Modelo é apresentado e conta com design semelhante ao do Eclipse Cross.

A Mitsubishi já comercializa sua picape média no mercado a cerca de 40 anos, por meio de 5 gerações, as quais serviram de inspiração para dar origem ao Dodge e Chrysler. O atual modelo teve seu lançamento no ano de 2014 e já sofreu uma alteração, sendo essa a segunda mudança em seu visual, para que se mantenha na briga por algum tempo ainda no competitivo mercados das picapes médias de uma tonelada.

Nas imagens divulgadas é possível ver a reestilização da Mitsubishi L200 Triton, que foi além do que se está acostumado. Ao contrário do convencional, de apenas alterar sua grade frontal, o modelo foi dotado de uma frente nova, qual teve como inspiração os últimos lançamentos e conceitos da marca. A parte frontal, batizada pela empresa por "Dynamic Shield", também está presente em outros dois modelos, a Pajero Sport e também a Eclipse Cross, entretanto, a impressão que fica é que se encaixa melhor no visual dos utilitários compactos do que com a própria picape.

Os redesenhos não param somente na sua cara nova, isto porque a picape média traz também caixas de rodas estendidas, além de um design novo, o que é considerado uma alteração muito difícil de acontecer em modelos que são reestilizados. Na parte traseira, a L200 Triton continuou a mesma, contando apenas com um para-choque diferente e lanternas atualizadas.

As mudanças também foram além da questão visual, a versão nova da picape recebeu um modo novo de condução off-road, ajustado para rodar sobre Lama ou Neve, Cascalho, Pedra e Areia. É preciso simplesmente selecionar o tipo de terreno que que o veículo irá rodar que automaticamente o sistema cuidará da potência do motor, bem como controlará a transmissão e também a frenagem que irá controlar o giro das rodas, trazendo uma melhor performance para a tração em pisos difíceis. Outro auxílio é o sistema de controle em descidas, que gerencia a velocidade ao se encontrar em terrenos muito íngremes ou escorregadios.

A nova L200 Triton reestilizada contará com uma boa lista de itens no quesito segurança, como por exemplo, o recurso de frenagem de pré-colisão, o qual faz a detecção de pessoas ou veículos localizados adiante do automóvel, reduzindo assim a velocidade com o objetivo de diminuir a força no momento do impacto. Outro equipamento que se destaca no modelo é o Ultrasonic Misacceleration Mitigation, o qual diminui o risco de ocorrer algum acidente ao realizar uma aceleração maior em um pequeno espaço, de maneira enganada. A picape também vai contar com alguns sensores que detectam tráfego quando cruzado a traseira do veículo e também pontos cegos.

A marca japonesa não divulgou muitos dados referentes a mecânica do modelo, apenas sabe-se que a sua transmissão de cinco velocidades será substituída por um câmbio de seis marchas, o que irá melhorar o conforto, desempenho e ainda irá reduzir o gasto de combustível. No mercado brasileiro o modelo é comercializado com um propulsor de 2.4 litros turbodiesel, que gera 190 cavalos de potência a 3.500 giros e torque de 43,9 kgfm em 2.500 rotações. Ainda estará equipado com discos de freios maiores sem suas rodas dianteiras, já as de trás rodam com maiores amortecedores, dando mais conforto.

A L200 Triton foi apresentada na Tailândia, na cidade de Bangcoc, no dia 9 de novembro e terá suas vendas iniciadas por lá ainda este mês, no dia 17, sendo distribuída lentamente para o restante do mundo. Ainda não se sabe quando que ela estará disponível nas concessionárias do Brasil, visto que a marca não divulgou nada referente a isto, mas acredita-se que não passará de 2020.

FILIPE R SILVA


O Mitsubishi ASX 2019 traz mudanças importantes, inclusive na parte estética, mas nada que saia muito fora do perfil de seu lançamento anterior, já que o modelo ganhou uma reestilização no visual não faz muito tempo.

A nova Mitsubishi ASX 2019 chega às lojas com muitas novidades e dando ao consumidor brasileiro mais uma opção entre os carros top de linha. Muitos modelos já foram lançados nas últimas semanas, oferecendo conforto, segurança e tecnologia de ponta, mas o ASX 2019 ainda consegue surpreender e quem esperou não vai se arrepender, pois terá uma opção a mais na hora da compra e é um modelo que vale a pena conhecer.

Desde que decidiu entrar no mercado das SUVs, há cerca de 8 anos, investindo na ASX, a Mitsubishi tem feito várias mudanças, mas sempre mantendo o estilo esportivo do seu utilitário compacto. O design, a princípio, era bem semelhante ao do Lancer, mas com o passar dos anos o modelo foi adquirindo personalidade própria. Uma das preocupações da empresa é que o carro não tivesse apenas um visual esportivo, moderno, mas que também apresentasse um bom desempenho.

Hoje, o ASX é um SUV que conquista os consumidores não apenas pelo design arrojado, o visual sofisticado, mas também por oferecer uma boa plataforma, além de conforto, segurança e altíssima qualidade.

O Mitsubishi ASX 2019 traz mudanças importantes para esta linha, inclusive na parte estética, mas nada que saia muito fora do perfil de seu lançamento anterior, já que o modelo ganhou uma reestilização no visual e isso não faz muito tempo, então não tem sentido sair mudando tudo de novo. Mas há detalhes que chamam a atenção, por exemplo, os novos faróis xenôn que deixam o modelo muito mais bonito e também garante melhor visibilidade e isso consequentemente resulta em maior segurança para o condutor e demais ocupantes.

Na lateral, o acabamento cromado na lateral deu um ar de sofisticação, além dos frisos das janelas que combinam com o conjunto e deixam o visual mais luxuoso, ainda mais para quem optar pelo modelo na cor preta, pois neste caso o cromo tem um destaque bem maior.

Destaque também para o teto solar panorâmico, que ocupa praticamente toda parte de cima, garantindo um estilo esportivo realmente como o consumidor neste perfil gosta. As rodas diamantadas têm aro 18 polegadas e dão um novo visual ao modelo, de longe elas se destacam.

Mas a parte da mecânica não é muito diferente do que o consumidor já conhece, aliás, continuará com o mesmo motor 2.0L, que oferece até 170 cv quando abastecido com etano e 160 quando for gasolina. O torque é de 22,9 kgfm com etanol e 21,9 kgfm quando abastecido com gasolina. É bom ressaltar que como o caro pesa 1420 kg, esta não é uma relação muito boa, mas também não deixa muito a desejar. Quem é muito exigente certamente terá do que reclamar, mas em se tratando do mercado brasileiro, é uma relação que atende a grande maioria. Chega próximo de 8,35 kg/cv e isto levando em consideração a potência do motor com o veículo abastecido com etanol.

Esse modelo vai de 0 a 100 km/h em cerca de 11,9s e a velocidade máxima é de 188km/h.

A transmissão é automática, o novo Mitsubishi ASX 2019 traz o tipo CVT modo manual de 6 marchas e com isso consegue garantir uma economia maior, chegando a 10,7 km/l na estrada e se for na cidade, cai para 9,4 km/l, quando abastecido com etanol. Ainda não foi divulgado oficialmente qual é o consumo médio quando abastecido com gasolina.

A versão de entrada do ASX 2019 tem valor sugerido de R$ 102.490,00 e a versão completa que oferece tração 4×4 custa na tabela R$ 119.490,00.

O consumidor precisará analisar atentamente todas as versões e ver qual atende melhor seu perfil, mas antes é bom conferir também o interior do veículo, que recebeu um acabamento luxuoso, de alta qualidade e não falta tecnologia para auxiliar o condutor.

Por Russel

ASX 2019

ASX 2019

ASX 2019


Novo modelo deve ser baseado no conceito e-Evolution.

Em entrevista ao site britânico, Auto Express, Trevor Mann, chefe da Mitsubishi, comenta sobre a volta do modelo Lancer e da nova versão que a marca está preparando para essa volta, já que a reinserção do modelo no mercado mundial já vem sendo preparada pela empresa.

A partir dessa entrevista, concedida por Trevor Mann, onde alguns detalhes sobre esses planos de lançamentos foram divulgados, especula-se que a nova versão, deve voltar com um design, que seria uma fusão entre um hatch e um SUV. Além disso, não foram só as declarações de Trevor Mann que levantou especulações sobre essa nova versão, mas também uma declaração dada pelo líder da equipe de design da marca, onde ele informa que a marca está preparando algo inovador para essa nova versão.

Além disso, espera-se que como agora a Mitsubishi faz parte da Aliança Renault-Nissan, ela utilize a mecânica da empresa no novo Lancer e adote a plataforma CMF C/ D, que além de ter um tamanho ideal, consegue trabalhar com sistema de tração nas 4 rodas e adere a motorização hibrida.

A versão plug-in também é esperada nessa nova geração, pois possui maior autonomia na eletricidade e pode ser recarregado diretamente nas tomadas.

O modelo ainda é fabricado na versão sedã, tanto no Brasil como na China. No mercado asiático, a nova geração do modelo foi divulgada e continuou sendo sedã, já no Brasil, o modelo Lancer virá nessa nova versão que mescla o hatchback com o SUV.

A intenção é que a nova geração, venha para competir com modelos como o Golf da Volkswagen, o Focus da Ford, o C- HR da Toyota e o HR-V da Honda.

Em entrevista ao site britânico Auto Express, Trevor Mann, o chefe da Marca, disse que a empresa tem um plano de longa escala e bastante sólido para seus produtos.

Segundo ele, esse plano segue até o ano de 2025 e depois disso vem uma reticência. Trevor Mann explicou que houve uma conversa, entre os executivos da marca, sobre esse planejamento, onde foram discutidas algumas questões, como quais modelos a marca queria produzir e no que eles deveriam apostar e, de acordo com ele, os novos AX, L200 Triton e Outlander serão lançados, também vão ser lançados o Pajero e o Lancer.

Trevor Mann disse que o modelo Lancer certamente será o mais simples, pois esse segmento de hatches médios não estão em baixa pelo mundo, apenas nos EUA e na Europa teve uma queda, porém, na China os números em relação a aceitação do modelo vem crescendo.

Segundo Trevor Mann, a empresa enxerga esse crescimento como um apelo, por isso a marca pretende apostar nesse segmento, já que a demanda é bem grande, ao redor do mundo.

Baseando-se pela fala do chefe da Mitsubishi, surgiram algumas especulações de que a nova versão do Lancer seria um hatch de tamanho médio, mas Tsunehiro Kunimoto, o líder da equipe de design da marca, disse que apesar de ser direcionada para o segmento C, esse modelo não precisa ser um hatchback tradicional. Para ele, é possível lançar um novo tipo de hatchback. Tsunehiro Kunimoto disse ainda que a marca está pensando de maneira radical, pois não só a consistência faz parte da filosofia de design deles, mas também a originalidade.

Questionado sobre como seria esse novo hatch, Tsunehiro Kunimoto diz que o conceito que ele considera mais ideal para o novo Lancer é o e-Evolution.

A marca possui uma outra estratégia de veículos, que se encerra após o ano de 2025. Somente depois disso ocorrerá o lançamento dessa nova geração do modelo Lancer.

Lorena Ruiz


O modelo vem em três versões, a versão ASX com motor 2.0, CVT 2 WD com o valor de R$ 102.490; a versão ASX com motor 2.0, CVT 4 WD no valor de R$ 119.490 e a versão ASX, motor 2.0, CVT 4 WD com teto e farol xênon no valor de R$ 128.490.

O novo modelo da Mitsubishi, o ASX 2018, vem com ar-condicionado; freios ABS; airbags frontais; rodas com aro de 18”; trio elétrico; direção elétrica; volante revestido com couro e com piloto automático, e alavanca revestida com couro. Em relação a conectividade ele oferece multimídia de 7”, câmera de ré; GPS; DVD player e Bluetooth na sua versão mais barata.

Já na versão intermediária, além dos itens já citados, tem airbags laterais; controle de tração; controle de estabilidade; luz indicadora nos retrovisores externos; sensor de chuva e sensor de luz. A parte interna do veículo é bege com bancos revestidos de couro; ajustes elétricos no banco do motorista; aquecimento nos bancos dianteiros; tela do sistema multimídia com 9,7”; Apple CarPlay e Android Auto, entre outras funções.

A versão topo de linha possui os equipamentos já mencionados nas versões anteriores, mais teto solar e farol xênon.

A versão Outlander, exibia um design mais agressivo; com detalhes em grafite; controle de tração; controle de estabilidade; assist. de partida; rodas com aro de 17”, porém essa versão acabou saindo de linha e atualmente estão presentes no mercado, apenas as outras 3 versões.

O modelo vem em três versões, a versão ASX com motor 2.0, CVT 2 WD com o valor de R$ 102.490; a versão ASX com motor 2.0, CVT 4 WD no valor de R$ 119.490 e a versão ASX, motor 2.0, CVT 4 WD com teto e farol xênon no valor de R$ 128.490.

A versão ASX com motor 2.0, câmbio CVT 2 WD possui potência de 170 cavalos. Os equipamentos de série são ar-condicionado; vidro dianteiro elétrico; vidro traseiro elétrico; direção elétrica; chave canivete com comando para travamento elétrico central; ajustes elétricos nos retrovisores externos; detalhe preto no volante multifuncional; rodas com freios a disco; freios ABS com distribuição eletrônica da força de frenagem; airbag duplo; controle de estabilidade; controle de tração; assist. de partida em rampas; rodas liga leve com aro de 18”; multimídia com tela 6,2”; GPS; DVD, Bluetooth e USB; Isofix; câmera de ré; detalhes cromados na parte externa; ponteira também cromada e antena tipo barbatana. Na parte interna o carro tem acabamento na cor preta; revestimento de tecido nos bancos; volante revestido com couro; piloto automático; paddle shifts; banco traseiro bipartido; apoio de branco; alto-falantes e pneus com sensor de pressão.

Na versão ASX com motor 2.0 e câmbio CVT 4 WD além dos itens que estão disponíveis na versão acima, tem ainda tração nas 4 rodas, desembaçador e indicador de direção nos retrovisores; tela multimídia com 6,75”; Apple Car Play; Android Auto; ajustes elétricos no banco do motorista; aquecimento nos bancos dianteiros; bancos revestidos com couro; airbags laterias; de cortina e de joelho para o motorista; parte de dentro com acabamento bege; detalhes exclusivos na parte externa e partida remota.

A versão ASX com motor 2.0, câmbio CVT 4 WD com teto e farol xênon, vem com os itens presentes nas outras duas versões, mais o farol de xênon, faróis com lavador automático e com teto solar elétrico.

Em relação ao consumo de combustível, na cidade a versão ASX com motor 2.0, câmbio CVT 2 WD faz 6,9 km/ l com o uso do etanol e 9,8 km/ l com o uso da gasolina, já a versão ASX com motor 2.0, câmbio CVT 4 WD faz 6,8 km/ l com o uso do etanol e 10,1 km/ l com o uso da gasolina. Na estrada a versão ASX com motor 2.0, câmbio CVT 2 WD faz 9,1 km/ l com o uso do etanol e 12,6 km/ l com o uso da gasolina e a versão ASX com motor 2.0, câmbio CVT 4 WD faz 8,6 km/ l com o uso do etanol e 12,3 km/ l com o uso da gasolina.

Veja abaixo a Ficha Técnica do ASX:

Motor

Motor: 2.0

Tipo: Dianteiro transversal, Gasolina e Etanol

Número de cilindros: 4 em linha

Cilindrada em cm3: 1.998

Válvulas: 16

Taxa de compressão: 12:1

Injeção eletrônica de combustível: Multiponto

Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484): Potência de160 cavalos a 6.000 rpm com o uso de gasolina e potência de 170 cavalos a 6.000 rpm com o uso de etanol.

Potência Máximo Líquido (ABNT NBR 5484): 22,0 kgfm a 4.250 rpm com o uso de gasolina e 23,0 kgfm a 4.250 rpm com o uso de etanol.

Tipo de transmissão: CVT 6 marchas

Tipo de Tração: Dianteira ou Integral

Tipo de freios: Disco ventilado / Disco

Tipo de direção: Elétrica

Suspensão dianteira: McPherson (independente com barra estabilizadora)

Suspensão traseira: Multilink

Rodas e Pneus

Rodas: Liga leve com aro de 17 ou de 18 polegadas de diâmetro.

Pneus: 235/ 55 R17 ou 225/ 55 R18

Capacidades

Tanque: 60 Litros

Porta Malas: 415 Litros

Dimensões

Comprimento: 4.360 mm

Largura: 1.770 mm

Altura: 1.635 mm

Distância entre eixos: 2.670 mm

Por Lorena Ruiz

Mitsubishi ASX 2018


O visual externo da nova Mitsubishi L200 2018 apresenta faróis de grandes dimensões em um formato que combina perfeitamente com a grade que apresenta, de forma original, coloração cromada, mas que pode ser substituída por cores como cinza ou preto.

As modificações são oferecidas no cenário automotivo de forma muito intensa a cada ano que passa levando, muitas vezes, modelos com uma característica serem alterados para aquilo que se encontra mais na moda.

No entanto, aqueles que gostam de conforto e tecnologia dentro de um padrão estabelecido de forma inicial tem na Mitsubishi L200 2018 a opção recomendada para aquisição no ano que vai ser iniciado e cujos detalhes serão abordados a seguir neste artigo.

Informações técnicas da Mitsubishi L200 2018

A Mitsubishi L200 2018 chega ao Brasil em sua quinta geração cuja criação ocorreu na Tailândia e tem produção em território nacional com a presença de mais da metade de seus componentes fabricados no país de sua comercialização.

Com relação às suas dimensões, este modelo apresenta 5,28 metros de comprimento, 1,81 metros de largura, 1,79 metros de altura e uma distância entre eixos de 3 metros que a torna bem maior do que a opção anterior.

Tem agora um total de 1.950 quilos que a tornam a menor picape do mercado nacional neste segmento com motor 2.4 litros do tipo Turbodiesel o qual alcança uma potência de 190 cavalos em um torque que chega ao máximo de 43,8 Kgfm a 2.500 rotações por minuto.

Em relação à sua transmissão, a Mitsubishi L200 2018 possui um câmbio na maioria das versões do tipo manual com seis marchas enquanto na modalidade HPE é encontrado no formato automático com cinco marchas.

Possui rodas de liga leve com aro de 16 polegadas bem como freios a disco do tipo ventilado na parte dianteira e na modalidade tambor na parte traseira tendo, ainda, uma direção traseira com giro de 12,8 metros de diâmetro.

Novidades interessantes sobre nova Mitsubishi L200 2018

O visual externo da nova Mitsubishi L200 2018 apresenta faróis de grandes dimensões em um formato que combina perfeitamente com a grade que apresenta, de forma original, coloração cromada, mas que pode ser substituída por cores como cinza ou preto.

Ainda com relação à estética visível deste modelo de automóvel é importante mencionar elementos como faróis possuindo lâmpadas de LED, câmera para auxiliar na realização de marcha ré bem como sistema composto por seis air bags.

Possui elementos para seu melhor funcionamento como controle de estabilidade e bloqueio de diferencial para situações de condução inapropriadas em que sua tração completa não consiga resolver.

Em seu interior, apesar da sua vocação esportiva ter sido mantida, foram adicionados alguns itens importantes para sua devida atualização como botão de partida do tipo start-stop além da presença pela primeira vez de um computador de bordo nesta picape analisada.

Além disso, o acionamento de tração nas suas quatro rodas agora é feita por um seletor giratório sem contar no conforto oferecido aos seus ocupantes com um espaço maior e bancos tendo revestimento em couro.

Oferece também bancos com funcionamento do tipo elétrico além de assistente de partida para movimentação em rampas, ar condicionado do tipo digital e piloto automático.

Preços relacionados com a Mitsubishi L200 2018

Ao considerar os preços que são praticados para quem pretende adquirir uma Mitsubishi L200 2018 existe a versão GLS com valores iniciais a partir de R$132.000,00 e a top de linha HPE que pode ser levada para casa pelo mínimo de R$175.000,00 em seu modelo básico.

Com relação ao seu consumo de combustível, a Mitsubishi L200 2018 apresenta na cidade uma média de 8,3 Km/l enquanto na cidade consegue a suportar até 10,5 Km/l em uma aceleração de 0 a 100 Km/h em um tempo de 12 segundos para sua devida obtenção.

Conclusão

Assim, a Mitsubishi L200 2018 apresenta modificações importantes mantendo, de maneira relevante, o seu visual bem como funcionamento esportivo atraindo ainda mais apaixonados por esta picape de grandes dimensões presente no mercado nacional.

Por Ana Camila Neves Morais

Mitsubishi L200 2018


Chamado de Recall é para corrigir uma falha no insuflador do airbag localizado no lado do motorista.

A Mitsubishi divulgou nota de que está fazendo recall de pelo menos 29.014 unidades da picape L200 Triton, que foram produzidas pela marca entre junho de 2007 e dezembro de 2010, com os seguintes chassis (finais não sequenciais): 00001 a 30009.

Conhecida no mundo todo como o caso dos “airbags mortais”, o motivo do chamado se deu por uma falha no insuflador do airbag localizado no lado do motorista. Este problema se deu em mais de 40 milhões de veículos de diversas marcas em todo mundo, causado por erros na produção dos airbags pela japonesa Takata.

Sendo assim, as unidades do L200 Triton serão convocadas pelas concessionárias para reparar o problema identificado no acionamento destas bolsas de ar, uma vez que com esta falha, e em caso de colisão frontal, pode ocorrer o lançamento de pedaços de metal contra os ocupantes do veículo, se tornando extremamente perigoso para a segurança destes.

Conforme a Takata e as próprias montadoras, não se sabe a causa certa que ocasiona estes acidentes. Porém, pode-se identificar três problemas relacionados a estes: condições climáticas extremas, concepção errada dos airbags e substância química que é incapaz de absorver a umidade.

Além da Mitsubishi, foram chamados também para reparação modelos das montadoras Honda, Lexus e Nissan, comercializados no Brasil com os mesmos produtos defeituosos fornecidos pela japonesa. Em todo mundo, 13 mortes já foram confirmadas e relacionadas a este defeito, sendo a última confirmada em 5 de maio de 2016, quando duas pessoas perderam a vida na Malásia após a explosão de airbags no veículo em que estavam.

Em um comunicado divulgado pela própria Mitsubishi, esta afirma que o reparo será realizado a partir do dia 4 de julho de 2016, sendo que leva em torno de uma hora para ficar pronto. Quem precisar ou quiser informações sobre a substituição, pode fazê-lo pelo telefone 0800-7020404 ou também através de correio eletrônico, pelo sac@hpeautos.com.br. Ainda, quem quiser contatar pode entrar no site no www.mitsubishimotors.com.br.

Atualmente, o grupo Mitsubishi é um dos maiores conglomerados asiáticos, se não o maior. Presente em um vasto mercado de bens como imóveis, transporte, seguros e mineração, esta possui mais de 200 grandes empresas distribuídas em 180 países. Este é o segundo recall oficializado pela montadora em 2016, sendo que em março pelo menos 143.017 carros foram chamados para troca da alça de retenção da trava do capô nos veículos L200 Triton e Pajero.

Por Kellen Kunz

Recall Mitsubishi L200 Triton

Foto: Divulgação


Série especial do modelo terá 200 unidades à venda no Brasil.

O mês de julho está sendo bastante especial quando o assunto é o lançamento de novos modelos para o mercado automobilístico brasileiro. O grande destaque da vez foi a Mitsubishi que anunciou recentemente a chegada de uma série especial do Pajero Dakar ao mercado brasileiro. O HPE-S dispõe de nada menos que 200 unidades para venda, sendo que todas são enumeradas. Essa versão especial se destaca bastante quando o assunto é o visual e detalhes exclusivos em seu design.

Para aqueles que estão interessados na novidade, saibam que o HPE-S dispõe de preços sugeridos de R$ 179.990. Além disso, é importante destacar que todas as versões possuem espaço para, no máximo, seis passageiros além do motorista. O automóvel é disponibilizado em três cores: branco, preto ou cinza.

Um dos grandes destaques dessa edição especial da Mitsubishi é sem sombra de dúvidas o grande número de itens de série. Dentre eles podemos destacar o inteligente sistema multimídia de sete polegadas que possui GPS, CD, MP3 Player, DVD e Bluetooth.

Além disso, o HPE-S também conta com os seguintes itens de série: sensor de chuva e acendimento automático dos faróis, retrovisores com rebatimento elétrico e oito airbags (sendo dois frontais, dois laterais além de quatro na versão cortina), ar-condicionado automático, bancos de couro que possuem a tecnologia de regulagem elétrica nos dianteiros, borboletas para trocas de marcha, direção hidráulica e etc.

Como já foi destacado nesta matéria, o lançamento da Mitsubishi conta com alguns detalhes exclusivos em seu design. Um deles é o acabamento escurecido das rodas de liga leve de 18 polegadas. Outro detalhe bastante notável é a pintura cinza que acompanha as maçanetas, retrovisores, skid plates, rack de teto e grade dianteira.

E para aqueles que curtem a parte mecânica, saibam que o HPE-S é equipado com 3.2 turbodiesel que consegue 180 cavalos e 38 kgfm de torque máximo. O mesmo possui como única opção o câmbio automático de cinco marchas.

Por Bruno Henrique

Mitsubishi Pajero Dakar HPE-S

Mitsubishi Pajero Dakar HPE-S

Mitsubishi Pajero Dakar HPE-S

Fotos: Divulgação


Novo modelo foi lançado no Brasil com preços que partem de R$ 68.990.

Foi confirmada, pela montadora Mitsubishi, na última quinta-feira, dia 11 de junho, a chegada da linha 2016 do Mitsubishi Lancer às concessionárias de todo o país. A versão 2016 do Lancer terá valor inicial a partir de R$ 68.990, sendo que o grande destaque que foi inserido na linha foi a versão HLE que ficou logo abaixo da GT que tem preços a partir de R$ 85.490.

Nessa nova configuração o veículo trouxe um novo para-choque dianteiro que é totalmente distinto das demais versões, este para-choque tem a sua parte central pintada na mesmo cor que o veículo, grades com molduras cromadas, e distância de 17 centímetros do solo o que no caso é bem maior da que era apresentada nas versões anteriores, as rodas desta versão chamam bastante atenção por serem de liga-leve no tamanho 16 polegadas. Além disso, este veículo trouxe, além de muita tecnologia embarcada, outros acessórios, ainda este carro tem sensor para acendimento automático dos faróis, ar-condicionado totalmente automático, teto solar, bancos totalmente revestido em couro,  volante multifuncional, sistema de multimídia que tem a presença de uma tela de sete polegadas e sete airbags.

A versão topo de linha é a GT, esta versão se diferencia da nova HLE nos seguintes detalhes: rodas de 18 polegadas também de liga-leve, retrovisor interno no modelo eletrocrômico, faróis bi-xenônio com a presença de limpadores, escapamento com a ponteira inox, grade frontal em modelo diferenciado e a presença de aerofólio traseiro, bem como spoilers nas laterais.

O motor desse novo Lancer foi mantido e continua sendo o de bloco com quatro cilindros 2.0 somente movido a gasolina, este motor oferece a este carro uma potência máxima de 16 cavalos de potência e torque de 20mkgf. A única versão que em com câmbio do modelo manual de cinco marchas é a MT, sendo que nas demais o câmbio utilizado foi o de seis marchas automático.

Confira a tabela abaixo com os valores e versões da nova linha do Lancer 2016:

– Mitsubishi Lancer MT: R$ 68.990;

– Mitsubishi Lancer HL: R$ 73.990;

– Mitsubishi Lancer HLE: R$ 85.490;

– Mitsubishi Lancer GT: R$ 89.490.

Por Adriano Oliveira

Mitsubishi Lancer 2016

Mitsubishi Lancer 2016

Fotos: Divulgação


Novo modelo será uma versão limitada. Apenas 200 unidades serão fabricadas.

Novidades quentes estão chegando ao setor automobilístico. Isso porque a já conhecida Mitsubishi L200 Triton Savana recebeu uma nova versão batizada de L200 Triton Savana Off. Essa nova versão da Triton surgiu como resultado de uma parceria feita entre a montadora e o Canal Off, um canal de TV por assinatura com o foco voltado para modalidades radicais.

A princípio, o modelo tem conseguido arrancar da crítica bons comentários a seu favor. Entretanto, não é para ficar alegre “no geral”. Até agora a informação dada pela fabricante é de que a L200 Triton Savana Off será uma versão especial e como é típico dessa linha de produção os modelos serão limitados. Neste caso a informação é de que serão produzidas apenas 200 unidades.

Vale chamar a atenção para o fato de que ao comprar o modelo o consumidor saberá o “número” de seu carro. A montadora resolveu colocar na tampa do porta-luvas uma pequena placa de identificação apontando entre 1 e 200 que carro é aquele.

O modelo chega às concessionárias na exclusiva cor Orange Sunshine. Nos bancos ainda vamos encontrar detalhes bordados com os dizeres “Savana Off”.

Nessa versão especial também vamos encontrar ar-condicionado automático, kit multimídia Power Touch, rodas de liga leve escurecidas e trio elétrico.

Responsável por fazer o carro andar vamos ter um motor 3.2 a diesel. De acordo com a fabricante o bloco tem capacidade de desenvolver 180 cv de potência com torque de 38 kgfm. O câmbio é manual e conta com cinco marchas.

No mais podemos ainda chamar a atenção para a presença do sistema de tração Easy Select 4WD.

Serão oferecidas três opções distintas sendo 4×2, 4×4 e 4×4 reduzida. Esses três modos de atuação são perfeitamente indicados para o uso urbano do carro onde vale ressaltar a economia de combustível, para pistas com baixa aderência e por fim, para o uso em situações que exigem do modelo força total como a transposição de obstáculos no caminho.

A L200 Triton Savana Off será colocada a disposição dos interessados em qualquer loja da montadora. O preço inicial parte de R$ 128.990,00. Lembrando que esse é o mesmo valor da L200 Savana tradicional e com o diferencial de não contar com vários itens.

Por Denisson Soares

Mitsubishi L200 Triton Savana Off

Mitsubishi L200 Triton Savana Off

Fotos: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: