Confira as 9 picapes com maior capacidade de cargo do Brasil, distribuídas entre compactas, médias e grandes.

Picapes são a ideia perfeita para aqueles que precisam transportar cargas, mas não dispõem de capacidade em um carro convencional. Esse modelo de automóvel é caracterizado pela presença de carroceria traseira. Alguns modelos trazem capacidade para apenas dois ocupantes, outros, com quatro portas – cabine dupla – possuem também espaço para transporte de passageiros e há ainda os modelos de cabine estendida que reservam um espaço para bagagens atrás dos bancos.

Esse modelo de carro sempre foi muito usado no campo para transporte de mercadorias e veio ganhando espaço cada vez maior no meio urbano. Acredita-se que as “primeiras picapes” surgiram de forma improvisada, tendo a parte traseira dos carros convencionais retiradas (cortadas) por seus donos, já que a indústria automobilística só começou a comercializar as picapes oficialmente após a chegada dos caminhões convencionais que não atendiam a necessidade dos usuários de ter um carro que pudesse ser usado para o trabalho nos dias úteis e também como carro de passeio nos dias de descanso.

O primeiro modelo de picape no Brasil surgiu nos anos 80 por fabricação da Fiat e suas mais derivadas variações caíram no gosto de muita. Atualmente o mercado oferece os mais variados modelos e para facilitar a vida de quem busca comprar ou conhecer mais sobre esse tipo de caro, relacionamos: 9 Picapes com maior capacidade de carga do Brasil.

A primeira coisa a se saber no momento de escolher uma picape é qual versão atende melhor a sua necessidade. Atualmente, o mercado possui três opções em tamanho que podem responder a essa questão: as compactas, as médias e as grandes.

Sendo assim, separamos as Top 3 em capacidade de carga em cada umas das opções.

Picapes Compactas

3. Hoggar – Peugeot

Com um motor 1.6 , a Hoggar da Peugeot possuir capacidades de carga de 742 kg para o design, a montadora apostou em caçamba com mais volume.

Peugeot Hoggar

2. Courier – Ford

A Courier da Ford tem falsidade de transportar cerca de 750 kg, com motor 1.6, pode ser uma ótima opção para quem precisa trabalhar com fretes e de pequenas encomendas.

Ford Courier

1. Montana – Chevrolet

Com uma capacidade de 756 kg, possui motor 1.4, potência a de 99 cvs proporcionam eficiência bastante aceitável para esse modelo.

Chevrolet Montana

Picapes Médias

3. Saveiro Cross – Volkswagen

Sua capacidade de carga é de 611 kg com motor 1.6. De acordo com o fabricante essa picape tem baixo custo de manutenção quando comparada com as de mesmo porte na concorrência.

Volkswagen Saveiro Cross 2018

2. Duster Oroch – Renault

Mesmo estando entre as picapes de categoria média, a Duster Oroch tem capacidade de carga inferior a algumas classificadas como pequena, essa elevação ao nível de média se dá em virtude de sua cabine dupla e capacidade de 683 kg em um motor 1.6.

Renault Duster Oroch 2018

1. Toro – Fiat

Com tração 4×4 a Fiat investiu em uma picape média, a boa aceitação do público promoveu um excelente volume de vendas da Toro, isso porque seu design agressivo fez essa picape se mostrar uma ótima alternativa dentro do seu segmento. A Toro Fiat tem capacidade de carga de 1.000 kg em uma caçamba visualmente pequena.

Fiat Toro 2018

Picapes Grandes

3. S10 – Chevrolet

A picape da cabine simples da Chevrolet ganha o top 3 na categoria com capacidade de carga de 1.220 kg, motor 2.0 e com 200 cv de potência e 51 kgfm de torque, além de tração nas 4 rodas.

Chevrolet S10 2018

2. Amarok – Volkswagen

Embora com uma caçamba não tão grande quanto algumas da mesma categoria, a Amarok consegue bater de frente com muitas picapes do segmento. Possui capacidade de transportar até 1.232 kg, motor 2.0 a diesel com potência de 140 cv.

Volkswagen Amarok 2018

1. Ranger – Ford

Em primeiro lugar, a Ford lidera com sua picape Ranger, considerada a de maior capacidade e carga no mercado, esse modelo consegue transportar 1.457 kg garantidos por um desempenho de motor 2.0.

Ford Ranger 2018

Por Bruna Luiz de Oliveira


Veja aqui tudo o que há de novo na Nova Toyota Hilux 2018.

Um dos maiores sucessos de vendas na categoria das picapes brasileiras, a Hilux, da marca Toyota, se destaca pelo seu estilo potente, capacidade de conforto interno e a tecnologia própria da montadora.

Com o seu lançamento em 1992 em terra brasileiras, ela foi ao longo do tempo se popularizando e tornou-se, a partir de 2007, um dos carros mais vendido da marca japonesa.

A sua capacidade de inovar foi conquistando muitos consumidores brasileiros, além disto, ao longo do tempo ela foi sendo cada vez mais melhorada e mais adaptada às estradas brasileiras.

Neste ano de 2017, ela é classificada como uma das principais opções dos brasileiros quando o assunto é uma picape de força.

Com uma nova plataforma, o veículo ganhou mais robustez e mais força características da marca. Tudo isto, aliados a uma tecnologia nascida dentro dos laboratórios e nos campos de testes da Toyota.

Isto dá uma certeza aos seus milhares de consumidores ao redor do mundo: a possibilidade de ter um veículo versátil para qualquer terreno.

O que se esperar da nova Hilux em 2018

De acordo com os sites especializados, a nova geração 2018 passou por algumas transformações que a deixaram mais potentes e bem mais atrante aos olho dos consumidores brasileiros.

Ela mexe com a imaginação de seus milhares de fãs braileiros

Sem uma versão oficial da Toyota, a nova Hilux 2018 ficou maior (mais distância entre os eixos). De acordo com os técnicos da empresa, isto traz mais estabilidade e ganha seus usuários com a possibilidade de desfrutar de mais espaço no lado de dentro.

Sem economizar, a Toyota resolveu investir a fundo nos aspectos interiores. A empresa desenvolveu estudos e testes que culminaram com a adoção de novas matérias primas com a finalidade de garantir mais sofisticação e mais luxo.

Mudanças somente no aspecto interior

Contrariando a tendência de mudança característica da marca, os adeptos e profissionais do mercado automotivo podem predizer que o modelo 2018 não vai aparentar grandes mudanças externas. A tendência é que um visual adotado para a atual versão seja preservada para 2018.

A Toyota focou a versão 2018 nas necessidades e tendências do mercado

Para a nova versão 2018, a Toyota precisou reavaliar o mercado brasileiro e o mundial de picapes. Com estes resultados, ela chegou a conclusão de que quesitos como segurança, estabilidade, potência e detalhes que possam trazer um conforto maior ao seu usuários podem pesar mais ainda na hora de decidir qual modelo levar para casa.

Mais tecnologia por uma preço mais elevado

Mas quem pensa que toda esta sofisticação e tecnologia não vai ter um preço, um grande engano. Os consumidores que já se planejam para levar o novo modelo para a sua casa, podem ir preparando o bolso, poi com todas esta inovação, a montadora já sinalizou que o novo modelo 2018 vai custar mais caro.

Para se ter uma ideia, quem quiser comprar o modelo atual no mercado terá que desembolsar cerca de R$ 112.000,00 pela versão mais simples. Quem optar pelo mais completo, o preço pode chegar a quase R$ 190.000,00.

A nova versão 2018 deverá chegar na concessionária brasileira com um motor do tipo flex com 2.7 litros a gasolina e quase 160 cv de potência. Caso o motorista opte pelo uso do etanol, esta potência sobe para pouco mais de 162 cv.

Quem preferir a versão a diesel, vai ter que encarar um motor com quase 180 cv de potência para uma versão 2.8.

Para todas as versões de motorização que compõem a linha 2018, a transmissão é do tipo automática, com câmbio de seis marchas. Além disto, ela deverá também vir de fábrica nas versões 4×2 e 4×4. Uma boa opção para quem precisa encarar todo o tipo de terreno.

Portanto, se você está pensando em adquirir a sua, é bom dar uma passadinha em uma concessionária da marca mais próxima de sua cidade e tentar garantir uma reserva antecipada de novo modelo para o ano que vem.

Emmanoel Gomes


Conheça aqui as principais novidades presentes e as novas versões do Ford Ranger 2018.

Os melhores veículos estão sempre ganhando destaque no mercado com novos modelos e versões ampliadas. A Ford está divulgando duas novas ampliações dentro da linha de 2018. A Picape Média Ranger está com maior competitividade em termos de conteúdo, incluindo nessa série especial um modelo esportivo muito atraente, a Sportrac, e um modelo com maior potência, uma versão inédita diesel com tração 4×2. São duas caminhonetes de belo visual e alta potência, adequadas a todo o público consumidor.

O modelo recém-lançado de versão 2.2 diesel XLS com uma tração 4×2, possui transmissão manual e está no valor de R$ 136.850. As picapes sempre são desenvolvidas com visual esportivo, dado que são adaptadas para quase todo tipo de terreno. A Sportrac, por exemplo, é uma versão de veículo potente projetado pela Ford na mesma base da versão 2.2 diesel XLS, porém, foi desenvolvida contendo tração 4×4 e a transmissão automática. Outros detalhes que a diferenciam do modelo 2.2 diesel estão no novo aplique do para-choque dianteiro, portas traseiras e santantônio, adesivos laterais de caçamba, além de possuir estribos laterais em cor cinza London. Gravada na soleira de vinil da cabine está a assinatura Sportrac e também vem com bordados nos apoios de cabeça dianteiros. Está no valor de R$ 162.990.

Há mais veículos no catálogo desta nova e completa linha, que são modelos exclusivamente de cabine dupla, com motores de potências diferentes, tais como os 2.5 Flex e 3.2 diesel. Entretanto, o modelo que sobressai nesta linha é o tipo 2.2 diesel, sendo que as potências competem entre si. São picapes incrementadas com equipamentos adicionais, tais como o sensor de estacionamento e as orientadoras câmeras de ré. Algumas das versões, tais como as XLT e Limited, possuem a chamada central multimídia Sync 3 ampliada em uma tela de 8 polegadas, além de comandos de voz direcionados a telefones, áudio, navegador e também ar condicionado. Toda a aparelhagem é compatível em relação aos recursos de Android Auto e Apple Car Play.

Nesta linha de picapes, em todas as suas versões, os recursos de segurança são mais completos, munidos com sete airbags embutidos, tração, controle eletrônico para manter estabilidade, equipagem anticapotamento, assistente de partida para rampa, direção elétrica, controle para adaptação de carga, ar-condicionado, travas anexadas a retrovisores elétricos, piloto automático, computador de bordo e faróis próprios para neblina.

As versões Sportrac ou XLS 4×2 e também a Ranger 2.2 Diesel XLS contém câmbio 4×4 manual ou automático por preços que diferem pouco entre si. Além disso, outras estão entrando no mercado como a Ranger 3.2 diesel XLT, que possui tração 4×4 e transmissão automática, contendo o recurso de central multimídia Sync 3, os pneus são All Season, as rodas são de liga leve em 18 polegadas e possui a opção de capota marítima. Este modelo está no valor de R$ 174.990. Todas são munidas com bancos e volantes de couro, recurso de monitoramento sobre a pressão dos pneus, tecnologia automática e digital de ar-condicionado de dupla zona. São veículos que se tornam, a cada ano, mais preparados para lidar com a natureza bruta dos terrenos, oferecendo ao mesmo tempo um conforto interno cada vez maior.

A cereja do bolo, ou top da linha, é a 3.2 diesel 4×4 Limited, que além de conter todos os recursos anteriormente citados, ainda oferece o dispositivo do adaptativo controlador de velocidade, farol alto automático, sistema que permite permanência em faixa, o banco do motorista é equipado para ajuste elétrico em oito posições diferentes e também recurso de personalização de luz ambiente para sete cores. Este modelo é mais caro, no valor de R$ 188.890.

Apesar dos altos valores, estes são veículos de alta tecnologia, potência e durabilidade. Com garantia. Aos interessados é indicado o site da Ford, onde os consumidores podem verificar fotos e outras referências de veículos de alta qualidade.

Paulo Henrique dos Santos


As 3 primeiras posições do ranking dos modelos de picapes pequenas mais vendidas no 1º semestre de 2017 foram da Fiat, Volkswagen e Chevrolet.

As picapes pequenas há décadas fazem parte da vida de muitos brasileiros. Afinal, ela atende bem as necessidades daqueles que precisam de sua caçamba para fins de trabalho (dentro e fora da cidade) e até mesmo de lazer.

No primeiro semestre de 2017, as fabricantes que mais venderam modelos da categoria foram a Fiat, Volkswagen e Chevrolet.

Veja a seguir o ranking com os principais modelos:

3° Lugar – Chevrolet Montana

Foram vendidas 6.323 unidades do Chevrolet Montana no primeiro semestre de 2017. O modelo, mesmo figurando entre um dos mais comprados da categoria, teve número de vendas bastante inferior, se comparado com o de seus concorrentes.

O automóvel é um dos mais econômicos no segmento, prometendo alta eficiência energética. A linha 2018 já está disponível no mercado e é oferecida em duas versões, sendo ambas de duas portas, com motor Flex 1.4.

Maior eficiência energética

· Montana LS 1.4 EconoFlex – a partir de R$47.390.

· Montana Sport (com computador de bordo) – a partir de R$57.590.

Chevrolet Montana 2017

2° Lugar – Volkswagen Saveiro

Com 20.017 unidades vendidas no primeiro semestre de 2017, a Volkswagen Saveiro é a segunda picape pequena preferida dos brasileiros. A linha 2018 possui sete configurações com motor flex 1.6, visando atender os segmentos comercial e esportivo. O destaque fica por conta do fato de todos esses modelos terem freio a disco nas quatro rodas.

Veja a seguir todas as suas versões oferecidas e respectivos preços:

· Robust Cabine Simples (CS) 8V – a partir de R$46.530

· Robust Cabine Dupla (CD) 8V – a partir de R$57.890.

· Trendline Cabine Simples (CS) 8V – a partir de R$57.340.

· Trendline Cabine Dupla (CD) 8V – a partir de R$65.950.

· Highline Cabine Dupla (CD) 8V– a partir de R$67.560.

· Cross Cabine Estendida (CE) 16V – a partir de R$74.520.

· Cross Cabine Dupla (CD) 16V – a partir de R$77.470.

Volkswagen Saveiro 2017

1° Lugar – Fiat Strada

O modelo líder no segmento é o Fiat Strada, com 24.025 unidades vendidas. A linha 2017 oferece oito opções de automóveis, visando atender tanto o consumidor comum quanto o segmento comercial. Eles possuem motores flex 1.4 ou 1.8. Além disso, há alternativa de câmbio automático ou manual.

Confira os modelos e preços da linha Fiat Strada 2017:

· Working 1.4 (2 portas) – a partir de R$48.450.

· Working Plus 1.4 (2 portas) – a partir de R$50.550.

· Hard Working 1.4 (2 portas) – a partir de R$54.750.

· Hard Working Cabine Estendida 1.4 (2 portas) – a partir de R$59.050.

· Hard Working Cabine Dupla 1.4 (3 portas) – a partir de R$66.520.

· Adventure Cabine Estendida 1.8 16V (2 portas) – a partir de R$68.620.

· Adventure Cabine Dupla 1.8 16V (3 portas) – a partir de R$75.710.

· Adventure Cabine Dupla Dualogic 1.8 16V (3 portas) – a partir de R$80.340.

Fiat Strada 2017

Fotos: Divulgação

Para obter mais informações e realizar comparativo de todos os modelos citados no ranking acima, basta acessar os sites de suas respectivas montadoras no Brasil: Chevrolet (www.chevrolet.com.br/picapes/montana/versoes.html), Volkswagen (www.vw.com.br/pt/carros/saveiro.html) e Fiat (www.fiat.com.br/carros/nova-strada/monte-seu-carro.html).

Por Camilla Silva


Picape voltará a ser vendida no Brasil e terá o preço de R$ 249.900.

A RAM é um segmento de picapes pertencente ao grupo Fiat Chrysler, a qual havia, há um tempo, suspendido a importação no Brasil devido ao alto valor do dólar e também pelo aumento do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), porém, sua versão única, Laramie, foi exposta no dia 6 de setembro de 2015 na famosa feira agropecuária Expointer, no estado do Rio Grande do Sul e provavelmente voltará a ser vendida por aqui, sendo importada do México, ainda antes do fim deste ano, pelo preço de R$ 249.900.

A nova RAM 2500 ainda tem seu estilo robusto e agressivo. Ela conta com motor V6 a diesel, com 330 cv de potência, 104 kgfm de torque, tração 4X4 com acionamento eletrônico, transmissão automática de 6 marchas com “Eletronic Range Select” e, por fim, programa eletrônico de estabilidade.

Externamente, a RAM 2500 Laramie Limited 2016 conta com um grande design. Adotou lanternas e faróis de LEDs, jogo de rodas em alumínio e aro de 18 polegadas. Contando também com maçanetas, retrovisores com rebatimento elétrico  para-choques dianteiros e traseiros cromados.

A segurança é outro ponto de destaque desse grandalhão que vem com seis airbags, com oito pontos de proteção. Além também de trazer frenagem inteligente e segura em dias chuvosos e acionamento de freios em uma possível desaceleração brusca.

O modelo vem de série com bancos de couro com regulagens elétricas para o condutor, ar condicionado digital de duas zonas, airbags laterais e de cortina, volante aquecido, juntamente com comandos de som e também central multimídia com tela touchscreen de 8,4 polegadas, navegação GPS.

Em tamanho, o veículo é um dos maiores vendidos no Brasil atualmente, possuindo mais de 6 metros de comprimento e entre eixos de 3,80m. A capacidade de reboque é de 7.750 kg e a de carga é de 1.030 kg.

Por Filipe da Silva

RAM 2500 Laramie Limited 2016

RAM 2500 Laramie Limited 2016

Fotos: Divulgação


Nova picape será a estreia de um segmento, o SUP, que une a dirigibilidade imposta por um utilitário esportivo com a praticidade de uma picape.

A Fiat revelou no dia 29 de setembro uma imagem da sua nova picape, a Fiat Toro, que funcionou como um teaser, sem mostrar muito ao público que já estava ansioso pela novidade. Porém, agora após mais algumas das informações serem oficialmente divulgadas pela montadora, temos uma visão melhor do que pode vir a ser esse novo automóvel.

A Fiat Toro será produzida na fábrica da Fiat em Pernambuco, localizada na cidade de Goiana. Essa é a mesma fábrica responsável pela produção do Renegade, que terá alguns de seus componentes utilizados na nova picape. A expectativa é que a distribuição do veículo comece no início do próximo ano.

Segundo a Fiat, o novo automóvel é a estreia de um segmento, o SUP (Sport Utility Pick-up). O SUP une a dirigibilidade imposta por um utilitário esportivo com a praticidade de uma picape. O que o torna, na verdade, um grande crossover com uma caçamba.

Segundo a montadora, a Toro contará com o conjunto mecânico do Renegade, utilizando entre outras partes, o motor 2.0 Multijet turbo diesel e o 1.8 E.torQ. O câmbio manual estará à disposição apenas do motor a diesel, com um câmbio de oito velocidades. Já o motor 1.8 receberá um câmbio automático de seis marchas.

A picape Toro possuirá cabine dupla com um comprimento de 5 metros. O entre eixos será de aproximadamente 2,87 metros. A versão 4×4 contara com o sistema adaptativo de terreno, o Selec-Terrain. A tração do carro poderá ser ajustada, nos modos para areia e terra, também conforme o terreno que o automotor estiver presenciando. A única parte que deixou a desejar da picape é o freio de serviço que nela será manual e não eletrônico.

As versões estarão dispostas com duas versões de motor, um a gasolina e outro a diesel. A capacidade de carga da picape será de, aproximadamente, uma tonelada. A previsão para o preço da picape é que ele possa variar entre R$ 70 mil e R$ 115 mil.

Essa nova picape está entre mais uma das novidades da Fiat para o próximo ano.

Por Igor Furraer

Fiat Toro

Fiat Toro

Fotos: Divulgação


Toda a linha da picape ganhou nova central multimídia Caska CA087-BR

A Nissan anunciou que toda a linha de picapes Frontier possui neste momento mais uma oportunidade de acessório presente. É a nova central multimídia Caska CA087-BR, que possui valor recomendado de R$ 3.175 (na ausência dos custos de mão de obra).

O fator novo, presente também para os veículos New March e Sentra, possui rádio, DVD, TV SD Card, câmera de ré com visão noturna, GPS, entradas para iPod e iPhone em um equipamento exclusivo e sistema Bluetooth.

A central possui um visor de 6,2 polegadas, conexão Plug and Play com os conectores originais completos do modelo e possui compatibilidade com a maioria dos telefones e smartphones do mercado. Para a utilização de iPod e iPhone, o acessório fornece o controle direto no visor, tornando mais fácil o acesso aos arquivos dos dispositivos.

O receptor de TV Digital integrado possui alta resolução e tem a procura de canais através de botão direto. Somado a isso, possui sensor de freio de estacionamento para controle de reprodução de vídeo. Fabricado pela Caska, o sistema possui homologação pela Nissan.

Na metade de março, a Nissan divulgou o novo Versa que possui design renovado e motor 1.0 três cilindros. Embora seja um dos principais fatores novos da empresa neste semestre, é no modelo que tem o motor 1.6 que a companhia acredita. Segundo a empresa, 80% do mix de comercializações será proveniente das versões mais eficazes, que possuem valor acima de R$ 46.990.

O Versa possui câmbio manual de cinco velocidades e torque máximo de 12,1 kgfm a 4 mil giros. No percurso urbano, isto quer dizer que o modelo possui a agilidade necessária para não abandonar o motorista nas retomadas. O veículo possibilita acelerar de 60 a 100 km/h em 9,8 segundos. Os 111 cavalos de potência atingem 5.600 giros. Desta forma, para ter proveito máximo do modelo, em alguma situação o motorista irá ouvir mais ruídos do que o desejado.

Por Felipe Couto de Oliveira

Central multimídia da Nissan Frontier

Nissan Frontier

Fotos: Divulgação


Novo modelo poderá ser produzido no Brasil

A categoria de picapes médias receberá uma denominação importante nos próximos anos. A Mercedes-Benz faz os preparativos para a disponibilização de uma nova picape média, que poderá ser produzida no território brasileiro. Somado a ser possível ser a empresa pioneira de luxo a possuir uma picape no portfólio, a disponibilização deste modelo poderá ser mais uma força para procurar a primeira posição no ramo de empresas de luxo, ultrapassando Audi e a recente líder BMW.

Pode parecer incoerente acreditar em uma forma de modelo direcionado para o trabalho do que para o lazer, entretanto, a Mercedes-Benz aposta que tem a possibilidade de repetir o caso bem-sucedido nos SUVs. No momento que a empresa ingressou no ramo com o Classe ML faz quase duas décadas, nenhuma companhia de luxo tinha tido o objetivo de fabricar utilitários esportivos. Muitos fatores modificaram, sendo atrativo para as empresas de veículos de luxo este vantajoso filão. Segundo a Mercedes, um levantamento atual aponta que somente de 20% a 30% das pessoas utilizam picapes médias para transporte de cargas, onde 50% utilizam de forma mista e outras 30% somente as usam na cidade. Isto significa que a maioria dos clientes verificam as picapes médias como veículos de lazer.

Somado a isso, a picape seria uma possibilidade mais do que significativa para expandir sua participação em mercados adicionais, da forma como realizou a Daimler com suas vans comerciais, a nova Sprinter passou a ser um produto global, da mesma forma como as vans Vito e Citan. Os mercados de destaque para o novo produto seriam o território australiano, sul-africano, o continente europeu e a América Latina. Entretanto, ainda não existe formulação a respeito de suas vendas no território norte-americano, em que as picapes de grande porte estão bem presentes nas ruas. Somente no último ano, foram comercializados 2 milhões de modelos desta forma nos Estados Unidos.

Por Felipe Couto de Oliveira

Provável picape média da Mercedes-Benz

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: