Novo carro mais rápido do mundo passa de 500 km/h – SSC Tuatara



Recentemente a indústria automobilística foi palco de mais um importante lançamento: o SSC Tuatara é a mais nova produção da Shelby, consistindo no veículo mais rápido do mundo, nesse momento.

Este modelo superesportivo já está superando duas grandes concorrências: o Bugatti Chiron e o Koenigsegg Agera, munido de motor tipo V8 Twin, turbo flex em 1774 CV e vazado em aerodinâmica mais ativa.



Os representantes da grande companhia Shelby Supercars, ou SSC, (não confundir com a Carroll Shelby) revelaram, recentemente, esta mais nova produção. O Tuatara, apesar de caro, consiste no automóvel rápido do mundo. Seu design lembra um Porsche.

Por ser uma edição de alta categoria, com estrutura própria, esse modelo não será produzido em massa. O valor no mercado está a partir de 1.625 milhão em dólares, em torno de 9,06 milhões de reais, no Brasil. Esse valor pode chegar a dois milhões no chamado pacote opcional.



Destaques no veículo: o modelo SSC Tuatara, nos testes efetuados pela Quatro Rodas, atingiu a marca de 532,8 km/h ao longo de pequeno espaço da State Route 160, localizada ao sul do Estado de Nevada, nos EUA. Entretanto, o recorde definitivo pode ser registrado na por meio de média das máximas sobre os dois sentidos da via, de modo a mitigar os efeitos produzidos pelos ventos nas laterais e na parte traseira. O resultado foi a marca de 508,7 km/h. No volante deste super carro estava um dos maiores pilotos britânicos da atualidade.

Este local foi determinado para registrar o novo recorde, pelo fato de o Koenigsegg Agera (RS) ter aí mesmo atingido a marca de 447,237 km/h, o qual, por sua vez, desbancou a marca atingida pelo então mais veloz: o Bugatti Chiron, que registrou seus 490,48 km/h na região de Ehra-Lessien, Alemanha. Apesar das desses recordes, os resultados podem ser considerados controversos, dado que se trata de somente uma única passagem sobre a pista.

Leia também:  Jaguar F-Type 2016 foi lançado

Outros destaques do SSC Tuatara: o peso é modesto e dá uma ideia de sua capacidade de velocidade, 1,247 kg; o motor é de tipo V8 5.9 (Twin-turbo) suplementado pelo Virabrequim plano, capaz de gerar até 1,750 HP de desempenho, e 185,4 KGFM de torque quando movido a E85 de etanol e a 15% de gasolina. É quase um carro próprio para corrida.

A caixa de câmbio é produzida pela italiana Cima, de tipo automatizada em sete marchas, comandada pelas borboletas instaladas na parte de trás do volante. Estas funções estão assim arranjadas de modo a facilitar a condução, devido à potência do veículo.

Para conquistar essa potência e altas velocidades outro destaque entra em cena: o design externo exerce um papel fundamental, proporcionando melhor deslize através da resistência do ar. Esse novo desenho é assinado Jason Castriota, um dos maiores designeres de automóveis, americano.

De acordo com este critério o chamado coeficiente de arrasto registra em torno de 0.279 CX. A aerodinâmica que forma as asas traseiras, bastante ativas, e a pressão se dividem em 37% na parte frontal, sendo de 63% na parte traseira, mantendo o carro acima de 240 km/h.

Entretanto, este não é a primeira vez que uma das produções da organização SSC vence em velocidade, mantendo recorde de automóvel mais rápido em todo o planeta. No ano de 2007 um antecessor do atual Tuatara, intitulado Ultimate Aero, registrou capacidade de chegar a 412,28 km/h, em testes através da rodovia já citada. Naquele ano, o modelo superado por esta empresa foi o Bugatti Veyron. O valor de mercado é alto, porém, este carro não é das massas.

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *