Nova transmissão deverá ser utilizada no Nissan March e Versa.

A mais ou menos dois meses da estreia do Kicks nas concessionárias do Brasil, a Nissan apresentou sua transmissão automática seguindo o tipo CVT, que deverá integrar o crossover. As primeiras informações apontam que o equipamento fará parte justamente das opções mais caras do modelo: o March e o Versa, que contam com motor 1.6 16V.

O câmbio foi batizado pela companhia japonesa de Xtronic. O dispositivo apresenta uma transmissão contínua e variável, mas conta com certos ajustes. Esse ponto pode ser verificado melhor quando comparamos com o equipamento usado pelos sedãs Altima e Sentra.

Um dos principais destaques do Xtronic é a sua aceleração relativamente suave sem aqueles “trancos” que comumente são percebidos em câmbios automáticos tradicionais.

Além disso, mesmo com a integração de um novo pacote antirruido no para-brisa, para-lamas e painel, a novidade trazida pela Nissan se apresentou um pouco ruidosa no Versa que, a título de curiosidade, é mais ou menos 100 kg mais pesado do que o companheiro March.

A fabricante está disponibilizando o câmbio nas versões 1.6 SV e SL do hatch, bem como nas opções 1.6 SV, SL e Unique do sedã. Vale ressaltar que está última a partir de agora contará exclusivamente com a transmissão automática. Nesse caso, o XTronic deverá provocar um acréscimo no preço do carro de algo em torno de R$ 4.800.

Nas versões de entrada a montadora decidiu incorporar os pacotes Pack Plus e Pack Multi. Sendo assim, eles deixam de ser itens opcionais.

Já o Versa passa agora a ter como item de série vidros elétricos para as quatro portas. No mais, temos a presença do sistema Isofix para a instalação de cadeirinhas infantis, porém, só a partir da versão 1.6 SV.

De acordo com a própria Nissan, no período compreendido entre os anos de  2011 e de 2014 as vendas de carros compactos com câmbios automáticos no país deu um salto de 4% para 18% entre os modelos hatches. Já entre os sedãs o aumento foi de 19% para 22%.

Apesar de ser algo novo, o Xtronic não terá um caminho fácil pela frente. O principal motivo é o fato de que o mercado atual já conta com uma infinidade de opções tanto de automatizados quanto dos automáticos que contam com até seis velocidades.

Por Denisson Soares





CONTINUE NAVEGANDO: