Cadeirinha Isofix para Carro – Diferenças, Importância e Durabilidade





Saiba aqui os principais motivos para utilizar a cadeirinha isofix no carro.

Na atualidade, a segurança dentro e fora dos automóveis está muito mais eficiente e esse processo de aperfeiçoamento só tende a melhorar.

Foi a partir do ano de 2010 que, por exemplo, as cadeirinhas infantis para automóveis se tornaram obrigatórias, em território brasileiro. Recentemente, os gestores do Departamento Nacional de Trânsito, ou Denatran, fizeram determinar rigorosamente que os automóveis produzidos ou mesmo importados para o Brasil estejam equipados com o recurso dito “ancoragem” voltados aos Sistemas de Retenção Infantil.




Neste caso, qual seria a diferença essencial entre cadeirinha munida de Isofix e as mais convencionais?

Conforme o que está disposto nas diretrizes do Centro de Experimentação e de Segurança Viária, ou Cesvi Brasil, o modelo Isofix consiste em uma espécie de dispositivo que é instalado na própria carroceria do automóvel, no sentido de garantir a segura fixação das cadeirinhas infantis. Trata-se de proporcionar o chamado “vínculo estrutural”, ou seja, o ajuste que ocorre via encaixe rápido das garras existentes na base da cadeirinha munida de Isofix nos próprios engates já soldados na carroceria do carro.


Com essa estrutura de encaixe se diminui o risco da má instalação, que pode ocorrer nos dispositivos convencionais, os quais se fazem por meio do sistema de cinto de segurança.

Portanto, a questão fundamental é a seguinte: a cadeirinha convencional pode ser corretamente instalada e é tão eficaz quanto a cadeirinha tipo Isofix?

De acordo com um especialista nesse ramo, representante do Cesvi, explicou que a instalação correta da cadeirinha convencional é eficaz, entretanto, a dificuldade e precariedade de instalação pode sempre gerar um acoplamento incorreto. Precariedade no sentido de a cadeirinha convencional não conta com o recurso Isofix.

Outra limitação na cadeirinha convencional está na sua instabilidade, ou seja, mesmo quando instalada de modo correto, é possível retira-la da posição correta ao longo da viagem.

Assim: vale a pena adquirir uma cadeirinha equipada de Isofix?

Os gestores do Centro de Experimentação e de Segurança Viária são uníssonos na recomendação da utilização de cadeirinhas munidas de Isofix. A razão vem logo abaixo:

A – São dispositivos que fazem reduzir a possibilidade de instalação incorreta;

B – São cadeirinhas que proporcionam maior estabilidade neste dispositivo em relação aos modelos convencionais, apenas atrelados ao cinto de segurança.

Sobre o valor do Isofix:

Os administradores da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor, ou Proteste, efetuam, todos os anos, rigorosa e oficialmente, por lei, os testes em SRI, e também o levantamento dos valores de mercado das cadeirinhas munidas ou desprovidas de Isofix e dos chamados “bebês-conforto”. Na página da associação é possível a todo cidadão conferir os preços destes dispositivos, em suas várias modalidades.

Sobre o tempo de durabilidade, ou prazo de validade deste dispositivo:

Conforme o que foi angariado da assessoria de imprensa do Programa de Avaliação de Carros Novos destinados à América Latina e ao Caribe, ou Latin NCAP, a dica de extrema importância é a de verificar, com muita atenção, a data de validade do dispositivo Isofix. O prazo máximo de segurança garantida é de 12 anos de uso.

Outra observação importante: os gestores do mesmo órgão explicam que é necessário conferir se o registro de SRI está em plena conformidade com o que é configurado nos fundamentais padrões técnicos, que são aceitos de modo internacional.

Estas normas ainda são novas aqui no Brasil, sendo que nem todos os modelos de cadeirinhas estão equipados de Isofix, e todas já estão devidamente testadas via Inmetro. Entretanto, aos poucos, esse rigor internacional de segurança vai penetrando nas nossas normas.

Paulo Henrique dos Santos



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *