Microcarro Caoa Chery eQ1 (@ant) será lançado no Brasil


O microcarro Caoa Chery eQ1, conhecido como @ant, será lançado no Brasil em 2022. A informação foi confirmada pela marca, que apresentou o modelo em 2018 no último Salão do Automóvel. O pequenino chinês dividiu espaço com Chery eQ, veículo montado em Jacareí, no estado de São Paulo.

Esse último modelo chegou ao cenário automobilístico para ocupar o lugar do QQ nacional, que era reconhecido como o automóvel mais barato por aqui. De olho na concorrência chinesa, a Caoa Chery tem como promessa produzir o então carro elétrico de mais baixo custo do mercado brasileiro.


Como já é de seu conhecimento, as concorrentes visam projetos ambiciosos. A Great Wall, a maior fabricante independente de automóveis da China, tem catalogado picapes e SUVS, que devem estampar a lista dos mais vendidos. Já a BYD prepara o cenário para ter o carro mais popular do Brasil, o Yuan Plus.


Caoa Chery eQ1

Nos dados de fábrica, o minicarro possui as seguintes dimensões:


  • 1,550 m de altura;
  • 3,200 m de comprimento;
  • 1,670 m de largura.

Além dessas, a distância dos entre-eixos é de 2,150 m. Tudo indica que ele será vendido em duas versões. O teaser indica que a primeira variante tem 55 kWh, um torque de 15,3 kgfm e 75 cv. Já a segunda opção informa um torque de 12,24 kgfm e 30kWh de energia.


O conjunto da primeira opção tem capacidade de atingir até 301 km de autonomia. Já a segunda oferece 408 km de alcance. O que ainda não sabemos é qual das versões deve desembarcar no território canarinho.

Por outro lado, independentemente da versão que chegar, ambas vêm acompanhadas de:

  • Volante multifuncional;
  • Inteligência artificial;
  • Central de multimídia;
  • Conectividade com comando de voz e celulares.

Ainda com os detalhes de fábrica, a tela vertical da central de multimídia é de 10 polegadas (25,4 centímetros).

Comparação

Ao ser comparado com outros veículos, o @ant possui os mesmos números do JAC e JS1. Além disso, ele fica acima do carro elétrico mais barato do mercado, o Renaut Kwid-E-Tech.

Atualmente, os valores dos carros citados ficam entre R$142 mil a R$165 mil. De acordo com a marca oriental, por conta do porte pequeno, o eQ1 ficará abaixo dos R$150 mil. Acompanhe os valores de mercado dos concorrentes:

  • JAC – valor de mercado R$ 164.990;
  • Kwid E-Tech – valor de mercado R$ 142.990;
  • e-JS1 – valor de mercado – R$ 164.990.

Híbridos x Elétricos: disparidade de preço

Certamente o preço dos carros híbridos e elétricos deve ter um aumento na faixa de entrada do mercado. Levando por esse lado, o modelo mais em conta é o Corolla Hybrid, que custa R$ 177.590. No segmento, tem o Tiggo 8 PRO, que pode ser comprado a partir de R$200 mil.

No entanto, a Caoa Chery deve permanecer com o preço abaixo dos R$140 mil. Tudo indica que o veículo irá realmente atender à promessa inicial da empresa, que é ser o carro elétrico mais barato do país.

Carregador

Nos grandes centros, a marca, certamente, irá traçar estratégias em busca de oferecer vantagens para atrair motoristas que preferem a eletrificação do que os carros comuns. E um dos focos é entregar um carregador potente.

Sabe-se que um carregador de 6,6 kW consegue concluir a carga da bateria entre 5 a 7 horas. Na contramão, a bateria do carro Chery deve atingir 80% da carga entre 30 a 50 minutos. Lembrando que as variações de cargas, claro, vão depender do ponto de energia.

Então, você acredita que o modelo eQ1 cumprirá a promessa de ser um dos carros elétricos mais baratos do país?



Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.