Vender o Carro Particular ou para Loja – Qual é a melhor opção?



Confira as vantagens e desvantagens de vender o carro de maneira particular, ou negociar e entregá-lo em uma loja.

Uma das grandes paixões das pessoas ao redor do mundo são os veículos automobilísticos e com o brasileiro isso não é diferente. Nos últimos anos, a venda de carros em todo o território nacional se tornou maior ainda. Visto que hoje as montadoras de veículos facilitaram a venda para que as pessoas consigam atingir o objetivo de ter um veículo no próprio nome. Devido a essa paixão, os indivíduos sempre querem contar com carros melhores, mais modernos e que tragam mais satisfação aos seus donos e na hora de se desfazer do automóvel antigo, fica sempre aquela dúvida: qual a melhor maneira para realizar a venda? Devo negociá-lo de forma particular diretamente com outra pessoa ou então devo entregar para uma loja especializada? Se você está passando por está situação, conheça agora as vantagens e desvantagens de cada tipo de negócio. Quem sabe, após a leitura deste texto a sua decisão se torne mais clara.

Negócio particular venda direta para outra pessoa:

Vantagem: obviamente o grande benefício neste tipo de negociação que quem dá as coordenadas é o dono do veículo. Você faz a sua proposta para a pessoa interessada, mostrado qual o preço você deseja, como você gostaria de receber o pagamento. Além disso, hoje em dia, você tem diferentes canais de comunicação para divulgar o seu veículo, como: as suas próprias redes sociais, classificados de revistas e jornais, endereços eletrônicos especializados na compra e venda de veículos. Você vai poder ouvir diferentes pessoas e tipos de negócios e ao fim escolher o que mais lhe interessar. E também recebe o pagamento de forma integral.

Leia também:  Chevrolet Prisma 2020 deve Ganhar Novo Motor


Desvantagem: a desvantagem aqui é que o processo da venda do carro se torne mais lento. Visto que você vai ter que tomar todas as decisões sozinho e não vai contar com nenhum tipo de suporte para entender todos os pontos na hora da venda. Além disso, dependo do que você pedir, a busca pelo comprador ideal se torna um pouco mais difícil. Por exemplo, não são muitas as pessoas que possuem uma boa quantia de dinheiro e que possa realizar o pagamento à vista. E realizado um negócio sozinho, sem o suporte de uma empresa, em caso de algum problema pedir ajuda judicial se torna um pouco mais difícil. Pois, em uma questão como essa cabe muito a interpretação da situação de cada lado.

Negociar com uma loja especializada em carros:

Vantagem: o primeiro ponto que se deve falar neste caso é que só uma concessionária costuma aceitar diferentes propostas de negociações, o que torna o processo sem si mais fácil. Visto que você vai poder, por exemplo, usar o seu veículo como entrada para adquirir um novo automóvel, prática muito comum e que a maioria das concessionárias aceita como forma de negócio. O restante do valor, muitas vezes, é financiado ou são feitos outros acordos entre a loja e o motorista. Caso você não consiga encontrar um vendedor, qualquer concessionária acaba adquirindo um carro nos dias atuais. Pois, elas precisam contar com um arsenal repleto de diferentes modelos. A grande vantagem aqui é a praticidade do negócio. Obviamente, você precisa consultar diferentes concessionárias e pedir diversas avaliações para poder escolher o negócio que mais lhe seja vantajoso.



Desvantagem: o problema neste tipo de negociação é justamente a avaliação que a concessionária vai realizar. Pois, muitas vezes essas empresas tendem a baixar em uma porcentagem considerável o valor dos carros antigos. Já que essas lojas realizam uma série de avaliações sobre o carro e costumam achar diferentes pontos sobre o uso as condições que o automóvel se encontra. Dessa maneira, muitas vezes o carro tende a ser taxado com um preço injusto. Mesmo tendo tabelas disponíveis para a consulta para negociações de carros, como a Fipe, qualquer empresa visa ao lucro e com uma concessionária isso não é diferente.

Leia também:  Vendas no Brasil do Nissan Leaf

A grande verdade aqui é que o primeiro ponto é ter calma e avaliar a sua situação, pois, ela é diferente de alguém da sua família ou amigo que também passou pelo momento de comercializar o antigo carro.

A dica é: procure pelos dois casos e avalie as propostas que receber. Só assim você vai poder fazer uma comparação e decidir o que é melhor para você.

Por Isabela Castro

Vender carro

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *