Saiba aqui o que é e para que serve o IPVA, DPVAT e Licenciamento dos veículos.

A grande maioria das pessoas sonham em ter um carro próprio, uma casa em seu nome ou um outro grande bem. Entretanto, esse grande sonho sempre vem atrelado a gastos e despesas, pois, manter esse bem muitas vezes não é nada barato e se precisa pagar além das parcelas, alguns impostos, como é o caso do IPTU, por exemplo. Com isso, o início de ano para a grande maioria dos cidadãos brasileiros é marcado pelo pagamento dessas contas. Mas, você sabe exatamente o que está pagando? Melhor você sabe a diferença entre IPVA, DPVAT e Licenciamento? Essas taxas são pagas por quem possui um carro. Saiba agora as principais informações sobre cada um desses impostos, segundo o DETRAN.

Primeiramente é importante explicar o que é o DETRAN, essa sigla significa Departamento Estadual de Trânsito. Essa instituição existe em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal e é responsável pela fiscalização de todo o movimento de veículos pelas estradas do país, conduta dos motoristas e segurança de todos os pessoas que fazem viagens por meios terrestres. Devido a isso, é o órgão suporte para as leis de trânsito e para ajudar a sanar qualquer dúvida em relação aos deveres e direitos dos condutores de carros e outros meios de transporte que usam as estradas. Após essa explicação inicial, confira agora a explicação sobre cada um dos pontos citados no primeiro parágrafo:

Informações sobre o IPVA:

O imposto sobre a propriedade de veículos automotores, conhecido popularmente como IPVA, é uma taxa que é cobrada por cada estado brasileiro. Esse dívida é imposta a todas as pessoas que possuem carros, automóveis, caminhões e outros veículos de uso terrestres. O carnê do IPVA chega sempre no começo do ano e os motoristas tem um tempo para pagar. Na grande maioria dos estados, o período para as parcelas do IPVA são dos meses de janeiro e até março. O proprietário de veículo que desejar pagar o imposto a vista possui um desconto, essa taxa de desconto pode variar. Além disso, o IPVA é cobrado de uma forma diferente, no sentido quesito: leva –se em consideração o número das placas. Ou seja, todo o ano é divulgado uma tabela com as escalas de vencimentos. Por exemplo, as placas que terminam com 0 e o 1 devem ser pagar até o dia 20 de janeiro e assim por diante. O que o dono do carro precisa saber é os dias dessa tabela. Os pagamentos podem ser realizados em bancos e em caixas lotéricas de todo o país. Em caso de não pagamento, o veículo não pode transitar pelas ruas de cidades brasileiras.

Informações sobre o DPVAT:

O seguro DPVAT (Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) é um uma cobrança obrigatória a todos os motoristas e que é feita também todos os anos. Ao contrário de alguns anos atrás, essa taxa era cobrada em um único boleto juntamente com o IPVA. Só que para este ano isso não vai mais acontecer, agora essa taxa vai ser cobrada separada e os motoristas para conseguir gerar essa cobrança precisam acessar o seguinte endereço eletrônico: https://pagamento.dpvatsegurodotransito.com.br/. Esse pagamento só pode ser feito em uma única parcela e o valor varia de acordo com cada veículo. O pagamento só pode ser realizado em instituições bancárias.

Informações sobre Licenciamento:

A Taxa de Renovação de Licenciamento Anual de Veículo não é bem um imposto e sim a validação anual para continuar usando o carro por todas as estradas brasileiras. Essa taxa também é cobrada uma vez ao ano e o boleto chega pelos Correios e deve ser paga nas filiais de bancos de todo o Brasil. O valor da cobrança, mais uma vez, varia de acordo com o veículo e estado. Em caso de não pagamento o veículo pode até ser recolhido. O importante é que cada motorista consulte o DETRAN de seu estado e saiba todas as informações com as datas para que não tenha problema. Boa sorte!

Isabela Castro.


Confira aqui a Tabela de Pagamento do IPVA PR 2018.

Para a grande maioria das pessoas, o início de ano é o período de se pagar algumas contas tradicionais, como: IPTU, material escolar, presentes de Natal, matrículas de curso e claro, o imposto sobre a propriedade de veículos automotores, o IPVA. Esta dívida é cobrada em todos os estados brasileiros, anualmente para pessoas que possuem carros ou veículos. Essa cobrança é realizada pela Secretaria de Fazenda de cada estado responsável pelas cidades brasileiras. O preço desse imposto é baseado levando em consideração diferentes aspectos, como o tipo de veículo, o ano, o modelo, dentre outras informações. Caso você participe da lista das pessoas que residem em municípios no estado do Paraná, leia o texto abaixo e saiba todas as informações de como pagar esse imposto no próximo ano, confira agora a tabela de vencimento do IPVA em 2018.

A grande maioria dos impostos cobrados por instituições como a Secretaria de Fazenda seguem um certo tipo de padronização para todo o processo de cobrança, desde a divulgação das datas até as datas finais do pagamentos. Assim, corre-se um risco menor de se ter enganos e fraudes fiscais, e claro, dos cidadãos se confundirem com os acertos das dívidas. Levando em consideração tabelas, prazos e modos de pagamento, a Secretaria de Fazenda do estado Paraná divulgou há alguns dias a tabela com todas as datas referentes ao pagamento do imposto sobre a propriedade de veículos automotores, o IPVA. As cidades do estado paranaense possuem juntas uma frota com mais de 03 milhões de veículos. Dessa forma, é mais que necessários que as informações sejam divulgadas com um bom tempo de antecedência, para que todos os donos de carros no estado possam realizar os pagamentos sem grandes problemas.

Primeiramente, é importante salientar que caso o dono de um veículo deseje pagar o valor do IPVA de forma integral, ele vai ter um desconto de 3% no valor total. Essa é uma ótima condição, por exemplo, para pessoas que possuem um bom número de veículos em seu nome. Para essas pessoas, os pagamentos vão ter início no dia 10 de janeiro de 2018 e vai até a data de 16 de janeiro de 2018. Confira os dias referentes a cada placa para quem for pagar de uma única vez o IPVA:

Parcela única (Números referentes ao final da placa):

  • 1 e 2: Pagamento até 10 de janeiro.
  • 3 e 4: Pagamento até 11 de janeiro.
  • 5 e 6: Pagamento até 12 de janeiro.
  • 7 e 8: Pagamento até 15 de janeiro.
  • 9 e 0: Pagamento até 16 de janeiro.

Agora caso você opte por pagar a dívida em diferentes parcelas, confira agora mesmo o calendário para quem escolher parcelar a dívida em demais parcelas. Lembrando que o IPVA pode ser divido em até 03 parcelas:

01ª parcela (Números referentes ao final da placa):

  • 1 e 2: Pagamento até 22 de janeiro.
  • 3 e 4: Pagamento até 23 de janeiro.
  • 5 e 6: Pagamento até 24 de janeiro.
  • 7 e 8: Pagamento até 25 de janeiro.
  • 9 e 0: Pagamento até 26 de janeiro.

02ª parcela (Números referentes ao final da placa):

  • 1 e 2: Pagamento até 19 de fevereiro.
  • 3 e 4: Pagamento até 20 de fevereiro.
  • 5 e 6: Pagamento até 21 de fevereiro.
  • 7 e 8: Pagamento até 22 de fevereiro.
  • 9 e 0: Pagamento até 23 de fevereiro.

03ª parcela (Números referentes ao final da placa):

  • 1 e 2: Pagamento até 19 de março.
  • 3 e 4: Pagamento até 20 de março.
  • 5 e 6: Pagamento até 21 de março.
  • 7 e 8: Pagamento até 22 de março.
  • 9 e 0: Pagamento até 23 de março.

É de extrema importância que você realize o pagamento do IPVA, pois caso isso não aconteça, você pode perder a licença do seu veículo e ele pode até ser aprendido pela polícia.

Para consultar mais informações a respeito do pagamento imposto sobre a propriedade de veículos automotores, acesse o site da Secretaria de Fazenda do estado do Paraná: http://www.fazenda.pr.gov.br. Neste endereço eletrônico vão estar todas as informações que você necessita para a quitação dessa dívida.

Isabela Castro.


Confira aqui as datas para pagamento do IPVA GO 2018.

Novo comunicado importante foi emitido pela Secretaria de Estado da Fazenda, no Estado de Goiás, Sefaz, na quarta-feira, dia 22 de novembro, contendo o devido calendário que demonstra as datas de pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, o IPVA, de 2018. Haverá alteração nos valores a partir do dia 30 de janeiro, cujo pagamento deverá ser realizado em conformidade com a numeração final de cada tipo de placa. O período para quitar o imposto está programado para iniciar em janeiro, durando até o dia 29 de novembro do próximo ano, 2018. Portanto, se trata de um prazo longo para que todos tenham chance de regularizar a situação.

Portanto, este tipo de procedimento constitui o agendamento criado pela Sefaz em parceria com o Detran-GO, sendo que os proprietários de todo tipo de veículos, que estão dentro do cadastro, terão meios opcionais de realizar o parcelamento em até três vezes, dividindo o valor total, ou realizar o pagamento integral, em parcela única. A tabela atualizada de todo o esquema de pagamento já pode ser acessada por meio da página eletrônica da Secretaria de Estado da Fazenda. Assim, é necessário que os cidadãos que pagam IPVA todos os anos comecem a acessar o site do Sefaz, para se programar.

Embora tenha já sido publicada em alguns dos meios de divulgação do órgão, a notícia legítima está para ser tornada pública apenas a partir da primeira quinzena do mês de dezembro de 2017, no Diário Oficial do Estado de Goiás, já que este procedimento é realizado no mesmo período em que será divulgada a tabela do FIPE.

De acordo com informações oriundas do departamento de gerência do órgão do IPVA, esse período de suspensão, antes da divulgação da tabela FIPE, se dá pelo motivo de que é necessário proceder desse modo para ser possível informar o cálculo do valor de venda, valor venal dos veículos, de modo mais preciso e aproximado do valor definitivo.

Assim, por exemplo, motoristas que possuem veículos com motor de potência 1.0 ou mesmo quem seja proprietário de moto com potência de até 125 cilindradas, que não possuam histórico de multas, terão direito a 50% desconto. Com relação aos proprietários do mesmo tipo de moto, que estejam com o pagamento dos impostos em dia, também terão direito a desconto de 50% sobre o valor total.

Todo o processo que visa ao estabelecimento do IPVA e de sua correta realização está em conformidade acordo com a função do governo, que sancionou medidas no sentido de promover benefício para os bons condutores. Trata-se dos tributos necessários à manutenção de diversos serviços públicos voltados para a própria segurança dos motoristas. No site do órgão a tabela é simples e completa, contendo informações tais como: as numerações finais de cada placa, com as respectivas datas e prazos limite, para pagamento das parcelas, ao lado de cada número final. Outra informação contida na tabela é a do licenciamento anual, o CRVL, além da opção de pagamento em uma única parcela.

Para reforçar as informações: haverá mudança nos valores do IPVA do Estado de Goiás, conforme anunciado pelo Sefaz; o prazo inicia no dia 30 do mês de janeiro e se estenderá até o dia 29 de novembro de 2018; há possibilidade de efetuar o pagamento em até três parcelas e os motoristas que tiverem bom histórico terão desconto nos valores a serem pagos.

O procedimento de desconto se dará conforme o critério cumulativo sobre o abatimento, que será de até 10%, de acordo com a quantidade de bilhetes que fazem parte do programa de Nota Fiscal de Goiana. O direito a participar desse processo será dos proprietários de veículos que realizarem inscrição no site do órgão.

Paulo Henrique dos Santos


Saiba aqui mais detalhes sobre o IPVA SP 2018.

Uma boa notícia para os paulistas proprietários de veículos automotores é que o IPVA deverá ficar em média 3,2% mais barato no ano de 2018. Os dados foram divulgados pela Secretaria da Fazenda de São Paulo no dia 30 de novembro. Vale destacar que a pesquisa estatística foi realizada pela Fundação Instituto de Pesquisa Econômicas, a Fipe. A instituição realizou o estudo com 11,5 mil marcas, versões e modelos diferentes de veículos com IPVA ativo em 2018. Confira mais detalhes na continuação desta matéria.

Dentre os principais motivos que levaram a queda o valor médio do IPVA 2017 em São Paulo está à desvalorização dos veículos. Como grande parte dos consumidores não possuem condições de trocar o seu veículo antigo, acabam continuando com tais veículos.

Além disso, é importante destacar que a Secretaria da Fazenda de São Paulo também divulgou detalhes referentes ao pagamento do IPVA 2018. Com isso, ficou estabelecido que os contribuintes poderão efetuar o pagamento em cota única no mês de janeiro, o que resulta num desconto de 3% no valor do IPVA, ou parcelar o valor do tributo em, no máximo, três parcelas entre os meses de janeiro e março. Outra opção é efetuar o pagamento integral do IPVA apenas no mês de fevereiro em uma única parcela, porém, sem desconto como acontece no mês de janeiro.

É importante estar atento e efetuar o pagamento do seu imposto nas datas pré-estabelecidas pelo governo estadual, haja vista as penalidades que estarão sujeitos os inadimplentes. Caso deixe de recolher o IPVA 2018, o contribuinte será penalizado com multa de 0,33% ao dia de atraso, além de juros de mora levando em consideração a taxa Selic. Após 60 dias de atraso, a multa total passa a ser de 20% do valor do IPVA 2018.

Ainda sobre a queda média do valor do IPVA 2018 em São Paulo, saiba que o estudo feito pela Fipe, tomando como base os valores de mercado registrados em setembro de 2017, chegou a conclusão que a maior queda está na categoria dos caminhões usados, haja vista o recuo de 7,15% quando comparado com o IPVA desse ano. Logo em seguida, com a segunda maior queda registrada, estão os ônibus e micro-ônibus com baixa de 4,17%. Ainda completam a lista os utilitários e os automóveis com redução de 4,15% e 3,39%, respectivamente.

Já quando o assunto são as alíquotas referentes ao imposto, que servem como base de cálculo, saiba que não foram registradas mudanças. Sendo assim, os donos de veículos movidos à gasolina ou biocombustíveis terão IPVA com alíquota de 4% sobre o valor venal do veículo automotor. A alíquota de 3% é destinada aos veículos movidos, de forma exclusiva, por eletricidade, álcool ou gás, sendo encaixados nessa categoria os veículos que combinam essas formas de combustíveis. As demais taxas são: 4% para picapes com cabine dupla; 2% para motocicletas, ônibus, micro-ônibus, utilitários, motonetas, quadriciclos e similares; além de 1,5% para os caminhões.

A estimativa é de que a frota total de veículos no Estado de São Paulo seja de aproximadamente 24 milhões. Em relação ao número total citado, 6,8 milhões estão isentos do pagamento do IPVA por terem sido fabricados há mais de 20 anos atrás. Outros 17,4 milhões de veículos automotores atendem aos pré-requisitos e estão sujeitos ao pagamento do IPVA 2018. Por fim, aproximadamente 295 mil veículos estão imunes, isentos ou dispensados do pagamento por motivos maiores como, por exemplo, os taxistas.

A secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo espera arrecadar R$ 15 bilhões através do IPVA 2018. Para mais detalhes a respeito, conferir o calendário de pagamentos e etc., acesse o site oficial da SEFAZ-SP através do link: https://portal.fazenda.sp.gov.br.

Por Bruno Henrique


Governo de São Paulo oferece descontos de até 75% para donos de veículos que estão com IPVA atrasado.

Quem tem um veículo ou um imóvel sabe que todo começo de ano tem que se preparar para pagar uma carga de impostos.

O brasileiro tem que se preocupar com a declaração de imposto de renda, IPTU, IPVA e também outras contas que nessa época do ano se acumulam.

Para quem não conseguiu pagar o IPVA e está com ele atrasado, para quem é do estado de São Paulo, terá uma notícia muito boa, continue lendo este artigo e entenda.

IPVA atrasado com desconto

Se você não conseguiu pagar o IPVA, o Governo do Estado de São Paulo está facilitando para as pessoas que estão nessas condições.

Os proprietários de veículos com IPVA vencido até dia 31 de Dezembro de 2016 tem até o dia 15 de agosto para pedir o desconto de 75% ou o parcelamento da sua dívida em até 18 vezes.

Entenda como serão aplicados os descontos

Os descontos concedidos serão de 75% sobre as multas geradas pelo atraso e de 60% sobre os juros acumulados durante o período.

No entanto, a condição para receber estas concessões será apenas para quem efetuar os pagamentos à vista. Para quem optar pelo parcelamento, veja quais são os procedimentos que deve tomar.

Programa de Parcelamento de Débitos

Para poder parcelar suas dívidas é preciso se inscrever no Programa de Parcelamento de Débitos e realizar seu cadastro no site do Governo, acessando este endereço https://www.ppd2017.sp.gov.br/ppd/.

Mesmo parcelando seus débitos, poderá receber descontos. Neste caso, os descontos são um pouco menores para quem pagar à vista.

As multas terão um desconto de 50% e os juros de 40%. O valor do IPVA poderá ser parcelado em até 18 vezes, porém, as parcelas devem ter um valor mínimo de R$ 200 para pessoa física e R$ 500 para pessoa jurídica.

Lembrando que este programa de desconto e parcelamentos concedido pelo governo do estado é valido apenas para quem débitos do Imposto de Veículos até o dia 31 de Dezembro de 2016.

Canal de Atendimento

A Secretaria da Fazenda disponibilizou um canal de atendimento para quem tem dúvidas em relação aos seus débitos e como participar do programa de descontos. Para entrar em contato é possível pelo telefone 0800 170 110, o horário de atendimento é das 8 às 19 horas, de segunda a sexta-feira.

Entenda o que é o IPVA

O significado de IPVA é Imposto sobre a propriedade de veículos automotores . Ele é uma taxa que é cobrada de todas as pessoas físicas ou jurídicas que possuem veículos automotores de qualquer espécie, sejam eles: carros, motos, caminhões, ônibus, entre outros.

Este imposto deve ser pago todos os anos pelos proprietários.

O valor do IPVA varia entre 2% e 4% sobre o valor venal do veículo. Alguns estados cobram taxas menores, em contrapartida, o estado de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais cobram a taxa máxima.

Os descontos são determinados por cada estado e eles são específicos para cada tipo de veículos. Por exemplo, em São Paulo, os veículos que transitam com GNV ou etanol pagam apenas 3% do valor do veículo.

Compartilhe esta informação, ela pode interessar outras pessoas que também possuem um veículo e podem estar com débitos para serem quitados.

Marcio Ferraz


Confira aqui como calcular o valor do IPVA 2017 em São Paulo.

Já foram divulgados os novos valores do IPVA 2017 de São Paulo, pela Secretaria da Fazenda. Os dados já foram colocados à disposição dos interessados no Diário Oficial do Estado. De acordo com as informações divulgadas pela própria Secretaria, o tributo deverá apresentar uma redução de cerca de 4,8%. Os contribuintes já poderão efetuar os pagamentos a partir do dia 09 de janeiro de 2017. Veja os principais detalhes.

Você já pode conferir os valores venais para os veículos, que serve como base para que se faça o cálculo do Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores de 2017, no link que disponibilizamos ao final do artigo. Esses preços servem como referência para se chegar ao valor de quanto cada contribuinte deverá pagar como imposto respeitando a categoria em que o veículo se encaixa.

No estado de São Paulo, o mais valor do IPVA chega a R$ 126.105,16. É de uma Lamborghine Aventador Roadster de 2015. O carro é avaliado em R$3.227,629. Na outra ponta, vamos encontrar o menor valor na cifra de R$9,50. Este é de uma moto Hero Puch 65 de 1997. O veículo vale R$ 475.

Como fazer o cálculo do IPVA 2017 SP

O primeiro passo para se efetuar o cálculo é localizar na tabela o modelo e o ano do veículo para saber qual é o valor venal do mesmo. Depois para se fazer o cálculo do imposto deve-se aplicar a alíquota em cima do valor venal como demonstramos abaixo:

Se o valor venal do veículo for de R$ 20.050 e a alíquota de 4%, temos o seguinte cálculo: 20.050 x 0,04 = R$ 802. O resultado (R$802) é o valor que será cobrado como o tributo no IPVA.

Vale destacar que as alíquotas aplicadas ao imposto continuam inalteradas. Aqueles veículos que forem movidos a gasolina, assim como os movidos a biocombustíveis, irão recolher 4% sobre o valor venal. Por outro lado, aqueles veículos que fazem o uso exclusivo do álcool, do gás ou da eletricidade, mesmo que sejam combinados entre si, apresentam uma alíquota de 3%. Já as picapes cabine dupla vão pagar 4%.

Os veículos utilitários, aqueles de cabine simples, os micro-ônibus, ônibus, quadriciclos, motonetas e motocicletas (e veículos similares) irão recolher 2% sobre o valor venal. Já os caminhões irão pagar 1,5%.

De acordo com levantamento realizado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), que levou em consideração os valores de mercado para os veículos, em setembro de 2016 houve uma maior queda em relação aos preços de venda para os caminhões usados. O recuo identificado foi de 7,9%.

Os utilitários também tiveram uma redução sendo na faixa de 5,4%. Na sequência temos os automóveis, ônibus e os micro-ônibus com 5,3%. As motocicletas terminaram por fechar em 2,9% abaixo do valor que foi apurado no ano imediatamente anterior.

Veja a tabela de preços venais clicando aqui.

Por Denisson Soares


Confira aqui mais informações sobre o pagamento do IPVA 2016 no Rio Grande do Sul.

O IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores) é um imposto muito importante e que não pode cair no esquecimento dos contribuintes. No caso de não pagamento, o veículo fica irregular.

O pagamento do IPVA deve ser feito anualmente pelos proprietários de qualquer tipo de automóvel, desde carros, motos, caminhões, entre outros. É preciso ficar atento para ficar em dia com o imposto, uma vez que os procedimentos de pagamento do IPVA 2016 divergem de estado para estado.

Acompanhe o post e saiba como ficar em dia com o IPVA 2016 no Rio Grande do Sul. Confira!

O pagamento do IPVA RS 2016 é obrigatório e no caso de não pagamento o veículo fica irregular – impedido de circular em qualquer via, seja rodovias, estradas ou ruas do Rio Grande do Sul, além também de não poder trafegar em outros estados brasileiros.

Além de estar impedido de circular com o veículo irregular, o proprietário também está sujeito a multas e penalidades aplicadas pelo DETRAN, cuja autoridade se aplica a fiscalização do trânsito de todo o país. Entre as principais penalidades estão multas e perdas de pontos na carteira de habilitação, além da apreensão do automóvel.

Pagamentos IPVA RS 2016:

  • Pagamento Integral em Janeiro de 2016: de 05/01/16 a 29/01/16. Desconto de 3% no pagamento integral.
  • Pagamento Integral, 1ª parcela ou Saldo em Fevereiro de 2016: De 01/02/16 a 29/02/16. Desconto de 2% no pagamento integral.
  • Pagamento: Integral, 2ª parcela ou Saldo em Março de 2016: De 01/03/16 a 31/03/16. Desconto de 1% no pagamento integral.
  • Pagamento: Integral, 3ª parcela ou Saldo em Abril de 2016: de 01/04/16 a 27/4/16. Sem desconto no pagamento integral.

Contribuintes podem consultar o valor do IPVA RS 2016 diretamente pela internet, nos sites www.detran.rs.gov.br e www.ipva.rs.gov.br. Nos sites vá no tópico: "Consulta de Veículos". Após isso informe a placa do automóvel e o RENAVAM ou CHASSI. Para efetuar o pagamento basta apenar escolher a forma em que deseja pagar e imprimir o boleto, que poderá ser pago em qualquer agência bancária ou Lotérica.

Gostou do artigo? Deixe seu comentário nos campos abaixo!

Carla Geremias Batista


Donos do veículo terão de desembolsar R$ 126 mil para pagar o imposto do próximo ano.

A compra de um carro é um artigo que a maior parte das pessoas almeja adquirir, mas uma coisa que vem junto com a compra é a obrigação do pagamento do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores), que em outras palavras é um imposto estadual para arrecadar dinheiro sobre o automóvel que acabou de adquirir, mas que acabou virando uma dor de cabeça, principalmente para os donos do Porsche 918 Spyder. Esse é por sinal o modelo mais carro dessa montadora e com isso temos um carro que apresenta o maior valor de IPVA para o estado de São Paulo já no próximo ano de 2016.

Isso mesmo que acabou de ler, pois somente existem 2 unidades em São Paulo de um lote de 3 unidades que foram encaminhadas para o Brasil no ano de 2014 e os donos desse esportivo híbrido, ou seja, com um motor a gasolina e outro motor com o funcionamento de forma elétrica, vão ter que pagar o valor de R$ 126.920,02 de IPVA.

Esse é um valor pequeno se comparmos que no ano passado eles tiveram que desembolsar R$ 133.146,00, que serão entregues pelo governo do estado para as devidas prefeituras, conforme dados da própria Secretaria da Fazenda do estado de São Paulo. Na realidade, tendo a placa de SP o dono consegue rever metade desse valor pago, pois foi criado pela prefeitura da capital desse estado um tipo de benefício para quem apresenta um veículo do tipo elétrico ou senão híbrido.

O que esse carro tem de tão diferente dos demais modelos?

Ele é um híbrido com um motor V8 com 4.6 litros e ainda 608 cv de potência, que estão aliados a 2 motores do tipo elétrico, sendo que um fica na parte dianteira, enquanto o outro fica no lado traseiro do veículo. Quando esses dois motores se ajuntam temos um veículo com exatamente 887 cv e que chega a aproximadamente 345 Km/h, o que significa que ele faz de 0 a 100 Km/h em exatos 2,6 segundos(!).

Por Fernanda de Godoi





CONTINUE NAVEGANDO: