Desgaste Irregular nos Pneus Traseiros – Possíveis Causas





Saiba aqui os principais motivos que podem levar ao desgaste irregular dos pneus traseiros.

Os pneus dos automóveis são o verdadeiro suporte de todo o peso que os mesmos exercem. Sãos os pneus que garantem que a potência do motor será bem sucedida; são os pneus que vão garantir maciez e suavidade nas ruas e estradas, enfim, os pneus são uma peça altamente importante e, infelizmente, a mais descartável do veículo, dado o desgaste de seu material vulcanizado.

Deste modo, todo cuidado é pouco, pois pneus desgastados, “carecas”, podem ser perigosos para a segurança das pessoas no carro. Eles precisam de constante manutenção, reformas ou, o que é melhor, substituição.




Neste artigo serão indicadas algumas instruções básicas para os usuários, sobre o tema específico: desgaste irregular verificado sobre os pneus traseiros. Algumas dicas serão úteis para os leitores, no sentido de se avaliar as possíveis causas desse tipo de problema.

A situação mais lógica seria de um desgaste irregular sobre as superfícies dos pneus da parte da frente, sob o motor. Entretanto, os especialistas são unânimes em explicar que existem, pelo menos, dois fatores para que isso ocorra.


Na atualidade, os modelos de automóveis, em sua maioria, não necessitam de um especial alinhamento sobre a suspensão da parte traseira, portanto, como se pode explicar os desgastes totalmente irregulares que, muitas vezes, se verificam nas superfícies dos pneus da parte de trás do veículo? Outro detalhe a ser observado em forma de pergunta:

Qual o fator que faz com que os pneus traseiros apresentem maior desgaste sobre a parte de dentro, na superfície, ou na de fora?

Mesmo que, pela lógica da mecânica e da física, só fosse possível verificar um irregular desgaste sobre as superfícies dos pneus da parte da frente do carro, em caso de haver desalinho na suspensão, há outros dois fatores.

Não há necessidade de alinhamento ou desalinhamento na suspensão da parte de trás, de qualquer automóvel moderno, para haver esse problema de desgaste irregular sobre os pneus, levando em conta que um simples empenamento ou mesmo uma pequena distorção ocorrida em qualquer componente da própria suspensão traseira do automóvel.

Parece simples e desprezível, mas não é. São peças que produzem mudanças milimétricas a menor alteração que sofram.

Como se explica isso?

Um simples exemplo o demonstra: se algum dos eixos, dos braços ou das molas, dos amortecedores ou mesmo alguma das rodas apresente leve dano, devido a algum choque contra algum meio-fio, ou contra alguma guia. Uma leve colisão pode desequilibrar o funcionamento dessas peças fundamentais.

Qual será a solução, ou conserto para isso?

Esse problema custa um pouco mais aos bolsos dos usuários, dado que o serviço de desempenamento, ou mesmo a necessidade de substituição deste tipo de componente danificado é trabalho complexo, e exige muita perícia, para que nada fique fora do lugar.

É muito importante sempre estar atento a isso, pois o desgaste irregular e os danos causados sobre os pneus constitui uma situação séria, que se não for levada a cabo pode ser causa de outros problemas para qualquer automóvel moderno.

Dicas adicionais:

Para verificar se os pneus já atingiram o limite de desgaste tolerável, que exija a imediata substituição, basta verificar a chamada profundidade na banda, a qual deve apresentar em torno de 1,6 mm ou menos, dentro do padrão TWI, o Tread Wear Indicator.

Neste caso, além de ser necessário adquirir novo jogo de pneus, é muito aconselhável levar o automóvel em algum Auto Center oficial, para verificação e correta medição de profundidade na banda de rodagem e outros problemas que possam surgir em decorrência disso.

Paulo Henrique dos Santos



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *