Volkswagen Amarok V6 2019 – Novidades, Características





Nova Amarok V6 irá ganhar mais potência, chegando a 258 cv.

Apesar de o braço da Volks na Argentina sugerir que não passa de uma espécie de “exibição”, já tem gente dizendo que é certo que a Amarok V6 vai ganhar um bom salto na sua potência.

Esse ganho de poder não seria por qualquer coisa: as concorrentes estão se movimentando e mostrando que a corrida vai ser dura.




Um claro exemplo é a Classe X da Mercedes-Benz. Tanto em um caso, quanto no outro, a previsão de estreia é mesmo para este ano.

No caso da Amarok V6 argentina, todo o burburinho está em torno dos (possíveis) 258 cavalos de potência. Lembrando que, atualmente, a Amarok V6 é disponibilizada aos consumidores da região com 225 cavalos de potência.


No caso do Brasil, temos a opção Amarok 3.0 V6 turbodiesel. Os preços para a versão Extreme partem de R$201.990 e a Highline de R$ 191.990.

Segundo alguns comunicados que já andam circulando pela imprensa do nosso país vizinho e divulgados pela própria Volks, a Amarok V6 com potência ampliada continuará com o já conhecido 4Motion (sistema de tração integral), bem como com o câmbio de oito marchas.

Até o momento, ainda não há nenhuma informação concreta sobre a previsão de lançamento dessa nova configuração em terras brasileiras.

Por outro lado, a Volkswagen não está parada e enquanto a Amarok V6 não chega ao mercado, a montadora apresentou uma nova configuração, mesmo que discreta, de sua picape.

Estamos falando sobre a versão Comfortline que entra como substituta da Trendline. Nesse caso, o preço inicial sugerido é de R$168.600, segundo informações do próprio site de vendas da Volkswagen.

Em um primeiro momento, a Volkswagen Amarok Confortline chega ao mercado com um propulsor 2.0 biturbo. Aqui, temos um motor que funciona a diesel e traz 180 cavalos de potência e 42,8 kgfm. Temos ainda o 4Motion – sistema permanente de tração integral e o câmbio automático com oito marchas.

Ainda temos nessa nova configuração outros itens interessantes como o revestimento interno de couro, controle de estabilidade, controle de tração, ar-condicional 2 zonas digital e automático, central multimídia e rodas de aro 17 polegadas liga leve.

E tem mais a caminho…

Rumores também sugerem que a Toyota está de olho nesse aumento das potências e já pretende apresentar uma “Hilux V6”.

O ponto chave aqui é que esse motor, tanto na Amarok quanto na Classe X, usa somente gasolina e isso não deixa a versão tão competitiva no mercado, especialmente quando consideramos o baixo poder de autonomia e alto consumo.

Na situação da Toyota, o motor em questão é um bloco 4.0 V6 com capacidade de 235 cavalos de potência à gasolina. A atuação se dá em conjunto com um sistema de tração 4×4 e um câmbio automático de seis marchas.

Pelo andar das coisas, a Toyota provavelmente deverá optar por uma alternativa hibrida de sua picape. Aliás, é bem provável que esse também seja o caminho a ser seguido pela Mitsubishi L200.

Sobre a Volkswagen Amarok

A Volkswagen Amarok é uma das picapes médias mais conhecidas no mercado. Muito do sucesso desse modelo está relacionado ao acabamento e ao design robusto com evoluções interessantes ao longo dos anos.

Oficialmente, a Volkswagen Amarok foi apresentada à imprensa do mundo todo em 2009 e no início de 2010 foi apresentada ao público, sendo que as vendas foram iniciadas em território nacional já em abril do mesmo ano.

Rapidamente, o modelo conquistou o consumidor brasileiro, tanto que mais da metade da produção vinha parar por aqui. Vale ressaltar que a Amarok continua sendo produzida na Argentina.

Quem está planejando trocar de carro ou adquirir um novo veículo, deve ficar de olho no mercado automobilístico em 2019. O ano promete diversas novidades nesse segmento que devem abranger praticamente todos os perfis de consumidores.

Por Denisson Soares

Volkswagen Amarok V6 2019

Volkswagen Amarok V6 2019

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *