Mercedes-Benz GLE Coupé Starts começou a ser produzido





Planta de Tuscaloosa começou a produzir o novo modelo que será o substituto do ML

A Mercedes-Benz já iniciou a sua produção na planta americana de Tuscaloosa do novo modelo da marca, o Mercedes-Benz GLE Coupé Starts. A divulgação desta informação foi feita mediante uma nota emitida à imprensa.  

Para o membro do conselho de direção da Mercedes-Benz, Cars Markus Schäfer, o início da produção na planta supõe um acontecimento bastante importante na estratégia de crescimento da companhia. Para o exercício do ano de 2015, a companhia prevê renovar praticamente toda a sua carteira de modelos SUV. Como parte desse posicionamento, a marca espera produzir mais de 300.000 veículos no complexo de Tuscaloosa por ano.  




De acordo com o Presidente e Conselheiro-Delegado do MBUSI, Jason Hoff, a capacidade da companhia em construir ao longo de vinte anos veículos no Alabama e encaminhá-los a diversos mercados a nível mundial é destacada e acumula êxitos durante toda a sua história.  

Entre os pontos fortes do complexo, destacam-se o seu excelente entendimento com o estado do Alabama, sua integração na rede global de produção da Mercedes-Benz e a sua fantástica força de trabalho.  


A fábrica de Tuscaloosa foi fundada no ano de 1995 e em 1997 começou a produção do ML, automóvel que agora será substituído pelo GLE, que possui uma versão básica normal e outra coupé. No ano de 2005 o complexo encarregou-se de fabricar o Classe R, já em 2006 foi a vez do GL e em 2014 a fábrica produziu o novo Classe C para o mercado americano. No ano passado, a montadora fabricou mais de 232.000 veículos e até agora, mais de 2,1 milhões de unidades têm saído desta linha de produção para clientes localizados em diversos países do mundo.  

A Mercedes-Benz lembra que 2015 é o ano do SUV para a marca, motivo pelo qual a maior parte da sua gama de automóveis está sendo renovada.  

Por Melina Menezes

Mercedes-Benz GLE Coupé Starts

Mercedes-Benz GLE Coupé Starts

Fotos: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *