Como declarar carro ou moto no seu Imposto de Renda


Na Declaração de Imposto de Renda devem ser colocadas muitas informações, dentre elas, quais foram os carros ou motos que o contribuinte comprou ou vendeu no ano de 2021.

A partir daí, surgem muitas dúvidas de como colocar estas movimentações de forma correta a fim de que não haja problemas futuros com o “ Leão” e que o seu CPF não caia na chamada “ Malha Fina” da Receita Federal.


Então, no sentido de minimizar ou esclarecer as dúvidas de quem precisa declarar, vamos esclarecer os principais pontos na hora de prestar as informações necessárias.


Se você comprou ou vendeu um carro ou moto no ano de 2021, será necessário acessar a seção “ Bens e Direitos” na Declaração 2022. O primeiro passo é clicar na opção “ Novo” e dentro deste campo selecionar o item “ 2 – Bens Móveis”. Na opção Código, selecionar a opção 1 que diz respeito a veículos automotores terrestres. Neste “item” incluem-se carros, caminhões, motos, etc.


Logo em seguida, deve-se preencher o campo Localização com a opção 105 que diz respeito ao nosso país e logo em seguida, o contribuinte deve informar o número do Renavam.


Em seguida, deve-se completar o campo “Discriminação” com a descrição da marca, modelo, ano de fabricação e a placa do veículo, seja ele qual for. Neste mesmo campo, deve-se informar o número do CPF ou do CNPJ de quem vendeu o bem, seguido do respectivo nome.

Na mesma aba, deve-se preencher o campo “Situação em 31.12.2020" com a opção 0 e no campo adjacente "Situação em 31.12.2021”, informa-se o valor pago na venda do veículo, moto ou caminhão.

Para quem vendeu um automóvel, moto ou caminhão, como informar na Declaração?

Os contribuintes que realizaram uma ou mais operações de vendas de bens automotivos no ano de 2021, os procedimentos para a informação na Declaração de Ajuste Anual é bem semelhante ao descrito para a compra.

Neste caso, no campo “Discriminação” deve-se informar o CPF ou CNPJ de quem comprou o bem. Logo em seguida, deve-se informar a data da venda e o respectivo valor.

Seguindo o mesmo procedimento, deve-se preencher o campo “Situação em 31.12.2020” com o valor informado na declaração de 2020. Deve-se observar que o valor refere-se ao que foi pago pelo contribuinte na época que pagou pelo veículo sem a devida atualização para os dias atuais.

Já para o campo “Situação em 31.12.2021”, deve-se colocar o valor zerado, já que o referido bem foi vendido durante o ano anterior.

Para quem não comprou ou vendeu nenhum veículo, moto ou outro bem automotivo, basta repetir as mesmas informações da declaração do ano anterior.

Isto pode ser feito na opção de importar a declaração do ano anterior. As informações serão copiadas do ano anterior para a seção “Bens e Direitos”. Na sequência, basta clicar em Editar e repetir os mesmos dados.

Como Declarar Carro ou Moto que esteja em financiamento?

No caso de um financiamento de veículos ou motos, o responsável pela declaração deverá seguir os mesmos procedimentos do preenchimento descrito anteriormente. Entretanto, deverão constar na declaração a quantidade de parcelas pagas, o valor total da dívida, bem como o nome e o CNPJ da instituição financeira responsável, assim como o número do contrato.

E vale mais uma vez lembrar para quem ainda não fez a sua declaração que o prazo está se esgotando. O prazo vai até o próximo dia 31 de maio. Neste ano, em virtude da pandemia, a Receita Federal resolveu esticar o prazo que normalmente vai até o dia 30 de abril.


Por Daniel Feitosa

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.