Toyota Corolla – Recall por Problema no Câmbio e Airbag




Problemas atingem unidades produzidas entre 2013 e 2017.

Os consumidores brasileiros que estão acostumados com toda a evolução da indústria automobilística brasileira ao longo dos anos, já devem ter notado que nos últimos anos foi grande os episódios no qual as montadoras estão convocando aos usuários de seus carros para substituir alguma peça defeituosa, os chamados ‘recalls’.

Desta vez, uma das maiores marcas do mundo, a Toyota, está convocando os proprietários de um dos seus maiores sucessos de vendas em todo o mundo, o Corolla, para que compareçam na concessionária onde o seu veículo foi comprado para a troca de um componente da transmissão que pode deixar de funcionar e assim comprometer o funcionamento do veículo.


Mas atenção, segundo a própria Toyota, esta medida deverá ser tomada para os veículos da linha que fazem parte da mais nova geração da marca.

E para quem estava pensando que isto não poderia acontecer com o seu Corolla, pasmem todos os consumidores, a empresa vai fazer não somente um, mais dois ‘recalls’, pois os engenheiros da marca já detectaram outro defeito no novo modelo e que está relacionado com um área critica: a segurança dos seus ocupantes.

Defeitos incomuns trazem o novo Corolla de volta para a oficina

Então, vamos lá. Para quem quiser saber mais detalhes sobre o fato, aqui vão alguns detalhes:


1- Defeito no sistema de transmissão

Um dos componentes mais importantes do novo Corolla, a transmissão, mostrou a possibilidade de defeito em alguns testes feitos com o novo modelo, apesar do mesmo já estar sendo comercialiado em todo o mundo.

Pelo menos, para os consumidores brasileiros, o mau funcionamento da peça já pôs a montadora de ‘cabelo em pé’, que não hesitou em tornar público imediatamente a necessidade da troca. Pelo menos, ponto favorável para uma marca que consegue admitir o erro publicamente e se preocupa com a segurança de seus consumidores.

O primeiro defeito diz respeito a uma falha no funcionamento de uma peça chamada solenoide e que faz parte do sistema de transmissão do veículo (caixa de marcha). Como o sistema é automático, o defeito faz com que o carro não consiga passar dos 60 Km/h. Além da redução da velocidade, mesmo que o motorista pise fundo no acelerador, ele vai notar que uma luz de aviso vai acender no painel mostrando que algo está errado.

Será necessário então que o motorista compareça com o seu veículo para seja feita a reprogramação da chamada Unidade de Controle Eletrônico ( ECU), que vai ser danificada por causa do solenóide defeituoso.

De acordo com a Toyota, os motoristas em todo o Brasil deverão ser convocados para esta primeira etapa a partir do dia 16 de abril.

Serão chamados os modelos automáticos 2018 do tipo 1.8 CVT.

Caso você possua este modelo, confira o chassi do seu automóvel clicando aqui.

2 – Defeito que pode tornar os airbags do carro verdadeiras máquinas de matar

O segundo recall a ser promovido pela Toyota deverá começar imediatamente no dia 04 de abril e diz respeito à substituição imediata dos airbags da marca Takata, que já foram responsáveis por algumas mortes em outros países, o que lhe valeu o apelido de ‘airbags fatais’.

Tudo isto se deve ao fato de que o componente que deveria ajudar a salvar vidas apresenta um sério defeito: o componente que aciona o mesmo possui a facilidade de se estilhaçar num momento de uma colisão e consequente acionamento. Este fragmentos (metal) de tamanhos variáveis podem atingir facilmente todos os ocupantes e causar sérios traumas que podem levar à morte no próprio veículo.

Se você quiser saber se o seu modelo está nesta lista, então pode clicar no link descrito acima neste artigo e conferir pelo número do chassi. Em caso positivo, então é bom entrar em contato com a sua concessionária e agendar o quanto antes a troca dos componentes.

Emmanoel Gomes

Relacionados



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *