Ford Ranger sofre Recall por Problemas nos Airbags

  

  

Chamado atinge veículos produzidos entre 2005 e 2012.

Geralmente quem compra um carro zero tem em mente que por um bom tempo não precisará se preocupar com visitas à oficinas mecânicas, nem trocas de peças, enfim, todos aqueles contratempos que são comuns em carros que já possuem um considerável tempo de rodagem. Espera-se que seja assim, porém, pode ocorrer de carros novos ou seminovos aparesentarem problemas, que podem ser tão sérios ao ponto de colocar a vida de seus ocupantes em risco. É o que acontece com carros que já saem de fábrica com defeitos e por isso precisam ser convocados para o famoso recall.

E por falarmos em recall, a Ford acaba de anunciar mais uma convocação de veículos de sua fabricação. Dessa vez é a vez da picape Ranger que teve um elevado número de unidades convocadas no Brasil.


O novo recall da Ford a ser realizado no Brasil está realacionado a picape Ranger. No total terão que passar por reparo o total de 35.526 unidades do veículo.

A montadora informou que esta convocação é na realidade a continuação de uma outra chamada que foi anunciada no mês de maio deste ano. O objetivo deste recall é a realização de reparos de problemas relacionados ao funcionamento dos airbags que estão instalados na parte da frente do veículo.

Os airbags que devem passar pelos reparos são produzidos pela empresa chamada Takata, sendo que não é a primeira vez que os airbags dessa empresa apresentam este tipo de problema.

  

De acordo com a Ford, é necessário que o recall seja realizado pelo fato de os airbags colocarem em risco a integridade física dos ocupantes e até mesmo a vida. Mas a montadora deixa claro que até o momento nenhum acidente envolvendo o acessório foi registardo, nem no Brasil, nem em outro país. Contudo, é prudente que o reparo seja realizado.

Em termos técnicos, o problema nos airbags consiste no fato de que em caso de colisão do veículo, ao ser acionado o airbag pode lançar alguns fragmentos que são metálicos e esses fragmentos podem atingir os ocupantes e causar graves lesões, que podem levar até a morte, em decorrência da velocidade que podem ser lançados.

Dessa forma, o reparo dos carros convocados consiste na substituição dos insufladores instalados nos airbags. Essa substituição não vai custar nada para os proprietários dos veículos envolvidos. Para realizar o reparo, que pode levar de 25 a 45 minutos, basta levar o veículo a uma loja autorizada da Ford ou ligar para o número 0800 703 3673, para saber de todas as informações sobre o recall e fazer o agendamento do reparo em uma concessionária mais próxima de você.

A montadora orienta aos proprietários de veículos envolvidos no recall que até que os acessórios sejam devidamente reparados os veículos não sejam utilizados, por uma questão de segurança.

O recall já está acontecendo e a Ford não estipulou uma data limite para aparesentação dos veículos, até porque o problema é relativamente grave. Por isso, se você possui um veículo que foi convocado, não deixe de procurar uma concessionária da marca Ford.

Para saber mais sobre estas e outras informações ligue para o telefone informado acima ou acesse o site da Ford em www.ford.com.br.

Veja abaixo as unidades que estão envolvidas neste recall:

  • Modelo de 2005 fabricação de 4/10/04 a 23/8/05 chassis de 5J389783 a 5J448881;
  • Modelo de 2006 fabricação de 2/3/06 a 28/6/06 chassis de 6J010290 a 6J499251;
  • Modelo de 2007 fabricação de 22/4/06 a 16/6/07 chassis de 7J077581 a 7J099434;
  • Modelo de 2008 fabricação de 10/4/07 a 15/8/08 chassis de 8J151620 a 8J197736;
  • Modelo de 2009 fabricação de 22/7/08 a 19/5/09 chassis de 9J198587 a 9J255541;
  • Modelo de 2010 fabricação de 12/2/09 a 10/4/10 chassis de AJ258039 a AJ325821;
  • Modelo de 2011 fabricação de 26/3/10 a 16/7/11 chassis de BJ330309 a BJ449850;
  • Modelo de 2012 fabricação de 1/7/11 a 31/1/12 chassis de CJ013230 a CJ499388;

Sirlene Montes

Compartilhar:

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *