Veículo é hackeado nos EUA por garoto de 14 anos





Nos Estados Unidos, um garoto de 14 anos hackeou com facilidade o sistema de segurança de um automóvel, durante uma convenção de segurança da informação. O menino usou apenas equipamentos comprados em uma loja de departamentos que custou pouco mais de 14 dólares. O jovem destravou o carro e deu a partida utilizando a placa que ele mesmo construiu. A identidade do garoto e a marca do veículo hackeado não foram divulgadas.

O menino afirmou que construiu a placa de circuito durante uma madrugada e no dia seguinte invadiu o sistema do carro com facilidade. Ele destravou as portas e acionou remotamente a ignição do veículo. Além disso, ele também acionou os limpadores de para-brisas e o sistema de áudio.




Tudo aconteceu em uma competição de ciber-segurança realizada por uma entidade de pesquisa em tecnologia da informação Battelle. O cientista que auxiliou a organização do evento, Anuja Sonalker, afirmou que esse foi um "momento chave" para a indústria automotiva. 

Sonalker ainda afirmou que os principais desafios para os carros conectados são invasões, "sequestros", malwares e roubos de dados. Ele considera que é quase uma missão impossível prevenir as invasões e que minimizar os danos é de grande importância para o segmento. Para isso, sistemas e padrões de detecção de invasões mais adequados e a cooperação entre governos e montadoras são de grande importância.


A invasão do garoto acontece em um momento em que a indústria automotiva investe em veículos conectados e a questão da segurança é um ponto chave.

Em Janeiro, a Ford abriu um centro de pesquisas no Vale do Silício. O Google já firmou que está criando um carro autônomo e até mesmo a Apple já se mostrou interessada no segmento. 

Por Ana Rosa Martins Rocha

Foto: divulgação

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *