Lifan M7 2019 – Lançamento, Características




O M7 oferta alguns elementos que chamam atenção. A aparência exterior lembra diretamente ao modelo Ford S-Max europeu, porém o atrativo do Lifan M7 fica por conta do seu espaço interno e também na possibilidade de poder transportar até 7 ocupantes.

Não se está errado quando se fala que os consumidores brasileiros só adquirem ou então desejam adquirir um utilitário esportivo. A marca chinesa Lifan chegou ao mercado brasileiro, neste anos de 2018, com alguns SUVs, como por exemplo o X60 que possui câmbio automático CVT, e também com a geração mais nova do modelo no segundo semestre, além de seu irmão mais velho, o X80 que está pra chegar em março de 2019. Ainda que a empresa tenha lançado essas novidades, ainda não se sabe do futuro de um modelo muito querido no exterior, o Lifan M7. Não se sabe ainda se o monovolume se daria bem aqui no mercado brasileiro, já que iria disputar clientes que hoje adquirem o Chevrolet Spin, a qual varia em preço de R$ 58.890 a R$ 71.990 e o JAC J6 que está entre R$ 60.990 e R$ 66.990.

Tentando chamar a atenção do público, o M7 oferta alguns elementos. A sua aparência exterior lembra diretamente ao modelo Ford S-Max europeu, porém o atrativo do Lifan M7 fica por conta do seu espaço interno e também na possibilidade de poder transportar até sete ocupantes. Sua distância de entre-eixos é de 2,78 metros, sendo maior ao ser comparado com o modelo Spin da Chevrolet, o qual conta com 2,62 metros e também do J6 da JAC Motors, que mede 2,71 metros. Os ocupantes que viajam na fileira central de bancos do veículo encontram um assoalho plano, sem contar o amplo espaço destinado as pernas dos mesmos, também é possível fixar cadeiras infantis, por meio da tecnologia Isofix. Por outro lado, quem estiver na fileira do fundo, caso possuam uma estatura alta podem acabar sofrendo em trechos mais longos pelo espaço que é limitado para os ombros e para os joelhos.


A posição alta para dirigir é comum em carros MPV, já o acabamento interno do modelo melhorou diante dos outros veículos da Lifan que são comercializados no Brasil, como por exemplo o 530 com motor 1.5 e vendido por R$ 37.990. O M7 tem seu console central pintado na cor de Black Piano, também conta com detalhes que imita madeira nas partes laterais das portas e também no painel, já o volante conta com uma base achatada. As críticas aparecem, apesar disso, e são direcionadas a distância do banco do condutor, os ajustes de altura, o freio de estacionamento que é acionado por pedal e as peças que possuem rebarbas aparentes.

Embaixo do capô do M7, se encontra um propulsor turbo de 1.5 litros, movido a gasolina e que está acoplado a um câmbio automático com oito velocidades. Entretanto, o M7, na China, é oferecido também com um motor de 2.0 litros e outros de 1.8 com câmbio manual e cinco velocidades ou então câmbio continuamente variável – CVT. O Lifan M7 turbinado disponibiliza um desempenho que condiz com tal e acorda antes mesmo de chegar aos 2 mil giros, passando uma dose boa de fôlego para o motor. A transmissão também conta com a opção de realizar trocas de marchas sequenciais por meio da alavanca.

O conforto é garantido por suas suspensões, que são bem macias, entretanto, tal maciez tem seu custo, pois faz a carroceria do modelo oscilar e, podendo até a chegar no final de seu curso, dependendo da irregularidade encontrada no asfalto, o que acaba batendo seco. Pontos que poderiam ser melhorados também são o curso do pedal de freio e a calibração de sua caixa de direção, que tem respostas pouco diretas quando se realizar o esterçamento.


Se o modelo chegar ao Brasil encontrará uma tarefa difícil adiante. Isso se deve pelo fato de brigar com o Chevrolet Spin e o de convencer o cliente brasileiro a realizar a troca de um utilitário esportivo por um MPV.

Por Filipe Silva

Lifan M7 2019

Lifan M7 2019

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *