Para que o motorista infrator receba o desconto, ele precisa estar cadastrado no aplicativo e opte por gerar a multa, sem precisar marcar apresentação de recurso ou defesa prévia, assumindo assim ter feito a infração.

Já está disponível para motoristas de todo o Brasil, o download do SNE, Sistema de Notificação Eletrônica, que é um aplicativo que oferece aos motoristas cadastrados descontos de 40% em multas interestaduais, recebidas em trânsito.

O aplicativo foi desenvolvido a pedido do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) com a finalidade de estabelecer uma comunicação entre os órgãos de trânsito e motoristas com mais agilidade e eficiência no recebimento das notificações de infrações.

Os motoristas que desejam o acesso a essas informações devem baixar o aplicativo SNE e assim fazer uma conta pessoal, de forma que os dados do automóvel sejam cadastrados, como a placa e o código Renavam do veículo.

Após o cadastramento o motorista terá acesso a informações de todas as multas recebidas, podendo assim fazer a cópia do código de pagamento, fazer o reconhecimento da infração, e até mesmo realizar o download do formulário que indica o condutor responsável pela infração, em casos em que seja necessário.

Em relação ao desconto de 40% abatido no valor das multas, era um benefício já previsto por uma lei que foi publicada no mês de maio deste ano. A Lei 13.281 entrou em vigor no último dia 1º de novembro, mesma data em que passam a valer os valores atualizados das multas de trânsito.

Para que o motorista infrator receba o desconto, ele precisa estar cadastrado no aplicativo e opte por gerar a multa, sem precisar marcar apresentação de recurso ou defesa prévia, assumindo assim ter feito a infração.

Segundo oDenatran outras funcionalidades ainda serão disponibilizadas para aprimorar o sistema. Já na próxima semana o aplicativo será disponibilizado para aparelhos IOS.

Já são adeptos do sistema o equivalente a mais de 1,6 mil órgãos de autuação de todo o Brasil. Além dos Órgãos do Detran de todos os estados, inclusive do Distrito Federal, Polícia Rodoviária Federal (PRF), órgãos municipais e o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes). A inclusão desses órgãos no sistema permite que eles enviem as notificações de multas em estradas interestaduais, por meio do aplicativo. Assim, as multas e suas informações chegarão mais rápido ao conhecimento dos motoristas, permitindo assim que eles quitem e recebam o desconto.

Para saber mais informações sobre o aplicativo e deu download acesse servicos.serpro.gov.br/sne.

Por Sirlene Montes

 

Aplicativo SNE


Contram determinou que as autoescolas devem ter o simulador virtual de direção para as habilitações do tipo B. No mínimo, 5 horas devem ser realizadas no simulador.

Cada dia mais a preocupação com a segurança ao volante tem deixado a retirada da Carteira Nacional de Habilitação mais difícil. O aumento das horas de aula ao volante (5 horas a mais desde o ano passado) e o acréscimo de aulas à noite (mínimo de 4 horas), por exemplo, são alguns exemplos de como a preocupação com o treinamento dos motoristas aumentou.

Para treinar melhor seus alunos, sem a necessidade de aumentar bruscamente a mensalidade, algumas autoescolas optaram por instalar simuladores virtuais de direção. O sistema é o mesmo de um veículo, e simula as mais diferentes situações para o aluno em treinamento. Dessa forma, têm-se mais horas de contato com o volante, sem a necessidade de encarecer o pacote de formação. Só que agora, segundo a resolução nº 543 anunciada na última segunda-feira (dia 20) pelo Contram (Conselho Nacional de Trânsito), o simulador de direção veicular é item obrigatório nos centros de formação de condutores. O pedido da obrigatoriedade veio dos Detrans pelo país.

A resolução já foi publicada no Diário Oficial da União e descreve detalhadamente o conteúdo obrigatório das aulas no simulador. As autoescolas terão o prazo de até 31 de dezembro para instalar o aparelho em suas unidades. Inicialmente a medida só engloba as habilitações do tipo B, que são para os motoristas que desejam dirigir carros de passeio.

Numa expansão da obrigatoriedade, o simulador será também exigido para quem deseja dirigir veículos comerciais, ônibus, caminhões e até motos. Agora o candidato a motorista tem que completar 25 horas ao volante, sendo que no mínimo 5 horas devem ser realizadas no simulador, com uma hora de conteúdo noturno.

As aulas no simulador devem ser feitas antes do aluno começar a pratica nas ruas. Até agora somente os estados do Rio Grande do Sul, Acre e Paraíba haviam adotado o sistema obrigatório com os simuladores. A obrigatoriedade nacional deveria ter sido exigida desde o ano de 2013, mas a data de validade foi adiada para o ano de 2014, onde o uso passou a ser opcional. Agora não há mais desculpas nem adiamentos: o simulador passa a ser obrigatório em todo o país.

Por Patrícia Generoso

Simulador de direção

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: