Comparativo 2022: Honda CG 160 Titan vs Yamaha Fazer 150 UBS


Honda CG 160 Titan e Yamaha Fazer 150 UBS são duas motos de entrada concorrentes e muito similares. Saiba qual é a melhor para você.

A rivalidade entre Honda e Yamaha não é de hoje. Desta vez, ela veio forte com os dois novo modelos: CG 160 Titan e Fazer 150 UBS. Ambas são motos de entrada, e a concorrência está forte. Venha dar uma olhada nas novas versões!


Por serem concorrentes, possuem o visual parecido. Os faróis, por exemplo, são muito semelhantes; porém, a Fazer tem uma pegada mais esportiva e agressiva. As linhas puxam mais para trás e formam um ângulo bem fechado, passando uma impressão mais enérgica para quem vê a moto de frente ou de perfil.


Por outro lado, o farol da Fazer não é totalmente digital, pois vem com um conta-giros analógico, enquanto o da Honda é digital. Apesar disso, a CG 160 não tem indicador de marcha engatada, e a outra tem. Mesmo perdendo em agressividade no farol, a Honda vem com um aspecto mais agressivo nas linhas laterais, enquanto a Fazer mostra entradas de ar pretas no mesmo local.


Uma das principais diferenças está no motor, apesar de também haver algumas semelhanças. Ambos são monocilíndricos, têm refrigeração a ar, comando simples no cabeçote e injeção eletrônica de combustível, além de serem flex. Porém, a Fazer vem com 149 cc, 12,2 cavalos de potência a 7.500 rpm e 1,3 quilogramas-força metro de torque, a 5.500 rpm. A CG 160, no entanto, é mais potente. Vem com 162,7 cc, com 14,9 cavalos de potência a 8.000 rpm e 1,4 quilogramas-força metro de torque, a 7.000 rpm. À primeira vista, a Fazer parece ser mais agressiva, por ter o design no estilo “Dark Side of Japan”, mais baixo, parrudo e “amedrontador”. Mas é a Honda quem leva vantagem no quesito potência. Enfim, trata-se de algumas cilindradas a mais.


Ambas vêm com freio a tambor na traseira e disco na dianteira, bem como o sistema de frenagem combinada. O pneu dianteiro da CG 160 tem medida de 80/100 com 18 polegadas, e o traseiro 100/80 com 18 polegadas também. Já o pneu traseiro da Yamaha tem medidas 100/90 com 18 polegadas, e o dianteiro 80/100 com 18 polegadas.

A Honda leva uma vantagem na suspensão dianteira, que absorve facilmente os impactos e torna a motocicleta mais veloz, com funções separadas nos garfos. Além disso, a moto pesa 117 quilos (peso a seco). A Yamaha tem garfo telescópico na suspensão dianteira e suspensão traseira amortecida por sistema de bichoque, com curso de 92 milímetros. A Yamaha pesa 130 quilos (peso a seco) e comporta 15,2 litros no tanque, enquanto aquela, 16,1 litros.

A Yamaha Fazer 150 é vendida a partir de R$ 15.090,00. Já a Honda CG 160 Titan sai por preços a partir de 14.620 reais. Os preços são bem parecidos, bem como as motocicletas. A Honda ganha um pouco na potência, enquanto a Fazer oferece praticamente a mesma coisa, porém, com um preço um pouco mais caro e um visual mais agressivo.

Além desta dupla competitiva, já há um grande histórico de rivalidade entre as duas marcas. Só como exemplo, podemos citar a rivalidade entre Honda Twister e Yamaha Fazer, Haojue DR 300 (Honda) e Yamaha Fazer 250, Honda PCX e Yamaha NMax, Honda Bros e Yamaha Crosser, entre muitas outras.

Certamente, as duas têm seu público-alvo e suas características próprias, já que dominam o mercado brasileiro há algum tempo. Ambas possuem suas peculiaridades no que se refere ao design. A Yamaha costuma investir um pouco mais em tecnologia, enquanto a Honda é muito prática, com peças mais baratas e em maior quantidade, além de uma assistência técnica mais vantajosa. É bom mencionar, no entanto, que os ladrões preferem roubar motos da Honda, uma vez que é mais fácil para eles revender as peças. O número de roubos de motos da Honda é maior que o de motos da Yamaha. Mas, no fim das contas, fica ao critério de cada um!

Texto de Carlos Costa do Prado

Fotos da Honda CG 160 Titan


Fotos da Yamaha Fazer 150 UBS


Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.