GTE Concept

Volkswagen C Coupe GTE Concept

Fotos: Divulgação


Linha 2016 dos modelos receberão alterações interessantes.

Na última semana, a empresa de carros Volkswagen anunciou que fará algumas mudanças nos modelos mais conhecidos Gol, Saveiro, Voyage e Up!, mas, apenas nas versões que serão lançadas em 2016.

Algumas versões do Gol e Saveiro irão receber as alterações, exceto, os modelos voltados para rallye, como o Gol Rallye, Gol Track e Voyage Evidence não serão beneficiados com as novidades. A versão Trendline do Gol e Voyage terão alterações nos pneus 185/65 R14, que será opcional, e também direção hidráulica, desembaçador traseiro e vidros elétricos.

Já a linha Confortline possuirá, agora, rodas de aro 15, além de detalhes cromados dentro do carro. O Gol e Voyage Highline, modelos topo de linha da empresa, também terão detalhes cromados agregados, como nas saídas de ar e maçaneta, além de possuírem uma nova grade preto piano. Ainda, estes últimos venderão pacotes opcionais com bancos de couro, sensores de chuva e luminosidade e piloto automático.

Saveiro e Up! sofrerão mais reformulações técnicas. Quanto a Saveiro, no modelo 2016, serão oferecidas oito configurações distintas: de cabine simples que pode ser estendida e dupla; de cabine dupla; de cabine estendida e uma de cabine dupla; e ainda a opção cabine simples, de acordo com informe divulgado no site Notícias Automotivas.

No novo queridinho do momento, o Up!, uma das principais novidades é o fato de que a transmissão I-Motion também servirá na versão move-up. Além disso, o modelo contará com a chave canivete sem controle remoto.

Volkswagen:

A empresa de origem alemã nasceu nos anos 1930 e, atualmente, é a maior fabricante de carros da Europa englobando outras marcas conhecidas como Audi, Bentley, Porsche, Skoda e Scania.

Aqui no Brasil a sede da empresa está situada na cidade de São Bernardo do Campo e, este ano, comemorou 62 de Brasil. Ainda, é considerada a montadora que mais investe em inovação no país, focando sempre em alta tecnologia.

Por Andréa Corneli Ortis

Gol 2016

Saveiro 2016

Voyage 2016

Up! 2016

Fotos: Divulgação


Confira as novidades e características da versão 2015 do modelo

A Volkswagen divulgou as fotos pioneiras do Scirocco GTS. O modelo recebeu otimizações no design, entretanto, permanece com o motor 2.0 turbo TSI, entretanto, neste momento tendo acrescentado 10 cavalos, fornecendo no total de 217 cavalos, potência que poderá ser gerenciada através de uma transmissão manual de seis marchas ou pela caixa dupla embreagem e seis velocidades DSG. De acordo com a empresa, o conjunto GTS possibilita acelerar de 0 a 100 km/h em somente 6,5 segundos e tem a possibilidade de alcançar uma velocidade máxima de 246 km/h.

Na cabine, existem diversas especificações que remetem ao aspecto esportivo do veículo, onde pode-se citar o volante diminuto com arrematado com costuras vermelhas, especificações em black piano, pomo da alavanca da transmissão no estilo bola de golf, pedaleiras em aço inoxidável, acabamento cromados, dentre outros. Com um valor extra, os clientes têm a possibilidade de pedirem também bancos de couro, teto solar panorâmico, faróis bi-xenon e volante multifuncional.

Na parte de fora, estão presentes rodas de 18 polegadas, onde as aro 19 são opcionais, um pacote exterior, as grandes pinças de freio vermelhas e tendo a inclusão de amortecedores, spoiler traseiro e soleiras personalizadas. Para fazer citação ao Scrirocco GTS 1982, a VW resolveu pintar as tampas dos espelhos laterais na cor preta. Os clientes terão a possibilidade de pedirem o veículo nas cores vermelha, cinza, branca ou preta.

A Volkswagen inicia as comercializações da linha Jetta 2015. O modelo é recebido do território mexicano com atraso de aproximadamente um mês e valor inicial de R$ 69.990, peço 6,8% inferior em relação à estimativa inicial, anunciada pela empresa em fevereiro. As versões completas do veículo possuem transmissão automática de seis velocidades, controle de tração (ASR) e sistema Isofix para retenção de cadeirinha infantil.

A alternativa de entrada Trendline possui rodas de liga leve 16 polegadas, alarme, sensores de estacionamento dianteiro, traseiro, dentre outros.

Por Felipe Couto de Oliveira

Volkswagen Scirocco GTS

Volkswagen Scirocco GTS

Fotos: Divulgação


Confira as características dos novos modelos

A Volkswagen divulgou recentemente o recebimento da linha 2016 dos modelos SpaceFox e Space Cross, que foram apresentados pela ocasião pioneira no final do último ano. Os novos veículos permanecem com linha idêntica do hatches Fox e CrossFox, tendo alterações na parte estética e no interior, como também novo motor 1.6 litro MSI com transmissão manual de seis velocidades para as versões com valores maiores.

O novo Volkswagen SpaceFox será recebido nas concessionárias nas semanas seguintes nas versões Comfortline, sendo de entrada, e Highline, de elite. O veículo pioneiro possui o famoso motor 1.6 8V, que já estava presente na versão antecedente, com 104 cv, a 5.250 rpm, e 15,6 kgfm de torque, sendo a 2.500 rpm, com transmissão manual de cinco velocidades ou automatizada i-Motion, que ganhou a versão 2 de aplicação do software de gerenciamento eletrônico.

De acordo com informações da empresa, o SpaceFox Comfortline possibilita acelerar de 0 a 100 km/h em 11,2 segundos e atinge velocidade máxima de 180 km/h. O Comfortline i-Motion, por sua vez, atinge os 100 km/h em 11,8 segundos.

O SpaceFox Highline possui o 1.6 litro 16V, tendo bloco e cabeçote em alumínio, comando de admissão variável e comando de válvulas. Ele possibilita até 120 cavalos, a 5.750 rpm, e 16,8 kgfm, a 4.000 rpm, com transmissão manual de seis velocidades ou i-Motion, com a possibilidade de acelerar de 0 a 100 km/h em 10,2 segundos e atingir a máxima de 191 km/h.

Nos componentes de série, o veículo de entrada fornece ar-condicionado, sistema de som, direção elétrica, trio elétrico, volante com regulagem de altura e profundidade, computador de bordo i-System, banco traseiro rebatível e corrediço, retrovisores com tilt down, faróis e lanternas de neblina e rodas de aço de 15 polegadas com calota “Samba” ou de liga-leve “Jazz”, sendo opcional.

Considerando os componentes opcionais, o Comfortline fornece também faróis de neblina com conversão estática, que incorpora o farol de neblina em uma curva, fazendo a iluminação do trajeto em curvas fechadas e também de baixas velocidades.

Por Felipe Couto de Oliveira

Volkswagen SpaceFox 2016

Volkswagen Space Cross 2016

Fotos: Divulgação


Vendas mundiais da montadora não atingiram bons resultados, registrando queda de 1,6%

O balanço divulgado pela Volkswagen em relação aos dois primeiros meses de 2015 só chegaram mesmo para deixar bem claro que este ano não será fácil para as fabricantes do início ao fim. De acordo com as informações contidas no balanço das vendas da companhia a montadora conseguiu comercializar um total de 920.700 unidades no mundo todo. Olhando apenas os números tudo parece bem, entretanto, ao fazermos uma simples comparação com o mesmo período do ano passado vamos ver uma queda de 1,6%.

Para compreendermos melhor um pouco sobre a atual situação vejamos alguns números:

O maior mercado para a marca que atualmente é região da Ásia-Pacífico não tem trazido bons resultados, na realidade o desapontamento é mais do que evidente. Por lá, o crescimento de fevereiro em relação ao mês de janeiro é de apenas 0,5%. A marca conseguiu vender somente 475.200. A título de curiosidade desse número de carros a maior parte, representando 441.600, foi destinada para a China.

Mudando de lugar no planeta vamos para a Europa onde o número de vendas chegou somente a 246.800 unidades. Claro, que nesse caso o problema também é agravado pela crise interna. A Alemanha também merece destaque na história já que foi responsável por um crescimento de 3,8%.

Outros mercados acabaram fechando em alta também. Mas isso não significa que de forma alguma a Volks pode “baixar a guarda”. Neste caso podemos citar como exemplo a América do Norte e América o Sul. Apenas o mercado de automóveis dos Estados Unidos ficou responsável por 2,8%.

O que vem por aí?

De acordo com o economista da LCA Consultores, Rodrigo Nishida, 2015 começou drasticamente ruim para o setor de automóveis. Os motivos são os mais variados possíveis como, por exemplo, o ajuste fiscal,  falta de crédito, aumento do IPI em janeiro e até mesmo a queda de confiança dos consumidores.

Ainda segundo as projeções da LCA para o ano todo a previsão é de que a queda nas vendas possa chegar até 8%.

Por Denisson Soares

Queda nas vendas da Volkswagen

Foto: Divulgação


Modelos não corresponderam às expectativas de vendas da montadora e terão suas produções finalizadas

O tão amado Fusca (também conhecido como Beetle) corre o risco de ter sua produção descontinuada pela Volkswagen. A montadora alemã pretende diminuir seus custos com produção em mais de 5 bilhões de euros até o ano de 2017. Para isso, pretende descontinuar a produção de carros com vendas baixas, que não correspondem às expectativas de lucros da Volkswagen. Atualmente, o Fusca está já está em sua terceira geração e suas vendas estão muito mais baixas do que a montadora esperava.  

Outro motivo para a interrupção da fabricação do Fusca é o fato de o veículo não contar com a plataforma modular MQB, que já equipa vários modelos da Volks e será utilizada em grande parte dos futuros veículos que serão lançados pela montadora.  

Além do Fusca, outro carro que deverá ter sua fabricação finalizada será o Polo de duas portas. Com a descontinuação da fabricação do Polo, a Volkswagen economizará cerca de R$ 670 milhões, já que esse veículo, assim como o Fusca, também teve uma queda brusca no número de vendas nos últimos anos e também não conta com a plataforma modular MQB. 

O Fusca foi o primeiro automóvel a ser fabricado pela montadora alemã Volkswagen, e fez bastante sucesso em todo o mundo após a Segunda Guerra Mundial. Sua produção na época, contou com o apoio e ajuda do ditador Adolf Hitler. Em 1972 ele já era o carro mais vendido da história, fazendo sucesso em todo o mundo, pois era um automóvel que correspondia às expectativas das pessoas que procuravam um carro compacto e econômico.  

Ao contrário da primeira geração do Fusca, a versão atual do veículo não fez tanto sucesso assim. No Brasil é vendido com preço elevado – entre R$ 87.210 a R$ 101.300 (bem longe da realidade dos brasileiros).  Apesar do pouco número de vendas, muitas pessoas são fãs da terceira geração do Fusca e não gostariam que a Volkswagen descontinuasse a sua produção. 

Por Nathalia Henderson

VW Fusca

VW Polo

Fotos: Divulgação

 


A Volkswagen divulgou recentemente um procedimento de recall para 3.785 unidades do Fox e do CrossFox, ano/modelo 2015, tendo o volante multifuncional. A solicitação faz parte de unidades fabricadas entre 3 de fevereiro de do último ano e 21 de janeiro deste ano. 

O aviso ocorrerá para os proprietários também através de carta e precisarão agendar a troca do volante, que terá um tempo de aproximadamente 1 hora.

Foto: divulgação

O Fox Trendline possui de série com direção com assistência elétrica, vidros dianteiros e travas com acionamento elétrico, volante ajustável em altura e distância, chave canivete, faróis duplos e rodas de 15 pol (de aço). O modelo também possui aquecimento, ar-condicionado, computador de bordo, alarme com comando remoto, controles elétricos de vidros e retrovisores e retrovisores externos com luzes de direção.

O Comfortline possui computador de bordo, faróis de neblina, aquecimento, retrovisores com luzes de direção, controles elétricos de todos os vidros. Ele também fornece revestimento dos bancos em couro sintético, sensores de estacionamento na parte da frente e na traseira, banco traseiro corrediço, dentre outros.

O aspecto mais importante no visual dianteiro do Novo Crossfox são os faróis, que são mais inclinados. Uma linha cromada horizontal faz a divisão da parte da frente completa do modelo, tangenciando a parte de baixo dos faróis, aspecto implementado também no Novo Golf.

Foto: divulgação

Outro fator de destaque do Novo Crossfox trata-se da única grade dianteira com friso cromado e a inscrição do veículo. O para-choque dianteiro tem visual único, com a extensa abertura de ventilação, sendo ladeada pelos dois grandes faróis auxiliares, que possuem o formato retangular.

Nas partes laterais, os fatores principais tratam-se das molduras com insertos em “chrome effect” e as molduras das caixas de rodas. As rodas “Soul” tratam-se de liga leve, tendo 15 polegadas. Os pneus possuem as medidas 205/60 R15. O perfil mais elevado do CrossFox é salientado através das barras longitudinais no teto.

Por Felipe Couto de Oliveira





CONTINUE NAVEGANDO: