Nova geração da Kombi será elétrica e altamente moderna.

Depois de 4 anos de aposentadoria, a icônica Kombi vai voltar. Quem confirma a notícia é a própria marca dona do modelo Volkswagen. O modelo atendeu bastante consumidores durante os seus 63 anos de comercialização no mercado, agora ela volta de cara nova. O automóvel terá uma nova geração e será no formato de um carro elétrico, tudo de acordo com o conceito ID Buzz Concept, que foi evidência no Salão de Detroit, nos Estados Unidos no início deste ano.

Quem anunciou a novidade foi o próprio chefe da montadora alemã, Herbert Diess, que deu entrevista a um site inglês de veículos. A “Antiga Dama” dos amantes de Van terá uma linha sofisticada que a marca está projetando. É a linha de elétricos e híbridos que a Volkswagen quer ter em sua plataforma e disposto no mercado a partir de 2020, com o inédito conceito MEB. Para os apreciadores de carros antigos, a novidade não para por aí. A releitura do Fusca também foi destaque da marca no Salão de Paris em 2016, que também foi apresentado com o conceito ID Concept.

A plataforma da marca para carros elétricos já vai começar na nova versão da Kombi. Além do design mais esportivo, o modelo atual terá dois motores elétricos que juntos, um em cada eixo, farão 374 cv. Além disso, a capacidade do carro será insonhável para uma Van: levar o automóvel de 0 km/h a 100 km/h em incríveis 5 segundos. A velocidade máxima da Kombi vai ser de 160 km/h.

Atualmente os carros elétricos não tem uma boa autonomia. A recarga das baterias acontece de forma rápida, em 30 minutos de uso e elas já exigem recarga. Contudo, a autonomia da Kombi será de impressionar: serão 434 km de independência de recarga. O estilo do novo modelo também já entrega no primeiro momento que é um carro elétrico. O design do conceito ID Buzz Concept é similar nos automóveis. As linhas do carro são em um formato quadrado e os faróis e lanternas em led.

Tudo no carro será da mais alta modernidade. As medidas para o transporte de passageiros com bastante conforto (4,9 m de comprimento, 1,96 m de altura, 3,3 m entre-eixos). A nova Kombi vai dispensar motoristas, a condução será autônoma, com monitoramento por radares, câmeras e sensores. O carro também não terá maçanetas para entrar, basta o usuário colocar a mão em um sensor que a porta irá se abrir.

Por dentro, tudo é bem clean. Qualquer precisão para acionar o carro será com sensor para as mãos. A Kombi estará já pronta para andar de forma automática, mas caso algum condutor queira dirigi-la, basta desabilitar o modo autônomo.

Por Carolina Costa

Volkswagen Kombi elétrica

Volkswagen Kombi elétrica


Montadora poderá lançar uma nova versão da Kombi em 2016.

Uma notícia dada em 2013 pela Volkswagen entristeceu os fãs da velha senhora Kombi: ela não seria mais fabricada. Mas como o mundo dá voltas e notícias ruins se vão e boas chegam. A VW mexe de novo com os brios dos que amam a charmosa perua: a montadora pode estar preparando a volta da Kombi e completamente repaginada ela pode ter seu lançamento no começo de 2016.  

De acordo com a revista Autocar, a estreia da nova Kombi seria no CES, um dos maiores eventos de tecnologia do mundo. Não se tem confirmação da volta da perua, mas se sabe que a VW nunca escondeu que tem vontade de trazer, se não a velha Kombi, uma van baseada nela.

Especula-se que a nova perua seria fabricada em Puebla, no México, na planta da VW e que a fabricação começaria em 2017.

Sobre as especificações técnicas, segundo a Autocar, a Kombi teria o motor com opção de propulsão híbrida e com várias tecnologias que estão sendo apresentadas em outros modelos sustentáveis da montadora. A sua autonomia chegaria a 500 quilômetros, considerando as condições  e o estilo do motorista.

O chefe de desenvolvimento de veículos comerciais da Volkswagen, Hans-Jakob Neusser, contou à revista alguns detalhes sobre o novo design da perua, que deve contar com elementos visuais muito importantes e que há algumas características essenciais, que são a dianteira ligeiramente inclinada, assim como a parte central do veículo e seu estilo quadrado. São essas características únicas e cheias de estilo que fazem da Kombi o sucesso que é – em 2001, com a onda retrô em alta, a montadora criou o carro-conceito Microbus e dez anos depois, a Bulli (outros nomes pelos quais a Kombi é conhecida e chamada mundo afora).

As informações foram dadas por Neusser  no Salão de Nova York – ele também contou que os engenheiros e designer têm trabalhado num novo conceito, que fará com  que o utilitário volte em uma nova geração.

Por Elia Macedo

Volkswagen Kombi

Volkswagen Kombi

Fotos: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: