Comparativo Chevrolet Cruze x Honda Civic x Toyota Corolla 2020 – Qual é Melhor?





Confira aqui um comparativo com as principais qualidades do Chevrolet Cruze, Honda Civic e Toyota Corolla 2020.

Toda concorrência entre empresas que fabricam produtos rivais é saudável, e muito boa para os negócios. Entretanto, o novo modelo Toyota Corolla está diante de dois super rivais: o Chevrolet Cruze e o Honda Civic, inteiramente reestilizados. Os três estão estreando juntamente. Seguem alguns itens dos três modelos:

– O Honda Civic está bem equipado. Um dos itens que mais se destaca é o sistema de ajuste da suspensão; a estrutura chamada braços múltiplos na parte traseira, munidas de buchas hidráulicas que fazem a cabeça de quem tem afã de acelerar e aprecia um veículo muito afiado.




Itens: equipado de motor 1.5 turbo; munido do sistema de transmissão CVT, que opera em simulação das sete marchas. A direção (volante) está equipado de borboletas, que, em realidade, não são muito úteis para o sistema CVT; embora possua o sistema automático que simula o câmbio, o melhor está no dinamismo de uma clássica caixa de embreagem dupla.

Deste modo, o Honda Civic Touring mantém a capacidade de atingir o registro de zero a 100 km/h na marca de 7,5 segundos.


– Embora esse segmento da indústria automobilística seja dominado por grandes marcas japonesas, uma marca americana está fazendo a exceção, com a presença do Chevrolet Cruze Premier. Trata-se de um super salto de qualidade, desde 2016. Está equipado de, entre outros itens estilosos, de novas lanternas tipo LED, sendo que a parte dianteira está vazada em novo design, mais atraente e competitivo.

Itens: está equipado de motor 1.4 turbo, com desempenho de 153 CV e mais 24,5 KGFM de torque. Diferentemente dos dois modelos orientais, que operam por meio de suspensão traseira independente, o modelo Chevrolet opera via eixo de torção, conectado ao volante. Além disso, o mesmo modelo está munido de estrutura que proporciona mais equilíbrio, de modo dinâmico.

Sendo um típico e eficiente sedã, munido de direção mais bem ajustada e de capacidade de rolagem controlada, o veículo só decepciona na capacidade de frenagem, sendo menos potente, em termos de aceleração, que o Honda Civic.

– Toyota Corolla Hybrid. Não é de hoje que esse conforto triplo acontece. Há um ano o modelo Corolla esteve estreando junto aos anteriores modelos Honda Civic e o Chevrolet Cruze, entre outras grandes marcas.

Relação de itens: sistema de freio para estacionamento, que opera via alavanca; está munido dos apoios para cabeça em seu banco traseiro, os quais estão integrados ao mesmo encosto; foram mantidos os eficientes recursos de puxadores instalados no assoalho, cuja função é a de acessar o tanque de combustível e o próprio porta-malas.

A parte da cabine foi significativamente alterando, numa espécie de evolução, apresentando-se em design mais bonito, mais adaptada em termos ergonômicos e munido de mais porta-objetos.

Entretanto, a maior parte da carcaça está vazada no mesmo design, embora quebre, um pouco, o clássico padrão, de modo a fazer a diferença, com mais elegância. A direção (volante) está sobrecarregada de muitas tecnologias que facilitam a vida do condutor. Está equipado de uma nova tela multimídia, vazada em oito polegadas que, finalmente, está mais dinâmica, sendo mais fácil de se manusear, além do quadro de instrumentos mais amplo, munido de novo visor tipo TFT colorido, o qual, também, constitui um bom toque de sofisticação pela forma que dispõe.

Os passageiros, certamente, se divertem acompanhando nessas duas telas os gráficos cuja função está na apresentação do sistema híbrido em funcionamento.

Há uma série de itens ainda não mencionados, porém, o essencial que foi descrito nesse artigo é suficiente para mostrar os destaques e vantagens de cada um dos três modelos.

Paulo Henrique dos Santos

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *