Volkswagen Golf GTE 2019 – Especificações, Características




VW Golf GTE chega ao Brasil neste ano, com motor híbrido.

A montadora Volkswagen informou que neste ano de 2019 irá desembarcar o Golf GTE no mercado brasileiro. O modelo que possui motor híbrido plug-in e com design novo esteve presente no Salão Internacional do Automóvel na cidade de São Paulo, o qual ocorreu no mês de novembro do ano passado.

O modelo Golf GTE vem dotado com um propulsor TSI de 1.4 litros, o qual é capaz de produzir 150 cavalos de potência e também um motor elétrico que gera 102 cavalos e assim conta com 880 km de autonomia ao utilizar o modo híbrido e apenas 50 km quando atua no modo elétrico, isso acoplado com um câmbio automático DSG com 6 velocidades e função Tiptronic.


O VW Golf GTE consegue acelerar de zero a 100 km por hora na marca de 7,6 segundos e consegue alcançar uma velocidade limitada a 222 km por hora. O veículo híbrido ainda traz consigo um pacote completo de sistemas de assistência, por exemplo, como o Active Info Display, sistema Discover Pro, com display de tamanho de 9,2 polegadas, controle por gestos e painel de instrumentos inteiramente digital. De série, o sistema de rádio do GTE é um Composition Media dotado de display de 8 polegadas, com conexão Bluetooth e portas USB.

Modos de condução

O VW Golf GTE no modo “EV” funciona somente com eletricidade. O veículo arranca sempre no modo com emissão zero, isso se a bateria esteja com carga suficiente. Ao ativar a função “híbrida”, o modelo faz uso de suas duas fontes automaticamente, de forma conjunta ou individual, buscando ter eficiência máxima.

Um destaque dinâmico é o modo GTE, que se trata de um modelo o qual também carrega a essência das versões GT da marca. Quando o condutor ativa tal modo de condução, suas fontes propulsoras agem de maneira conjunta, oferecendo o máximo de desempenho dinâmico.


Ainda, o condutor pode manter de maneira intencional o nível de carregamento da bateria e inclusive carregar a mesma enquanto dirige, por exemplo, para se preparar para trafegar sem emitir gases em uma área que possua restrição ambiental. O carro tem um consumo de energia combinado que atinge a marca de 1,6 l/100 quilômetros de gasolina, o que equivale a 36 g/km de gás carbônico e ainda 11,4 kWh/100 quilômetros de eletricidade, com referência da classificação para carros híbridos da NEDC.

Caso o veículo esteja dotado de quaisquer sistemas de navegação (os quais são opcionais), ele mesmo faz o cálculo e ainda faz uma otimização de sua estratégia híbrida, com o modo “híbrido” ativado, analisando de maneira prévia os dados do percurso. Desta forma, o sistema de controle de propulsão faz uso tanto das informações da rodovia por meio do sistema de navegação como também das informações do GPS.

A sua bateria tem um peso total de 120 kg, o que equivalente a cerca de 8% do peso total do veículo, que é de 1.615 kg. O sistema plug-in ainda permite que sua bateria tenha a possibilidade de ser recarregada por meio de uma estação de carga ou então de uma tomada comum. Localizada na grade dianteira, a conexão do cabo de energia está oculta abaixo do emblema da VW.

Por meio de uma tomada residencial, o modelo necessita, para sua carga total, de cerca de três horas e meia. Já em uma estação de carga, esse período cai para duas horas e meia. Desta forma, o condutor que trafega somente em curtos trechos, como por exemplo, a maioria da população que trabalham e moram nas cidades, pode rodar completamente sem emitir gases tóxicos, fazendo uso apenas da eletricidade.

Por Filipe Silva

Volkswagen Golf GTE 2019

Volkswagen Golf GTE 2019

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *