Nova versão do veículo traz melhorias e custa entre R$ 95 mil e R$ 104 mil.

A Suzuki apresentou no dia 17 de julho a nova edição do modelo Grand Vitara que será comercializado no Brasil: a versão 4Sport. O intuito deste lançamento é para quem utiliza o veículo fora das estradas.

O preço de venda para o Grand Vitara 4Sport é de R$ 95.990 com a transmissão sendo manual. Para quem quiser um câmbio automatizado, será preciso pagar o valor total de R$ 104.990. A tração 4 x 4 vai estar presente para ambas as opções de transmissão do Grand Vitara.  

Os clientes da marca podem adquirir o modelo nas cores branco e prata. O veículo chega com detalhes em grafite nas partes internas e também externas. Esse modelo do Grand Vitara 4Sport conta com uma altura de 6,5 cm a mais em relação ao solo, fazendo uma comparação com outras versões do veículo.

Outras novidades na versão da Suzuki são molas, conjunto de suspensão, pneus ATR para qualquer estilo de terreno e novos amortecedores.

Em termos de motor, o 4Sport da Suzuki não terá mudanças. Ele será vendido no Brasil com um propulsor 2.0 com quatro cilindros e uma potência de 140 cavalos.

Rapidinhas do Carrolândia:

O híbrido Asterion da Lamborghini não tem uma data prevista para a sua produção. Vale lembrar que o modelo teve a primeira exibição no Salão de Paris de 2014. Stephan Winkelmann, que é diretor executivo da empresa, apontou essa decisão, uma vez que o foco da Lamborghini está voltado para a fabricação do Urus.

Em recente entrevista, Stephan comentou que o híbrido Asterion seria mostrado apenas caso as leis apontassem uma obrigação de ter um modelo deste estilo com alto desempenho e autonomia de 48 km. O principal ponto da apresentação do Asterion era para ver como seria a reação dos consumidores.

Como foi apontado, o foco da Lamborghini é o utilitário Urus, que tem o lançamento previsto para acontecer em 2018. O Urus tem a sua produção sendo feita para que seja usado nas ruas e não para fora das estradas.

Ainda não há prazo, mas a Lamborghini tem sim a intenção de fabricar um esportivo híbrido, como é o caso do Asterion. 





CONTINUE NAVEGANDO: