Confira aqui um comparativo entre os serviços e descubra qual é o melhor aplicativo de transporte.

O aplicativos Uber e 99 Pop são bastante famosos entre os usuários de transportes particulares e com valor econõmico no Brasil, ambos aplicativos que são disponibilizados para celulares com Android e também para aparelhos com iOS. Os concorrentes disputam entre si seus clientes, que conferem o mesmo público, pessoas das grandes cidades brasileira e apesar de serem muito parecidos eles se distiguem bastante em coisas que parecem ser pequenas, mas que fazem grande diferença, como por exemplo, a Uber é uma empresa de origem americana enquato a 99 Pop tem sua origem brasileira e aléḿ disso, suas formas de pagamento também são diferentes.

A Uber disponibiliza para os seus clientes em suas corridas até três paradas e também a possibilidade de dividir o valor da viagem nos cartões de crédito ou débito, enquanto a 99 Pop só disponibiliza um único destino, sem paradas, não havendo a possibilidade de dividir o valor com os companheiros de viagem, a menos que seja no dinheiro e dividida entre si.

As duas plataformas também se diferenciam por apresentarem diferentes modalidades que estão definidas de acordo com as necessidades de seus clientes e também a oferta de cupons e descontos próprios. Assim estas empresas investem bastante no atendimento priorizado e personalizado dos seus clientes, tendo como foco o bem estar e o preço mais econõmico, já que é isso que atrai bastante novos usuários para as suas plataformas. Irei listar abaixo tópicos que podem lhe ajudar a entender melhor cada plataforma e também a escolher qual irá lhe atender melhor.

Confira abaixo mais sobre cada um dos aplicativos, lembrando que eles podem ser encontrados para baixar nas plataformas oficiais da GOOGLE PLAY, do APP STORE da APPLE e do GOOGLE.

1° DESIGN DO APLICATIVO

Ambos aplicativos são bem parecidos quanto a aparência, já que oferecem o mesmo produto, são leves e práticos, o que facilita o uso tanto para as pessoas que já estão acostumadas ao uso de aplicativos tecnologicos quanto para os iniciantes, fazendo assim com que os seus usuários aprendam a manusear o aplicativo de forma rápida assim que abrem o aplicativo já pode se ver o seu ponto de localização, lembrando que para isso vocẽ deve manter o GPS do seu aparelho ligado e ele usará sua localização como o ponto de partida para uma corrida, assim você irá ver os carros disponíveis circulando próximo à sua região no aplicativo e vai ter dois espaços para que seja preenchido o seu endereço de origem (de onde vocẽ se encontra) e o segundo o endereço de destino (para onde você vai), aqui a diferença é vista na caixa de mensagens, a qual é exibida no lado inferior direito no 99 Pop, com o valor da corrida, e no Uber só é disponivél após a escolha do motorista.

2° FUNÇÔES DOS APLICATIVOS EXTRA

A vantagem que muitos vêem no Uber é a possibilidade que o aplicativo disponibiliza de poder dividir o trajeto feito e o valor final da viagem com seus amigos, familiares ou até mesmo conhecidos, porém, não podemos esquecer que a função de fracionar o preço não é acessível para a versão Uber Lite, que é a versão do aplicativo mais leve. Outra coisa que chama bastante a atenção de seus usuários é sua função de agendamento de corridadas para qualquer horário ou até mesmo dia, de acordo com sua vontade, para acessar esta função você deve tocar no ícone de um carro que se localiza bem abaixo da forma de pagamento. A plataforma ainda disponibiliza as modalidades que se diferenciam, que são os Uber X, Juntos, Select e o Black. Cada um apresentando preços e caracteristicas que se distinguem.

Já a 99 não disponibiliza a opção de paradas como já falamos acime e nem a forma de dividir o valor da sua corrida com amigos, mas ela assim como a Uber apresenta variadas versões como o taxi comum, 99Taxi e POP, o que destaca bastante este aplicativo, É a tarifa que apresenta uma média menor, o que faz com que viagens curtas, médias e longas possam sair mais baratas que os aplicativos Uber e Cabify.

3° TARIFAS E VALORES

Os valores e as tarifas irão variar de acordo com as cidades em ambos aplicativos. É estimado que o pagamento seja feito de acordo com o valor de uma tarifa base, somando ao valor o tempo e a distância, é estimado que o trajeto, somando assim ao valor com variação, o que irá depender da demanda na cidade, o que chamamos de preço dinâmico. As alterações no tempo estimado da corrida podem aumentar o seu valor, por exemplo, se o motorista enfrenta um trânsito longo. Outra coisa que ambos inclui em suas tarifas é a inclusão de valores de pedágio, caso aja no valor final da sua corrida.

Outra coisa que também é marcante quanto as suas diferenças é suas formas de pagamento. Na Uber só é disponivel pagar com cartões de crédito e também no dinheiro. Já a 99 permite que a corrida seja paga tanto no débito quanto no crédito, conta PayPal e voucher corporativo. E se o cliente preferir fazer o pagamento direto ao motorista, ele pode pagar em dinheiro e também nos cartôes aplicados na maquineta eletrônica do pŕoprio motorista.

4° CUPOM DE DESCONTO

Os cupons de descontos ofertados pelos aplicativos é uma ótima opção para economizar nas viagens feitas e como uma forma de estimular os usuários a optarem cada vez mais pelo serviço ofereci em suas plataformas gigamos que é uma forma de fidelizar o cliente.

Na 99 e Uber a maioria dos seus codigos promocionais são disponibilizados a partir do compartilhamento entre amigos de tiquetes e vouchers possibilitando cada vez mais com que outras pessoas que ainda nõa conheça as plataformas passem a conhecer-las e usa-las assim cada vez que uma pessoa usa o cupom compartilhado pela primeira vez clicando no seu link enviado você ganha descontos em suas próximas corridas assim elas incentivam tanto a divulgação de seus serviços quanto a possibilidade de fidelização de seus clientes. lembrando ainda que as duas oferecem frequentes descontos aos que usam as plataformas com frequência aproveitando as datas comemorativas da cidade e até mesmo do pais como forma de fazerem campanhas de marketing.

5° MOTORISTAS CAPACITADOS

Quanto ao critério de seleção de seus motoristas, em ambos os aplicativos vemos uma avaliação criteriosa, elas solicitam um cadastro dos seus futuros motoristas, para que se indentifiquem em seus aplicativos eles devem ter a carteira de habilitação em dias, documentos do carro que será usado, e um atestado de antecedente criminal, mas na Uber para se trabalhar os motoristas interessados devem fazer um curso online em até trinta dias após ter feito o cadastro, Depois de concluir o curso, o motorista está apto para iniciar as corridas enquanto no 99 é disponibilizado workshop e outros cursos opcionais.

Agora com todas estas informações é só vocẽ escolher e começar a usar o seu!

Karla Wyllyane Nascimento da Silva


Novo modelo chega com visual parecido com da L200 e Eclipse Cross.

O Mitsubishi ASX é uma SUV que conquistou o coração dos brasileiros. Tanto que podemos dizer que é difícil que o automóvel saia de linha. No Brasil, está nas lojas desde o ano de 2010 e pelas novidades que vem sendo anunciadas, um novo modelo, versão 2020 já vem sendo preparado para ser apresentado ao mercado – primeiramente na Europa, é claro.

Ao que parece, o visual, principalmente da parte da frente do veículo, é uma herança de seus “parentes próximos”, os modelos L200 e do Eclipse Cross.

Confira o que vem por aí na versão 2020 do Mitsubishi ASX

Alterações na parte frontal

A parte da frente do modelo ASX ganhou alterações que misturam o robusto do L200 e o moderno do Eclipse Cross. Deixou a SUV mais interessante, com uma aparência que lembra a picape, mesmo sendo um carro para dirigir na cidade.

O novo design da parte frontal do veículo recebeu o nome de Dynamic Shield.

A grande diferença está na grade, bem diferente da observada nos modelos anteriores, os faróis, que estão mais finos, e o para-choque, menos inclinado, o que deu o toque robusto e até mesmo agressivo ao veículo (comum nas picapes, como a L200).

Mudanças na parte traseira

Na traseira do veículo foram feitas poucas mudanças. Envolveu algo mais sutil e a ideia foi mexer no para-choque e nas lanternas. O visual traseiro ficou mais atrativo e parece combinar melhor com o modelo.

O para-choque ganhou um falso difusor e saídas de ar em suas extremidades. Já em relação as lanternas, a novidade ficou por conta de uma luz traseira exclusiva para neblina, localizada bem no centro do para-choque da ASX.

Cabine

A cabine do Mitsubishi ASX teve alterações discretas, mas ainda assim muito importantes e que prometem facilitar a vida do motorista. Agora o veículo conta com central multimídia, com tela de 8 polegadas que é sensível ao toque e possui GPS.

O GPS possui conexão com um app que consegue verificar quanto de combustível o carro ainda possui. Se estiver em um nível muito baixo, já indica para o condutor onde se encontra o posto de gasolina que está mais perto.

Apresentação do novo modelo

Na Europa, o novo ASX será apresentado a público durante o Salão de Genebra, passando a ser vendido nas lojas a partir de setembro deste ano. No Brasil, ainda não há uma data prevista para que o modelo chegue ao mercado, principalmente pelo fato de que, desde 2012, é produzido nacionalmente.

A ideia é a de que a versão brasileira do Mitsubishi ASX seja produzido na fábrica localizada em Goiás, mais especificamente na cidade de Catalão. O único detalhe que foi revelado pelo representante no Brasil, até este momento, é que o veículo terá motorização flex.

Apesar da ansiedade, quem se interessou pelo novo modelo só vai poder tê-lo em mãos no ano que vem, provavelmente perto do meio do ano.

ASX no Brasil

Como você já sabe, a SUV modelo ASX é vendida no Brasil desde o ano de 2010. Porém, ainda não era produzida no país, sendo importada diretamente no Japão e sempre seguindo os padrões disponibilizados para a Europa.

Em 2012 o veículo passou a ser produzido em terras brasileiras e já teve seu visual atualizado. A grande mudança na época ocorreu nos faróis de neblina (em seus contornos) e no para-choque.

O motor flex chegou no ano de 2016 e a última grande alteração no visual do automóvel ocorreu em 2018, com as luzes de LED diurnas e a grade dianteira – esta última, abandonada na atualização 2020.

Resta esperar que a versão atualizada da SUV Mitsubishi ASX esteja disponível para compra nas lojas do Brasil e que as novidades anunciadas realmente cheguem ao modelo brasileiro, o que sabemos com certeza é que o motor flex está garantido no modelo 2020.

Stephanie Caroline Meyer de Quadros


Novo Ford Fusion chega nas versões SEL 2.0 e Titanium 2.0 A W D.

O Ford Fusion 2019 chega nas versões SEL 2.0 e Titanium 2.0 A W D.

O Fusion 2019 pode ser comprado nas cores branco Sibéria, prata Dublin, preto Astúrias, cinza Moscou, vermelho Vermont ou prata Sevilha.

O Ford Fusion 2019 chega com motor 2.0 este motor tem 248 cavalos de potência e 38 kg força metro de torque, faz em média 8,2 Km por litro na cidade e 11,1 Km por litro na estrada, acelera de 0 a 100 em 7,4 segundos e tem uma velocidade máxima de 195 km por hora sempre com gasolina.

Características

As medidas do Ford Fusion 2019 são:

Comprimento 4,87m, entre-eixos 2,85m, altura 1,49m, largura 1,85m, pesa 1.691 kg, tem um tanque de combustível de 68 litros e a capacidade do porta-malas é de 514 litros.

Vem com direção elétrica, freios a disco nas 4 rodas, tração pode ser 4 por 2 ou integral, transmissão automática de seis velocidades, rodas de 18 polegadas.

Itens de série

Principais itens de série do Ford Fusion 2019 versão Titanium A W D são:

Lanterna traseira com luz de LED, lanterna diurna em LED, maçaneta externa cor do veículo, abertura das portas com código abertura e fechamento global das portas e vidros e teto solar, acionamento automático dos faróis, ajuste de altura e profundidade do volante, ajuste do banco do motorista, espelho retrovisor externo com memórias, ajuste do banco do motorista elétrico em 10 posições, apoio de cabeça dianteiro e traseiro com regulagem de altura, aquecedor, ar-condicionado automático digital, banco dianteiro aquecidos, banco traseiro bipartido, câmera de ré, chave com sensor de presença, acesso inteligente e partida sem chave, computador de bordo, controle ativo da grade frontal, espelho retrovisor interno eletrocrômico, espelho retrovisor externo motorista eletrocrômico, 8 airbags frontais, laterais, de cortina e de joelho para o motorista e passageiro, controle de estabilidade e tração.

Alarme antifurto, assistente partida em rampa, assistente frenagem de emergência, aviso de utilização de cinto de segurança dianteiros, cinto segurança dianteiro com ajuste de altura, cinto segurança traseiro laterais e central de três pontos, cinto de segurança traseiro infláveis, freios Abs com EBD e isofix, teto solar elétrico.

Equador do para-brisa com temporizador e velocidade variável, partida remota no aumento do motor através do controle remoto, piloto automático, retrovisor externo com ajuste elétrico, indicador de direção e luz de aproximação e rebatimento elétrico, sync 3, conexão Bluetooth, duas entradas USB, comando de voz com funções de áudio, telefone, ar-condicionado e navegador eip link, conectividade carplay Android Auto, duas telas LCD de 4,2 polegadas no quadro de instrumento, configuráveis através do comando no volante, touch screen 8 polegadas no painel central.

Sistema de Navegação, controle de áudio no volante, chave programável com funções de segurança, sensor de estacionamento traseiro, sensor de monitoramento individual de pressão de pneus, sistema de alerta após colisão, trava de segurança para crianças nas portas traseiras.

Aerofólio, escapamento duplo com ponteira cromada, farol de neblina em LED, faróis full LED, grade dianteira cromada, bancos dianteiros refrigerados e revestidos em couro, faróis com temporizador sensor de estacionamento dianteiro, iluminação do porta-luvas, luz Ambiente, sistema de som Premium com CD MP3 player, 12 alto-falantes, sensor de chuva, alerta de colisão com assistente autônomo de frenagem, assistente autônomo de frenagem com detecção de Pedestre, farol alto automático, sistema de estacionamento automático de segunda geração, sistema de monitoramento de ponto cego com alerta de tráfego cruzado, sistema de permanência em faixa e piloto automático adaptativo.

Preço

O Ford Fusion versão SEL 2.0 ecoboost com teto solar custa a partir de R$ 149. 900, já a versão Titanium 2.0 A W D sai a partir de R$ 179.900, a versão híbrida sai a partir de R$ 182.990.

Por Leandro de Farias

Ford Fusion 2019

Ford Fusion 2019


Novo modelo parece ter sido inspirado na F-150.

Os admiradores e quem acompanha o mundo automobilístico sabe que, a cada ano, a indústria automobilística sempre sai com muitas novidades.

Em 2019, não poderia ser diferente. Desta vez, a grande novidade vem da Ford, mais precisamente da Austrália.

Como a montadora já é famosa por estrear grandes novidades no mercado, a mais nova é o vazamento de imagens postadas no site Wheels, daquele que seria as primeiras fotos da versão da nova Ranger, em sua mais nova geração.

Bastou a notícia se espalhar pelo mundo afora para que o site tivesse um acesso recorde nas últimas semanas.

As especulações dizem que estas imagens poderiam ter sido feitas em algum subúrbio de Melbourne, mas ainda não existe nenhuma confirmação sobre o local.

Para aumentar o suspense, as fotos trazem o veículo com o logotipo que poderia ser o da Ford totalmente coberto, o que contribuiu ainda mais para aumentar o mistério sobre a suposta versão.

Os especialistas que tiveram acesso às imagens do site garantem que as imagens são de um veículo real e não de uma montagem feita pelo computador. Entretanto, a dúvida que permanece é a de que se o carro mostrado realmente corresponde ao que seria o protótipo real, ou seja, um carro pronto para ser usado.

Mistérios à parte, o fato é que a própria montadora ainda não se pronunciou sobre o fato e as dúvidas ainda permanecem. O que se sabe é que a Ford vai pôr em prática uma parceria inédita com a Volkswagen para viabilizar a produção do veículo e tal plataforma também deverá ser usada para a montagem da nova Amarok.

O anúncio da parceria entre as gigantes do mercado de automóveis foi feita já em 2019, no último Salão do Automóvel, em Detroit, Estados Unidos. O objetivo desta união será a produção intensa da próxima geração tanto da Amarok quanto da Ranger. Além disto, as montadoras estarão unidas pelos próximos anos para o lançamento de nova vans em todo o mercado internacional.

Apesar de trabalharem juntas no novo projeto, tanto a Ford quanto a Volkswagen fizeram questão de frisar que ambos os modelos terão diferenças, além do logo da marca, as suas características e também a sua utilização em função das necessidades individuais de cada consumidor.

Adotando um estilo mais agressivo e mais arrojado, o modelo pode ser comparado inevitavelmente a outro sucesso de vendas principalmente nos Estado Unidos, a F-150. Para quem gosta de analisar os mínimos detalhes, as comparações com a picape citada aqui parecem inevitáveis.

Uma análise das fotos postadas mostra que há alguns pontos bastante em comum, começando pela dianteira do veículo, que possui traços muito em comum. Por exemplo, os faróis em forma de braquete, acompanhada das grades cromadas no centro, que são muito parecidas. Isto sem contar com os faróis de neblina, que possuem um design semelhante.

Entretanto, o formato da traseira do veículo já apresenta algumas diferenças. A começar pelo faróis, que são menores, fato aceitável para um modelo mais leve, assim como a tampa traseira. De resto, até o estilo do para-choque poder ser comparável.

Com um anúncio previsto para 2020, por enquanto, a nova geração da nova Ranger continua sendo um mistério que a Ford faz questão de não anunciar, pelo menos por enquanto.

Para quem gosta de antecipar às novidades que deverão surgir, as imagens poderão servir como um referencial primário de como deverá ser o novo modelo e quais serão as tendências que poderão ser incorporadas até o anúncio oficial pela montadora. Pelo menos, o que se pode prever, com certeza, será o preço mais elevado, bem característico das novas versões que vão surgindo a cada lançamento. Portanto, é bom ir preparando o bolso para quem quiser ir logo reservando o seu modelo.

Emmanoel Freire Gomes


Modelo deve concorrer com Creta, Renegade e HR-V.

Após ter sido realizada a apresentação no Salão do Automóvel de São Paulo 2018, o modelo Volkswagen T-Cross pode se considerar oficialmente lançado no mercado automobilístico brasileiro. O lançamento do SUV de menor proporção lançado pela marca, tem como principais rivais o Hyundai Creta, Ford EcoSport, Honda HR-V e o Jeep Renegade. O valor de sua versão inicial é de R$ 84.990,00 e a topo de linha pode chegar a R$ 109.990,00.

O modelo já está sendo comercializado na pré-venda, onde é exigido um sinal de R$ 5 mil reais, porém, a entrega dos pedidos só será realizada nos meses futuros. O valor do sinal poderá ser pago com cartão de credito ou então através de boleto. Para os compradores que adquirirem o modelo na pré-venda, levará para casa alguns brindes extras. Os brindes serão de acordo com a categoria do modelo e serão os seguintes:

  • T-Cross Confortline – cooler;
  • T-Cross Highline – bicicleta dobrável.

Para os interessados em adquirir o modelo ainda na pré-venda, estão disponíveis 400 unidades de cada uma das versões.

O novo modelo possuirá três configurações, onde a primeira ainda não possui um nome específico, mas as outras duas são chamadas de confortline e highline. As duas primeiras versões estarão equipadas com o 1.0 turbo flex, possuindo até 128 cv e 20,4 kgfm. Já a versão Highline terá mais potência, onde o motor será o 1.4 turbo flex de 150 cv e 25,5 kgfm. Os motores são os mesmos dos modelos de Jetta, Polo e Golf. A fabricante alemã afirma que com o motor 1.4 turbo, o novo SUV é capaz de chegar aos 100 km/h em apenas 8,7 segundos.

Quando comparado ao modelo T-Cross comercializado na Europa, o modelo nacional é 9 cm mais comprido e 1,1 cm mais alto. A plataforma modular responsável pela produção do novo modelo é a MQB, que também produz os modelos mais modernos da empresa. A fabricante afirma que as peças possuem o percentual de 70% de nacionalização.

Características do novo modelo T-Cross

T- Cross – Porta-malas

O porta-malas possui 373 litros, número que pode ser considerado modesto. Porém, supera o volume dos modelos concorrentes EcoSport e Renegade, porém, fica para trás quando comparado com o HR-V e o Creta.

Para amenizar essa diferença, a Volkswagen implantou um sistema capaz de ampliar o compartimento para 420 litros, porém, o encosto da segunda fileira precisa ficar em uma posição mais vertical para que essa mudança seja possível, ou seja, é trocado o conforto pelo tamanho adicional do porta-malas.

T-Cross – Medidas

O modelo do T-Cross comercializado no Brasil possui 4,19 metros de comprimento, 2,65 metros de entre-eixos e 1,56 metros de largura. Dessa forma, é possível afirmar que o modelo possui 9 cm a mais de comprimento e 8,8 cm a mais de entre-eixos quando comparado a versão comercializada na Europa.

T-Cross – Rivais

Assim como a maioria dos seus componentes são melhores e maiores do que seus rivais, o valor das versões do novo modelo também é maior. Onde a versão inferior custa R$ 85 mil e a versão topo de linha podendo chegar a R$ 110 mil reais.

Dos seus rivais o modelo mais barato atualmente é o Jeep Renegade, que possui preços entre R$ 72.990,00 e R$ 105,990,00 na sua versão flex ou então R$ 139,990,00 na versão diesel. Os próximos da lista são o modelo da Ford, o EcoSport e o Hyundai Creta, onde os dois modelos possuem o custo inicial de R$ 78.990,00. O modelo da Ford possui o valor máximo de R$ 108.390,00 e o da Hyundai, que é o mais vendido da categoria, possui o valor máximo de R$ 104,990,00. Por fim, o Honda HR-V possui a versão inicial mais cara, onde custa R$ 92.500,00 até R$ 108,500,00.

O T-Cross conseguiu superar suas expectativas? E qual a sua opinião a respeito do preço, achou justa? Deixe sua opnião sobre o novo modelo Volkswagen T-Cross.

Anderson Jacinto Luiz


Saiba como utilizar de maneira correta os mecanismos de luz que integram os veículos e para que realmente eles servem.

O trânsito brasileiro mata todos os anos um grande número de pessoas, sendo que a grande maioria de acidentes poderia ser evitada com pequenos hábitos de atenção que o motorista deve ter ao assumir a responsabilidade de dirigir. Um desses hábitos é utilizar de maneira correta os mecanismos de luz que integram os veículos atuais.

O manejo correto desses pequenos equipamentos podem prevenir muitos acidentes e poupar inúmeras vidas. Ainda assim, sabe-se que muitos brasileiros, na hora de tomarem a direção para si, pouco se importam em fazer o uso desses dispositivos. Alguns porque não são conscientizados em fazê-lo e pensam que não são tão necessários assim, já outros porque desconhecem as regras de uso.

Visando disseminar esse tipo de informação, que é tão importante e pode fazer a diferença no trânsito brasileiro, a seguir vão algumas dicas de como ativar os mecanismos de luz de maneira correta.

Não é novidade para ninguém que muitas pessoas têm dúvidas de como fazer o uso correto das luzes do carro. É isso mesmo! Você, leitor, sabe em quais circunstâncias é necessário ativar a lanterna de neblina ou então o farol de milha? Se a resposta for não, convido-o agora para aprender um pouco mais sobre as situações em que cada um desses mecanismos precisa ser ativado.

Vamos começar introduzindo o Farol de Milha, que hoje em dia também é conhecido como farol de longo alcance. Esse farol tem o objetivo principal de ampliar o alcance de visibilidade do condutor, quando este percorre longas distâncias. É aconselhável fazer o uso desse sistema sempre que motorista estiver em ruas ou estradas com ausência de iluminação no período noturno. No entanto, deve ser desligado sempre que houver veículos no sentido contrário ou à frente.

Já o Farol de Neblina encontra-se logo abaixo dos faróis principais, isto é, na parte dianteira e inferior do automóvel. O Farol de Neblina possui grande importância e sua utilização se faz essencial em casos de nevascas, tempestades e neblinas. É conhecido por iluminar a poucas distâncias, já que a luz é projetada mais perto do solo. Sendo assim, o principal objetivo do Farol de Neblina é iluminar com menos intensidade que o farol principal. Dessa maneira, esse sistema não deve substituir o farol baixo.

A Lanterna de Neblina fica localizada na parte de trás do automóvel e possui a principal função de dar maior visibilidade ao veículo quando este estiver passando por condições climáticas adversas como tempestades ou neblinas ou em qualquer circunstância em que fica difícil de identificar a via. Dessa maneira, a lanterna pode ser utilizada tanto em períodos do dia quanto da noite. Contudo, se usado de maneira incorreta ou imprópria, pode prejudicar os motoristas dos automóveis que estiverem logo atrás.

O pisca-alerta é uma luz intermitente do automóvel. De acordo com o Código Brasileiro de Trânsito, pode ser utilizado pelo condutor com o intuito de sinalizar para outros condutores incidentes ou imprevistos na estrada, situação crítica, a possibilidade de encontrar perigo, situações de emergência ou que o veículo precisou ficar parado na via.

As Luzes de Direção, também conhecidas somo Setas, são fundamentais, uma vez que indica aos motoristas e aos pedestres sobre qual é a verdadeira intenção do condutor, isto é, entrar à esquerda ou à direita. Sendo assim, é necessário acionar a seta sempre que houver mudança de faixas. Além disso, é de grande importância quando o intuito do motorista for estacionar em uma vaga, pois é imprescindível indicar essa ação. Sabe-se que não acionar a Seta no momento correto, pode fazer com que o condutor ganhe pontuação na CNH, multas e especialmente acidentes envolvendo pedestres ou até mesmo veículos, sendo um agravante para o trânsito brasileiro.

Por Ana Paula Oliveira Coimbra

Luzes do carro


Saiba aqui mais detalhes sobre a manutenção do amortecedor do carro.

Mesmo que algum mecânico ou especialista sugira a troca periódica deste importante, se não fundamental item de segurança do veículo, não existe uma quilometragem exata para sua substituição.

Recomenda-se uma revisão periódica a partir dos 40 mil quilômetros rodados, porém, mesmo assim não é uma receita única para todos os veículos.

A verdade é que a troca vai depender do piso que o veículo roda e da forma de condução do motorista. Há inúmeros exemplos de carros com mais de 100 mil quilômetros rodados com o sistema de suspensão em perfeito estado e outros que rodam principalmente em estradas de terra ou pisos com muitas irregularidades que já sofrem os primeiros sinais de troca antes mesmo dos 50 mil quilômetros.

Entendendo os sinais

O principal sinal que um motorista pode perceber são grandes oscilações de movimento da carroceria tanto em linha reta como também em curvas, a condução do veículo passa a ficar mais difícil de ser realizada.

Há pontos que o desgaste é tanto que o motorista pode perder o controle total do veículo em uma manobra brusca, causando o capotamento do carro ferindo gravemente seus ocupantes.

Fora estes casos extremos é preciso ficar atento nos ruídos metálicos secos, no vazamento de óleo da própria peça e no gradual aumento da distância de paradas do carro através da frenagem, todos estes sinais são evidências claras do desgaste da peça.

Lojas especializadas também utilizam um aparelho chamado Shocktester, que consegue medir com maior precisão o estado atual dos amortecedores do veículo em comparação com um novo em perfeito estado.

Mesmo com todas estas recomendações nada melhor que o próprio motorista para perceber os comportamentos adversos do automóvel em suas diversas condições de uso e visitar seu mecânico de confiança ao menor sinal de mudança.

Fazer revisões periódicas é fundamental

São através das revisões que é possível detectar o degaste prematuro das peças, incluindo as partes da suspensão e seus amortecedores, mesmo assimilando que os amortecedores não estão em bom estado, não significa que somente a troca do par será suficiente.

Muitas vezes todo o conjunto merece atenção como os braços das suspensões, as buchas e as bandejas, peças que integram todo o sistema e podem afetar indiretamente o seu funcionamento.

Quanto custa?

Vai depender do modelo do veículo, seu ano de fabricação e principalmente da sofisticação e porte, como exemplo citamos os amortecedores do antigo popular da Chevrolet, o compacto Celta, realizando uma boa pesquisa é possível encontrar o par por preços bem acessíveis, em torno de R$ 250,00 em lojas especializadas.

Bem diferente de veículos maiores, como Honda Civic com preços a partir de R$ 800,00, dependendo do ano.

Existe casos de amortecedores que podem passar dos R$ 10 mil para carros de grande porte e importados de luxo, geralmente estas peças são importadas e precisam ser encomendadas devido à falta de sua disponibilidade na rede autorizada.

Cuidado com os recondicionados

A tentação pode ser grande na hora de escolher entre uma peça nova e outra recondicionada, principalmente pelo preço, mesmo assim aconselhamos a resistir e não comprar.

Amortecedores recondicionados são perigosos não só pelo risco do reaproveitamento das peças como pelo uso interno de um óleo não original e não recomendado pela montadora que fabricou o veículo, está combinação pode prejudicar todo o funcionamento do conjunto de suspensão e durabilidade da peça.

Por isto é importante pesquisar bastante na hora compra, comparar orçamentos e diagnósticos de várias oficinas e se necessário se certificar da originalidade e procedência da peça, evitando problemas na segurança da sua condução.

A vida do motorista e dos passageiros agradecem sinceramente.

Autor: Carlos B.


O luxuoso sedan da fabricante sueca será fabricado nos Estados Unidos e chegará ao mercado brasileiro ainda no primeiro semestre de 2019.

A Volvo obteve ótimos resultados nos anos anteriores e quer continuar os bons números com o S60. O luxuoso sedan da fabricante sueca será fabricado nos Estados Unidos e chegará ao mercado brasileiro ainda no primeiro semestre de 2019.

O S60 preserva a sua personalidade, mas eleva o seu status por meio de uma identidade visual inspirada em outros veículos da Volvo. Suas características marcantes foram conservadas, uma vez que a montadora pretende que seus carros transmitam personalidade, através de uma estética incindível.

Por isso, veremos o martelo do Thor nos faróis, as lanternas bumerangues e a grade em formato retangular.

A responsabilidade ambiental também será uma preocupação da Volvo. O S60 segue todas as normas ecológicas europeias, mantendo-se inserido na filosofia eco friendly. Com isso, os veículos emitem menos gases que são responsáveis pelo efeito estufa. Portanto, essa geração não contará com a opção a diesel.

As opções disponíveis serão híbridos e motores a gasolina. Os híbridos poderão utilizar tomadas convencionais para fazer a recarga, da mesma maneira que outros veículos elétricos fazem.

Segurança e tecnologia

Tendo BMW, a Mercedes-Benz Classe C e o Audi como seus concorrentes diretos, o S60 trouxe melhorias para concorrer a altura com os luxuosos famosos. O poder competitivo da Volvo cresce nessa nova geração, tanto na melhor dirigibilidade oferecida pelo S60, como pelos itens tecnológicos integrados, dando maior conectividade ao condutor.

Com interfaces intuitivas, as conexões e os comandos ficaram mais ágeis e com execuções precisas.

O veículo também está mais seguro com auxiliares para mudança de faixa, faróis adaptativos e alerta para evitar colisões.

Dentro dos itens de segurança, também encontramos auxiliares para frenagem de emergência, com capacidade para detectar animais grandes, pedestres e ciclistas.

Motorização e ficha técnica

Ficha técnica:

Transmissão: Automática com 6 ou 8 marcha, de acordo com a versão

4 freios a disco com 2 discos ventilados

Motor: 2.0

Capacidade para Combustível: 68 L

Largura: 1865 mm

Direção: Elétrica

Comprimento: 4635 mm

Entre eixos: 2776 mm

Porta – Mala (L): 380

Altura: 1484 mm

Peso: 1621 kg

Motor:

A versão T4 apresenta 190 CV e o motor 2.0, já a versão T6 pode chegar até 306.

Itens de série

· Sistema multi-ativo Clean-z de qualidade

· Controle de áudio comando de voz no volante

· Entrada AUX, IPOD, e USB

· Áudio com 8 alto-falantes de boa performance e Bluetooth

· Sistema de Navegação GPS

· Regulagem elétrica no assento do passageiro e motorista

· Teto Solar Elétrico

· Display central de 7″ com DVD player

· Ar-condicionado digital de duas zonas

· Airbag frontal para motorista e passageiro

· Luzes de aproximação

· Painel totalmente personalizável de instrumentos digital 8″ com 3 temas

· Airbag lateral para motorista e passageiro

· Chave integrada controle remoto para travamento

· Trava elétrica nas portas traseiras

· Cintos de segurança com pré-tensores

· Assistente de partida em aclive declive ex – HSA

· Sensor de monitoramento interior

· Direção elétrica de três ajustes

· Câmera de estacionamento traseira

· Vidros elétricos nas 4 portas com Sistema auto down up

· Piloto adaptativo automático

· Computador de bordo

· Sensor de chuva

· Função stop – start

· Sistema de estacionamento automático

· Volvo on Call

· Jato lavador de faróis

· Porta-objetos no console

· Espelho retrovisor interno com escurecimento automático

· Volante com regulagem de altura e profundidade

· Tapetes R-Design

· Luzes sinalizadoras de LED dianteiras

· Faróis com a função antiofuscante

· Para-sol com iluminação e espelho

· Volante R-Design com acabamento em alumínio, esportivo e revestido em couro

· Tapetes R-Design

Vendas no Brasil

O S60 será vendido ainda no primeiro semestre de 2019, uma vez que a fabricante sueca aposta no crescimento da economia brasileira. Os preços para o mercado local, ainda não foram definidos.

Por Fabíola de Moraes

Volvo S60 2019

Volvo S60 2019


O novo modelo está oficialmente revelado ao público. Trata-se do mais eficiente e potente Velar, capaz de combinar as séries mais elegantes das versões existentes com a força que todo consumidor espera de uma versão tipo esporte, top de linha.

Uma das maiores companhias inglesas no ramo de automóveis, a Land Rover, super produtora de luxo, está com novidade no mercado.

Depois de diversos registros de flagrantes, o modelo Range Rover Velar SVR está oficialmente revelado ao público, cujo título é bastante sutil. Trata-se do SVAutobiography Dynamic Edition, consistindo no mais eficiente e potente Velar, capaz de combinar as séries mais elegantes das versões existentes com a força que todo consumidor espera de uma versão tipo esporte, top de linha.

Entre as atribuições de que a nova versão está munida, segue a relação:

Equipada de um motor V8 5.0 Supercharger produzido pela própria Land Rover, que entrega 550 CV de desempenho e mais 69,3 KGFM de torque. Está munido de uma transmissão tipo automática em oito marchas, que proporciona ao SUV atingir cerca de 100 km/h em um tempo recorde de 4,5 segundos, entregando velocidade máxima de até 274 km/h.

Entretanto, a versão SVAutobiography Dynamic Edition está repleta de mais especificações, além de seu motor sobrealimentado. O grupo de engenheiros da companhia fez recalibrar o sistema de tração integral, que agora está munido de uma caixa de transferência muito mais robusta e resistente, de modo a suportar a força extra oriunda de seu motor. De acordo com os gestores da marca, estão registrados mais de 63.900 horas de processo de otimização na condução; no rodar e nos resultados mecânicos de modo a se ter certeza de que todo o aparato estava perfeitamente calibrado neste SUV.

Assim, tendo sido desenvolvido pela companhia Land Rover Special Vehicle Operations, esta joia da coroa está super equipada de um sistema de freios em maior escala, capaz de fazer parar o SUV ao longo das mais altas velocidades. Este sistema de freios conta com discos de 395 mm, em sua parte dianteira e de 396 mm em sua parte traseira, portando mais duas peças que operam como redução de peso, suplementadas de pinças vermelhas e rodas em aro 21", ou 22" como alternativa.

Em sua carroceria foram realizadas algumas mudanças, que abrangem um novo tipo de para-choque dianteiro, vazado em entradas de ar mais eficientes, de modo a manter o motor e o sistema de freios melhor refrigerados. Em sua parte traseira são quatro saídas para o escape, capazes de apresentar um bom Velar. Está munido das citadas pinças vermelhas, as quais poderão estar disponíveis na cor preta, proporcionando um visual bem mais discreto.

Em seu interior, o modelo Land Rover, Range Rover Velar SVAutobiography Dyamic Edition – extenso título – ele está munido de um volante esportivo, que dispõem de aletas para a troca das marchas, produzidas em alumínio. Mas, isso não é tudo, pois este modelo está munido de um acabamento bem diferenciado, seja nos controles do sistema multimídia, seja em seu seletor de câmbio. O pacote extra, em fibra de carbono, pode ser incluso, com um custo a mais.

Este é um automóvel de alta categoria, destinado aos consumidores mais ávidos pela combinação de suavidade e elegância com agressividade e resistência. O modelo inglês tem a vantagem de combinar o clássico com o moderno, o que é próprio do Reino Unido, dada a grande tradição do país.

Entretanto, os especialistas não podem prever, até o momento, a partir de que mês ou ano este modelo será comercializado. Na Inglaterra ele começa a ser vendido por um valor de 86.120 libras, porém, no mesmo Reino Unido este veículo será comercializado somente por um ano.

Por Paulo Henrique dos Santos

Range Rover Velar SVR

Range Rover Velar SVR


VW Golf GTE chega ao Brasil neste ano, com motor híbrido.

A montadora Volkswagen informou que neste ano de 2019 irá desembarcar o Golf GTE no mercado brasileiro. O modelo que possui motor híbrido plug-in e com design novo esteve presente no Salão Internacional do Automóvel na cidade de São Paulo, o qual ocorreu no mês de novembro do ano passado.

O modelo Golf GTE vem dotado com um propulsor TSI de 1.4 litros, o qual é capaz de produzir 150 cavalos de potência e também um motor elétrico que gera 102 cavalos e assim conta com 880 km de autonomia ao utilizar o modo híbrido e apenas 50 km quando atua no modo elétrico, isso acoplado com um câmbio automático DSG com 6 velocidades e função Tiptronic.

O VW Golf GTE consegue acelerar de zero a 100 km por hora na marca de 7,6 segundos e consegue alcançar uma velocidade limitada a 222 km por hora. O veículo híbrido ainda traz consigo um pacote completo de sistemas de assistência, por exemplo, como o Active Info Display, sistema Discover Pro, com display de tamanho de 9,2 polegadas, controle por gestos e painel de instrumentos inteiramente digital. De série, o sistema de rádio do GTE é um Composition Media dotado de display de 8 polegadas, com conexão Bluetooth e portas USB.

Modos de condução

O VW Golf GTE no modo “EV” funciona somente com eletricidade. O veículo arranca sempre no modo com emissão zero, isso se a bateria esteja com carga suficiente. Ao ativar a função “híbrida”, o modelo faz uso de suas duas fontes automaticamente, de forma conjunta ou individual, buscando ter eficiência máxima.

Um destaque dinâmico é o modo GTE, que se trata de um modelo o qual também carrega a essência das versões GT da marca. Quando o condutor ativa tal modo de condução, suas fontes propulsoras agem de maneira conjunta, oferecendo o máximo de desempenho dinâmico.

Ainda, o condutor pode manter de maneira intencional o nível de carregamento da bateria e inclusive carregar a mesma enquanto dirige, por exemplo, para se preparar para trafegar sem emitir gases em uma área que possua restrição ambiental. O carro tem um consumo de energia combinado que atinge a marca de 1,6 l/100 quilômetros de gasolina, o que equivale a 36 g/km de gás carbônico e ainda 11,4 kWh/100 quilômetros de eletricidade, com referência da classificação para carros híbridos da NEDC.

Caso o veículo esteja dotado de quaisquer sistemas de navegação (os quais são opcionais), ele mesmo faz o cálculo e ainda faz uma otimização de sua estratégia híbrida, com o modo “híbrido” ativado, analisando de maneira prévia os dados do percurso. Desta forma, o sistema de controle de propulsão faz uso tanto das informações da rodovia por meio do sistema de navegação como também das informações do GPS.

A sua bateria tem um peso total de 120 kg, o que equivalente a cerca de 8% do peso total do veículo, que é de 1.615 kg. O sistema plug-in ainda permite que sua bateria tenha a possibilidade de ser recarregada por meio de uma estação de carga ou então de uma tomada comum. Localizada na grade dianteira, a conexão do cabo de energia está oculta abaixo do emblema da VW.

Por meio de uma tomada residencial, o modelo necessita, para sua carga total, de cerca de três horas e meia. Já em uma estação de carga, esse período cai para duas horas e meia. Desta forma, o condutor que trafega somente em curtos trechos, como por exemplo, a maioria da população que trabalham e moram nas cidades, pode rodar completamente sem emitir gases tóxicos, fazendo uso apenas da eletricidade.

Por Filipe Silva

Volkswagen Golf GTE 2019

Volkswagen Golf GTE 2019


Modelo elétrico Zoe, da Renault, será uma espécie de preparação técnica e experimental, de modo a sedimentar um caminho e adquirir uma experiência, que seja útil, no futuro para a comercialização de outros carros elétricos.

Uma das maiores companhias automobilísticas, de origem francesa e projeção internacional, fez estrear, desde o final de 2018, um novo modelo.

A grande Renault revelou o novo automóvel elétrico, e mais "barato", ao Brasil. O modelo Zoe estava programado para comercialização neste mesmo mês de fevereiro de 2019. Entretanto, este carro entrou em pré-venda pelo valor de 149.990 reais. Embora seja um veículo de menor custo, em relação à concorrência, trata-se de um carro bem longe de ser acessível.

Entretanto, a meta precípua da companhia francesa não está na grande quantidade de vendas, e sim utilizar o Zoe como uma espécie de preparação técnica e experimental, de modo a sedimentar um caminho e adquirir uma experiência, que seja útil, no futuro para a comercialização de outros carros elétricos.

De acordo com o presidente da Renault, na América Latina, a meta fundamental, por enquanto, está em promover uma evolução de modo gradual. Trata-se de uma produção que vai acontecendo passo a passo. Por isso, a jornada do carro elétrico não fechou um ciclo.

Este projeto da Renault está atrelado a uma intensa parceria firmada com a Itaipu Binacional, a qual já possui diversos veículos, e não apenas automóveis, elétricos em sua grande frota.

A companhia francesa está prestes a fundar um Centro de Treinamento, no interior do espaço da usina, de modo a poder capacitar a rede de concessionárias e atender o pós-venda do modelo Zoe.

É necessário galgar intensa excelência no atendimento dos veículos elétricos, conforme expressa uma nota do diretor global deste novo programa de veículos elétricos da Renault.

Na atualidade, somente duas concessionárias da companhia Renault estão prestes a comercializar o modelo Zoe. Uma delas está localizada em São Paulo, enquanto a outra está estabelecida em Curitiba (PR) há mais de vinte anos.

Ainda, conforme o presidente da companhia, a atual rede capacitada para a comercialização deste modelo deverá crescer mais com o tempo.

Neste interim, a empresa pretende, por meio de seus líderes, fazer observar o comportamento do público consumidor e do próprio mercado, prosseguindo no estudo de novas possibilidades, de forma que seja possível aumentar a gama de produção nos próximos anos.

Muitos dos novos modelos, inclusive, tendem a custar até menos do que o valor de R$ 150 mil, que está sendo cobrado sobre o Zoe. Entre os veículos mais cotados para o fortalecimento da gama desta marca, a qual é a líder dos carros elétricos na Europa, é um típico modelo baseado no anterior Kwid.

Assim, o K-ZE foi apresentado como um conceito antes do evento programado no Salão de Paris, no mês outubro de 2018, cuja comercialização iniciará na China a partir deste mesmo ano de 2019, reconhecido como o primeiro carro de tipo SubCompacto elétrico da companhia francesa.

O diretor de veículos elétricos da Renault fez confirmar que este modelo foi projetado para se tornar global. Trata-se de um produto muito relevante para a empresa. Ele foi produzido dentro do mesmo espírito da marca, que tem carros sempre competitivos. Alguns dados mostram que o comércio de elétricos está crescendo exponencialmente.

Os gestores da Renault, no continente europeu, confirmam que há um aumento de até 50% ao ano, nos últimos cinco anos. Na China, esta porcentagem está bem maior, em cerca de 80% ao ano.

No Brasil, o mercado de elétricos ainda é praticamente nulo. Entretanto, assim como em todos os demais segmentos desta indústria, mas, o primeiro passo precisa ser dado logo. Sem sombra de dúvida, o evento no Salão do Automóvel de 2018, com três marcas populares lançando automóveis movidos à eletricidade, poderá ser considerado um marco zero, um ponto de partida.

Por Paulo Henrique dos Santos

Renault Zoe 2019

Renault Zoe 2019


O novo modelo Mercedes-AMG GT vai chegar repaginado ao mercado brasileiro. Essa atualização está criando altas expectativas nos amantes da marca e as promessas são de um veículo com visual enlouquecedor, que irá se destacar fácil dos outros veículos

É muito comum nos dias de hoje, que qualquer lançamento de automóvel, independente de sua marca, torne-se um grande evento. Isso porque ultimamente a mecânica está diretamente ligada à tecnologia. Não importando se o modelo seja direcionado a passeio com a família, ou então, um modelo esportivo, a tecnologia está presente, seja para facilitar a localização dentro da cidade ou então rastreando trilhas durante aventuras.

Um novo modelo de alta categoria, nos últimos meses, ganhou os holofotes, graças a sua nova atualização. Após quatro anos de sua estreia no mercado, o modelo Mercedes-AMG GT vai chegar repaginado ao mercado automobilístico brasileiro. Essa atualização está criando altas expectativas nos amantes da marca e as promessas são de um veículo com visual enlouquecedor, que irá se destacar fácil dos outros veículos competidores do mercado. Mas não é só o visual que foi alterado, o novo modelo superesportivo também ganhou aversão inédita R Pro, que ganha, sem sombra de dúvidas, da versão poderosa R.

Não podemos afirmar que houve grandes mudanças realizadas no modelo Mercedes-AMG GT, já que o objetivo da marca é deixar sua configuração bem próxima ao veículo de quatro portas que foi apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo. Porém, não podemos esperar pouco do desse novo modelo, já que a Mercedes está entre as marcas conhecidas por fabricar os automóveis mais robustos, consistentes e resistentes do mercado internacional. E não precisa de muita coisa, somente o logotipo é capaz de passar ao cliente uma sensação de firmeza e estrutura simétrica.

Os itens que foram adicionados no novo modelo Mercedes-AMG GT podemos citar os seguintes:

  • Retoques nos para-choques;
  • Atualizações no desenho das lanternas;
  • Atualizações no desenho das rodas;
  • Atualizações no desenho dos faróis.

Além dos detalhes citados a cima, cada item também recebeu mudanças em seu arranjo interno.

O novo modelo também se aproximou do sedan, devido à parte interna do cupê, que é equipada com um quadro de instrumentos totalmente digital, possuindo uma central multimídia, sensível ao toque com uma dimensão de 10,3 polegadas. Outro componente que sofreu atualizações foi o volante, esse por sua vez ganhou uma aparência mais refinada, além de botões inéditos que foram acoplados a central do console.

Veja mais informações sobre o novo modelo Mercedes-AMG GT R Pro

O motor escolhido para equipar o novo modelo Mercedes-AMG GT é o clássico motor 4.0 v8 turbo clássico, que possui nada menos do que 585 cavalos de potência em sua versão R. Já a versão R Pro sofreu mudanças grandes na forma de entregar ao usuário o seu desempenho, ou seja, nas pistas o novo modelo é ainda mais eficiente. Entre as mudanças que foram realizadas pode-se citar a inclusão da suspensão confeccionadas em fibra de carbono para a parte dianteira do veiculo e fibra de aço para a parte traseira do automóvel.

Ainda pensando em melhorar o desempenho desse novo modelo, foram realizadas outras mudanças, como a presença de mais itens produzidos em fibra de carbono, os freios do novo modelo Mercedes-AMG GT serão produzidos a partir de compostos de cerâmica e das rodas forjadas. Todo esse conjunto deixa o carro mais leve e eficiente dando mais segurança para o motorista no momento de controlar a direção.

Veja o desempenho do novo modelo Mercedes-AMG GT no circuito Nurburgring

Para que todos esses detalhes fossem comprovados, o novo modelo foi submetido a um teste cronometrado em Nurburgring, na Alemanha. Veja o resultado:

  • Mercedes-AMG GT – 7:04,6 segundos (tempo recorde)
  • AMG GT R (concorrente) – 7:10,9 segundos

De forma mais sucinta podemos dizer que o novo Mercedes-AMG GT passou por retoques em todo o seu visual e vai ser contemplado com a versão inédita R Pro. E justamente por essa nova configuração, as outras mudanças realizadas nos freios e em sua suspenção tornou o carro mais leve, aumentando sua velocidade nas pistas, e o tornando capaz de completar o circuito de Nurbugring em tempo recorde.

A marca Mercedes-Benz é nada mais, nada menos que uma grande indústria automobilista alemã que tem grande destaque em todo o mercado internacional, destacando-se como uma das marcas bem-sucedidas. Então se você é um apaixonado pela marca, fique atento às novidades do lançamento do novo modelo Mercedes-AMG GT.

Por Anderson Jacinto Luiz

Mercedes-AMG GT 2019

Mercedes-AMG GT 2019


O novo modelo continuará possuindo as características visuais clássicas das outras versões, tendo as portas planas, os faróis arredondados, o formato da grade dianteira e também será mantido o mesmo modelo e estilo do painel.

O novo modelo do Jeep Wrangler 2019 é inspirado na icônica linha de veículos militares da marca fabricante. O novo modelo está passando pela última fase de atualização para que possa ser lançado no mercado automobilístico brasileiro para representar uma nova geração. E se você deseja conhecer todos os detalhes no novo modelo Jeep Wrangler 2019 acompanhe este artigo até o final.

Saiba tudo sobre o Jeep Wrangler 2019

Todos sabemos que a principal característica da marca é a off-road, que também está presente nesse modelo. As atualizações foram feitas idealizando situações onde o veículo iria passar por terrenos acidentados. O objetivo da marca é ofertar ao usuário um veículo totalmente versátil para acompanhar o seu perfil de aventureiro. O novo modelo poderá ser adquirido em duas versões, uma com 2 e a outra com 4 portas.

O novo modelo continuará possuindo as características visuais clássicas das outras versões, tendo as portas planas, os faróis arredondados, o formato da grade dianteira e também será mantido o mesmo modelo e estilo do painel.

Mas não se engane, o Jeep Wrangler 2019 também trará muitas novidades para o mercado automobilístico brasileiro, o veículo será equipado com itens de tecnologia avançada, veja:

  • Ar-condicionado;
  • Piloto automático;
  • Conexão Bluetooth.

A Jeep também decidiu investir nos itens de conforto e segurança. Para que o usuário se sinta mais seguro e confortável o novo modelo oferece itens como assistência eletrônica de partida em rampa e sensores de chuva.

O principal modelo que concorre com o Jeep Wrangler 2019 é o Novo Troller.

Saiba quais serão os itens de série presentes no novo Jeep Wrangler 2019

Levando em consideração que o novo Jeep Wrangler 2019 é muito moderno de sua categoria off-road, ele irá oferecer a seus usuários e clientes vários equipamentos tecnológicos para que os utilizadores do veículo tenham experiências exclusivas.

Veja abaixo uma lista com os principais itens de série que são esperados para esse novo modelo:

  • Volante de direção com ajuste de altura multifuncional;
  • Airbags 2;
  • Vidros verdes;
  • Airbag dianteiro para motorista e passageiro;
  • Controle de estabilidade;
  • Ar condicionado 1 e automático;
  • Freio auxiliar em rampas;
  • Conexão externa para entretenimento inclui tomada com entrada auxiliar e inclui conexão USB;
  • Portas motorista, passageiro e abertura à frente;
  • Faróis de neblina dianteiros;
  • Controle anti-capotamento;
  • Programa de estabilidade de trailer;
  • Bluetooth inclui telefone e inclui transmissão de música;
  • Porta traseira dobradiça simples.

Saiba qual será o Consumo médio do Jeep Wrangler 2019

A expectativa dos usuários é que o novo Jeep Wrangler 2019 ofereça em média esse consumo de combustível:

  • Consumo estrada (km/l): 6,8
  • Consumo cidade (km/l): 5,8

Veja a Ficha técnica do novo Jeep Wrangler 2019

A ficha técnica do novo Jeep Wrangler 2019 ainda não foi divulgada pela montadora, mas acredita-se que ela será divulgada em breve. Mas, enquanto a ficha não é divulgada, conheça a ficha técnica da versão atual que está disponível no mercado automobilístico brasileiro:

Ficha técnica – motorização

  • Freios: possui quatro freios a disco possuindo quatro discos ventilados;
  • Câmbio: o câmbio é automático, possuindo o modo manual que possui cinco marchas;
  • Suspensão traseira: a sua suspensão é do tipo eixo transversal (beam) e possuindo na traseira uma barra estabilizadora, com roda do tipo rígida e molas helicoidais;
  • Suspensão dianteira: possui a suspensão do tipo eixo transversal (beam) e a dianteira uma barra estabilizadora, a roda tipo rígida e molas helicoidais.

Ficha técnica: capacidade e dimensões

  • Quantidade de ocupantes: 4 pessoas;
  • Altura: 1849 mm;
  • Capacidade do porta-malas: 14.2 litros;
  • Largura: 1873 mm;
  • Capacidade do tanque de combustível: 70.0 litros;
  • Comprimento: 4233 mm;
  • Peso: 1759 kg;
  • Entre-eixos: 2423 mm.

Veja quais são as versões e preço do Jeep Wrangler 2019

Infelizmente, muitas informações sobre o novo Jeep Wrangler 2019 estão sendo sigilosas, e uma delas é o valor para esse novo modelo que estará no mercado automobilístico brasileiro.

A versão que está sendo comercializada nas concessionarias brasileiras nos dias de hoje, está disponível em apenas duas versões, onde os preços são os seguintes:

  • Jeep Wrangler UNLIMITED SPORT 3.6 V6: R$ 204.990,00;
  • Jeep Wrangler SPORT 3.6 V6: R$ 194.490,00.

Então se você se interessou por esse novo modelo do Jeep Wrangler 2019, fique atento, pois logo mais teremos novidades sobre o lançamento no mercado automobilístico brasileiro.

Por Anderson Jacinto Luiz

Jeep Wrangler 2019

Jeep Wrangler 2019


Nova geração da Classe X da Mercedes-Benz chegará ao Brasil no segundo semestre de 2019.

A tão desejada picape da montadora alemã Mercedes-Benz estava programada para desembarcar no mercado nacional ainda no final deste primeiro semestre, porém ocorreu um atraso. A Classe X, uma picape de luxo de tamanho médio, chegará às concessionárias do Brasil no segundo semestre deste ano, período em que a marca irá iniciar a produção do veículo na planta do grupo Renault-Nissan na Argentina, na cidade de Córdoba. A fábrica encontra-se em reforma e, com isso, ocorreu um atraso na produção do modelo, o que inclusive gerou rumores de que a montadora não iria mais continuar com o projeto. A marca desmentiu esses boatos através de suas redes sociais informando que apenas sofreu um atraso e que o projeto ainda irá continuar sim

Neste momento, a picape Classe X está sendo oferecida apenas na página eletrônica oficial da montadora somente em uma série especial chamada de Edition 1. Esta variante foi desenvolvida de forma específica para o mercado britânico, local em que este segmento tem estado bem aquecido. A picape que é importada da Espanha, dentro da sua categoria, é a primeira a ser comercializada totalmente por meio da internet. Os interessados podem adquirir o veículo com pagamento através de financiamento ou então à vista. Seu preço inicia em 49.703 libras, um valor que equivale a R$ 246 mil.

A versão de lançamento que é comercializada lá no velho mundo possui um pacote de equipamentos bem completo, o qual mais adiante deverá ficar em uma variante top de linha Power. Entretanto o conjunto mecânico é da versão intermediária conhecida como Progressive X250d, a qual conta com um propulsor biturbodiesel com 2.3 litros, o qual tem a capacidade de render 190 cavalos de potência e conta com um torque de 45 kgfm, transmissão automática com sete velocidades. A parte mecânica é a mesma que já é oferecida na Frontier da Nissan, que é a base para a Classe X.

Para os britânicos o pacote inicial conta com rodas de liga leve com 19 polegadas, pintura na cor preta metálica e também um "kit inverno", o qual possui calefação em seus bancos dianteiros e também nos retrovisores externos, sem contar que possui regulagem de temperatura de seu jato de água para limpar o para-brisa. Obviamente a picape média também é dotada de tração 4×4 com marcha reduzida, e é comercializada com carroceria de cabine dupla sempre. No mercado brasileiro, a montadora irá disponibilizar três versões diferentes: a Pure, Power e Progressive.

No mês de setembro de 2017, alguns sites já tinham antecipado os valores que provavelmente a Mercedes-Benz iria praticar para a Classe X. Os preços sugeridos, acredita-se, que devam variar entre R$ 180 mil e R$ 240 mil, entretanto, com o dólar muito volátil, a empresa só irá definir pouco antes de realizar o lançamento oficial do modelo. Ainda que a estreia estivesse confirmada somente para este ano de 2019, a picape esteve presente no Salão Internacional do Automóvel, que aconteceu na cidade de São Paulo no mês de novembro de 2018.

Ao ser lançada, mais detalhes deverão ser divulgados para os consumidores. A aparição do modelo no evento do ano passado na capital paulista serviu como um laboratório para que se testasse a receptividade da caminhonete. Ainda que não possua concorrentes no mercado de picape luxuosas, a Classe X irá brigar com versões top de linha assim como Volkswagen Amarok e a Hilux da Toyota que irão ganhar, muito em breve uma rival inédita, a Alaskan montada pela Renault, a qual se deriva da Frontier da montadora japonesa Nissan.

Por Filipe Silva

Mercedes-Benz Classe X 2019


Muito próximo do SUV cupê chamado de Arkana, o Clio em sua nova geração possui um visual mais atual da montadora francesa e possui recursos com alta tecnologia, as quais prometem dar uma mexida no segmento de veículos hatches compactos.

Acabou de acontecer o renascimento do ícone da montadora francesa Renault, o Clio. A fabricante informou na última nesta terça-feira, dia 29, as imagens da parte externa do hatch em sua quinta geração, a qual irá ser será no mês de março no Salão do Automóvel da cidade de Genebra. Muito próximo do SUV cupê chamado de Arkana, o Clio em sua nova geração possui um visual mais atual da montadora francesa e possui recursos com alta tecnologia, as quais prometem dar uma mexida no segmento de veículos hatches compactos, onde ele briga com VW Polo e Ford Fiesta.

Reformulado por inteiro se comparado com o veículo em sua quarta geração, o Renault Clio novo é desenvolvido sobre a plataforma modular CMF-B, uma versão que é pouca coisa maior do que a plataforma CMF-A a qual é usada no modelo subcompacto Kwid. Sua arquitetura é maleável, além de dar permissão de aproveitar melhor o espaço de sua cabine, quesito este que o carro deve surpreender. De acordo com a montadora, o automóvel contará com o maior porta-malas dentro de sua categoria, comportando até 391 litros, o que representa 26 litros a mais do que a geração anterior.

Embora tenha mais volume neste quesito, a nova geração do Clio conta com 3 centímetros a menos em relação ao solo e seu comprimento foi encurtado em 1,4 centímetro. Até o momento, estes foram os únicos números informados pela Renault. A empresa não detalhou nem mesmo os seus motores. No dia 29 a empresa divulgou algumas imagens de seu painel, mostrando que ficou mais moderno. Ainda segundo a própria fabricante, o novo Clio contará, em sua categoria, com o maior display multimídia, contando com 9,3 polegadas. Sua tela possui posição vertical e é levemente curvada.

Seu quadro de instrumentos irá ter uma tela digital, podendo possui tamanhos variados, onde os displays poderão ter entre 7 e 10 polegadas. As telas, nas versões um pouco mais caras, permitirão navegação por GPS, da mesma forma que o cluster digital do Polo da VW, que é um dos seus maiores concorrentes. Ainda haverá recursos sofisticados, assim como iluminação ambiente com lâmpadas de leds, oferecendo oito diferentes opções de cor e carregador de celular, sem fio, por indução.

Outro quesito desta versão do Clio que deverá impressionar os consumidores será o seu acabamento. Algumas partes do forro das portas e também do painel contam com superfícies macias ao serem tocadas, um recurso pouco usado nesta categoria. Assim como seus outros rivais, o modelo hatch da fabricante francesa apostará também na customização. Já foi confirmado também que o Clio irá ter recursos semiautônomos, por exemplo, a frenagem automática de emergência, sem contar uma versão inédita que será híbrida.

Novo Renault Clio no mercado brasileiro

Ainda é muito cedo para determinar o desembarque do novo Clio aqui no Brasil, até mesmo porque a montadora está atuando neste período em uma atualização do Logan e do Sandero e Logan. Sem alterações de design por diversos anos, em 2019, estes compactos irão receber um facelift derradeiro para continuar forte na briga até que se troque a sua geração lá pelo ano de 2021. Aí então poderá ser o ressurgimento do Clio.

No ano de 2017, o gerente mundial de marketing da montadora, Sylvain Coursimault, disse ao famoso jornal Le Figaro que a marca não iria fazer outros veículos que derivassem de modelos da Dacia. Sendo que o último seria o Duster, o qual irá ganhar um facelift muito em breve. Caso venha a ocorrer o reposicionamento, o novo Clio ainda poderá voltar da mesma forma que o Sandero, seu sucessor e então terminar com a separação de duas gerações.

Por Filipe Silva

Renault Clio 2019

Renault Clio 2019

Renault Clio 2019


O novo Hyundai Santa Fe possui diversos itens de série, contando com muito conforto e tecnologia.

A montadora sul-coreana Hyundai acabou por baixar o segmento do modelo Santa Fe, alterando-o para brigar com o Toyota RAV4 e também o CR-V da Honda. Ainda assim, o novo Santa Fe acaba por ser maior que sua geração passada, tendo, no comprimento mais 7,9 cm, no entre eixos aumentou 6,6 cm e na largura apenas 1 cm.

Para ter ainda mais alterações, enquanto o modelo será comercializado com somente cinco lugares e duas fileiras, será disponibilizado também uma variante chamada de "Santa Fe XL" a qual conta com sete lugares.

O Hyundai Santa Fe em sua linha 2019 irá contar com um conjunto ótico que possui formato dividido assim como visto no Fiat Toro. As suas luzes diurnas que possuem tecnologia LED se alojam na parte superior próximo ao seu capô. Por outro lado, seus faróis principais foram instalados ligeiramente mais abaixo, localizando-se na extremidade do seu para-choque. A grade dianteira é grande e possui formato de grelha e é um destaque na parte frontal do veículo, além de possuir logo abaixo do para-choque a entrada de ar. Olhando o modelo lateralmente, o destaque se dá por suas rodas de 19 polegadas e de liga leve.

Quando o assunto é a motorização do novo Hyundai Santa Fe linha 2019 pode-se dizer que o motor é bem potente, contando com um propulsor de 3.5 litros com 6 cilindros dispostos em formato de “V”, o qual possui uma capacidade de gerar 280 cavalos de potência em rotações de 6.300 por minuto, além de 34,3 kgfm de torque ao atingir 5 mil giros. Esse motor funciona de forma conjunta com sua nova transmissão automática que conta com oito marchas. Além disso, o SUV asiático irá contar com um sistema de tração integral, chamado de All Wheel Drive – AWD.

O Santa Fe linha 2019 possui em sua lista de itens de série o seguinte: botão para acionamento do motor, acesso ao esportivo através de proximidade (smart key), os retrovisores possuem memória de posição, seu painel de instrumentos é um SuperVison com 7 polegadas TFT em LCD, retrovisor interno é eletrocromático e conta com bússola, Paddle Shift para alterar as marchas e o volante é esportivo com quatro raios e com botões de comandos.

O modelo ainda conta com ar condicionado eletrônico com um visor digital, câmera de ré, seleção do modo de condução (chamado de Drive Mode Select), coluna de direção possui ajuste de profundidade e altura e conta também com teto solar panorâmico equipado com sistema antiesmagamento.

Ao se tratar de multimidia, o lançamento da Hyundai para 2019 possui uma central de entretenimento com 8 polegadas e com tela sensível ao toque, além de 3D Navigation Map podendo ser conectada com Apple Car, Android Auto e Android, possui também um sistema de áudio Infinity, o qual conta com quatro alto-falantes, mais 2 tweeters em sua parte dianteira, dois alto-falantes estéreo, um central, um amplificador e um subwoofer.

Para os ocupantes rodarem com maior segurança os destaques nesse quesito ficam por conta do sensor que previne uma colisão frontal, assistente de manutenção de faixa de rolamento, sensor de colisão traseiro, detecção de ponto cego, controle de velocidade quando se encontra em declive, controle de frenagem nas curvas e auxílio de saída em aclive.

Além de possuir ainda em sua lista o controle Eletrônico de Estabilidade, auxílio para frenagem de urgência (chamado de BAS), controle de Tração, freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem e, por fim, assistente inteligente de luz alta, o qual realiza a iluminação da pista e também se adapta de forma automática para que os condutores em veículos trafegando no sentido contrário não tenham a visibilidade comprometida.

Por Filipe Silva

Hyundai Santa Fe 2019

Hyundai Santa Fe 2019


O HR-V é um SUV compacto que será lançado no Brasil na versão Touring.

Após anos sem apresentar atualizações do HR-V (mais precisamente desde o lançamento de 2015), a Honda no Brasil visa novas mudanças através de peças plásticas e esta prevê também correções técnicas alavancar ainda mais suas vendas.

O HR-V é um SUV compacto que será lançado no Brasil na versão Touring. Já com data prevista para seu lançamento no Japão em 31 de Janeiro deste ano, apresentará em seu espaço interior qualidade às combinações de couro preto e marrom, bem como sistema que garante maior silencio à cabine.

Com lançamento previsto para este ano, a HR-V Touring deve apresentar motor 1.5 turbo de 173 cv bem como equipamentos como faróis full-led e sensores de estacionamento e chuva. Tendendo para a linha Civic, a HR-V Touring visa versão top de linha com escape duplo, denunciando a potência de seu motor.

O HRV é um carro bom em tudo por apresentar versões variadas, equipamentos adequados, acabamento, espaço interno, motorização e design apropriado, e as vistas de sua reestilização pode-se observar rodas de liga leve de 18 polegadas, bem como pintura metálica azul Premium Crystal e cinza Super Platinum.

O modelo tão esperado pelos amantes da Honda tem como mérito o conforto, tecnologia vislumbrando pela sua característica interna e motorização como chamariz para o deleite de seus admiradores. Em sua alínea serão atribuídos novos faróis com DRL, lanternas em LED, Sensor de chuva, Sensor de estacionamento traseiro, Sensor crepuscular, entre outras novidades.

Entres as diversas características aguardadas para a apresentação do novo Honda HR-V 2019 espera-se que sua motorização seja 1.8 16 v SOHC i-VTEC Flexone de 140 cv com gasolina e 139 cv com etanol, com câmbio manual de seis marchas apenas na versão LX e, câmbio automático do tipo CVT de sete marchas nas versões LX, EX e EXL.

Compreendendo-se por ser o SUV mais vendido no Brasil, o novo HR-V Touring deve apresentar as mesmas rodas e faróis de LED. Em sua descrição, observa-se recalibragem na suspensão e transmissão, como isolamento acústico revisado e câmbio CVT programado.

Com 4,29 metros de comprimento, 1,77 m de largura e 1,58 m de altura, seu porta-malas possui capacidade para 437 litros e através do sistema Magic Seat pode ser ampliado, devido à flexibilização dos bancos traseiros.

Sua aparência moderna visa a harmonização com a contemporaneidade e para tanto o HR-V Touring deve apresentar itens como ar condicionado digital automático, áudio digital, bancos e coluna de direção com regulagem de altura, Bluetooth, câmera de marcha ré, central multimídia com tela de sete polegadas Multi-touch screen, controles de som no volante, direção elétrica, internet browser (via hot spot), navegador GPS, entre outros.

Seu painel dispõe de 3 saídas de ar na frente do passageiro dianteiro, e duas no lado do motorista e possui console central elevado, permitindo acomodação de um smartphone, possui tomada USB, apoio de braço ajustável e porta-copos. Com bancos largos e confortáveis, o Honda HRV, também vem com vidros, travas e retrovisores de comandos ergonômicos e teto alto.

Segundo a Honda, o novo HR-V Touring apresentará segurança e condução semi-autônoma, frenagem automática de emergência, piloto automático adaptativo e assistente de permanência em faixa.

O Honda HR-V 2019 tem um visual que ostenta uma dianteira pronunciada, com faróis espichados e luzes diurnas em LED. Seu para-choque ficou mais largo e foi redesenhado. Sua lataria apresenta vínculos marcantes e detalhes que camuflam as maçanetas traseiras. Observa-se o toque suave do teto que visa sua aerodinâmica.

Um dos destaques desta categoria do HR-V é a suspensão dianteira McPherson montada em um subframe, molas helicoidais e amortecedores telescópicos. Seu tanque suporta 51 litros de combustível.

Entre outros aspectos, a Honda visa garantir a seus compradores um compacto que permite conforto, qualidade e tecnologia, assim o lançamento deve ser anunciado em breve.

Por Fernanda Merlim

Honda HR-V 2019

Honda HR-V 2019


O novo Cruze consistirá em um veículo vazado em renovado design, produzido em duas versões, ou seja, o hatch e o sedan.

A companhia Chevrolet consiste em uma produtora de veículos motorizados, oriunda do território norte-americano, fundada no ano de 1911, por iniciativa do empresário Louis Chevrolet, a qual, na atualidade, é uma companhia pertencente à General Motors, em conjunto com a empresa Cadillac; com a Buick; a GMC; a companhia Holden; a Pontiac e juntamente com os antigos proprietários das fabricantes intituladas Opel e Vauxhall, duas antigas indústrias desta mesma marca na Europa.

Deste modo, a empresa Chevrolet pôde encerrar o ano de 2018 com vantajosa liderança, no interior do mercado brasileiro automobilístico, dado que os seus gestores fizeram anunciar que serão promovidos até 11 estreias neste ano de 2019.

No final de 2018 alguns dos modelos foram previamente apresentados no famoso Salão do Automóvel em São Paulo, tais como o novo Camaro, que consiste em um cupê e conversível; o modelo Equinox Midnight e o inédito modelo elétrico Bolt.

A partir do dia 28 de novembro de 2018, a companhia Chevrolet fez confirmar, por meio de seus líderes, a chegada ao comércio do modelo Cruze. Que consistirá em um veículo vazado em renovado design, produzido em duas versões, ou seja, o hatch e o sedan. Este será o primeiro automóvel fabricado pela marca munido de um novo dispositivo, a bordo, que é a internet 4G e rede Wi-Fi.

Entretanto, todos os outros cinco modelos restantes não foram, até o presente momento, revelados ao público consumidor. Porém, segundo alguns especialistas, há grande expectativa de que a esta nova geração inclua o Onix e o Prisma, como também de mais séries especiais incluindo outros modelos.

Nesse meio tempo, o modelo Cruze chega ao consumidor inteiramente atualizado, cujas vendas deverão iniciar no Brasil ainda neste primeiro semestre de 2019. Entretanto, o futuro deste veículo nos Estados Unidos e no Canadá ainda não está perfeitamente intuído. O modelo Cruze, e o demais sete veículos da linha, terão sua produção definitivamente interrompida naquelas nações, sendo esta meta parte de um grande plano de reestruturação na montadora, a qual deverá encerrar as atividades de sete montadoras ao redor do mundo, das quais, cinco delas na América do Norte.

Entre alguns atributos e especificações deste novo Chevrolet Cruze, estão os seguintes:

Está munido de uma nova grade para o radiador, a qual consiste em uma das principais mudanças operadas em seu design exterior; outra especificação está no novo formato das lanternas frontais, tanto na versão sedan, quanto na versão hatch.

Em seu interior não foi operada nenhuma mudança muito significativa, embora esteja muito bem atualizada, superficialmente. O novo modelo está prestes a receber um novo sistema multimídia, com capacidade de criar uma eficiente rede Wi-Fi, por meio da utilização dos dados contidos em um chip 4G, está acoplado ao Cruze, chegando ao consumidor assim.

É muito importante fazer reforçar que todos os modelos produzidos pela GM, no Brasil, junto ao serviço OnStar, atualmente estão munidas de um chip de celular capaz de permitir o correto funcionamento do chamado Sistema de Concierge. Trata-se, portanto, de um veículo bastante equipado, discreto e eficiente.

Entre outros excelentes destaques, em termos de acessórios, está o dispositivo de câmera de ré com o alerta para tráfego cruzado; o sistema de monitoramento sobre faixa; o alerta sobre perigo de colisão com a detecção de pedestres e o sistema de carregamento do celular por meio de função de indução.

Ainda assim, nos Estados Unidos o novo Chevrolet Cruze não chegou a sofrer significativas alterações sobre seus equipamentos, e esta situação, muito provavelmente, deverá se repetir aqui nas montadoras brasileiras.

Por Paulo Henrique dos Santos

Chevrolet Cruze 2019

Chevrolet Cruze 2019


A Chevrolet confirma o lançamento do Cruze 2019 em versões Hatch e Sedan.

O modelo Cruze começou a rodar no mercado no ano de 2009 quando a Chevrolet trouxe este veículo para disputar mercado com a concorrência da Honda e da Toyota. O Cruze está disputando mercado desde então com o Civic e com o Corolla e vem ganhando um maior espaço no mercado desde 2017. Agora em 2019 algumas novidades estão acompanhando o novo modelo para esquentar um pouco esta disputa que está sendo acirrada! O novo modelo já está com seu lançamento confirmado para o início de 2019 nos Estados Unidos, porém no Brasil ainda não está realmente confirmada a data de sua chegada.

O Chevrolet Cruze 2019 está chegando nas versões LT e LTZ e pode ser comprado nas cores: vermelho edible, branco, branco abalone, prata, azul petróleo, cinza ou preto ouro negro.

O modelo chega com motor 1.4 turbo com 150 cavalos de potência com gasolina e 153 cavalos com etanol. Faz em média 7,6km/l na cidade e 9,3km/l na estrada com etanol enquanto que com gasolina faz em média 11,2km/l na cidade e 14km/l na estrada. O motor 1.4 turbo foi testado e mostrou aceleração de 0 até 100km em apenas 9 segundos e tem uma velocidade máxima de 240km/hr. O modelo vem com direção elétrica, freio a disco nas 4 rodas, transmissão automática de 6 velocidades e rodas de 17 polegadas.

Os principais itens de série do Chevrolet Cruze 2019 versão LTZ são airbag duplo lateral e de cortina, alarme antifurto, sistema de controle de pressão de pneus, aviso sonoro para utilização de cinto de segurança, controle de tração e estabilidade, faróis de neblina, indicador de vida de nível de óleo, regulagem de altura dos faróis, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro, sistema de freios ABS EBD PBA, sistema de imobilização do motor, controle e saídas e ar com detalhes cromados, abertura do porta-malas por controle remoto, ar-condicionado com controlador eletrônico de temperatura, câmera de ré, chave eletrônica, computador de bordo, abertura das portas automática através da aproximação da chave e partida sem chave.

Dimensões e capacidades:

  • Comprimento (mm) – 4665;
  • Largura (mm) – 1807;
  • Altura (mm) – 1484;
  • Entre-eixos (mm) – 2700;
  • Peso (kg) – 1321;
  • Capacidade do porta-malas – 440 litros;
  • Capacidade do tanque – 52 litros;
  • Ocupantes – 5.

O valor de lançamento sugerido pela Chevrolet foi R$ 96.790 na versão LT e a versão LTZ R$ 109.790.

Uma versão que será novidade no mercado é o modelo Chevrolet Cruze Sport6 SS 2019, trará o logo da Chevrolet preto, com detalhes dianteiros todo em preto, as rodas de liga leve em diâmetro 235.35 aro 20, sendo uma roda bem grande para este modelo esportivo. Os retrovisores em preto, a maçaneta não terá detalhes cromados e a moldura dos vidros toda preta. O modelo será bem baixo, dando um design esportivo. Contará com uma saia embaixo o que deixa o carro mais baixo. O modelo vem com teto solar e antena esportiva. A parte traseira vem com detalhes em preto piano. Bancos em couro com costuras vermelhas. Os tapetes exclusivos para a versão sport6, pedaleiras e maçanetas também exclusivas.

Em todas as versões que o Chevrolet Cruze 2019 irá chegar a grande expectativa da fabricante é encantar os novos consumidores com o design cada vez mais sofisticado e moderno. O veículo está sendo lançado nestas versões e irá chegar com força logo no inicio de 2019, com certeza será bem recebido pelos fãs de suas séries de modelos. Vindo com várias novidades o Cruze 2019 na versão LT, LTZ e Sport6 SS chegará com grande peso nos mercados de veículo.

Os modelos do cruze 2019 estão chegando com o sistema exclusivo da JBL, sendo um acessório de preferencial do cliente.

Por Mauricio Lazarini Bento Junior

Chevrolet Cruze 2019

Chevrolet Cruze 2019


O Bolt EV é um modelo esportivo, mas com linhas mais clássicas. Ele tem previsão de ser lançado no Brasil ainda no primeiro semestre deste ano.

As montadoras de automóveis sempre tentam inovar ao projetar um veículo e isso é um fato do conhecimento da grande maioria das pessoas. Afinal, esses grandes grupos precisam se destacar. Nos últimos anos, uma frente de produção que vem crescendo são os carros menos poluentes e que trazem tecnologias mais sofisticadas. Um bom representante dessa ideia é o Chevrolet Bolt. Veja agora um pouco mais sobre esse automóvel e as vantagens pode oferecer aos consumidores.

O diferencial econômico e sustentável do Chevrolet Bolt

O carro produzido pela montadora norte-americana está na classe dos automóveis 100% elétrico, ou seja, veículos que funcionam após serem carregados em uma rede elétrica e que não fazem uso de combustíveis. Conhecido também como Bolt EV, esse carro vem com três tipos de carregamento, segundo a fabricante. Os carregamentos são:

– Carregamento Básico: o carro tem um carregamento de 10 km por hora.

– Carregamento Semirrápido: nesta modalidade tem-se 40 km por hora.

– Carregamento Rápido: nessa última consegue-se 145 km em 30 minutos de carga.

Esses números mostram, primeiramente, que por mais que o consumidor tenha uma despesa carregando o carro por uma hora, ele terá uma economia com o combustível. Uma vez, que o preço do combustível tende a variar e muito, ele consegue se planejar para realizar o carregamento do carro e não ter uma elevação tão exorbitante em sua conta de energia. Além disso, essa modalidade é muito mais sustentável, uma vez que ela é renovável. De acordo com as informações divulgadas pela montadora, apenas o primeiro tipo de carregamento é entregue com o carro, nos demais se precisa de uma ajuda mais profissional.

A respeito da aparência desse veículo

O Bolt EV é um modelo esportivo, mas com linhas mais clássicas, assim pode-se dizer. Na parte da frente do automóvel tem-se uma grade frontal maior do que em outros modelos. Essa grade tem um design que parece que foi recortado em partes menores e quando se olha de forma mais geral todos os pedaços se encaixam muito bem. Muitos veículos, contam com um par de lanternas no para-choque, nesse carro este par está mais acima da grade frontal, aliás, a estrutura na qual foram colocadas as lanternas estão ligadas a grade.

O tamanho do capô também parece reduzido em comparação a outros carros. No final dessa estrutura, tem-se uma estrutura imitando a grade frontal só que em tamanho reduzido. Essa estrutura se encontra no centro do capô e em cada uma das laterais está posicionado um farol. O carro é de quatro portas e em cada uma delas se tem aquela linha que causa um desnivelamento. Outro ponto que chama atenção em relação às portas é que a do motorista e a do acompanhante são menores em relação às dos passageiros de trás. Tem-se a impressão que o veículo mais crescendo horizontalmente.

No porta-malas também tem essas linhas, só que colocadas de forma mais acentuadas, separando bem o porta-malas do para-choque traseiro. Além disso, os faróis traseiros chamam atenção por serem mais protuberantes, ou seja, eles parecem que “saltam”. Nas imagens divulgadas o automóvel foi fabricado nas cores preta, branca e prata.

A parte interna do Bolt EV

Já na parte interna do automóvel o que chama atenção é a mescla de duas cores. Em uma imagem de divulgação, notou-se, por exemplo, a mistura entre branco e cinza. Outro ponto interessante é a forma do painel. Nesse veículo, essa parte foi desenhada para ter uma espécie de “gota” na parte central, nesse espaço estão controles para o rádio e outras funções do carro. Ele ainda conta com uma tela LCD, e que mostra todas as informações sobre o carregamento do carro de forma interativa, para facilitar o carregamento em casa. Volante e porta do motorista são multifuncionais, também se tem espaço para colocar objetos onde está posicionada a marcha, além de duas entradas USB para conectar dispositivos móveis. Pelas imagens tem-se a impressão que o carro é extremamente confortável por dentro.

Sobre o motor, preço e chegada ao Brasil

Segundo informações divulgadas pela marca, esse carro conta com uma potência de 203 cavalos. Em menos de 7 segundos ele atinge os 100 km/h. Algumas especulações dão conta que ele vai custar a partir de R$ 175 mil e sobre a chegada, o site da Chevrolet informa que ela acontece em breve, então tudo leva a crer que seja ainda no primeiro semestre deste ano. Para mais informações acesse: https://www.chevrolet.com.br.

Por Isabela Castro

Chevrolet Bolt 2019

Chevrolet Bolt 2019

Chevrolet Bolt 2019


O novo BMW X4 foi criado para causar impacto no primeiro olhar. Possui ótimas características, luxo e modernidade.

Já pode ser adquirida no Brasil a segunda geração do festejado BMW X4, o SUV agora com um design ainda mais arrojado. Esse é o tipo preferido pelos compradores brasileiros. E a maior prova disso é que já vendeu só no Brasil mais de 200.000 unidades. Essa nova geração BMW X4 foi apresentada no Salão Internacional de Automóveis em Genebra, na Suíça, que aconteceu em março de 2018 e vem para encantar e conquistar de vez o mercado nacional.

Apesar do reajuste previsto para todos os modelos da montadora aqui no Brasil. a prestigiada marca alemã segue tendo seus lançamentos altamente cobiçados. O BMW X4 vai vim com um aumento de R$10.000,00. E por isso seu valor nas concessionárias subiu de R$314.950,00 para R$324.950,00. Entretanto, são tantas as vantagens e itens de série que com certeza o conforto, o luxo e a segurança compensam e muito o reajuste sofrido. Vamos mostrar algumas novidades e itens de série que garantem o conforto, o entretenimento e a segurança para você e sua família.

O atraente Design:

O novo BMW X4 foi criado para causar impacto no primeiro olhar. A combinação de cores externas (Azul Deep Sea metalizado ou Vermelho Melbourne), com as cores internas (Branco Ivory, Bege Savanna ou Castanho Saddle) somados aos frisos em alumínio escovado e o couro Nevada dos bancos proporcionam ao carro um visual arrojado, sofisticado e opulento. O esportivo com estilo de carroceria Coupé, possui logo na dianteira as entradas de ar e a grade avantajada que chamam a atenção do observador. Os faróis tem tecnologia Bi-Xênon (de gás xênonio que proporciona muito mais luminosidade do que os faróis comuns), além dos auxiliares em LED de neblina. A vista lateral mostra um charmoso vinco lateral com rodas potentes e para-choques esportivos. Enfim, é um modelo impactante por dentro e por fora.

Confira alguns dos muitos itens de série que mostram porque esse é um dos melhores modelos da marca e que destaca o BMW X4 dos demais carros de luxo:

Alguns itens de conforto:

  • Três zonas de ar condicionado,
  • Ativação por voz inclui equipamento de som, inclui telefone e inclui sistema de navegação,
  • Chave ou cartão inteligente automático, inclui entrada sem chave e inclui partida sem chave,
  • Direção assistida com 3D + voz informação do tráfego,
  • Sistema start-stop,
  • Preparação isofix,
  • Bancos revestidos em couro,
  • Teto solar elétrico,
  • Vidros verdes,
  • Troca de marchas no volante,
  • Alto hold,
  • Comando interno da tampa do tanque e muitos outros.

Alguns itens de segurança:

  • Airbags laterais,
  • Alarme antifurto perimétrico,
  • Distribuição eletrônica de frenagem EBD,
  • Cintos de três pontos para todos os ocupantes,
  • Assistente de partida em rampa,
  • Sensores de estacionamento traseiro e dianteiro,
  • Controle de freio em curvas (CBC),
  • Limpador do para-brisa com intermitência automática e sensor de chuva,
  • Câmera traseira para manobras,
  • Faróis com regulagem de altura,
  • Garantia total do veículo – OEM 24, ilimitada e ilimitada,
  • Limpador e lavador de vidro traseiro,
  • Encosto de cabeça para todos os ocupantes,
  • Freios assistidos,
  • Airbags frontais,
  • Airbags de cortina,
  • Controle de tração,
  • Faróis com refletores duplos,
  • Travamento central das portas,
  • Desembaçador do vidro traseiro,
  • Monitoramento da pressão dos pneus,
  • Assistência na recuperação veicular,
  • Chamada de assistência de emergência.

Alguns itens de entretenimento:

  • Conexão Bluetooth,
  • Navegador GPS,
  • Computador de bordo,
  • Volante multifuncional,
  • Concierge, conexão USB,
  • Termômetro da água do motor,
  • Espelhamento da tela do celular,
  • Informação de trânsito em tempo real,
  • HD interno,
  • Doze alto-falantes e subwoofer,
  • CD player,
  • Conta-giros,
  • Indicador de temperatura externa,
  • DVD player.

Ficha Técnica BMW X4 xDrive 28i X-Line

Potência: 245 cv – 5800/6500 rpm

Aceleração de 0 a 100 km/h: 6,4 segundos

Velocidade Máxima: 247 km/h

Torque: 350 Nm – 1450/4800 rpm

Cilindros e válvulas: 4/4

Cilindrada: 1997 cm3

Curso/Diâmetro: 90,1/84

Direção: Elétrica

Transmissão: Câmbio automático de 8 marchas, com opção manual de trocas

Alimentação:

Tração: 4×4

Combustível: Flex

Suspensão Dianteira: Tipo McPherson

Suspensão Traseira: Tipo Multibraço com barra estabilizadora

Freios Dianteiros: A disco – ventilado

Freios Traseiros: A disco – ventilado

Comprimento: 4.671 mm

Largura: 1.881 mm

Altura: 1.624 mm

Distância entre eixos: 2.810

Peso: 1.845

Tanque de Combustível: 67 litros

Porta-malas: 500 litros

Por Cristiana dos Santos

BMW X4 2019

BMW X4 2019


A quarta geração do modelo Audi RS 4 Avant chegará às concessionárias brasileiras neste semestre de 2019.

Após a sua exibição no Salão de São Paulo no dia 8 de novembro de 2018, finalmente a nova e quarta geração da Audi RS 4 Avant que completou 18 anos de mercado, chegará às concessionárias brasileiras neste semestre de 2019, trazendo algumas novidades e buscando combinar usabilidade diária com alto desempenho, porém, seu preço ainda não divulgado.

A nova série conta com uma lista de equipamentos que possuem em sua composição rodas 20 polegadas, suspensão esportiva, assentos esportivos com acabamento no padrão da colmeia, tampa no porta-malas motorizada com acionamento elétrico habilitado, com capacidade para 505 litros com bancos levantados e 1.510 mil litros caso os bancos estejam rebaixados, além de freios de cerâmica. Pesando agora 80 kg a menos que o seu antecessor, o veículo totaliza 1.790 mil kg, motivo que faz com que as expectativas aumentem sobre o seu agrupamento de utensílios, formada por um motor 2,9 bi turbo com a capacidade de desempenhar a potência de 450 cavalos (cv) e acelerar de 0 a 100 em aproximadamente 4,1 segundos, suspensão esportiva RS e a tração quatro, apto a distribuir a potência do motor V6 para todas as rodas do automóvel.

Ofertando um torque com 17,30 a mais do que a geração anterior, alcançado entre 1900 e 5000 rpm, isto é, um torque máximo de 61 kgfm, o novo Audi RS 4 Avant desenvolve uma velocidade até de 280 quilômetros por hora que lembram a terceira geração da perua vindo equipada com o motor 4.2 V8 de 43,8 kgfm e iguais 450 cavalos, com um câmbio tiptronic com tempo de trocas de marcha melhorado em suas oito velocidades. Também apresenta um consumo médio de combustível que chega a 8,8 litros a cada 100 quilômetros percorridos e isso equivalente à otimização de 17% em eficiência se comparada ao modelo passado.

O design do modelo mais novo foi inspirado nos detalhes do Audi 90 Quattro IMSA GTO, as entradas de ar maciças se mantem típicas com a estrutura em formato de colmeia RS, a dianteira é definida pela ampla grade single frame. Ao confrontar as semelhanças e diferentes entre a Audi RS 4 Avant e a Audi 90, pode-se notar que o modelo mais antigo tem 30 mm a menos que a atual, sem falar dos faróis LED Matrix opcionais.

A parte de trás dispõe de uma inserção do difusor específico RS, um spoiler de teto teclado RS e tubos de escapes ovais do sistema de escape RS, detalhe que causa um determinado diferencial no aspecto do veículo. A cor Azul Nogaro com efeito perolizado em seu exterior é exclusividade desta versão, porém, não deixa de lembrar um pouco o azul da primeira geração do Avant de 1999, agregando um sentimento de nostalgia e saudades. As rodas são feitas de alumínio forjado de 19 polegadas de série, todavia, viajar usando rodas de 20 polegadas é uma opções disponíveis no novo Audi RS 4.

Dentre outras opções estão a suspensão esportiva que deixa o modelo sete milímetros mais baixo do que a S4, controle de direção dinâmico (DRC), volante específico da linha RS e freios de cerâmica. As escolhas dentro do Drive select são entre três modos de condução, variando entre a dinâmica, a condução focada em agilidade e a que é voltada para o conforto.

Internamente, a cor preta se destaca junto a todos os apetrechos contidos lá dentro, incluindo o volante multifuncional com base plana, base do câmbio automático, faixas iluminadas no painel, que esbanja tecnologia e beleza, sendo capaz de fornecer informações sobre a força G, temperatura, potência, torque e pressão contida nos pneus. Nada menos seria esperado da Avant, a empresa sediada em Chicago e fundada em 2012 por Paul Zhag, Jhon Sun e Al Goldstein.

Por Fabio Santos

Audi RS 4 Avant 2019

Audi RS 4 Avant 2019


Modelo conta com muito luxo, conforto e tecnologia. Conheça os detalhes desta nova máquina da Audi.

A Audi, fabricante alemã de automóveis luxuosos, espera lançar no Brasil, ainda no primeiro semestre de 2019, a oitava geração do Audi A6.

O automóvel de luxo, conhecido pelo conforto proporcionado pela tecnologia que emprega e identidade visual inconfundível, tem a estimativa de custar entre R$ 306.990,00 e R$ 379.990, dependendo da versão.

O novo produto da montadora, mantém a linguagem do A8 e A7 em diversos aspectos, como na carroceria com superfícies esticadas e bordas bem afiadas, o que resulta em elegância, sem perder a aparência esportiva. No entanto, o novo sedan está um pouco maior do que os irmãos anteriores, porém as mudanças são bem mais significativas do que esses aspectos estéticos. Acompanhe os detalhes.

Por dentro do Audi A6

Esteticamente, sabemos que o Audi A6 possui estilo e elegância. Contudo, pelo valor cobrado é preciso oferecer muito mais e a fabricante atende as expectativas dos seus clientes, respeitando o histórico da empresa.

Na parte interna, o Audi 6, traz painel preto, mostrando acuidade técnica com alta tecnologia, o que já é uma marca registrada da montadora. O layout seguido no painel de instrumentos é horizontal dando sensação de amplitude.

O interior foi completamente renovado, com um painel de maior conectividade, dispensando o uso de botões. O MMI, sistema de entretenimento e informação é completamente digital com resposta táctil. O sistema é personalizável, e reconhece naturalmente o idioma do usuário, processando comandos e perguntas usando os dados que foram armazenados na nuvem e a bordo.

O infotainment possui tela superior com dimensão diagonal com 10,1 polegadas. O visor inferior é de 8,6 polegadas podendo ser usado funções de entrada de texto e controle climático.

O Novo Audi A6 também conta com funções de assistência ao motorista, os mesmo que já estavam no AUDI 8, são eles:

· Auxiliar para estacionamento seguro, Parking Pilot;

· Sistema automático de estacionamento dentro da garagem, Garage Pilot;

· Manobras autônomas de estacionamento;

· Monitoramento do condutor de fora do carro pelo aplicativo myAudi;

· Assistência em cruzamentos (Pacote assistência em cidade);

· Tour assist: auxiliar de cruzeiro;

· Assistência de eficiência (condução econômica).

Também pertencem ao Audi 6:

· Cinco câmeras;

· Cinco sensores de radar;

· Doze sensores ultrassônicos;

· Scanner a laser.

Motores a diesel e gasolina

Design, conforto e estilo são importantes, mas nada disso tem valor, se o motor não estiver coerente com toda a tecnologia integrada, oferecida pelo veículo.

No mercado europeu, o Audi A6 foi lançado apresentando dois motores, um diesel e outro a gasolina.

O modelo a gasolina é TFSI V6 3.0l, com aceleramento de 0 a 100KM/h no tempo estimado de 5,1 segundos. Isso ocorre devido a potência de 500 Nm e 340 cv.

O carro pode chegar até 250km/h, uma velocidade controlada de forma eletrônica.

O desempenho é semelhante na opção a diesel: 3.0 TDI cm 286 cv.

O novo A6 apresenta motores com a função start-stop. O motor pode ser desligado de forma automático a 22 km/h em paradas temporárias, sendo reiniciado conforme a previsão, de acordo com a mobilidade do veículo logo a frente do A6.

Enquanto desacelera, o BAS trabalha recuperando até 12kW da energia.

Dimensões e capacidade

Largura: 1874 mm

Entre eixos: 2912 mm

Altura: 1455 mm

Porta-malas: 530 l

Capacidade do tanque: 75 l

Peso: 1595 kg

Freios a disco

Estimativa de preço e versões

Motor 2.0 Ambiente S Tronic: R$ 306. 990,00

3.0 Ambition S TRONIC Quattro R$ 354.990,00

3.0 Ambition Plus STrinic Quatro 17-18 R$ 379.990

Agora é só aguardar as vendas no país, para conferir as novidades do Audi A6 em solo brasileiro.

Por Fabiola de Moraes

Audi A6 2019

Audi A6 2019


Confira aqui todos os detalhes sobre o IPVA 2019 no Estado de Minas Gerais.

O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, ou IPVA, cobrado todos os anos, tem nova tabela para 2019 no Estado de Minas Gerais. Abaixo seguem as informações sobre o calendário de pagamento e de descontos:

Toda pessoa que decidir realizar a quitação à vista terá direito 3% em desconto no ato; já que outros 3% também deverão ser deduzidos do imposto para as pessoas que pagaram esses débitos dentro do prazo corretamente estabelecido, entre os anos de 2017 e de 2018.

A publicação tem origem na própria Secretaria de Fazenda do Estado de Minas Gerais, por onde foi divulgada, a partir do dia 4 de dezembro, a nova escala para orientação do pagamento do IPVA 2019.

Assim, este imposto começará a vencer a partir do dia 14 de janeiro de 2019, com relação aos carros cujas placas possuam finais 1 e 2, conforme está registrado na nova tabela.

A partir deste mesmo ano, o novo Governo estará concedendo desconto de até 3% para as pessoas que realizarem a quitação do IPVA em uma única parcela, concedendo mais 3%, de modo automático, em relação ao valor desse imposto sobre os veículos que foram carregados de débitos, ou seja, o imposto, as taxas e eventuais multas, quitados em dia nos dois anos anteriores, 2017 e 2018.

Possuir e manter um automóvel não consiste apenas em um direito privado de cada proprietário, já que a vida no trânsito, nas grandes cidades, pressupõe uma grande responsabilidade para com o próximo. Todo motorista, seja de que veículo for, tem uma responsabilidade social que o obriga não só a estar atento ao máximo no trânsito, mas, também à necessidade de se realizar a correta manutenção do automóvel, de modo que o mesmo esteja em condições mínimas de segurança para transitar nas ruas.

Portanto, todos os contribuintes terão chance de quitar este imposto por meio de uma única cota, garantindo com isso um bom desconto de até 3%, ou mesmo por meio das três parcelas, a serem pagas na sequência dos meses de janeiro, de fevereiro e de março.

Deste modo, conforme o critério estabelecido, o valor mínimo de parcelamento está no cômputo de 150 reais. Este pagamento já está podendo ser efetuado por meio de todos os terminais de autoatendimento devidamente autorizados, fazendo uso do Renavam do próprio veículo. Todo proprietário de automóvel poderá baixar esta guia de arrecadação via internet e imprimir.

De acordo com os cálculos já efetuados por meio do departamento da Secretaria da Fazenda, e em todo o Estado de Minas Gerais, são em torno de 2,8 milhões de veículos, ou seja, 29% da frota existente que estão prestes a receber este novo benefício, previamente nomeado de “Bom Pagador”. Trata-se, em realidade, de um bom incentivo ao correto pagamento do IPVA.

Junto a essa quitação do valor do IPVA, todo contribuinte deverá se manter muito atento ao vencimento prescrito para o pagamento da Taxa de Renovação do Licenciamento Anual do Veículo, ou TRLAV, por meio do valor de 102,41 reais.

Seguindo nessa linha, o prazo máximo para a quitação deste mesmo tributo se estenderá até o dia 1º de abril de 2019.

Sobre a redução da taxa, seguem as informações:

O anterior governo fez informar que houve uma significativa redução em até 3,17% sobre o valor do IPVA em relação ao mesmo imposto cobrado para o início de 2018.

Este ano, 2019, com a nova tabela, o Estado de Minas Gerais deverá arrecadar um valor em torno de 5,44 bilhões, dentro do conjunto de 9,7 milhões de automóveis emplacados até o dia 19 de outubro, cujos IPVAs os proprietários estarão quitando.

Para mais informações e acesso à tabela, acesse aqui.

Paulo Henrique dos Santos


Nova Amarok V6 irá ganhar mais potência, chegando a 258 cv.

Apesar de o braço da Volks na Argentina sugerir que não passa de uma espécie de “exibição”, já tem gente dizendo que é certo que a Amarok V6 vai ganhar um bom salto na sua potência.

Esse ganho de poder não seria por qualquer coisa: as concorrentes estão se movimentando e mostrando que a corrida vai ser dura.

Um claro exemplo é a Classe X da Mercedes-Benz. Tanto em um caso, quanto no outro, a previsão de estreia é mesmo para este ano.

No caso da Amarok V6 argentina, todo o burburinho está em torno dos (possíveis) 258 cavalos de potência. Lembrando que, atualmente, a Amarok V6 é disponibilizada aos consumidores da região com 225 cavalos de potência.

No caso do Brasil, temos a opção Amarok 3.0 V6 turbodiesel. Os preços para a versão Extreme partem de R$201.990 e a Highline de R$ 191.990.

Segundo alguns comunicados que já andam circulando pela imprensa do nosso país vizinho e divulgados pela própria Volks, a Amarok V6 com potência ampliada continuará com o já conhecido 4Motion (sistema de tração integral), bem como com o câmbio de oito marchas.

Até o momento, ainda não há nenhuma informação concreta sobre a previsão de lançamento dessa nova configuração em terras brasileiras.

Por outro lado, a Volkswagen não está parada e enquanto a Amarok V6 não chega ao mercado, a montadora apresentou uma nova configuração, mesmo que discreta, de sua picape.

Estamos falando sobre a versão Comfortline que entra como substituta da Trendline. Nesse caso, o preço inicial sugerido é de R$168.600, segundo informações do próprio site de vendas da Volkswagen.

Em um primeiro momento, a Volkswagen Amarok Confortline chega ao mercado com um propulsor 2.0 biturbo. Aqui, temos um motor que funciona a diesel e traz 180 cavalos de potência e 42,8 kgfm. Temos ainda o 4Motion – sistema permanente de tração integral e o câmbio automático com oito marchas.

Ainda temos nessa nova configuração outros itens interessantes como o revestimento interno de couro, controle de estabilidade, controle de tração, ar-condicional 2 zonas digital e automático, central multimídia e rodas de aro 17 polegadas liga leve.

E tem mais a caminho…

Rumores também sugerem que a Toyota está de olho nesse aumento das potências e já pretende apresentar uma “Hilux V6”.

O ponto chave aqui é que esse motor, tanto na Amarok quanto na Classe X, usa somente gasolina e isso não deixa a versão tão competitiva no mercado, especialmente quando consideramos o baixo poder de autonomia e alto consumo.

Na situação da Toyota, o motor em questão é um bloco 4.0 V6 com capacidade de 235 cavalos de potência à gasolina. A atuação se dá em conjunto com um sistema de tração 4×4 e um câmbio automático de seis marchas.

Pelo andar das coisas, a Toyota provavelmente deverá optar por uma alternativa hibrida de sua picape. Aliás, é bem provável que esse também seja o caminho a ser seguido pela Mitsubishi L200.

Sobre a Volkswagen Amarok

A Volkswagen Amarok é uma das picapes médias mais conhecidas no mercado. Muito do sucesso desse modelo está relacionado ao acabamento e ao design robusto com evoluções interessantes ao longo dos anos.

Oficialmente, a Volkswagen Amarok foi apresentada à imprensa do mundo todo em 2009 e no início de 2010 foi apresentada ao público, sendo que as vendas foram iniciadas em território nacional já em abril do mesmo ano.

Rapidamente, o modelo conquistou o consumidor brasileiro, tanto que mais da metade da produção vinha parar por aqui. Vale ressaltar que a Amarok continua sendo produzida na Argentina.

Quem está planejando trocar de carro ou adquirir um novo veículo, deve ficar de olho no mercado automobilístico em 2019. O ano promete diversas novidades nesse segmento que devem abranger praticamente todos os perfis de consumidores.

Por Denisson Soares

Volkswagen Amarok V6 2019

Volkswagen Amarok V6 2019


Veja as principais novidades da nova Toyota Hilux Black Rally 2019.

Uma das grandes companhias globais no ramo de automotivos, a Toyota, está com novidade para este ano de 2019, prestes a ser lançada no Brasil.

Algum tempo após a finalização de uma edição especial da GR Sport, em evento oficial no Salão do Automóvel, no estado de São Paulo, a companhia Toyota fará estrear, para um evento especial no Salão de Tóquio, no Japão, outra linha de grande porte que constitui o modelo exclusivo da série picape Hilux.

O novo modelo foi nomeado de Black Rally Edition, que consiste numa grande novidade munida de alguns diferenciais em relação às demais configurações. Essa diferença qualitativa pode ser apreciada desde o design exterior, muito mais incrementado, onde o seu aspecto esportivo foi alterado significativamente de modo a tornar-se mais atraente.

A companhia japonesa ainda não fez confirmar mais informações sobre as alterações operadas sobre o aparato mecânico, embora tudo indique que o excelente motor 2.8 Turbo Diesel com desempenho de 177 CV não tenha sofrido maiores alterações, de modo que possa seguir funcionando em perfeita sintonia com os demais câmbios, seja o manual seja o automático em seis marchas.

Em termos de design exterior, como já foi mencionado, este pacote inclui novidades no que tange às aplicações plásticas sobre as caixas-de-roda; os adesivos aderidos às bases das portas; na grade frontal munida de novos filetes; na moldura em torno dos faróis para neblina, em cor vermelha; o protetor de cárter que é exclusivo da TRD; o chamado Santo-Antônio estilizado em novo design; as lanternas munidas de lentes escurecidas; o dispositivo de saída dupla de escapamento e as rodas calçadas em pneus tipo Off-Road.

As imagens de sua parte interior ainda não foram divulgadas, porém, existe a expectativa de que os engenheiros da Toyota tenham reestruturado muitos detalhes e funções, desde novos revestimentos para os bancos, passando pelos logotipos impressos, até os detalhes do próprio painel.

Junto a esta nova versão, ou seja, a Black Rally Edition, a companhia Toyota, por meio de seus gestores, fez divulgar algumas imagens inéditas de alguns outros modelos, que também estão equipados com acessórios de tipo TRD, incluindo nesse pequeno rol a versão picape branca.

A companhia Toyota, portanto, fez estrear a grande e imponente Hilux GR Sport em território brasileiro, no início do ano de 2018, sendo que agora a mesma empresa prepara o terreno para acompanhar o lançamento oficial da versão Hilux Black Rally Edition, primeiro no Japão, depois nas demais nações.

Deste modo, com agenda prevista para apresentação no importante Salão do Automóvel de Tóquio, esta nova picape certamente está equipada com as mencionadas peças TRD. A empresa Toyota, entretanto, está sendo modesta na divulgação de maiores detalhes, embora as imagens deixem bem claro que este novo modelo, entre outras novidades específicas, está munido da chamada placa antiderrapante, por meio da marca TRD e mais um sistema vazado em escape duplo cromado.

Este novo modelo, batizado Hilux Black Rally Edition, faz parte de uma linha específica da Toyota, em meio a diversos outros lançamentos, que podem ser identificados por meio das imagens publicadas na internet de alguns outros modelos de picapes equipados com as peças TRD.

Até o presente momento, entretanto, não há uma confirmação oficial sobre a presença dos demais modelos para o evento no Salão de Tóquio, embora o modelo branco possua uma placa vermelha de tipo antiderrapante, como contrastante; as Flares de Para-lamas mais extensos na versão esportiva, na parte traseira. Entre outras especificações em destaque está a grade para saída e as rodas em liga leve de seis raios.

Vale a pena espiar.

Paulo Henrique dos Santos


Este novo modelo está sofrendo positivas modificações, de modo que será descartada a sua carroceria sobre o chassi, adotando-se, portanto, o chamado monobloco como nos demais SUVs atuais.

Uma das maiores companhias automobilísticas do mundo está prestes a lançar uma novidade. Trata-se da empresa JLR Jaguar Land Rover, que consiste em uma subsidiária da organização indiana intitulada Tata Motors. No Brasil estão estabelecidas em torno de 35 concessionárias autorizadas desde o ano de 1992, em que esta marca retornou ao nosso país, tornando-se a Land Rio do Estado do Rio de Janeiro a unidade mais antiga.

Deste modo, a cooperativa Land Rover fez confirmar, por meio de seus gestores, para este ano de 2019, a estreia do novo modelo, na versão intitulada Defender. Junto da prévia divulgação das até então inéditas imagens deste modelo, os líderes da companhia destacaram que se iniciarão no mês de janeiro os testes com as unidades camufladas deste utilitário em diversas regiões América do Norte.

Entretanto, a empresa ainda não fez divulgar a ficha técnica e demais especificações do modelo Defender, em sua nova geração. Pode-se, de certo modo, adiantar que esta linha possui a carroceria adornada de linhas que remetem ao modelo 4×4 já clássico, que estreou no top de linha no ano de 2016.

Ainda assim, a informação que corre é a de que este novo modelo utilitário está sofrendo positivas modificações, de modo que será descartada a sua carroceria sobre o chassi, adotando-se, portanto, o chamado monobloco como nos demais SUVs atuais.

Embora este modelo esteja com sua estreia previamente agendada para o início de 2019, as primeiras unidades deste automóvel, dentro da linha de produção, estão previstas para comercialização no mercado britânico somente a partir do ano de 2020, conforme destacaram os líderes da própria Land Rover.

Destacando mais detalhes:

O modelo Land Rover Defender, que já tem alguns protótipos flagrados nos seus diversos testes de campo, está sendo previamente divulgado por meio da fabricante britânica.

Portanto, confirmando as informações anteriores, tudo indica que este veículo inédito será em breve lançado no mercado internacional. Qualquer pessoa que ainda possua alguma dúvida, não há mais necessidade de questionamentos, pois a própria companhia Land Rover soltou uma notificação que diz que todas as novidades em relação a esse novo modelo serão reveladas neste ano.

Assim, o automóvel em prévio destaque será exibido ao público neste ano. Conforme a opinião de alguns especialistas, este será o modelo munido de maior capacidade no que tange ao “fora-de-estrada” que esta mesma marca já produziu. Diante dos modelos Range Rover; do Discovery e até mesmo da antiga versão do Defender, esta se torna uma afirmação para lá de ambiciosa, embora, em grande parte realista, dada a assombrosa evolução que se processa no mundo automobilístico.

Outra grande novidade, dentro deste tema, é a de que além da confirmação do lançamento oficial do Defender, para o ano de 2019, a empresa Land Rover concedeu ao mercado norte-americano mais uma boa notícia, ou seja, a de que este veículo será comercializado, também, nos EUA, embora só a partir de 2020.

Por muito tempo este modelo esteve ausente do catálogo, ou rol, de carros comercializados naquele país. Agora, o modelo Defender já tem por lá uma intensa legião de fãs que certamente deverão formar filas para ter acesso à nova geração deste SUV.

Mas, alguns questionamentos seguem em suspense, como o que versa sobre o seu chassi, se permanecerá o original ou não. Se o mesmo estará equipado com mais acessórios que os seus anteriores, ou se será produzido em uma das novas plataformas estabelecidas na companhia Jaguar Land Rover, tal como a MLA.

Todo esse mistério será resolvido a partir deste ano de 2019.

Por Paulo Henrique dos Santos

Land Rover Defender 2019


Mercedes-Benz lançará a primeira pickup de luxo na segunda metade de 2019.

A Classe X é uma pickup de luxo da montadora alemã Mercedes-Benz. Lançada em estreia mundial na Cidade do Cabo, África do Sul em julho de 2017, a nova pickup da Mercedes-Benz pega seu chassi do Nissan Navara e emprega muitos recursos e tecnologias específicas da Mercedes. A pickup foi colocada à venda há quase 2 anos (no início de 2017).

Bastante aguardada para o Brasil, a Mercedes-Benz Classe X, pick-up média que promete ser a mais luxuosa no segmento já roda em testes no Brasil e já fez sua estreia em solo brasileiro no Salão do Automóvel de São Paulo.

Design

Em design, a pick-up, que é a terceira a desfrutar do projeto Frontier, divide plataforma com a Nissan e Renault Alaskan.

As dimensões da Pickup são as seguintes:

Comprimento: 5,34 m

Largura: 1,92 m

Altura: 1,82 m

Entre eixos: 3,15 m

Porta-malas: 1.000 litros

Entre as três pick-ups, a Classe X é sem dúvidas a mais atraente. Com uma frente bem chamativa e grade com o símbolo da marca em destaque, aqui os faróis da Classe X são em Full LED e os elementos cromados nos para-choques são exclusivos da versão mais cara.

Traseira

Na traseira a marca optou por deixar as coisas mais sóbrias e resolveu não ousar muito.

Interior

No interior da Classe X, a Mercedes fez um trabalho pensado para diferenciar a caminhonete das demais e elevar o nível de conforto e luxo. Chamou a atenção o acabamento em couro costurado nas portas e painel e, claro, o revestimento suave ao toque por todas as partes.

Motor

São duas as motorizações que equipam essa pick-up:

  • MB Classe X 250D

Nessa opção, o motor de 2,3 litros biturbo a diesel entrega até 190 cavalos (141 quilowatts) e um torque de 45,9 kgfm acompanhado de câmbio automático de 7 velocidades que possui opção de trocas manuais.

  • MB Classe X 350D

Nessa opção, temos um motor V6 de 3,0 litros, turbo diesel e entrega até 258 cavalos (192 kilowatts) e um torque de 56,1 kgfm, também acompanhado de um câmbio automático de 7 velocidades com opção de trocas manuais na alavanca e nas borboletas atrás do volante.

Suspenção

Assim como na Frontier a Classe X possui a suspensão multi-link e tração 4X4 superior à da Nissan. Na Classe X, o chassi é mais rígido em relação à Nissan. Tem os modos 4X2, 4X4, 4X4 com reduzida, bloqueio do diferencial e controle de descidas.

Segurança

Em segurança, a Classe X será exemplo na categoria. A pick-up conta, além dos controles de tração e estabilidade e sete airbags, alerta de colisão com frenagem de emergência, frios a disco com ABS nas quatro rodas, assistente de permanência em faixa, sistema de câmeras de 360 graus, leitor de placas, farol alto automático e muitos outros itens.

Data de Lançamento

Falando de preços e data de lançamento no Brasil teremos algumas alterações. A Mercedes-Benz Classe X será fabricada em Córdoba, na Argentina. Devido a alguns problemas de câmbio da moeda argentina e alguns possíveis problemas, que não haviam sido previstos, a previsão para o lançamento mudou. Estava previsto para o primeiro semestre de 2019, passando para a segunda metade do ano.

Preço

A previsão dos preços de lançamento no Brasil é de:

  • Mercedes Benz Classe X 250D – R$ 190.000 à vista
  • Mercedes Benz Classe X 350D – R$ 220.000 à vista

Vale lembrar que a marca está querendo trazer para o Brasil uma versão mais básica voltada ao trabalho, com motorização 2.3 biturbo diesel de 163 cavalos (121 quilowatts) com um preço mais em conta.

A Mercedes-Benz deixa claro que a pretensão com a Classe X é lançar a primeira pick-up de alto luxo na história automobilística.

Por Bruno Rafael da Silva

Mercedes-Benz Classe X 2019

Mercedes-Benz Classe X 2019


Este jipe tende a se destacar devido ao seu design quadrado, clássico e atual. No Brasil, irá estrear a partir do segundo semestre do ano de 2019.

Uma das mais importantes indústrias automobilísticas do mundo, a japonesa Suzuki está com nova estreia. O Salão do Automóvel está prestes a receber a nova geração da linha Jipinho Jimny.

Depois de elaborado e construído o protótipo, veio um título que se encaixa perfeitamente a ele: o Jimny Sierra. Este jipe tende a se destacar devido, primeiramente, ao seu design quadrado, clássico e atual, ao mesmo tempo. Mais imponente e até brutal que a sua anterior safra, o Sierra, como o nome já indica, é o mais apropriado, na atualidade da companhia, para os terrenos mais acidentados, um verdadeiro esportivo que também roda suave no perímetro.

Ao longo de suas três gerações – dentro de uma linha história vai completar 50 anos de ciclo – o tipo Suzuki Jimny vai atingir a sua quarta geração. O sobrenome vem para completar esta importante distinção entre os demais, já que está munido de uma grande carroceria, inteiramente projetada para expressar maior funcionalidade de tipo Off-Road na totalidade de seus detalhes, junto da ampla variedade em termos cores disponíveis, que faz clara referência ao estilo mais jovem e, por conseguinte, mais marcante.

Na parte interna, o destaque está na visível praticidade, sendo todo produzido em materiais que são de fácil higienização, com os controles mais simples de se operar, próprio do veículo que são manuseáveis até nas condições mais extremas. Todo jipe consiste em um automóvel capaz de enfrentar duras paragens.

Mesmo com essa grande novidade, o anterior modelo Jimny será mentido em larga produção nas unidades brasileiras. Estão equipados, atualmente, com motor tipo 1.3, movido a gasolina e com desempenho de 85 CV, embora o Jipe Sierra consista num veículo diretamente importado da unidade do Japão, portanto, equipado com um motor de tipo 1.5, movido a gasolina e desempenho de 102 CV, vazado em três versões distintas, das quais, duas estão aparelhadas com o chamado câmbio automático, que, neste caso, consiste em equipamento inédito instalado na linha Jimny.

Sobre o valor de mercado, seguem as informações:

A companhia Suzuki, por meio de seus líderes, decidiu publicar uma nota bastante resumida sobre esse assunto, na qual está expresso que o modelo Jimny Sierra estará sendo comercializado por valores aproximadamente 20% mais altos em relação ao modelo Jimny, fabricado nacionalmente.

Na atualidade, a linha Jimny, da Suzuki, estabelece valores de mercado a partir de R$ 67.490, ou seja, o Sierra poderá estar disponível por um valor muito próximo dos R$ 80.000, embora a sua venda inicie somente a partir do ano de 2019.

Algumas especificações que fazem parte deste novo modelo, como sendo atributos inéditos, podem ser listadas conforme segue:

Possui a função de central de multimídia em sete polegadas, munida de alto-falantes de alta categoria, o JBL e mais o sistema de ar-condicionado automático. Este modelo é a estreia do jipe com teto solar e munido dos faróis em luz Led, destinadas ao dito crossover S-Cross.

A Suzuki nunca dorme no ponto, seguindo uma longa carreira de grandes produções. Desde a primeira geração, que ainda se mantém firme na estrada, até este petardo que pretende explodir sobre os consumidores mais desejosos.

Assim, é fácil compreender por que em grande parte dos mercados internacionais o Jimny Sierra já está sendo comercializado em larga escala, dado que existem filas de espera para sua aquisição, as quais estão variando num período que pode ser de seis meses a até um ano, dependendo da versão desejada pelo consumidor.

No Brasil, a expectativa já faz aumentar entre os consumidores mais ávidos, embora a sua estreia oficial se dê somente a partir do segundo semestre do ano de 2019.

Por Paulo Henrique dos Santos

Suzuki Jimny Sierra 2019

Suzuki Jimny Sierra 2019


O automóvel possui estilo contemporâneo, formas geométricas, linhas modernas, visual autêntico e uma vasta diversidade de cores.

A Honda Motor Company, desde 1948, mantém o compromisso com os seus clientes e foi criada pelos Soichiro Honda e Takeo Fujisawa. Juntos eles lutaram para construir essa grande empresa, em meio à guerra e desastres ambientais venceram as adversidades e conseguiram traçar um belo caminho. Sediada em Tóquio, no Japão, contém 507 empresas presentes em todo o globo terrestre, quase 170 mil colaboradores, 67 fábricas, 13 países e 43 unidades tecnológicas que comprovam a sua ética e excelência com os seus consumidores.

A Honda Motor do Brasil Ltda chega no ano de 1971, com o objetivo de distribuir os produtos pelo país. A primeira empresa foi construída em Sumaré-SP no dia 6 de outubro em 1974 e devido a algumas complicações o governo impediu as importações. Felizmente, a companhia restabelece em 1976 com o lançamento da moto CG 125, uma produção nacional, situada na Zona Franca de Manaus. Tendo como seu garoto-propaganda, Edson Arantes do Nascimento, mais conhecido como Pelé “rei do futebol”, a empresa visava desenvolver o produto de qualidade e barato; ainda atendendo a expectativa e a realidade dos brasileiros. Naquela época tornou-se a moto mais vendida no país.

Como era de se esperar a companhia lançou mais um modelo, o novo Honda HR-V 2019, que promete ser o carro mais vendido, com alta tecnologia e mais bem-estar. O automóvel possui estilo contemporâneo, formas geométricas, linhas modernas, visual autêntico e uma vasta diversidade de cores. Dentro do automóvel o painel é digital, o espaço está mais ampliado e o conforto virou a marca do modelo. Além disso, precisamos dar ênfase na grade cromada com o logotipo da Honda e melhoramento da acomodação O valor do carro gira em torno de R$ 108.500.

Veja as características, funcionalidades e outras informações.

Segurança e Design

O veículo ainda possui uma máxima segurança, nele contem inúmeros itens. Como: Sistema ULT (configuração modular dos bancos); Freios ABS e Airbags; Sensores de luz e ré; Sistema HSA (Hill Start Assist-assistente de partida em aclives); Câmbio manual; Retrovisor interno anti-ofuscante; Seletor de trocas de marchas no volante; Faróis de LED com luzes diurnas.

Novidades

No interior do automóvel possui itens mais completos e confortáveis, entre esse temos: Navegador GPS, controles de som no volante, Bluetooth, Ar condicional digital automático, Central multimídia com tela de sete polegadas Multi-touch screen; Direção elétrica, Tapetes com fixadores no assoalho, Internet browser (via hotspot), Áudio digital, Câmera de marcha à ré e Bancos e coluna de direção com regulagem de altura, Sensor de Chuva, Sensor crespucular, Sensor de estacionamento traseiro.

Ficha técnica:

Dimensões: altura 1.586mm, comprimento 4.329 mm, distância entre os eixos 2.610 mm

Freios: Com ABS e ESP, discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira

Capacidades: tanques 51 litros, porta-malas 437 litros

Rodas e Pneus: Roda de liga leve 17 polegadas com pneus 2015/55 R17

Transmissão: Tração dianteira, câmbio automático CVT com simulação de 7 marchas nas versões LX, EX e EXL.

Motor: 16 válvulas, transversal, dianteiro, comando único com variador de fase, 4 cilindros em linhas, flex

Peso: 1.276 kg em marcha crescente

Suspensão: Eixo de torção na traseira e independente McPherson na dianteira

Capacidades: Tanque 51 litros, porta-malas 437 litros

Torque / Potência: 17,3 kgfm (a 4.800 rpm)/17,4 kgfm a 5.000 rpm;140 (6.500 rpm/ 139 cv a 6.300 rpm.

Preço: R$ 108.500 (EXL)

Você que é apaixonado por carros com alto nível tecnológico e design arrojado, não pode perder esta oportunidade: o novo Honda HR-V 2019 é o carro ideal. Ele representa tudo que o mercado atual tem de inovador. Não é novidade para ninguém que os automóveis Honda são líderes de mercado e conquistam novos clientes a cada dia, além de deixar satisfeitos os clientes fiéis à marca.

Por Dian Lucas de Paula

Honda HR-V 2019

Honda HR-V 2019


Existem três motivos que isentam o proprietário de um veículo automotor de pagar o IPVA: pelo ano do veículo, por apresentar deficiência física ou mental e por ser portador de doença crônica.

No fim de ano, há aqueles que gastam todo o 13º salário em presentes para a família e na ceia de Natal. De outro lado, há quem prefira controlar um pouco os gastos e que separa uma parte para fazer uma viagem nas férias de janeiro. Já os mais precavidos pisam no freio do consumo e aproveitam o salário extra para se preparar para os gastos que chegarão assim que a folha do mês de dezembro for virada no calendário. Há os impostos, como o IPTU e o IPVA, os materiais escolares, as matrículas na escola particular ou do cursinho de inglês.

Isenção no IPVA

O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) pode ser o mais salgado dos gastos. Por isso, é importante que o proprietário de veículos esteja atento às possibilidades de ser isento do pagamento. Sim, essa possibilidade existe, embora não seja uma informação de amplo conhecimento. Há dados que apontam que uma em cada três pessoas possam requerer essa isenção.

Existem três motivos que isentam o proprietário de um veículo automotor de pagar o IPVA: pelo ano do veículo, por apresentar deficiência física ou mental e por ser portador de doença crônica.

Ano do veículo

Nada mais justo do que isentar o proprietário de um veículo antigo, que naturalmente terá gastos mais expressivos com manutenção. Uma vez que o IPVA é um imposto estadual, há uma variação no tempo de fabricação exigido para configurar a isenção.

Proprietários de veículos automotores fabricados há mais de 10 anos registrados em Goiás, Roraima, Rio Grande do Norte e Acre são isentos do pagamento de IPVA. Já os moradores do Tocantins, Amapá, Amazonas, Sergipe, Rondônia, Bahia, Ceará, Rio de Janeiro, Piauí, Distrito Federal, Espírito Santo, Paraíba, Pará, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pará e Mato Grosso possuem isenção ao serem proprietários de veículos com mais de 15 anos de idade. Nos estados do Rio Grande do Sul, Paraná, Alagoas e São Paulo, o veículo deverá ter sido fabricado há mais de 20 anos para que seu proprietário seja isento do pagamento do IPVA.

A maior exigência é feita pelo estado de Santa Catarina, onde a isenção é dada para veículos produzidos até 1985, ou seja, veículos com mais de 33 anos. Os estados de Pernambuco e Minas Gerais, por sua vez, apresentam redução no imposto de forma progressiva de acordo com o ano de fabricação do carro.

Isenção por doença crônica e por deficiência física ou mental

Deficientes e pessoas lidando com doenças crônicas já costumam ter despesas hospitalares e medicinais altos. Para elas, portanto, a isenção de pagamento no IPVA pode gerar uma importante economia.

Há uma extensa lista de mazelas que podem gerar isenção. São elas: hérnia de disco, estomias, amputação, artrite, artrodrese, espondilite anquilosaste, escoliose acentuada, cirurgia da coluna, câncer de próstata pós-cirúrgico, artrogripose, cirurgia ou lesão de ombro, cirurgia de punho, deficiência visual, Mal de Parkinson, encurtamento de membros, cirurgia de joelho, esclerose múltipla, tendinite crônica, tetraplegia, ser portador do vírus HIV, insuficiência renal, nanismo, mastectomia, má formação, LER (lesão por esforço repetitivo), neuropatias diabéticas, paralisia cerebral, ostomia, poliomielite, tendinite crônica, prótese de fêmur, dentre outras possibilidades.

Ao se identificar com algum desses males, o proprietário de veículos automotores deve entrar em contato com o órgão responsável pela cobrança do imposto em seu estado e se informar sobre os documentos e laudos médicos necessários para solicitar a isenção.

IPVA

O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores substituiu a Taxa Rodoviária Única (TRU), que havia sido criada em 1969. Ele é um imposto estadual, formalizado pelo artigo nº 155, III da Constituição Federal. Ele é restrito a veículos automotores, não cobrindo embarcações ou aeronaves. A alíquota de referência pela cobrança é designada por cada governo estadual. Em 2017, as alíquotas mais altas se encontravam nos estados de Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais, com 4% do valor venal do veículo.

O não pagamento do IPVA impede o licenciamento do veículo, que é anual. O automóvel parado em blitz com situação irregular pode ser apreendido, causando inúmeros transtornos ao seu proprietário.

Por Luís Fernando Santos

Isenção IPVA


Descontos chegarão a 3,34% para o IPVA de São Paulo 2019. Proprietário do veículo terá a opção de pagamento à vista, ou parcelado em até três vezes.

Os paulistas serão beneficiados com um desconto significativo no IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores).

Segundo o calendário de pagamento do ano de 2019, a queda média no valor venal dos carros usados será de 3,34%.

Contudo, algumas taxas permanecem as mesmas. Quem possui veículo movido a gasolina e também carro flex deverá recolher 4% sobre o valor venal.

Já os que funcionam somente com álcool, eletricidade e gás continuarão com a alíquota de 3%.

O contribuinte possui duas opções de pagamento do IPVA, onde poderá optar pela cota única que deverá ser paga em janeiro e terá um desconto de 3%, ou pelo parcelamento em até três vezes (janeiro, fevereiro e março) havendo também a possibilidade do pagamento único em fevereiro, porém sem o desconto.

O prazo para quitar o IPVA à vista e obter o desconto em janeiro será entre os dias 9 e 22, conforme o final da placa.

O seguro obrigatório DPVAT também sofrerá alterações no valor, com uma queda média de 63%. Por exemplo: para os carros, o valor passará de R$ 41,40 para R$ 12. Todavia permanecerão embutidos o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e o custo do bilhete.

Segue abaixo, o calendário de pagamento do IPVA de carros e motos, iniciando-se no dia 9 de janeiro e terminando no dia 22 de março.

– Para veículos com o final 1 – a primeira parcela deverá ser paga no dia 09 de janeiro com a opção da quitação total do débito já incluso o desconto

  • A segunda parcela deverá ser paga no dia 11 de fevereiro ou com a quitação total do débito sem o desconto
  • E finalmente a terceira e última parcela deverá ser paga no dia 11 de março

– Para veículos com o final 2 – a primeira parcela deverá ser paga no dia 10 de janeiro com a opção da quitação total do débito já incluso o desconto

  • A segunda parcela deverá ser paga no dia 12 de fevereiro ou com a quitação total do débito sem o desconto
  • E finalmente, a terceira e última parcela deverá ser paga no dia 12 março

– Para veículos com o final 3 – a primeira parcela deverá ser paga no dia 11 de janeiro com a opção da quitação total do débito já incluso o desconto

  • A segunda parcela deverá ser paga no dia 13 de fevereiro ou com a quitação total do débito sem o desconto
  • E finalmente, a terceira e última parcela deverá ser paga no dia 13 de março

– Para veículos com o final 4 – a primeira parcela deverá ser paga no dia 14 de janeiro com a opção da quitação total do débito já incluso o desconto

  • A segunda parcela deverá ser paga no dia 14 de fevereiro ou com a quitação total do débito sem o desconto
  • E finalmente, a terceira e última parcela deverá ser paga no dia 14 de março

– Para veículos com o final 5 – a primeira parcela deverá ser paga no dia 15 de janeiro com a opção da quitação total do débito já incluso o desconto

  • A segunda parcela deverá ser paga no dia 15 de fevereiro ou com a quitação total do débito sem o desconto
  • E finalmente, a terceira e última parcela deverá ser paga no dia 15 de março

– Para veículos com o final 6 – a primeira parcela deverá ser paga no dia 16 de janeiro com a opção da quitação total do débito já incluso o desconto

  • A segunda parcela deverá ser paga no dia 18 de fevereiro ou com a quitação total do débito sem o desconto
  • E finalmente, a terceira parcela deverá ser paga no dia 18 de março

– Para veículos com o final 7 – a primeira parcela deverá ser paga no dia 17 de janeiro com a opção da quitação total do débito já incluso o desconto

  • A segunda parcela deverá ser paga no dia 19 de fevereiro ou com a quitação total do débito sem o desconto
  • E finalmente, a terceira e última parcela deverá ser paga no dia 19 de março

– Para veículos com o final 8 – a primeira parcela deverá ser paga no dia 18 de janeiro com a opção da quitação total do débito já incluso o desconto

  • A segunda parcela deverá ser paga no dia 20 de fevereiro ou com a quitação total do débito sem o desconto
  • E finalmente, a terceira e última parcela deverá ser paga no dia 20 de março

– Para veículos com o final 9 – a primeira parcela deverá ser paga no dia 21 de janeiro com a opção da quitação total do débito já incluso o desconto

  • A segunda parcela deverá ser paga no dia 21 de fevereiro ou com a quitação total do débito sem o desconto
  • E finalmente, a terceira parcela deverá ser paga no dia 21 de março

– Para veículos com o final 0 – a primeira parcela deverá ser paga no dia 22 de janeiro com a opção da quitação total do débito já incluso o desconto

  • A segunda parcela deverá ser paga no dia 22 de fevereiro ou com a quitação total do débito sem o desconto
  • E finalmente, a terceira e última parcela deverá ser paga no dia 22 de março

Por Defilho

IPVA 2019


Nova Versão de Entrada chegará às lojas custando R$ 99.990.

Toda estreia de um novo veículo, sobretudo oriundo de uma grande marca, torna-se um evento ímpar. Recentemente, em território nacional, mais um modelo de automóvel foi oficialmente lançado. Embora mais simples, este carro promete tanta eficiência quanto antes.

Deste modo, a grande companhia Volkswagen, por meio de seus engenheiros, fez produzir um novo tipo de modelo Jetta. Este, agora, está vazado em uma configuração inteiramente mais acessível ao consumidor geral, dada a necessidade de se intensificar todo o comércio de veículos. Os modelos muito equipados tiveram uma queda nas vendas.

Este novo veículo é intitulado somente: Jetta 250 TSI, consistindo em um modelo cujo valor no mercado inicia em R$ 99.990, ou seja, ele está disponível por 10 mil reais mais barato em relação ao modelo Comfortline.

Entretanto, para que a produção conseguisse estruturar um carro mais simples e mais eficiente, algumas alterações foram necessárias, e certa filtragem foi operada com relação à presença de alguns atributos de equipamentos, que precisaram ser desinstalados, no sentido de simplificar toda a sua estrutura.

Entre as alterações, seguem algumas informações:

Anteriormente os bancos estavam sendo produzidos em couro, agora, em seu lugar, estão sendo instalados bancos produzidos em tecido; nesta versão as suas rodas foram estruturadas em 16 polegadas de raio e está munido de quatro alto-falantes em oposição aos seis originais da série.

Entre outras filtragens na presença de atributos, seguem as informações:

Este modelo de sedã estará sendo expurgado da presença de funções como a chamada câmera de ré; o dispositivo GPS; a chave tipo presencial; o seu volante inteiramente revestido em couro; a função de iluminação direcionada aos pés do motorista e também se retira o retrovisor interno de tipo antiofuscante.

Embora esta filtragem nos equipamentos pareça negativa, ela, de fato, não altera em nada a essência do veículo. Existe uma grande diferença com relação ao valor de mercado, entretanto, o novo Jetta, em sua versão mais barata, foi mantido com seu melhor conjunto de aparelhagem, ou seja, permanece o dispositivo de ar-condicionado tipo digital em duas zonas; foram mantidos os faróis em luz led; permanecem os dispositivos de sensores para orientação de estacionamento, tanto dianteiros quanto traseiros; foram mantidos os seis airbags e também o controle para estabilidade.

Outras funções específicas que estão mantidas são as seguintes:

Permanece o dispositivo de Central multimídia, munido de uma tela em oito polegadas e mais a capacidade de conectividade para dispositivo Android Auto; para o Apple CarPlay e o MirrorLink; o start-stop; foi mantida a função do freio de estacionamento, tipo eletrônico e também a função de assistente para partida sobre rampas, ou seja, ele continua bem incrementado.

Agora a parte essencial e a que mais interessa, a estrutura mecânica. Todo o seu conjunto, no que tange ao aparato mecânico, constitui a mesma aparelhagem já instalada nas suas duas versões anteriores, ou seja, o Comfortline, disponível por 109.990 mil e o R-Line, disponível por 119.990 mil, e se trata do motor tipo 1.4 turbo, com desempenho de até 150 cavalos em potência e mais o câmbio tipo automático em seis marchas.

Assim, o modelo Volkswagen Jetta está vazado em uma nova versão, munida da entrada em 250 TSI, com valor de R$ 99.990 no mercado. Em realidade, este automóvel permanece o mesmo, essencialmente. Está um pouco mais barato, porém, ainda bem incrementado.

Este é o novo Sedã Jetta 2019, o qual está livre de alguns itens, como os bancos em couro; os faróis para neblina e a função de câmera de ré, porém, está munido dos importantes faróis de led; dos necessários seis airbags e do potente motor tipo 1.4 turbo.

Vale a pena conferir.

Paulo Henrique dos Santos


O M7 oferta alguns elementos que chamam atenção. A aparência exterior lembra diretamente ao modelo Ford S-Max europeu, porém o atrativo do Lifan M7 fica por conta do seu espaço interno e também na possibilidade de poder transportar até 7 ocupantes.

Não se está errado quando se fala que os consumidores brasileiros só adquirem ou então desejam adquirir um utilitário esportivo. A marca chinesa Lifan chegou ao mercado brasileiro, neste anos de 2018, com alguns SUVs, como por exemplo o X60 que possui câmbio automático CVT, e também com a geração mais nova do modelo no segundo semestre, além de seu irmão mais velho, o X80 que está pra chegar em março de 2019. Ainda que a empresa tenha lançado essas novidades, ainda não se sabe do futuro de um modelo muito querido no exterior, o Lifan M7. Não se sabe ainda se o monovolume se daria bem aqui no mercado brasileiro, já que iria disputar clientes que hoje adquirem o Chevrolet Spin, a qual varia em preço de R$ 58.890 a R$ 71.990 e o JAC J6 que está entre R$ 60.990 e R$ 66.990.

Tentando chamar a atenção do público, o M7 oferta alguns elementos. A sua aparência exterior lembra diretamente ao modelo Ford S-Max europeu, porém o atrativo do Lifan M7 fica por conta do seu espaço interno e também na possibilidade de poder transportar até sete ocupantes. Sua distância de entre-eixos é de 2,78 metros, sendo maior ao ser comparado com o modelo Spin da Chevrolet, o qual conta com 2,62 metros e também do J6 da JAC Motors, que mede 2,71 metros. Os ocupantes que viajam na fileira central de bancos do veículo encontram um assoalho plano, sem contar o amplo espaço destinado as pernas dos mesmos, também é possível fixar cadeiras infantis, por meio da tecnologia Isofix. Por outro lado, quem estiver na fileira do fundo, caso possuam uma estatura alta podem acabar sofrendo em trechos mais longos pelo espaço que é limitado para os ombros e para os joelhos.

A posição alta para dirigir é comum em carros MPV, já o acabamento interno do modelo melhorou diante dos outros veículos da Lifan que são comercializados no Brasil, como por exemplo o 530 com motor 1.5 e vendido por R$ 37.990. O M7 tem seu console central pintado na cor de Black Piano, também conta com detalhes que imita madeira nas partes laterais das portas e também no painel, já o volante conta com uma base achatada. As críticas aparecem, apesar disso, e são direcionadas a distância do banco do condutor, os ajustes de altura, o freio de estacionamento que é acionado por pedal e as peças que possuem rebarbas aparentes.

Embaixo do capô do M7, se encontra um propulsor turbo de 1.5 litros, movido a gasolina e que está acoplado a um câmbio automático com oito velocidades. Entretanto, o M7, na China, é oferecido também com um motor de 2.0 litros e outros de 1.8 com câmbio manual e cinco velocidades ou então câmbio continuamente variável – CVT. O Lifan M7 turbinado disponibiliza um desempenho que condiz com tal e acorda antes mesmo de chegar aos 2 mil giros, passando uma dose boa de fôlego para o motor. A transmissão também conta com a opção de realizar trocas de marchas sequenciais por meio da alavanca.

O conforto é garantido por suas suspensões, que são bem macias, entretanto, tal maciez tem seu custo, pois faz a carroceria do modelo oscilar e, podendo até a chegar no final de seu curso, dependendo da irregularidade encontrada no asfalto, o que acaba batendo seco. Pontos que poderiam ser melhorados também são o curso do pedal de freio e a calibração de sua caixa de direção, que tem respostas pouco diretas quando se realizar o esterçamento.

Se o modelo chegar ao Brasil encontrará uma tarefa difícil adiante. Isso se deve pelo fato de brigar com o Chevrolet Spin e o de convencer o cliente brasileiro a realizar a troca de um utilitário esportivo por um MPV.

Por Filipe Silva

Lifan M7 2019

Lifan M7 2019


O carro Kia Stinger desembarca no Brasil em breve. Veículo mais potente da história da Kia chega por R$ 399.990.

Qual a primeira imagem que vem à sua cabeça quando você lembra da Kia Motors? Na minha, vem a imagem do Kia Sportage, carro da Kia mais conhecido no Brasil. Apesar de termos outros modelos disponíveis no Brasil como o Soul, o Sorento e o Cerato, o primeiro (se não o único) que vem à nossa cabeça é o Sportage. A Kia geralmente não lança carros esportivos nem superpotentes.

Esse pensamento também está nos Estados Unidos. Lá as pessoas têm a ideia de que carros da Kia são carros simples, de uso diário para ir e voltar do trabalho.

Mas em 2017 a Kia quis fazer diferente. Sendo a segunda maior montadora da Coreia do Sul (ficando atrás da Hyundai) a marca quis bater de frente com a Hyundai, lançando o modelo mais poderoso de sua história. Assim nasceu o Kia Stinger.

A novidade é que este modelo poderoso vai ser lançado no Brasil, inicialmente chegando apenas vinte unidades nas terras tupiniquins. Mas antes de entrarmos nos detalhes do lançamento no Brasil, vamos focar no possante primeiro!

O Kia Stinger é um fastback (Fastback é semelhante a um hatch, mas tem a parte traseira mais comprida. O teto vai abaixando até o porta-malas numa forma moderadamente encurvada. O fastback mais conhecido é o Ford Mustang). O Kia Stinger é um tipo de fastback executivo compacto de 5 portas fabricado pela Kia Motors.

O modelo tem suas raízes no carro “Conceito Kia GT” do Salão do Automóvel de Frankfurt, Alemanha de 2011 e também no “Kia GT4 Stinger” do Salão Internacional do Automóvel de 2014 na América do Norte. Projetado por Peter Schreyer e Gregory Guillaume no estúdio europeu da Kia em Frankfurt, Alemanha e projetado pelo ex-vice-presidente de engenharia da BMW, Albert Biermann, o carro foi apresentado no Salão Automóvel Internacional da América do Norte de 2017.

Segundo Guillaume, o design do Stinger foi parcialmente inspirado na garrafa da Coca-Cola. Durante uma entrevista, ele fez o seguinte comentário sobre o propósito do carro. "O novo Kia Stinger é um verdadeiro “Gran Turismo”, um carro com espírito para longas distâncias. Não se trata de poder absoluto, aerodinâmicas e estilo brutal.[…] – o propósito deste carro é a jornada, a viagem. " Para acessar a entrevista (em inglês) clique aqui – www.forbes.com/sites/michaelharley/2017/06/26/the-2018-kia-stinger-defies-germanys-famed-nurburgring-nordschleife-race-track/#40a4a0074080.

Os testes do carro incluíram mais de 1.000 quilômetros no Circuito Internacional da Coréia e 10.000 quilômetros no autódromo de Nordschleife de Nürburgring.

O Stinger é oferecido com dois motores: o primeiro é de quatro cilindros e 2.0 litros turbo que produz 255 cavalos de potência (190 kW); o segundo é um motor V6 biturbo de 3.342 cc de volume (3.3 L) que gera 365 cavalos de potência (272 kW) a 6.000 RPM.

Para o mercado coreano, o Stinger usa o emblema “E”, que simboliza o tema central de "Engenharia por Excelência".

A Kia afirma que os modelos 2.2 a diesel, 2.0 T-GDi e 3.3 V6 Twin-Turbo têm uma aceleração de 0 a 100 km/h em 7,7 segundos, 6 segundos e 4,9 segundos, respectivamente.

Schreyer supostamente dirigiu um Stinger GT de pré-produção a uma velocidade máxima de 269 km/h na Autobahn (autoestrada) alemã.

Durante um teste da Car and Driver, um modelo GT 3.3T GT de tração nas quatro rodas com pneus Michelin Pilot Sport 4 acelerou de 0 a 100 km/h em 4,6 segundos.

A montadora sul-coreana Kia lançou seu Stinger GT no mercado brasileiro!

O carro chega ao Brasil como edição de lançamento, desembarcando apenas 20 unidades inicialmente, com assinatura de Emerson Fittipaldi. O preço proposto para o modelo é de R$ 399.990, porém o primeiro lote terá o preço de R$ 349.990, já que na época da aquisição das 20 unidades a cotação do dólar era menor.

Para informações completas sobre o modelo (em inglês) diretamente do site da Kia clique aqui www.kia.com/us/en/vehicle/stinger/2019/overview.

Por Bruno Rafael da Silva

Kia Stinger 2020


Modelo é um crossover híbrido de fácil manutenção e atualização, é suave, silencioso, confortável e também tem um tanque de gasolina.

Novo Kia Niro, o Crossover Hybrid, recentemente lançado no Brasil, enquanto híbrido, vem com um motor elétrico, apresentando, com isso, redução de combustível e produção de gases poluentes, diferente dos carros tradicionais, que são movidos a gasolina. Tal como os outros carros, o Niro revela-se um automóvel de fácil manutenção e atualização, é suave, silencioso, confortável e também tem um tanque de gasolina. Ou seja, as mesmas vantagens de qualquer outro automóvel, mas tendo como seu diferencial, a economia e preocupação com o meio ambiente. É melhor para o seu bolso e para a natureza.

O Niro tem uma caixa de seis velocidades com dupla embreagem, que proporciona uma condução rápida e suave. A bateria dispensa ligações a tomadas de carregamento e regenera a bateria do veículo para recarregar. Conta também com uma garantia integral e gratuita de sete anos para toda a Europa, que inclui também a bateria, não tendo limite de km nos três primeiros anos e nos outros quatro 150.000 km. Essa garantia, de acordo com o programa de manutenção, caso o veículo seja sujeito a operações de manutenções regulares, pode ser transferível para proprietários subsequentes.

O sistema inteligente do motor faz com o que o veículo seja mais eficiente, ele escolhe usar o motor elétrico, o de combustão ou a junção de ambos de acordo com as situações, para proporcionar o melhor desempenho e a melhor racionalização do consumo energético. Quando se liga o motor ou quando abaixa a velocidade, o sistema usa apenas o motor elétrico, que não produz nenhuma emissão de CO2. Nas desacelerações e subidas, o motor de combustão é utilizado junto ao elétrico para auxiliar e ainda consegue aproveitar igualmente a energia cinética das desacelerações ou travagens para recarregar a bateria. Porque segundo a marca, num automóvel eficiente como este qualquer gota de combustível conta.

Sendo um sinônimo de ideias inteligentes e tecnologias avançadas, esse modelo apresenta o Smart Cruise Control Adaptativo, um sistema que permite programar uma velocidade fixa, aumentando assim a sua segurança em viagens. Através do radar, o Cruise Control consegue manter a distância do carro à frente, alterando a velocidade do Niro automaticamente. Se o automóvel diminuir a velocidade ou aumentar, o Niro o faz igualmente, tendo como limite máximo a velocidade programada, eis a forma perfeita de manter tudo sobe controle.

Com relação à conectividade, ele tem uma função de carregamento sem fio para telefones com tecnologia QI, isso permite que você esteja sempre contatável durante as viagens. Incluindo também um sistema de navegação gratuita por sete anos com atualização de mapas nítidos e informativos em 2D e 3D. O trânsito em tempo real é atualizado de dois em dois minutos, para prevenir imprevistos em suas viagens. Conta também com uma previsão de tempo, pesquisa para encontrar locais de interesse, informações sobre localização de radar de velocidade ao longo de seu percurso, tudo isso pela conexão Wi-Fi, permitindo o Niro se conectar com a internet através de smartphone.

Para maximizar o espaço, a bateria do Niro é colocada sobe os bancos traseiros, essa configuração proporciona uma zona de carga mais espaçosa e versátil, com capacidade de 427 litros, esse número aumenta 1.435 litros se abaixar os bancos de trás, que são bem flexíveis para se adequarem as suas necessidades, assim proporcionando bastante espaço para mais bagagens.

O Niro tem um sistema de travagem de emergência, usa um radar e uma câmera para detectar se um veículo ou pedestre está muito próximo. Caso isso aconteça, ele dispara um aviso sonoro para alertar o condutor. Se não houver nenhuma reação, o sistema é automaticamente ativado parando o carro, para evitar um possível acidente. Esse sistema tem três modos diferentes, o cidade, interurbano e pedestre, ajudando a manter sua segurança o máximo possível.

Por Fabio Santos

Kia Niro

Kia Niro


Novo Toyota Corolla 2020 será lançado no mercado brasileiro em 2019 e contará com diversos detalhes interessantes.

O queridinho quando o assunto é sedan, o Toyota Corolla, testa as mudanças para sua nova geração. A montadora já iniciou os preparativos para lançar no próximo ano o Novo Corolla 2020 aqui no Brasil.

Na Europa, o carro começou a rodar ainda em fase de testes. O sedan campeão de vendas no mundo inteiro será montado na plataforma TNGA usada pelo Aurius, Novo Prius e o SUV.

Acompanhe mais detalhes.

Design

O Corolla não trará grandes revoluções em seu design, será mais uma evolução, ou que se chama de reestilização do modelo existente. Diferente da ruptura que a geração 2012 teve em relação a de 2008, o Corolla 2020 não será tão radical nas mudanças, mas elas serão visivelmente percebidas.

A mudança estética mais notada será a sua dianteira que ficará mais robusta e agressiva, se aproximando visualmente do Novo Auris. O corolla hatch na Europa e EUA, foi apresentado com faróis um pouco maiores. Já o sedan, apresenta faróis afilados conferindo elegância. O para-choque surge com grade mais proeminente.

Motor, potência e consumo

Quando se pensa em carro e lançamentos de novas gerações, a curiosidade para os amantes dos motores, não é só pela parte estética, o motor e a potência do carro também geram grande expectativa.

O Corolla foi apresentado na Europa em seu modelo sedan com o motor 1.8 híbrido de quatro cilindros 122 cv. A montadora declara que o consumo do carro é de 23,3 KM/l. Aqui no Brasil o Corolla será flex.

As versões de entrada pouco mudam usando o 1.6 com 132 cv, com consumo de 16,4 km/l. No entanto estará disponível uma nova opção com 2.0 de quatro cilindros.

Transmissões manual de 6 marchas ou dez marchas CVT. Na versão antiga eram apenas sete.

Parte interna e itens de série

Os equipamentos de série são sempre conferidos na hora da escolha de um carro. Quanto mais completo, melhor. Parecido com o Corolla na versão hatch, o painel apresenta tela com 8 polegadas exibindo comando em seu sistema multimídia.

O itens que compõem os equipamentos que vem de série, será um destaque e tanto. De acordo com o que foi apresentado na Europa, o Novo Corolla traz slot para recarregar smartphones, freio eletrônico para estacionar, piloto automático adaptado, brake hold, freio automático para emergências em caso de risco iminente de colisão, alerta para quando houver invasão de faixa. e dispositivo para fazer com que o veículo permaneça na faixa de rolagem.

Os bancos são de couro e os usuários contam com ar condicionado de duas zonas, além de sistema de áudio JBL premium.

Conforto, luxo e dirigibilidade

A nova plataforma que o Corolla irá receber vai conferir mais leveza ao veículo tornando mais agradável ao dirigir. O carro também terá acrescido 4 cm em relação ao veículos que rodam atualmente. Isso significa mais espaço e conforto interno.

Ao optar por adotar o tipo multilink para a suspensão traseira, os engenheiros pretendem levar aos motoristas uma condução confortável na rodagem. Essa suspensão específica estará disponível no Corolla em sua versão top de linha.

Previsão de lançamento no Brasil

Sendo o preferido da categoria aqui no Brasil, as mudanças da nova geração do Toyota Corolla, o deixará ainda mais competitivo no mercado automobilístico nacional.

Mais agressivo esteticamente, moderno, luxuoso e com itens de série importantes que conferem segurança e conforto, tanto ao condutor quanto aos passageiros, o lançamento aqui será aguardado ansiosamente pelos fãs da categoria.

Contudo, vai ser preciso esperar. O público brasileiro só poderá conferir as mudanças da nova geração do Toyota Corolla pelas ruas brasileiras no final de 2019 ou início de 2020. Vamos aguardar.

Por Fabiola Moraes

Toyota Corolla 2020

Toyota Corolla 2020


A Evoque 2019 mudará levemente seu já conhecido padrão, tornando-se um veículo ainda mais robusto que antes, quase deixando de ser um veículo totalmente luxuoso e esportivo, tornando-se um pouco mais semelhante ao Discovery.

A montadora Land Rover possui uma fama grande de ser uma marca que fabrica veículos mais fortes, e com uma capacidade maior para encarar qualquer tipo de terreno em que se encontre sem ter grandes problemas, porém não é apenas este fator que qualifica a famosa montadora Land Rover, pois é muito provável que vocês já tenha ouvido falar da Range Rover Evoque, que é um utilitário compacto da marca, com uma premissa bem diferente do já conhecido da empresa, um veículo com um elogiado desenho, que por onde passa sempre chama a atenção, além de oferecer uma grande experiência para os ocupantes que ao mesmo que estão em um utilitário, também se veem em um carro com um ar bem esportivo.

Ainda que o motor do utilitário não seja assim tão potente pelo valor que é vendida e também por seu visual atraente, é um bom propulsor, o qual conta com 2.0 litros e motor turbo, capaz de gerar 240 cavalos, permitindo alcançar de 0 a 100 quilômetros horários em apenas 7,6 segundos, tendo 217 quilômetros horários como sua marca máxima, possuindo limitador eletrônico. A performance é boa, mas nada que seja muito surpreendente.

Um dos fortes pontos que possui o Range Rover Evoque, trata-se do seu conforto e alta tecnologia, sendo um esportivo que possui, internamente, um impecável acabamento, além de ser muito luxuoso. O utilitário busca trazer conforto para todos os ocupantes do modelo e não somente para o condutor, visto que, por exemplo, o carro conta com um display sensível ao toque, o qual disponibiliza para os passageiros a oportunidade de assistir filmes ou então ouvirem músicas ao mesmo tempo que seus celulares são carregados

Mudanças na nova Evoque 2019

A nova Range Rover Evoque já está para chegar ao mercado muito em breve e inclusive foi flagrada em diversos testes pelas ruas do Brasil, entretanto pelo o que foi visto do veículo, mesmo camuflado, é possível notar que a Evoque em sua linha 2019 mudará levemente seu já conhecido padrão, tornando-se um veículo ainda mais robusto que antes, quase deixando de ser um veículo totalmente luxuoso e esportivo, e se tornando um pouco mais semelhante a outro veículo da marca, o Discovery, que é um utilitário que se encontra a uma categoria acima do Evoque. A linha 2019 da Evoque será equipada com propulsores novos, dotado de quatro cilindros, variando uma potência entre 148 e 296 cavalos, sendo possível encontrar o modelo a diesel e a gasolina.

Lançamento da nova Evoque 2019

A linha 2019 da Evoque provavelmente será lançada no mercado europeu no começo do próximo ano, e acredita-se que muito em breve também chegue aos demais mercados.

O preço da Evoque 2019

Atualmente, a versão mais em conta vendida pela Range Rover do modelo Evoque possui um preço sugerido em R$ 228.500. Enquanto a versão completa da Evoque possui um valor tabelado, pela marca, em suas concessionárias, sendo de R$ 293.100, que é a versão conversível do esportivo.

Versões disponíveis no Brasil da Evoque

Hoje em dia a Range Rover Evoque encontra-se, no mercado brasileiro, disponível em sete diferentes versões de acabamento. São as seguintes:

  • EVOQUE SE 2.0, com 16 válvulas, à gasolina, transmissão automática e quatro portas, 4wd;
  • EVOQUE 2.0 de 16 válvulas, TD4 TURBO, movido à diesel, 4WD, automático e com 4 portas;
  • EVOQUE 2.0, 16 válvula, SI4, à gasolina, DYNAMIC SE, AUTOMÁTICO, 4WD;
  • EVOQUE 2.0, DYNAMIC HSE, 4WD, com 16 válvulas e movido à GASOLINA, transmissão automática e 4 portas;
  • EVOQUE 2.0 TD4, 16 válvulas, SE DYNAMIC, turbo diesel, quatro portas, 4WD e transmissão automática;
  • EVOQUE 2.0 com 16 válvulas, TD4 diesel TURBO, DYNAMIC HSE, 4WD, transmissão automática e quatro portas;
  • EVOQUE 2.0 conversível, HSE DYNAMIC, 16 válvulas, à gasolina, 4WD, transmissão automática e com apenas duas portas.

Por Filipe Silva

Range Rover Evoque 2019

Range Rover Evoque 2019


O modelo 100% elétrico será lançado no Brasil em 2019.

Apesar de um mercado que ainda carece de estrutura, a Chevrolet lança o Bolt EV no Brasil. O modelo 100% elétrico promete impulsionar o setor. A fabricante, a GM, está se preparando para o lançamento que ocorrerá em 2019.

Com autonomia de 358 km com apenas uma recarga, o Bolt entrega até 200 cv de potência e 36,9 mkgf de torque. Lançado em 2017 nos Estados Unidos, o veículo traz a proposta em três pilares: eletricidade, conectividade e compartilhamento. E é essa estratégia que a GM global pretende aplicar na filial brasileira.

O modelo apresenta a mesma dirigibilidade que qualquer modelo a gasolina. A diferença é o baixo ruído em relação aos modelos a combustão, o que pode ser visto como uma grande vantagem por alguns condutores. Quando é dada a partida, surge a palavra Ready (pronto) na tela central. É o sinal para acelerar, uma vez que sem ruído algum só assim para saber que o carro está ligado.

No modo Low, em qualquer velocidade o condutor pode desacelerar e até parar apenas tirando o pé do acelerador. Dessa forma os freios são preservados, reduzindo a quantidade de energia desperdiçada, o que aumenta a autonomia do veículo. Se precisar usar os freios, não há problemas, além de eficientes eles ajudam a converter a energia cinética em eletricidade e transferi-la novamente para a bateria.

Autonomia superior a 380 quilômetros

Esse é o principal ponto focado pela fabricante. O modelo vem equipado com baterias de Lítio de 288 células, agrupadas em três conjuntos condicionados sob o piso da cabine. Para carregar a bateria de 60KWH basta utilizar o carregador básico fornecido pela GM em uma tomada residencial comum, de 220VAC/10A. Este modo permite uma taxa de carregamento média de 10km por hora de carga.

Ainda há o kit opcional para recarga rápida, permitindo que em cerca de 30 minutos a bateria seja carregada para rodar 144 km. É uma tentativa de resolver a escassez de pontos para recarga quando é excedida a capacidade da bateria. Nos Estados Unidos, o Bolt conta com uma conexão para tomada industrial mais comum no país estrangeiro. Nesse modo de 240 volts e 32 amperes, a recarga da bateria é mais rápida. Por exemplo, em uma hora de carga é possível armazenar energia suficiente para trafegar por 40 km.

O público brasileiro, que dificilmente tem acesso a essas tomadas industriais, terá de carregar o Bolt em casa e adaptar-se ao trajeto diário. Apesar das dificuldades a GM tem grandes planos para os modelos elétricos no país. Há alguns dias, Carlos Zarlenga, presidente da GM Mercosul, afirmou que não se espantaria se o Bolt fosse produzido no Brasil nos próximos dez anos.

O lançamento é uma pequena parte dos planos da montadora para trazer mais elétricos para o país. Até o momento não foi enfatizado como o carro será oferecido para o mercado nacional, contudo é esperado que o modelo seja vendido diretamente aos usuários ou ser alugado por meio da Maven em um sistema que resolverá o custo de propriedade do Bolt, pois o motorista não precisará comprá-lo para dirigi-lo.

Possibilidade de alugar o Bolt

A Maven é uma companhia que atua nos EUA desde 2016 e no Brasil atua em fase experimental. Sua proposta lá fora é de alugar o modelo elétrico por US$ 8 a hora. O cliente pode alugar por meio de uma aplicação para smartphone da mesma forma que ocorre com as bicicletas compartilhadas em algumas cidades do país.

O condutor só precisa baixar o aplicativo, escolher o local de retirada, o veículo desejado e o local de devolução. As portas são destravadas pelo próprio aparelho e as chaves se encontram no interior do carro. Além disso, a taxa de aluguel já inclui o combustível, seguro e demais sistemas de monitoramento, o OnStar que já está disponível aqui.

Além do Bolt, a Maven disponibiliza outros modelos da GM nos Estados Unidos. São quatro categorias divididas em Compact com o Spark, Cruze; Sedan com o Buick Regal e o Malibu; SUV com o Cadillac Escalade, GMC Yukon e Eco com os modelos Bolt e Volt.

Preço e ficha técnica

· O preço de venda inicial será de R$ 175 mil (nos EUA esse valor é de US$ 37.500);

· 200 cv de potência;

· 36,9 mkgf de torque;

· Acelração de 0 a 100 jm em 6,5 segundos;

· Driver Information center com tela touch de 10,2”;

· Bateria de 60kwh com 383 km de autonomia.

Por Robson Quirino de Moraes

Chevrolet Bolt EV 2019

Chevrolet Bolt EV 2019

Chevrolet Bolt EV 2019


O Tiggo 2019 oferece uma longa lista de itens de série. Ele chegará no Brasil em breve, mas ainda não há data definida.

O Chery Tiggo 4 começa a mostrar que não perde em nada para seus concorrentes, inclusive aqueles que já estão consagrados no mercado, o que prova que a empresa aprendeu ao longo dos últimos anos que era preciso melhorar muito para ter seu espaço. O primeiro Tiggo chegou há alguns anos prometendo muito e oferecendo pouco, eram modelos que não tinham a maturidade do que é apresentado hoje e por isso as vendas nunca emplacaram.

Mas agora é bem diferente e a Chery promete mudar a história e quem tem a ganhar é o consumidor que contará com mais um bom veículo no mercado.

Aos poucos o Tiggo foi ganhando novas opções, trouxe modelos em tamanhos diferentes e uma linha de motores diversificada, inclusive com opções 1.6, 2.0 e até 2.4. Depois de mais algum tempo chegou os modelos com câmbio CVT além daqueles com transmissão manual. Aqui no Brasil, a Chery começou a lutar por seu espaço no mercado em 2009 quando trouxe a primeira versão do Tiggo, que tinha câmbio manual e tração 4×2.

Agora o Tiggo 2019 chega com uma linha surpreendente e alguns detalhes até fazem com que o modelo fique parecido com um SUV. Na parte externa há vários apliques plásticos deixando o carro com um visual diferenciado. A dianteira conta com um ar robusto e vem com um design mais quadrado, sendo que os faróis agora estão bem alinhados com a grade e logo abaixo estão as luzes diurnas com detalhes cromados.

Na lateral, o Tiggo 2019 quase não tem vincos, mas a moldura acima das rodas chama a atenção e logo acima da linha dos espelhos há uma separação da cor. É um visual bastante interessante e só o tempo irá dizer se o consumidor brasileiro aprovou ou não tais mudanças. A traseira também traz novidades e chega até mesmo a destoar do estilo de um SUV, ficando mais parecido com um hatch, quem tem bons conhecimentos de automóveis irá achar bem parecido com o Celer.

Na parte inferior do Tiggo 2019 também tem muito plástico, o que acabou tirando um pouco aquele visual sofisticado, mas não ficou feio. Na tampa do porta-malas há uma linha cromada passando bem entre as lanternas, como se fosse para unir as luzes de ré. O carro conta com vários pequenos detalhes, mas que fizeram uma diferença incrível no visual.

Mas o acabamento interno, no geral, é bom e mostra que houve grande evolução se comparado com a versão anterior. Ainda na parte interna é possível conferir a presença de acabamentos em preto brilhante combinando com cromado e para dar um toque final os plásticos são texturizados. Foi usado couro sintético somente em uma parte das portas.

O painel conta com instrumentos sofisticados, tem o computador de bordo que sempre traz informações importantes ao motorista e tem o conta-giros que funciona na direção oposta ao da velocidade. A princípio, tudo isso pode confundir um pouco o condutor, mas aos poucos vai se acostumando. Tem ainda o fato de que o consumo é marco em 'litros por 100 km' e não da forma como o brasileiro conhece bem, que é de km/l.

A central multimídia garante conexão tanto com o Apple CarPlay como também o Android Auto, o que já é um ponto importante para que o modelo tenha boa aceitação no mercado.

Quanto ao espaço interno, o Tiggo 2019 não fica atrás da concorrência, são 4,2 metros de comprimento e 2,5 metros de entre-eixos. É um espaço oferecido hoje pelos hatches aventureiros, entre eles o Onix Activ e também o HB20X. Destaque também para o porta-malas com seus 420 litros de espaço.

O Tiggo 2019 oferece uma longa lista de itens de série, então é bom ficar atento e fazer as contas para ver o que realmente será útil. A lista conta com câmera de ré, ar-condicionado automático, piloto automático, trio elétrico, sensor de estacionamento, indicador de pressão dos pneus e muito mais. O Tiggo 4 chegará no Brasil em breve, mas ainda não há data definida.

Por Russel

Chery Tiggo 4 2019

Chery Tiggo 4 2019


Conheça aqui as principais novidades do Fiat Strada 2019.

Nessa semana, ocorreu o evento do Salão do Automóvel de São Paulo, com lançamento de vários modelos de carros, e, entre eles, estava a nova linha Fiat Strada 2019 com pacotes Cross Road. Esses novos modelos chamam bastante a atenção pelo uso de acessórios Mopar, a exemplo do extensor de caçamba, que pode ser utilizado como divisor ou rampa para motos, capas impermeáveis para os bancos, protetor de soleira e um escudo nas laterais, além de mudanças como:

  • sistema start stop;
  • Sensor de estacionamento;
  • Teto Solar;
  • Ar condicionado;
  • Tela touchscreen de 6,2″;
  • TV Digital;
  • GPS;
  • Bluetooth;
  • Câmera de ré integrada;
  • Rádio AM/FM, DVD e CD player;

Essas alterações mostram que a montadora italiana está pensando em um uso mais pessoal, já que as Stradas foram destinadas, desde sua criação, há 20 anos atrás, para atividades relacionadas ao trabalho, mostrando que, embora o modelo venda muito no país, a FIAT pensa em expandir ainda mais o mercado da Strada, que está entre uns dos modelos mais vendidos no Brasil, ocupando o quinto lugar de carro mais vendido no país até julho. Ao que tudo indica, provavelmente essa linha de carros aumentará suas vendas, uma vez que com a melhora no conforto do motorista, por meio do pacote Cross Road, mais pessoas desejarão utilizar esse carro, pois servirá tanto para uso pessoal, como profissional.

Porém, existe alguns obstáculos que podem limitar o aumento das vendas, como a elevação dos preços, haja vista que os 6 modelos que fazem parte dessa linha: Working 1.4 CS – Hard Working 1.4 CS – Hard Working 1.4 CE – Hard Working 1.4 CD – Freedom 1.4 CD e Adventure 1.8 CD, sofreram alterações em seu custo ,tendo como destaque o Freedom, que teve um aumento de R$ 71.990 para R$ 73.290, uma elevação de 1.300 reais. Já o que teve menor alteração foi Strada Working 1.4, custando atualmente R$ 49.990, enquanto que seu valor anterior era R$ 49.790; uma elevação de apenas 200 reais, o que aproximou do valor da sua principal concorrente, a Saveiro. Essa situação mostra o acirramento da concorrência entre as duas montadoras, visando atingir outros públicos para o uso particular dos veículos.

Outra mudança que chama bastante atenção nos modelos da Strada 2019 é sua estética. A linha está mais parecida com os automóveis da Toro, com um visual mais robusto, contando com novas linhas, lanternas redesenhadas e uma grande frontal renovada.

Os novos modelos apresentaram estas cores disponíveis:

  • Preto Vulcano;
  • Branco Banchisa;
  • Vermelho Alpino;
  • Prata Bari.

Ademais, vale destacar a preocupação dos novos modelos com a segurança, a exemplo das alterações seguintes:

  • Airbags laterais e do tipo cortina;
  • Câmbio automático de seis marchas;
  • Controle de estabilidade e de tração;
  • Tração 4X2;
  • Rodas de liga leve aro 16″;
  • Controle de estabilidade e tração;
  • Luz de seta nos retrovisores;
  • Direção elétrica progressiva.

Estas mudanças foram muito importantes, pois deixaram o usuário ainda mais confortável na momento em que estiver dirigindo.

Então, conclui-se que a Strada 2019 com pacotes Cross Road com acessórios Mopar chegam ao mercado gerando mais conforto aos motoristas afim de atingir o público que tem um objetivo de um uso mais pessoal. É nítido, tanto uma alteração na estética do automóvel, com um aspecto mais agressivo, parecendo mais com o seu principal concorrente, além de alterações internas, como TV digital e teto solar, fatores que mostram uma grande mudança nos modelos picapes da FIAT. Desse modo, espera que as vendas aumentem ainda mais dessa linha, todavia, o aumento dos preços dos modelos pode desacelerar o crescimento do número de veículos comercializados da Strada. Ademais, vale ressaltar que aspectos, a exemplo da cor dos veículos preto vulcano; branco banchisa; vermelho alpino e prata bari, realçam a beleza do automóvel, o que revela outro positivo para a nova linha, além de mudanças na segurança que o veículo proporciona aos ocupantes e que pode significar um sucesso da linha de carro futuramente.

Francisco Thiago Rodrigues Da Silva


O novo BMW X2 pode ser considerado um SUV compacto que tem um estilo cupê, apostando muito no visual.

A BMW apresentou o X2 Concept no Salão de Paris, pela primeira vez, no ano de 2016, sendo muito elogiado. Um modelo considerado um SUV compacto, com uma pegada de cupê e capacidade esportiva. Agora em 2018, o X2 chega com o mesmo conceito visual e com mecânica refinada.

O novo BMW X2 pode ser considerado um SUV compacto que tem um estilo cupê, apostando muito no visual. Na sua dianteira há uma grade levemente mais bicuda e na parte de baixo do para-choque conta com grandes entradas de ar. Um estilo de cara fechada é dado por seu conjunto óptico com tecnologia full-LED adotando linhas anguladas em seu capô. Possui uma linha de cintura em direção a parte superior e um teto mais baixo, dando um ar de modernidade e esportividade. É possível imaginar o modelo como sendo um hatch mais encorpado e mais espaçoso. A coluna C possui o emblema da marca convidando a dar uma olhada na traseira, que possui lanternas horizontais em LED.

Internamente, o modelo conta com tudo que se esperar de um veículo fabricado peal BMW. O acabamento é de ótima qualidade, contando com uma faixa que dá efeito um de fibra de carbono, além de uma faixa em LED, a qual tem integração com o teto solar panorâmico, os painéis das portas e também o painel digital. Um formato mais esportivo foi dado para os bancos localizados na frente, além do modelo contar com ar condicionado de duas zonas e ajustes elétricos. Ainda está equipado com central multimídia de 6,5 polegadas, câmera de ré, sensor de estacionamento, pneus run-flat e 6 airbags distribuídos pelo modelo.

O X2 que é fabricado sobre a UKL, uma plataforma que o X1 e o Mini também compartilham, estreia o propulsor turbo TwinPower de nova geração que entrega 192 cv entre 5.000 e 6.000 rpm e torque de 28 litros, com um torque de 6 kgfm ao atingir de 1.350 a 4.600 giros. O motor possui novos ajustes se comparado com o que equipa o X, como, por exemplo, os pistões que passaram a ter um menor diâmetro e um curso maior e o coletor do escapamento que passou a ser fundido ao bloco, resultando em uma diminuição de aspereza e vibração. Funcionar paralelamente ao câmbio de 7 velocidades com dupla embreagem, um Getrag de caixa seca, tendo tração para as suas rodas dianteiras.

O BMW X2 possui um silêncio interno bem chamativo. Ao trafegar em velocidades consideradas legais, seu coeficiente aerodinâmico é de somente 0,28 dando uma bela qualidade acústica para um veículo que é considerado SUV. No momento em que se acelera, a velocidade vai se elevando respondendo bem aos comandos do condutor e com rápida resposta. Ao fazer uso do modo Sport para conduzir (o modelo ainda conta com o Comfort e Eco), sua direção elétrica passa a ser mais firme, da mesma forma que a suspensão, já o propulsor passa a funcionar em rotações mais elevadas visando respostas ainda mais dinâmicas. Isso faz com que o veículo seja conduzido em boas velocidades com uma segurança extrema, levando em consideração até mesmo a inclinação mínima de sua carroceria quando estiver entrando em curvas vigorosas.

A sua direção elétrica é bem afiada e prontamente responde aos comandos do motorista, já suas marchas são trocadas com extrema rapidez e no momento correto. Para os que preferirem realizar a troca manual, ainda há a opção de fazê-la por meio das aletas do volante.

A sDrive20i GP, que é a versão de entrada será comercializada por R$ 211.950, já a sDrive20i M Sport sai por R$ 246.950.

Por Filipe Silva

BMW X2 2019

BMW X2 2019


O BMW i8 chega em 2019 arrojado e com pinta de ?empresário? devido ao design arrojado e bem estruturado de seu interior.

Um dos carros mais desejados por boa parte da população brasileira chega em 2019 com grandes desafios para seu comprador e apaixonados por BMW.

O BMW i8 chega em 2019 arrojado e com pinta de ‘empresário’ devido ao design arrojado e bem estruturado de seu interior.

Uma das premissas que chega com força neste novo modelo é seu motor que pode fazer chegar 100 km em 4,5 segundos, mostrando mais uma vez sua imponência.

Com 420 cavalos, o sonho de todo motorista esportivo é chegar ao seu destino com autoridade e respeito, mas não é qualquer carro que consegue lhe dar este prestígio. A importância deste novo modelo só traz a confiança que todo apaixonado por este veículo deseja.

Questão responsabilidade social

Nos últimos tempos, vem sendo desenvolvido carros altamente sustentáveis para diminuir um pouco da emissão do CO2, com isso, a tendência é que passa a ser mais popularizada os produtos de qualquer linha automotiva daqui a alguns anos.

No caso da BMW i8 além de sua aceleração ser considerada interessante, outro ponto a ser observado é o baixo consumo na emissão de poluentes, cerca de 2,1 a cada 100km rodados.

Quesitos importantes não poderiam faltar nesta nova linha

O consumidor assíduo da BMW i8 não poderia de deixar de observar os mínimos detalhes de sua configuração, desde o motor até o seu acabamento. Por isso, conta ainda como acessórios interessantes como: 6 airbags, importantes para diminuir qualquer colisão, em caso de acidente, aplicativos integrados além de uma estabilidade e conforto que só este modelo pode lhe proporcionar

Outro detalhe a ser observado é a câmera 360 graus para estacionar com mais conforto e segurança dos passageiros quanto a quem dirige. Diante aos novos modelos que estão surgindo no mercado, é evidente que precisam se ‘recompor’ da mesma maneira como uma pessoa comum, ou seja, recuperar energia. A linha de 2019 possibilita a recuperação de energia, uma grande vantagem daquelas que todo apaixonado por carro queria ter.

Além destas possibilidades o i8 ainda conta com sistema de voz em 3D para ajudar a localização de lugares inicialmente inexplorados, dando ponto positivo a poderosa máquina esportiva. Se uma voz já é interessante, imagina então sete alto falantes!

Para os passageiros em questão, principalmente nas mulheres, o a BMW ainda conta com um espelho para poder retocar a maquiagem, o que não deixa de ser válido, em horas bastante desgastantes por ficar muito tempo no carro.

Diante aos apaixonados por LED, o carro é ótimo e ele pode ser rebaixado (mais ainda do que já é), o que vem sendo importante para entender as novas tendências deste mercado que ainda continua em grande expansão, apesar do declínio de suas vendas como num todo devido à crise econômica mundial.

O estilo esportivo proporciona altas aventuras com este veículo, tornando-se desejável a todos os amantes automotivos. Ótimo aliado para quem quer estradas de terra, campo ou até mesmo espaços completamente inundados pelas vazantes do interior do Brasil. Ideal para quem fugir das imensas responsabilidades corporativistas que o mercado de trabalho lhe dá.

O sistema altamente tecnológico ajuda a manter o nível de sua regulação na estrada, diante disso é bom considerar o sistema de freios eficientes.

Ficha Técnica

Um dos motivos que podem destacar nesta linha 2018-2019 é sua velocidade máxima, podendo chegar a incrível potência de 250 km, sua tração é integral, seu tanque pode ser abastecido com até 30 litros e o porta malas contendo 150 litros.

Ótimos motivos para desejar sua compra desta BMW, porém, no quesito preço ainda é sonho de boa parte da população brasileira, já que nem todo mundo poderá almejar este fabuloso carro, já que não sai da bagatela de R$799.950,00 se for comprado à vista.

Por Thalles Cakan

BMW i8 Roadster 2019

BMW i8 Roadster 2019

BMW i8 Roadster 2019


O novo Audi RS 4 2019 tende a superar as expectativas, sobretudo pelo impacto que é capaz de causar.

Toda estreia de um novo automóvel constitui um evento que atrai consumidores, empresários e a mídia, dada a dimensão que essa situação toma na vida social. O novo Audi RS 4 2019, por exemplo, tende a superar as expectativas, sobretudo pelo impacto que é capaz de causar.

Trata-se de um veículo munido de:

Suspensões com firme ajuste, sobretudo em seu modo Dynamic; está aparelhada de uma direção elétrica muito direta transmitem mais confiança ao motorista, no momento de acelerar; está equipado de um tipo diferente de estabilidade e de tração integral, a qual garante maior aderência dos quatro pneus sobre o asfalto.

Entretanto, apesar da agressividade no design o interior é suave, todo revestido de couro perfurado; o volante produzindo em base reta e os bancos são de tipo esportivo e inteiriço, munidos dos ajustes elétricos, que produzem massagem e aquecimento. Em termos de dimensões exteriores, são 2,82 metros de entre eixos, que proporcionam maior espaço para até quatro adultos, e o seu porta-malas tem capacidade para 505 litros. Deste modo, se trata de um modelo com desempenho esportivo e versatilidade de um SUV para toda a família.

De acordo com especialistas, as vendas deste automóvel no Brasil estão confirmadas neste mesmo segundo semestre de 2018. Os valores para o mercado, no entanto, ainda não foram divulgados, embora, na Europa estejam custando em torno de 79.800 euros, o equivalente ao preço de 323 mil sem taxas impostas.

Outras especificações são:

Nesta versão a perua está, por assim dizer, mais apimentada, tornando-se uma máquina equipada com motor tipo 2.9 V6, mais parrudo, munido de duas turbinas, garantido um desempenho de 456 CV e 61,2 KGFM. Munido de um câmbio estilo automático em oito velocidades e mais a tração, que é integral. Este carro possui capacidade de entregar um desempenho suficiente, que faz honrar a história do modelo.

Embora a história deste modelo remonte há mais de 20 anos, a versão atual está garantido novo impulso à companhia. É um veículo tradicional da empresa, que, ao longo do tempo sofreu significativas mudanças, evoluindo criteriosamente. O modelo 2019 está pesando um total de 1.790 kg, o que significa, conforme os especialistas, que o Audi RS ficou 80 kg mais leve, tornando-se o RS 4, diante de sua geração anterior.

A alteração no motor contribuiu não apenas para a redução de seu peso, na totalidade, mas, sobretudo, e por mais paradoxal que pareça, com um aumento significativo na força de torque. Desta maneira, o novo motor pode gerar cerca de 17,3 KGFM de torque a mais que o modelo anterior.

A ficha técnica completa, enumerando todos os atributos do Audi RS 4 segue abaixo:

Equipado com motor dianteiro, longitudinal, tipo V6, Biturbo, estilo 2.9 e 24V, com injeção direta de gasolina; a sua potência é de 456 CV à 5.700 rpm; a força de é de 61,2 kgfm à 1.900 rpm; o tipo de câmbio é automático em oito marchas, suplementado pela tração integral; a direção é Elétrica; a suspensão é de tipo Independente, com Multilink na parte dianteira e na traseira; o sistema de freios é a discos ventilados, tanto na parte dianteira quanto na traseira; o conjunto de pneus utilizado é de tipo 265/35 R aro 19; o comprimento é de 4,78 metros, a largura é de 1,86 metros, altura de 1,40 metros e o entre eixos é de 2,82 metros. O tanque com capacidade de 58 litros; o porta-malas com capacidade para 505 litros e pesa 1.715 kg. Tudo isso suplementado pela central multimídia de tipo 7 pol. Sem Touchscreen. A garantia é de 2 anos.

Por Paulo Henrique dos Santos

Audi RS 4 2019

Audi RS 4 2019

Audi RS 4 2019


Modelo é apresentado e conta com design semelhante ao do Eclipse Cross.

A Mitsubishi já comercializa sua picape média no mercado a cerca de 40 anos, por meio de 5 gerações, as quais serviram de inspiração para dar origem ao Dodge e Chrysler. O atual modelo teve seu lançamento no ano de 2014 e já sofreu uma alteração, sendo essa a segunda mudança em seu visual, para que se mantenha na briga por algum tempo ainda no competitivo mercados das picapes médias de uma tonelada.

Nas imagens divulgadas é possível ver a reestilização da Mitsubishi L200 Triton, que foi além do que se está acostumado. Ao contrário do convencional, de apenas alterar sua grade frontal, o modelo foi dotado de uma frente nova, qual teve como inspiração os últimos lançamentos e conceitos da marca. A parte frontal, batizada pela empresa por "Dynamic Shield", também está presente em outros dois modelos, a Pajero Sport e também a Eclipse Cross, entretanto, a impressão que fica é que se encaixa melhor no visual dos utilitários compactos do que com a própria picape.

Os redesenhos não param somente na sua cara nova, isto porque a picape média traz também caixas de rodas estendidas, além de um design novo, o que é considerado uma alteração muito difícil de acontecer em modelos que são reestilizados. Na parte traseira, a L200 Triton continuou a mesma, contando apenas com um para-choque diferente e lanternas atualizadas.

As mudanças também foram além da questão visual, a versão nova da picape recebeu um modo novo de condução off-road, ajustado para rodar sobre Lama ou Neve, Cascalho, Pedra e Areia. É preciso simplesmente selecionar o tipo de terreno que que o veículo irá rodar que automaticamente o sistema cuidará da potência do motor, bem como controlará a transmissão e também a frenagem que irá controlar o giro das rodas, trazendo uma melhor performance para a tração em pisos difíceis. Outro auxílio é o sistema de controle em descidas, que gerencia a velocidade ao se encontrar em terrenos muito íngremes ou escorregadios.

A nova L200 Triton reestilizada contará com uma boa lista de itens no quesito segurança, como por exemplo, o recurso de frenagem de pré-colisão, o qual faz a detecção de pessoas ou veículos localizados adiante do automóvel, reduzindo assim a velocidade com o objetivo de diminuir a força no momento do impacto. Outro equipamento que se destaca no modelo é o Ultrasonic Misacceleration Mitigation, o qual diminui o risco de ocorrer algum acidente ao realizar uma aceleração maior em um pequeno espaço, de maneira enganada. A picape também vai contar com alguns sensores que detectam tráfego quando cruzado a traseira do veículo e também pontos cegos.

A marca japonesa não divulgou muitos dados referentes a mecânica do modelo, apenas sabe-se que a sua transmissão de cinco velocidades será substituída por um câmbio de seis marchas, o que irá melhorar o conforto, desempenho e ainda irá reduzir o gasto de combustível. No mercado brasileiro o modelo é comercializado com um propulsor de 2.4 litros turbodiesel, que gera 190 cavalos de potência a 3.500 giros e torque de 43,9 kgfm em 2.500 rotações. Ainda estará equipado com discos de freios maiores sem suas rodas dianteiras, já as de trás rodam com maiores amortecedores, dando mais conforto.

A L200 Triton foi apresentada na Tailândia, na cidade de Bangcoc, no dia 9 de novembro e terá suas vendas iniciadas por lá ainda este mês, no dia 17, sendo distribuída lentamente para o restante do mundo. Ainda não se sabe quando que ela estará disponível nas concessionárias do Brasil, visto que a marca não divulgou nada referente a isto, mas acredita-se que não passará de 2020.

FILIPE R SILVA


Modelo chega com poucas mudanças e com preço maior.

Para o ano de 2019, a Honda já anunciou algumas novidades para os seus consumidores espalhados pelo mundo inteiro. Uma delas, com certeza, vai agradar e muito aos donos de um do seus grandes sucessos de vendas no Brasil, o SUV HR-V.

A marca divlugou no final do mês de outubro algumas mudanças que deverão fazer parte da nova linha. Para quem gosta de novidades, esta é uma boa chance de conferir o que está sendo retirado da linha atual e quais as tendências que deverão fazer parte da nova geração a partir do ano que vem.

Desde o ano de 2015, quando o utilitário esportivo estava estreando em terras brasileiras, a montadora ainda não tinha feito uma “atualização” em seu estilo, o que deixou para ser feito agora.

De antemão, as novas tendências incorporadas ao novo modelo 2019 vão desde um novo formato visual, assim como modificações em sua estrutura e na mecânica, tudo com a finaldade de proporcionar mais conforto e sofisticação aos seus consuidores.

É claro que toda mudança de uma linha para a outra vai se refletir num preço mais elevado. No final deste artigo, vamos mostrar a você leitor quanto vai custar o HR-V 2019 da Honda.

Para quem gosta de escolher um carro pela mecânica, então pode ir anotando aí algumas modificações. O HR-V 2019 vai chegar ao mercado brasileiro com um novo mecânismo de suspensão que utiliza um conjunto de amortecedores que são capazes de absorver maiores impactos, o que proporciona muito mais suavidade aos seus ocupantes.

Nesta nova versão, a Honda resolveu adotar um sistema de correção do seu sistema de transmissão, com a adoção de uma calibragem para quem trafega no trânsito caótico dos grandes centros urbanos.

Deste modo, o novo sistema vai corrigir de modo automático uma súbita elevação da rotação do motor nos frequentes 'anda e para' do trânsito, o que contribui para aumentar o consumo de combustível e a elevação de temperatura do motor.

No aspecto externo, o novo HR-V 2019 traz algumas modificações que vão proporcionar um visual mais atualizado e bem mais elegante. O que chama atenção neste quesito é a sofisticada grade frontal do novo modelo, agora bem mais larga e a barra cromada agora é usada para fixar a logomarca da Honda em um estilo mais horizontal. O resultado é um efeito próprio que impõem estilo e sofisticação.

Além disto, o novo modelo vem com um novo sistema de faróis baixo e luzes do tipo LED totalmente integrados, com revestimento mais escuro, o que proporciona uma certa agressividade ao novo modelo.

Para as lanternas traseiras, há também a adoção de luzes do tipo LED em estilo horizontal e fundo escurecido, o que também deverá ser adotado por todas as versões da nova linha 2019.

Outra novidade é a adoção de rodas de liga leve de 17 polegadas e a adição de novas cores ao se conjunto de tonalidades da linha como, por exemplo, o Azul Cósmico Brilhante. Para quem não conhece ainda todas as cores, o HR-V já está no mercado brasileiro com alguma cores como o Branco Tafetá, o Cinza Barium, o Preto Estelar e o Vermelho Mercúrio , por exemplo.

A nova linha 2019 ganha novo revestimento acústico e a adoção de novos bancos que garantem mais conforto e segurança, pois vão ganhar apoios extras para as pernas e para as costas.

Como toda novidade de linha significa aumento de preço, para o HR-V 2019 não poderia ser diferente. Quem quiser levar a versão 2019 para casa vai ter que desembolsar cerca de R$ 3.000,00 a mais. Dependendo da versão escolhida pelo consumidor, os preços para o novo modelo deverá ficar entre os R$ 92.000 e R$ 110.000,00 no ato da compra. Um preço considerado bastante razoável para um SUV da marca Honda.

Emmanoel Gomes


A previsão é de que essa nova picape, de porte médio e de luxo, chegue às concessionárias a partir do primeiro semestre de 2019, dado que será nesse período que a mesma começará a ser produzida na esteira da unidade do grupo Renault-Nissan na cidade

Todo lançamento de um novo veículo, na atualidade, consiste em um grande evento entre os consumidores, sobretudo entre os mais abastados. Recentemente, uma das maiores companhias automobilísticas europeias promoveu a pré-estreia de um novo carro.

Trata-se do lançamento de um inédito modelo, o Mercedes-Benz Classe X, edição 2019, o qual não tem data prevista, até o momento, para estreia no Brasil. Por enquanto, a única previsão é a de que essa nova picape, de porte médio e de luxo, chegue às concessionárias a partir do primeiro semestre de 2019, dado que será nesse período que a mesma começará a ser produzida na esteira da unidade do grupo Renault-Nissan na cidade de Córdoba, na Argentina. Entretanto, os clientes ingleses estão em condições de poder encomendar uma versão utilitária via internet, para recebê-lo diretamente em casa, ou com opção de retirada em alguma revendedora.

Até o momento, este modelo Classe X está disponível no próprio site oficial da companhia Mercedes-Benz apenas em sua série especial intitulada Edition 1. Esta versão é uma criação destinada, de modo específico, para os clientes do mercado britânico, dado que o segmento se mantém muito aquecido naquela monarquia. Oriunda da Espanha, esta picape se tornou a primeira da categoria que está sendo 100% comercializada via internet. Será possível adquirir qualquer versão deste modelo à vista ou por meio de financiamento. O valor inicial está em 49.703 libras, sendo o equivalente a R$ 246 mil.

Esta mesma configuração do lançamento que está sendo vendida por encomenda na Terra da Rainha, está disponível em um pacote bem mais completo que inclui mais equipamentos, o qual em breve deverá suplementar na versão Top de Linha Power. Entretanto, a sua mecânica faz parte da versão alternativa dita intermediária, o Progressive X250d, que está equipado de um motor 2.3 biturbodiesel com 190 CV e mais 45 KGFM em torque; munida de câmbio automático em sete marchas. Este conjunto constitui o mesmo anteriormente oferecido pela Nissan Frontier, o qual se tornou a base do modelo Classe X.

Este mesmo pacote inicial destinado aos britânicos está repleto dos seguintes atributos:

Disponível na cor preta metálica; munido de rodas de liga leve de aro raio 19 polegadas e mais um "Kit Inverno", que produz calefação sob os bancos dianteiros e nos retrovisores externos; munido da regulagem de temperatura no seu jato de água para o limpador de para-brisas. Esta picape está equipada de modo poderoso com a tração 4×4 estilo reduzida, sendo sempre vendida com carroceria de cabine dupla. Em território brasileiro a companhia disponibilizará três versões: a Pure; a Progressive e a Power.

No mês de setembro do ano passado, 2017, a página da Autoesporte fez antecipar os valores nos quais a Mercedes-Benz Classe X deverá ser comercializada. São preços sugeridos que devem permanecer numa escala entre 180 mil a 240 mil, porém, dada a volatilidade atual do dólar, a empresa pretende definir essa situação apenas na véspera do lançamento oficial.

A estreia está programada para o início de 2019, portanto, a montadora certamente abrirá uma apresentação de grande proporção desta picape no tradicional Salão do Automóvel de São Paulo, no próximo mês, novembro de 2018.

Para este evento será revelada uma série de detalhes, sendo esta a programação da pré-venda deste modelo no Brasil, em caso de o seu lançamento ser realizado já no início do ano de 2019. Entretanto, se a sua estreia oficial for prorrogada para o meio do ano de 2019, então será provável que a exibição do veículo na capital do Estado de São Paulo se torne uma espécie de laboratório de avaliação de sua receptividade. Vale a pena conferir a novidade e aguardar mais umas semanas.

Por Paulo Henrique dos Santos

Mercedes-Benz Classe X 2019

Mercedes-Benz Classe X 2019

Mercedes-Benz Classe X 2019


O modelo deverá ser apresentado no mês de outubro para o mundo todo e então estará presente no Salão do Automóvel de São Paulo, com o objetivo de ser lançado no começo de 2019 de forma oficial.

O mercado brasileiro de SUVs está cada vez mais aquecido. A Volkswagen vai lançar o novo T-Cross, que faz parte de diversos modelos novos que a montadora prometeu mostrar até o ano de 2020. Tendo um comprimento de 4,19 metros e entre-eixos de 2,65 metros, o novo SUV surpreende com seu espaço interno amplo. O design é discreto, mas bem moderno, porém não é muito ousado. Duas opções de propulsores serão disponibilizadas, ambas sendo com tecnologia TSI, uma com 1000 cc e outra com 140 cc, tudo isso acoplado a uma caixa de transmissão automática com seis marchas.

Fabricado na cidade de São José dos Pinhais, no Paraná, o modelo deverá ser apresentado ainda no mês de outubro para o mundo todo e então estará presente no Salão do Automóvel na cidade de São Paulo, no mês de novembro, com o objetivo de ser lançado no começo de 2019 de forma oficial.

No mercado brasileiro o Volkswagen T-Cross chega para brigar com Hyundai Creta, Ford EcoSport, Honda HR-V, Chevrolet Tracker e alguns outros. Alguns testes constataram que o novo T-Cross é um utilitário esportivo equilibrado, que embora pareça pequeno externamente é espaçoso internamente, além de possuir um eficiente conjunto mecânico. O propulsor tem força suficiente para o que se exige dele e com sobra, isso devido à combinação perfeita do seu câmbio automático, o qual otimiza o uso da força. O motor consegue gera 150 cavalos de potência e um torque de 25,5kgfm, que desta forma garantem um bom desempenho para o SUV. O propulsor de mil cilindradas (1.0 200) também TSI gera uma potência de 128 cavalos com um torque de 20,4kgfm. Em todas as suas versões o veículo será equipado com transmissão automática.

O Volkswagen T-Cross possui 4,20 metros de comprimento e altura de 1,56 metros. A capacidade do seu porta-malas é de 373 litros, porém pode bater a marca de 420 litros. Na traseira, seu banco possui encosto reclinável e o assento dianteiro do passageiro permite ser dobrado, o que facilita o transporte de elementos com comprimento maior. O seu estepe se localiza na parte interna do porta-malas, com pneus na dimensão 195/65 R15 e roda de aço, diferente do conjunto que é utilizado, um pneu 205/55 e rodas de 17 polegadas em liga leve. O seu porta-malas ainda permite dividi-lo, facilitando a acomodação de objetos menores.

O modelo foi criado pela engenharia do Brasil para a América Latina e faz uso da plataforma MQB, esta que também é utilizada no Virtus e no Polo. É bem semelhante ao modelo comercializado no mercado europeu, entretanto possui 86 mm de entre-eixos a mais e é 10 mm mais alto. O T-Cross será colocado no mercado em oito cores diferentes e teto preto como opcional. O seu interior contará com iluminação ambiente. As lanternas e os faróis traseiros possuem tecnologia LED. Na lista de itens opcionais estão o sistema de áudio da Beats Sound, com potência de 300 watts e um amplificador com oito canais, além de um teto solar panorâmico. Já de série o modelo é equipado com quatro entradas USB e saídas de ar-condicionado no banco de trás.

A sua versão top de linha permite ser equipada com Active Info Display e o Digital Cockpit, com apresentador digital que exibe diversas informações, localizadas bem adiante do condutor, até mesmo mapa de navegação.

Todo esse conjunto chega ao mercado nacional para incomodar a concorrência, porém ainda não se sabe se seu preço também será competitivo. Tendo como base os preços praticados pelo novo Polo, o qual faz uso da mesma plataforma, o utilitário compacto pode passar dos R$ 90 mil com tranquilidade.

Por Filipe Silva

VW T-Cross 2019

VW T-Cross 2019

VW T-Cross 2019


A nova estreia da companhia Honda é o modelo WR-V 2019, que foi revelado ao mercado sem muitas alterações externas, entretanto, dado o prestígio da empresa, o veículo promete muita mais segurança e conforto para os seus usuários.

Todo lançamento de um novo veículo se torna um grande evento para os consumidores, sobretudo para aqueles com maior poder aquisitivo.

A nova estreia da companhia Honda é o modelo WR-V 2019, que foi revelado ao mercado sem muitas alterações externas, entretanto, dado o prestígio da empresa, o veículo promete muita mais segurança e conforto para os seus usuários.

Ele foi mais aperfeiçoado em seu interior, passando por algumas poucas alternações em seus bancos, por exemplo, que passaram a ser produzidos em detalhes de cinza. Este novo modelo da Honda, já em comercialização, está repleto de especificações que valem a pena ser descritas.

Trata-se, portanto, do SUV WR-V que está munido de algumas características semelhantes às do modelo Honda Fit e do HR-V. Este new Honda WR-V 2019, entretanto, está mais longo em 2 cm; sendo 6 cm mais alto e em sua distância de entre-eixos está 2 cm mais amplo do que o modelo Fit. Outra grande novidade está no seu motor de 1.5 16V tipo Hatch.

Deste modo, para que todo consumidor interessado possa ter uma noção de conjunto, foram reunidas as informações técnicas essenciais do modelo atual, embora as mudanças não sejam em larga escala:

Possui motor tipo 1.5 L 16 V SOHC i-VTEC FlexOne; seu desempenho é de 116 CV – 115 cv (g), em 6.000 rpm; em torque ele abrange 15,3 kgfm – 15,2 kgfm, em 4.800 rpm; munido de tração dianteira; possui transmissão automática de tipo CVT; os pneus utilizados são do modelo195-60 R16, em raio de liga leve, Aro 16 polegadas; direção de tipo EPS ou Eletroassistida Progressiva; a suspensão dianteira é de tipo MacPherson; a suspensão traseira é em Barra de Torção; a distância do entre eixos é de 2.555 mm; o comprimento total é de 4.000 mm; a sua altura é de 1.599 mm e a largura é de 1.734 mm; o peso fica em 1.590 kg; a capacidade do tanque de combustível é de 45,3 l; o porta malas tem capacidade para 363 L; função de alimentação em Flex para Gasolina e Etanol.

Essa lista apresenta o conjunto essencial dos equipamentos, desde os mais simples até as estruturas mais tecnológicas, as quais compõem a atualização operada neste veículo destinado à concorrência de automóveis em 2019.

Entre as especificações mais atuais, segue a lista:

Possui uma micro antena instalada na parte traseira de seu teto; equipado com Brake light; munido de câmera de ré; possui os faróis de neblina; equipado com uma nova grade frontal inteiramente cromada e suplementada de acabamento black piano; possui um limpador de para-brisa em função intermitente e mais um limpador do vidro traseiro; possui maçanetas externas na mesma cor do veículo; equipado de um para-brisa Degradê; um novo Rack de teto; sistema de ar-condicionado; possui o banco do motorista com função de regulagem para altura; munido de iluminação interna dianteira de modo individual e central, além da um sistema de iluminação interna para o porta-malas; sistema de vidros elétricos em todas as janelas; o seu volante é multifuncional, com acabamento todo revestido em couro; possui o airbag frontal e o lateral destinado ao motorista e ao passageiro dianteiro; sistema de alarme; munido de uma trava de segurança central para os vidros dos passageiros e da trava de segurança instalada nas portas traseiras; o sistema de travas elétricas está munido de travamento automático, acionadas quando acima de 15 km/h, entre outros atributos.

Os valores atualizados do modelo Honda WR-V 2019 seguem abaixo, conforme o site icarros:

A versão EX está disponível por R$ 82.100, anteriormente por R$ 81.400. A versão EXL está disponível por R$ 86.200, anteriormente por R$ 85.500.

Por Paulo Henrique dos Santos

Honda WR-V 2019

Honda WR-V 2019


O SUV da Honda está sendo reestilizado ao redor do mundo e logo chegará mudado aqui no Brasil também.

O novo design de meia-vida do Honda HR-V em sua primeira geração, o qual foi exibido há um tempo no continente asiático, chegou recentemente aos Estados Unidos e agora está prestes a chegar por aqui. Na terra do Tio Sam o veículo será comercializado por uma cifra que se inicia em US$ 20.520, isso ainda sem os impostos que incidem sobre a compra, onde lá é cobrado separado. Esse valor, aqui no Brasil se aproxima dos R$ 77 mil.

Aparentemente, o utilitário esportivo ficou bem parecido com o Vezel da Ásia, onde a principal mudança fica por conta da mudança nas cores das setas, o que dá a entender que o automóvel que será comercializado em território brasileiro tem todas as chances de sofrer as mesmas alterações estéticas. As novidades principais estão no design dos faróis, que ficaram mais pontudos, as lanternas da parte traseira que passaram por um rearranjo interno e a grade dianteira que ficou mais aberta, sendo dividida em colmeia.

A nova geração do HR-V está chegando ao movimentado mercado brasileiro. Inclusive, ele será uma das atrações principais a serem apresentadas no Salão do Automóvel da cidade de São Paulo, que acontecerá no mês de novembro.

Embora o desenho seja novo, não se espera qualquer tipo de mudança na sua parte mecânica, visto que o seu irmão americano ainda irá usar um propulsor i-VTEC 1.8 aspirado, com 4 cilindros que gera uma potência de 141 cavalos. A diferença entre eles é que aqui no Brasil este motor é bicombustível e consegue ter 140 cavalos de potência ao utilizar etanol. Sua caixa de transmissão sempre será o continuamente variável, conhecido popularmente como CVT (continuamente variável).

Quais são as mudanças?

As mudanças já se iniciam pela tração, a versão top de linha nos Estados Unidos será vendida com um permanente sistema integral, já aqui no Brasil a tração sempre será dianteira. Vale ressaltar também que o modelo americano irá contar com diversas tecnologias ativas no quesito segurança que ainda estão longe da realidade brasileira, sendo elas: assistente para frenagem contra colisão, além de assistente de manutenção em faixa, que conta com aplicações automáticas para frenagem e alertas, caso seja preciso, e ainda um controle adaptativo de cruzeiro.

Sem contar que o pequeno SUV americano recebe, também, amortecedores novos com um reforço de estrutura na coluna A com o objetivo de se adequar aos novos parâmetros do instituto de segurança americano de vias, o IIHS.

E a cabine?

Na parte interna, os elementos como guarnições de portas, painel, volante, bancos modulares e console central suspenso continuarão sendo os mesmos já utilizados na atual versão do HR-V. A montadora apenas retocou os filetes que pode ser preto brilhante ou cromados e os revestimentos dos bancos.

Um computador de bordo novo é que será o grande diferencial. Será digital e com tela TFT a cores com 4,2”, que ficará localizado em seu quadro de instrumentos. A central multimídia possui um display de 7 polegadas e foi melhorada na versão top de linha, a Touring, que agora passou a ter novos ícones e também gráficos novos, sem contar que agora tem um comando físico de volume novo.

O HR-V norte americano irá contar com diversos itens de série, logicamente tendo suas variações para cada uma das versões, os elementos serão: faróis de full-LED, sensor presencial na própria chave, controles de tração e estabilidade, seis airbags, câmera de ré com diversos gráficos e ângulos (dinâmicos ou estáticos, sensores anticapotamento e ainda contará, na cabine, com atenuamento dos ruídos que ocorrerem na parte externa).

Por Filipe Silva

Honda HR-V 2019

Honda HR-V 2019


BMW Série 3 tem detalhes luxuosos mesmo trazendo um design esportivo. Sua estreia no Brasil será em 2019.

Novo carro da BMW traz muitas novidades, entre elas estão: Muito espaço, tecnologia e designe despojado. Muitos usuários já estão com alta expectativa sobre todas as novidades desse carro. Apesar da BMW Série 3, só começar a ser vendida em março de 2019, ela já é muito desejada. Não é novidade que a marca é famosa por lançar carros completos e cheios de detalhes inovadores, e não seria diferente com esse novo lançamento.

Carro com design agressivo

Um dos detalhes que mais chama a atenção desse carro é seu novo design. Ele vem mais robusto e agressivo, trazendo a aparência esportiva bem forte. Essa mudança já agradou muito aos consumidores que esperam ansiosamente pelo lançamento desse carro. Um detalhe bem chamativo da parte externa desse carro é sua grade frontal dupla, que fica bem visível aos olhos de qualquer um. Essa grade ficou mais alta e larga também e não tem mais alinhamento com os faróis. A parte traseira possui lanternas com luzes em formato de L.

BMW Série 3 é maior e com mais espaço interno

A novo carro da BMW vem maior que a versão anterior. Suas medidas aumentaram e agora tem 4,1 cm a mais entre eixos e 8,5 cm no tamanho total. Esse é um modelo de carro indicado para quem sente segurança ao dirigir e até mesmo para estacionar. A boa notícia é que seu espaço interno também está maior, e isso significa que os usuários vão ter mais conforto ao viajar nesse carro. Esse carro é indicado para famílias com mais de 4 pessoas ou com crianças.

Falando sobre o motor desse carro

Já dá para imaginar que o motor da BMW Série 3 tem um ótimo motor né mesmo? Esse carro possui tração 320d x Drive e sua potência máxima vai de 152 cv a 280 cv. Esse carro também pode ser abastecido com diesel e gasolina, o que torna esse carro ainda mais versátil. Esse carro é indicado para quem gosta de velocidade sobre 4 rodas e ao mesmo tempo ter segurança.

Carro com muita conectividade

Para quem gosta de um carro com recursos de conectividade, precisa saber que a BMW Série 3 tem muita tecnologia em sua parte interna. Esse é um detalhe crucial em um carro desse porte, pois ajuda a manter a viagem mais agradável e traz conforto para todos os ocupantes do carro. Na parte interna o usuário vai encontrar: controle de cruzeiro adaptativo, painel de instrumento digital com tela de 12,3 polegadas, diversos assistentes de direção, central de multimídia com tela de 10,25 polegadas, alerta de permanência em faixa e de tráfego cruzado e frenagem autônoma.

Função especial que vai agradar a muitas pessoas

Um detalhe da conectividade que precisa ser enaltecido é a opção de assistente de voz. Essa função é indicada para diferentes funções. O usuário poderá ativar muitas funções apenas com o comando da sua voz. Isso mostra que o novo lançamento da BMW é muito moderno.

Veja as novidades sobre a venda da BMW Série 3 no Brasil

As vendas do novo modelo da BMW devem começar no segundo semestre de 2019. Ainda não se sabe se ele vai ser importado da Alemanha ou se ele vai começar a ser fabricado em Santa Catarina em sua sede que fica em Araquari. As únicas informações precisas sobre esse carro, é que ele será fabricado no México e na Alemanha. Suas primeiras vendas mundiais vão começar em março de 2019, e só em depois ele vai chegar aqui no Brasil.

Essas são as informações mais precisas do novo lançamento da BMW. Logo vão surgir outras informações mais precisas!

Por Cristiane Amaral

BMW Série 3 2019

BMW Série 3 2019

BMW Série 3 2019


Conheça os modelos ecológicos que dominaram o mercado automobilístico

BMW ecologicamente correta

Crédito da imagem: pxhere.com

Ter o carro dos sonhos demanda muito tempo, dinheiro e pesquisa, uma vez que não adianta comprar qualquer modelo sem conhecer as suas especificações e como ele funciona. Sendo assim, é necessário estar por dentro de todas as novidades do setor automobilístico, isso inclui os carros ecologicamente corretos.

Com o passar dos anos muitos modelos de carros foram apresentados ao mundo, alguns deles marcaram a historia com seu design moderno e sua tecnologia de alta qualidade e desempenho. Os veículos ecológicos chegaram para ficar, mas ainda é necessário entender um pouco melhor o seu funcionamento. Por isso, separamos para você alguns pontos que precisam ser analisados e avaliados com muito cuidado. Continue lendo o artigo e entenda todos os detalhes. Certamente, irá se surpreender!

Carros ecologicamente corretos

O setor automobilístico passou por muitas mudanças durante os últimos anos, desde o conhecido Fusca até os modelos de carros mais tecnológicos do mundo. O primeiro modelo que surpreendeu foi o Ford T, chegou a mais de 15 milhões de unidades vendidas entre 1908 e 1927, mas hoje em dia certamente não seria o melhor modelo para passear em família.

Com o passar dos anos foram surgindo mais automóveis que marcaram a historia, como o fusquinha que contava com motor e tração traseiros, o DKW que era conhecido por ter motor dianteiro de 2 tempos e tração à frente, o Chevrolet Opala que apostou no motor instalado à frente com tração traseira e, pro último, o Ford Corcel que contava com motor e tração dianteira.

Mas enganam-se quem acha que somente os carros tradicionais fizeram sucesso, os ecologicamente corretos também ganharam seu espaço e destaque no mercado automobilístico. Junto com eles surgiu o motor verde, que são ideias para realizar queimas mais eficientes de combustível e emitir menos poluentes na atmosfera. Confira alguns modelos:

O Venturi Fetish foi fabricado por uma empresa francesa especializada em carros ecológicos. Visualmente chama a atenção de muitos consumidores apaixonados pelo setor. O motor conta com uma velocidade restrita, como é exigido nas leis da França, entretanto conta com aceleração de 0 a 100 Km/h em apenas cinco segundos coloca ele na frente de vários modelos esportivos. Além disso, ele apresenta soluções tecnológicas jamais vistas antes.

O Citroën C – Métisse foi apresentado para o publico na Feira do Automóvel em Paris e não precisou de muito tempo para se tornar um sucesso de vendas. O motor elétrico é ativado somente quando é necessário, isso ajuda a reduzir consideravelmente a emissão de gases e a manter uma viajem calma, tranquila, suave e silenciosa.

Mais uma vez o gigante do setor, Toyota, decidiu apostar em tecnologia e modernidade! Desta vez, o modelo que ganhou o coração dos apaixonados por carros foi a Toyota FT – HS. Conta com um motor V6 de 3500cc e 400cv de força, isso permite que o carro acelere de 0 a 100 km/h em apenas 4 segundos.

O Venture One também faz parte da lista dos carros ecologicamente corretos. Mas, é mesmo um carro ou uma moto? Essa é dúvida que muitos consumidores se fazem antes de adquirir o modelo. Calma, vamos explicar melhor! O Venture possui as características e vantagens de ambos os veículos. Conta com uma roda na frente e duas atrás, acomodando 4 pessoas, certamente é uma experiência única frente ao volante. Além disso, é sinônimo de segurança, modernidade e conforto.

A BMW também lançou carros ecologicamente corretos, o i8 é um exemplo de modernidade e tecnologia de alta qualidade e desempenho. Seu design futurista chamou muito a atenção, com aparência galáctica. Muitas pessoas fazem referência do I8 com o carro do Batman. Em 2015 foram vendidas 5 unidades no Brasil.

Inovações dos carros ecologicamente corretos

Após ter conhecido alguns modelos de carros ecológicos, é hora de conferir as novidades e inovações que estes modelos trouxeram. Eles realizam a queima de combustíveis de um jeito mais econômico e eficiente para não causar danos ao meio ambiente.

Por isso, os motores contam com versões turbinadas que oferecem alta performance e potência. As mudanças são facilmente percebidas nos volantes, faróis e pedais, o progresso da tecnologia chegou aos automóveis sustentáveis.

Mas as novidades não param por aqui, as montadoras têm investido cada vez mais em modelos com baterias capazes de serem recarregadas em tomadas externas. Em vários países ao redor do mundo os carros ecologicamente corretos já são vendidos a preços populares e acessíveis, entretanto aqui no Brasil vai ser necessário ainda aguardar alguns anos para que isso aconteça. Continue acompanhando todas as notícias sobre o setor e fique por dentro de novidades.

Renault e carros ecológicos

A gigante e conhecida do mercado, Renault, também investiu nos últimos anos em carros ecologicamente corretos. Em um mercado tão concorrido e saturado é necessário estar sempre inovando e apresentando novas soluções, e foi isso que a montadora francesa fez.

No ano de 2016, a Renault lançou o Twizy. É um veículo inovador e que promete melhorar o problema de mobilidade urbana enfrentado nos dias atuais. Possui um motor elétrico de 17 cavalos de potência, conseguindo alcançar uma velocidade máxima de 80 km/h.

Parece pouco, mas é o suficiente para poder dirigir com tranquilidade e segurança durante o dia a dia. O carregamento da bateria pode ser realizado em uma tomada normal e em até no máximo 3 horas ele já está completamente pronto para rodar 100 km.

O Renault Twizy ainda não começou a ser vendido no Brasil, mas não irá passar muito tempo para que isso aconteça. Nos países europeus, o veículo custa em torno de 7 mil euros, equivale a R$ 30 mil. Mas, resta saber, será que esse valor vai ser mantido? Provavelmente não, visto que o IPI para carros elétricos ainda é muito caro.

Gostou do artigo? Continue acompanhando nossas postagens e saiba tudo sobre os automóveis ecologicamente corretos que estão dominando o setor. Compartilhe em suas redes sociais, certamente irá ajudar muitas pessoas na busca do carro perfeito!


O Mitsubishi ASX 2019 traz mudanças importantes, inclusive na parte estética, mas nada que saia muito fora do perfil de seu lançamento anterior, já que o modelo ganhou uma reestilização no visual não faz muito tempo.

A nova Mitsubishi ASX 2019 chega às lojas com muitas novidades e dando ao consumidor brasileiro mais uma opção entre os carros top de linha. Muitos modelos já foram lançados nas últimas semanas, oferecendo conforto, segurança e tecnologia de ponta, mas o ASX 2019 ainda consegue surpreender e quem esperou não vai se arrepender, pois terá uma opção a mais na hora da compra e é um modelo que vale a pena conhecer.

Desde que decidiu entrar no mercado das SUVs, há cerca de 8 anos, investindo na ASX, a Mitsubishi tem feito várias mudanças, mas sempre mantendo o estilo esportivo do seu utilitário compacto. O design, a princípio, era bem semelhante ao do Lancer, mas com o passar dos anos o modelo foi adquirindo personalidade própria. Uma das preocupações da empresa é que o carro não tivesse apenas um visual esportivo, moderno, mas que também apresentasse um bom desempenho.

Hoje, o ASX é um SUV que conquista os consumidores não apenas pelo design arrojado, o visual sofisticado, mas também por oferecer uma boa plataforma, além de conforto, segurança e altíssima qualidade.

O Mitsubishi ASX 2019 traz mudanças importantes para esta linha, inclusive na parte estética, mas nada que saia muito fora do perfil de seu lançamento anterior, já que o modelo ganhou uma reestilização no visual e isso não faz muito tempo, então não tem sentido sair mudando tudo de novo. Mas há detalhes que chamam a atenção, por exemplo, os novos faróis xenôn que deixam o modelo muito mais bonito e também garante melhor visibilidade e isso consequentemente resulta em maior segurança para o condutor e demais ocupantes.

Na lateral, o acabamento cromado na lateral deu um ar de sofisticação, além dos frisos das janelas que combinam com o conjunto e deixam o visual mais luxuoso, ainda mais para quem optar pelo modelo na cor preta, pois neste caso o cromo tem um destaque bem maior.

Destaque também para o teto solar panorâmico, que ocupa praticamente toda parte de cima, garantindo um estilo esportivo realmente como o consumidor neste perfil gosta. As rodas diamantadas têm aro 18 polegadas e dão um novo visual ao modelo, de longe elas se destacam.

Mas a parte da mecânica não é muito diferente do que o consumidor já conhece, aliás, continuará com o mesmo motor 2.0L, que oferece até 170 cv quando abastecido com etano e 160 quando for gasolina. O torque é de 22,9 kgfm com etanol e 21,9 kgfm quando abastecido com gasolina. É bom ressaltar que como o caro pesa 1420 kg, esta não é uma relação muito boa, mas também não deixa muito a desejar. Quem é muito exigente certamente terá do que reclamar, mas em se tratando do mercado brasileiro, é uma relação que atende a grande maioria. Chega próximo de 8,35 kg/cv e isto levando em consideração a potência do motor com o veículo abastecido com etanol.

Esse modelo vai de 0 a 100 km/h em cerca de 11,9s e a velocidade máxima é de 188km/h.

A transmissão é automática, o novo Mitsubishi ASX 2019 traz o tipo CVT modo manual de 6 marchas e com isso consegue garantir uma economia maior, chegando a 10,7 km/l na estrada e se for na cidade, cai para 9,4 km/l, quando abastecido com etanol. Ainda não foi divulgado oficialmente qual é o consumo médio quando abastecido com gasolina.

A versão de entrada do ASX 2019 tem valor sugerido de R$ 102.490,00 e a versão completa que oferece tração 4×4 custa na tabela R$ 119.490,00.

O consumidor precisará analisar atentamente todas as versões e ver qual atende melhor seu perfil, mas antes é bom conferir também o interior do veículo, que recebeu um acabamento luxuoso, de alta qualidade e não falta tecnologia para auxiliar o condutor.

Por Russel

ASX 2019

ASX 2019

ASX 2019


Rio de Janeiro começou a usar as placas de padrão Mercosul em seus novos emplacamentos.

Se você é do estado do Rio de Janeiro e pretende comprar um carro novo ou se você terá que substituir a placa de seu automóvel, seja por mudança de município, estado, você já deve estar sabendo que desde o ano passado os Detrans de todo o país anunciaram que um novo sistema de placas seria adotado no Brasil. Porém, por uma série de motivos a implantação deste novo sistema não foi possível no tempo anunciado e teve que ser suspenso. Mas, agora o Detran do Rio de Janeiro acaba de anunciar que a partir desta terça-feira, dia 11 do mês de setembro, as novas placas já devem começar a ser instaladas nos veículos.

A princípio, o novo emplacamento será realizado somente no Rio de Janeiro, mas aos poucos todo o território brasileiro poderá contar com esse sistema padronizado de placas que foi desenvolvido para promover uma segurança maior e mais eficaz.

É isso mesmo, depois de muito ser falado, programado e suspenso, o novo sistema de emplacamento de veículos passa a vigorar no Brasil. Essas novas placas atendem a um padrão que já está sendo utilizado em países que fazem parte do Mercosul.

A ideia inicial é de que apenas veículos novos recebam a nova placa. Contudo, os veículos mais antigos que precisarem ter suas placas substituídas também poderão receber as placas novas, além de carros que passem por transferência de proprietários, cidade ou estado.

Até mesmo proprietários de veículos mais antigos que desejem ter a nova placa poderão trocar também de forma voluntária. Para isso, será necessário que as taxas cobradas pelos Detrans sejam pagas.

E por falar em taxas, desde que esse novo sistema de placas foi anunciado, muito tem sido questionado pelos proprietários de veículos em relação aos preços a serem cobrados. Mas, os motoristas não precisam se preocupar, pois o valor a ser pago é o mesmo cobrado atualmente para emplacar, o que no Rio de Janeiro está em torno de R$ 219,35. Vale lembrar que cada Detran possui autonomia para cobrar valores diferentes para os serviços prestados.

De acordo com informações cedidas pelo Detran do Rio de Janeiro, esse novo sistema de placas já está sendo utilizado em outros países que fazem parte do Mercosul, como Uruguai e Argentina. O objetivo principal deste novo sistema de placas é oferecer mais segurança, uma vez que as novas placas serão equipadas com um código chamado QR Code, além de brasões que indicam o estado em que o veículo foi registrado. A partir deste sistema de código será possível realizar o rastreamento do veículo, em caso de roubo e principalmente irá inibir a clonagem de placas que é tão comum nos dias atuais.

A previsão inicial era de que esse novo sistema de placas fosse implantado até o dia1º do mês de dezembro deste ano de 2018, porém o Detran do Rio de Janeiro conseguiu se organizar na confecção das novas placas e adiantou a sua implantação. Os outros estados deverão adotar o sistema até o mês de dezembro, pois será obrigatório.

As placas novas chegam visualmente diferentes. Todas elas, independente da categoria do veículo virão com a cor branca de fundo, sendo que será a cor da fonte que indicará a categoria do carro. Além disso, a inscrição também será diferente das placas atuais, sendo 4 letras e 3 números, que poderão vir fora de sequência. Nos carros de passeio a inscrição virá na cor preta. A vermelha será utilizada para taxis, veículos comerciais e carros de autoescolas. Os carros oficiais trarão a inscrição na cor azul. Os veículos diplomáticos terão a inscrição na cor dourada.

Para saber mais acesse o site do Detran do seu estado.

Por Sirlene Montes

Placas Mercosul


Novo Hyundai Elantra traz mais itens de segurança e mudanças notáveis.

O novo sedan Hyundai Elantra foi feito para entrar no mercado de automóveis com tudo. Com isso, alguns modelos podem ser replicados em seus próximos lançamentos, principalmente porque o seu lançamento poderá ocorrer posteriormente no Brasil.

A primeira versão personalizada da sexta geração do Elantra já foi apresentada pela Hyundai há pouco tempo fora do país, mais especificamente nos Estados Unidos, e pelo que tudo indica o carro iniciou suas primeiras vendas lá, no início do primeiro semestre deste ano.

Quem teve o privilégio de contemplar o modelo de perto sabe que o novo sedan passou por mudanças, algumas delas bastante notáveis logo de cara, como o design da sua dianteira que é composto agora por faróis novos em formato de triângulos, embelezados por grades hexagonais menores e mais largas. Além disso, no mesmo lugar, é possível notar também o estilo dos para-choques, que dessa vez vieram em formatos mais característicos e compactos ao design da frente do carro.

Quem curte um carro mais macio e potente poderá contar com rodas de liga leve nesse modelo, já que as laterais do carro são extremamente idênticas, sendo isso um diferencial que propõe mais elegância e estilo a um sedan de classe A. Outro detalhe perceptível são as lanternas com formas de bumerangue. Esses formatos têm a ver com o espaço que a placa deixou depois de ser alocada mais abaixo do para-choque do carro.

O interior do carro também não deixa a desejar em sua modernidade, pois foi bem equipado com leveza e flexibilidade no painel, com volante 100% hidráulico, macio e com recursos novos nas ferramentas de direção. A Hyundai afirma que o recurso de multimídia virá com uma tela totalmente retrátil e equipado com botões automatizados de oito polegadas, o que pode resultar em um manuseio mais preciso, fácil de ser manipulado e com comandos mais rápidos.

O modelo Elantra da Hyundai possui também vários recursos que oferecem conforto e maior assistência na condução do veículo, tais como aviso de colisão de frente, sensor automático de fadiga e um recurso extensor que oferece assistência para permanecer na faixa, entre outros. O veículo poderá vir também com um sistema integrado que detecta pedestres na rua para evitar possíveis acidentes, avisos nas saídas dos veículos em estacionamentos e garagens, e sensores de tráfego para alertar pontos cegos, capaz de identificar e alertar a aproximação de outros veículos que estejam de lados opostos ou em outras direções.

O mercado americano de automóveis terá a liberdade de escolher entre três tipos de motores disponíveis: o SEL, o SE e o Limited com versões Atkinson 2.0 de nada mais nada menos que 149 cavalos de potência. Com a versão ECO do modelo, já é possível ter 1.4 turbo de 130 cavalos, misturando-se com uma transmissão de alta complexidade de sete marchas e duas embreagens.

Uma terceira opção seria um 1.6 com quatro cilindros mais econômico, pois ele é mantido com um turbocompressor, o qual é inteiramente ligado a dois tipos de modelos de transmissão: um manual com seis marchas e automático com sete marchas na dupla embreagem. Porém, este tipo de motorização estará disponibilizado apenas nos Estados Unidos, no modelo Elantra Sport, até o fim de 2018.

A imprensa da CAOA Brasil, empresa responsável em importar e manter o Elantra no país disse recentemente em uma nota oficial pública que ainda não há previsão de quando o veículo começará a ser comercializado em território nacional, pois tudo depende mesmo da visibilidade e da aceitação no mercado mundial. Enquanto isso, eles estariam programando a importação de um modelo chamado New Elantra, o qual seria reestilizado para ser comercializado especialmente no Brasil.

Por Daniela Almeida da Silva

Hyundai Elantra 2019

Hyundai Elantra 2019

Hyundai Elantra 2019


Modelo custa de R$ 49 mil a R$ 79 mil.

A Fiat faz parte da lista das empresas automobilísticas que mais se destacam no Brasil. A empresa vende os seus carros há muitos anos em território nacional e os gestores da companhia sempre tentam trazer os lançamentos mais recentes para o país. Com isso, um modelo que deve chegar em breve às concessionárias brasileiras e inclusive já teve o preço de suas versões estipulados é o novo Fiat Strada modelo 2019. Conheça agora um pouco mais sobre as caraterísticas deste e também quem sabe ele pode ser a sua próxima compra no mercado automobilístico.

A respeito das seis versões do Fiat Strada 2019 e o preço de cada uma

  • Strada Adventure 1.8 Cabine Dupla. Valor: R$ 79.490,00.
  • Strada Fredom 1.4 Cabine Dupla. Valor: R$ 71.990,00.
  • Strada Hard Working 1.4 Cabine Dupla. Valor: R$ 67.990,00.
  • Strada Hard Working 1.4 Cabine Estendida. Valor: R$ 64.990,00.
  • Strada Hard Working 1.4 Cabine Simples. Valor: R$ 56.490,00.
  • Strada Working 1.4 Cabine Simples. Valor: R$ 49.790,00.

Todas as seis versões foram apresentadas na ordem dos modelos mais caros, os que contam com cabine dupla, por exemplo, para os automóveis mais baratos.

Sobre o design do Fiat Strada modelo 2019

Antes de se começar a enumerar os pontos mais importantes sobre a aparência deste automóvel, é bom deixar claro que o preço do carro, como apresentado acima, tende a variar por inúmeros motivos e um dos mais importantes é sobre o motor. Aliás, as características o motor vão ser apresentadas mais adiante neste texto.

Como é do conhecimento da grande maioria, o Fiat Strada é um carro que está na classe das picapes. Em relação ao modelo de 2019, o Strada 2019 apresentou mudanças significativas em sua aparência. A começar pela sua grade frontal. A versão 2019 tem uma grade posicionada mais abaixo, bem no meio do veículo mesmo. Além disso, o desenho dela também foi reformulado. Agora ela é envolvida em uma proteção em linhas grossas e a grade lembra aquele famoso design de “linha de peixe”, linhas finas e que se cruzam. Esse desenho da grade se estende para o para-choque e também para a estrutura que envolve as duas lanternas frontais.

Outro ponto que chama atenção pela mudança é a estrutura que se tem acima da cabine do veículo. Neste novo modelo, essa estrutura foi colocada por toda a extensão da cabine como na versão de 2018. Ela está muito mais sutil. Além disso, não se tem mais a ligação entre todas as rodas por meio de uma, fabricada por uma espécie de plástico mais resistente, que se tinha na versão anterior do Fiat Strada. Por fim, outra diferenciação que precisa ser mencionada é a respeito da traseira do modelo 2019. Pois, pelas fotos divulgadas e, mais uma vez em comparação com a versão 2018, se tem a impressão que a traseira foi rebaixada. Deixando um veículo mais “nivelado”. A carroceria conta com um ótimo espaço interno.

Por falar em parte interna, o Fiat Strada 2019 está um carro mais tecnológico, assim podemos falar. Uma vez que agora ele conta com volante multifuncional, o sistema de rádio permite entrada USB e ele também permite a colocação de uma tela de LCD de até 6,2 polegadas. Além disso, alguns rumores dão conta que neste carro devem ter recursos como: sensor para estacionamento, capota marítima para a carga de objetos, extensor da caçamba, retrovisores com luz em LED e outras funções para que os motoristas tenham uma ótima experiência ao conduzir este carro.

Informações sobre o motor disponível no Strada 2019

Ainda não se tem tantas informações sobre cada um dos motores colocados em cada uma das versões do Fiat Strada 2019. Mas sabe-se que em uma de suas versões, no caso o Strada Freedom 1.4 Cabine Dupla, se tem um motor 1.4 Fire de 88 cv e com câmbio manual cinco marchas. Não se tem dados sobre o consumo médio, que tipos de combustíveis podem ser usados no modelo. Em breve, todas essas informações e outras já devem estar disponíveis, pois espera-se que o Strada 2019 não demore a chegar no Brasil.

Para outras informações: https://www.fiat.com.br/.

 

Isabela Castro.


Modelo chega às concessionárias custando a partir de R$ 45 mil.

A terceira geração do carro da empresa Ford, modelo Ka, chegou ao Brasil no ano de 2014 seguido de sua comercialização, como a esperança da marca norte-americana para bater de frente com o Chevrolet Onix e o Hyundai HB20. E a estratégia da Ford ainda deu tempo de dar certo, o carro conseguiu fechar o ano de 2017 sendo o terceiro modelo mais vendido no Brasil, com quase 94,9 mil modelos comercializados.

Uma coisa que agrada muito os proprietários do Ford Ka 2019 é que ele possui em sua composição de motor, dois motores bem modernos, o primeiro é 1.0 composto por três cilindros e podendo alcançar até 85 cavalos de potência. Já o segundo é um pouco mais forte, um 1.5 que chega até 110 cavalos. Porém, independente da diferença, ambos proporcionam um ótimo desempenho ao Ford Ka.

Tendo seu lançamento no ano de 2014, o carro Ford Ka da atual geração apareceu como um projeto mundial com vistas a atender não apenas o mercado brasileiro, e sim também o indiano, onde surgiu com o nome diferente do Brasil, chamado Figo e também o mercado europeu, onde será fabricado em Craiova, na Romênia.

Possuindo como plataforma uma variação do também famoso New Fiesta, o carro de modelo compacto desenvolvido pela Ford no país trocou a primeira geração, que tinha recebido mudanças muito significativas por aqui, mas ainda era feito de quatro portas como exemplo.

Detalhes novos e preços

Ainda que estão escritos os artigos de mudança do Ford Ka, para fazer essa percepção, será exigida muita atenção para que se perceba a "olho nu" todas elas, pois são pequenos detalhes mas que contribuem totalmente para sua mudança e inovação tecnologica. A parte dianteira tem como destaque o seu novo modelo de para-choque, que traz desenho mudado, com uma nova entrada de ar em sua parte inferior e faróis de neblina inseridos numa harmonia em formato que lembra a letra C, que em versões consideradas top de linha pode vir com detalhe cromado.

Composto ainda o novo modelo da nova grade hexagonal, que também pode ser encontrada na versão cromada nas configurações mais caras, faróis e lanternas com novo design e layout interno, rodas de liga-leve tendo o tamanho de 15 polegadas e suas calotas com a mesma unidade de medida calotas de 14, tem também retrovisores com função de repetidores de quando ativada a seta e o para-choque traseiro que o desenho parece o padrão da mesma peça dianteira.

O modelo hoje traz consigo com grande importância equipamentos para melhorar a segurança, como seus aços que aumentam a resistência em diversos pontos da estrutura, detalhes extras no teto e nos pilares, os aços mais grossos que chegam até 1,2 mm. Tendo em vista o que a empresa disse sobre isso, ele aumentará muito a resistência nos dois modelos, mas ela será quase o dobro no modelo Sedan.

A sensação sentida dentro do veículo ainda sim será a mesma do Ka da terceira geração, isso pelo motivo de, diferente do EcoSport, o carro trazer mudanças menores. O seu destaque momentâneo ou permanente é o painel, que conta agora com o modelo "flutuante", tendo uma multimídia incrível com tela de 6.6 polegadas.

O seu preço ainda sim mesmo com essas mudanças é de um carro popular, até porque não pode se distanciar muito do modelo Onix e HB20, e seu preço também poderá variar conforme seu modo de transmissão e acessórios, por exemplo, o Ford Ka S 1.0 Transmissão Manual 2019 sai pelo preço de R$ 45.490, já sua versão mais completa e automática pode sair por R$ 67.990.

Gustavo Martins


Confira aqui mais informações sobre o pagamento do Licenciamento de Veículos 2018 no estado do Paraná.

As pessoas que possuem veículos sabem que esse bem demanda alguns cuidados com a manutenção e também alguns impostos para que eles possam circular tranquilamente pelas ruas do Brasil. Todos os motoristas precisam pagar taxas e uma delas é referente ao Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo, o CRLV. Esse imposto é cobrado todos os anos e em todos os estados do território nacional. E para os motoristas residentes no estado do Paraná, a cobrança do licenciamento já começou a ser feita. Então, caso você more em algum município paranaense, veja agora mesmo todos os dados para quitar esse imposto e assim para não ter nenhum problema com o seu automóvel.

As primeiras informações sobre o pagamento do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo

O calendário de pagamento da grande maioria das taxas relacionadas a veículos levam em consideração o número da placa do automóvel. Assim, o débito realizado pelos motoristas se torna uma prática mais organizada. Visto que, hoje no país são milhares de veículos registrados pelos estados. E no caso do licenciamento não é diferente.

Para a taxa de CRLV de 2018, no Paraná, todos os motoristas vão pagar o mesmo valor que está fixado em R$ 88,13. Independente do ano ou modelo do veículo. Uma vez, que a taxa CRLV é um certificado que permite que os condutores possam dirigir os seus veículos pelo país sem nenhum problema. Pois ele é uma espécie de comprovante que os motoristas não possuem nenhuma pendência com o Departamento Nacional de Trânsito, o DETRAN. O pagamento ocorre, na maioria das vezes, no segundo semestre do ano.

O calendário de pagamento da CRLV no mês de agosto

Os motoristas que quiserem consultar o calendário de pagamento do Licenciamento 2018 no Paraná devem acessar a tabela no seguinte site: http://www.detran.pr.gov.br/.

O primeiro procedimento para realizar o pagamento desse certificado é verificar se o veículo está com algum débito no DETRAN. Então, os condutores necessitam visitar o seguinte site para realizar essa verificação: http://www.detran.pr.gov.br/. Eles precisam responder corretamente todos os dados solicitados e depois vão saber se estão com alguma pendência ou não. Pois a taxa e consequentemente o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo impresso só vão ser liberados se o proprietário do automóvel não estiver com nenhum débito em aberto.

Como realizar o pagamento da CRLV

Após fazer a verificação explicada no tópico anterior e os donos dos carros se certificarem que está tudo correto. Eles contam com quatro possibilidades para quitarem essa taxa. Veja agora cada um delas:

  • 01ª: Aplicativo do Detran do Paraná. Esse programa está disponível para qualquer sistema operacional. Basta que o dono do veículo, baixe o app, instale em seu celular e depois realize o pagamento.
  • 02ª: Pagamento online através do site do Detran/ PR: http://www.extratodebito.detran.pr.gov.br/detranextratos/geraExtrato.do?action=iniciarProcesso.
  • 03ª: Em um das unidades ou totens do Detran espalhados pelas cidades paranaenses. Nesta opção, os motoristas podem pagar até com cartão de crédito.
  • 04ª: Por fim, em agências bancárias das seguintes instituições: Banco Rendimento, Banco Cooperativo do Brasil, SICREDI ou Banco do Brasil. É interessante que o motorista, visite o site do banco que possui conta para saber outros detalhes.

Assim que o pagamento dessa taxa for realizado, em poucos dias o proprietário do automóvel vai receber pelos Correios o Certificado impresso. Lembrando que essa taxa é obrigatória. Uma vez que, o motorista não quite esse imposto,ele pode ter o carro apreendido e ter sete pontos em sua carteira de habilitação. Para outras informações, os motoristas do Paraná podem ligar para o seguinte telefone: 0800-643-7373.

Isabela Castro.


A Suzuki procurou unir o útil ao agradável e parece que deu certo, pois o novo Vitara consegue agregar modernidade e tecnologia, segurança e beleza, tudo na medida certa, sem exageros.

Quem pensa em comprar um SUV compacto encontra no Vitara 2019 uma ótima opção, pois a Suzuki caprichou no modelo, oferecendo três versões: 4ALL, 4YOU e a 4SPORT. Essa é uma ótima alternativa para aqueles que adoram carros esportivos, mas que não querem abrir mão do luxo e conforto. Desde sua segunda geração que esse carro está no mercado nacional e já aprendeu o gosto do consumidor brasileiro, suas necessidades e o que espera de um bom veículo.

Em 2016 é que foi lançada sua última geração, por isso vinha se formando uma grande expectativa para a chegada dessas novas versões. Uma das preocupações da Suzuki sempre foi inovar a parte de acessórios, sempre oferecendo mais, deixando o Vitara com o que há de mais moderno no mundo dos automóveis. Fabricado aqui no Brasil, esse modelo consegue ter um preço mais em conta do que se fosse importado, mesmo assim seu valor é alto, pois está no patamar que atende clientes mais exigentes.

No modelo 2019, o design mais uma vez deverá ser o grande atrativo, a Suzuki procurou unir o útil ao agradável e parece que deu certo, pois o novo Vitara consegue agregar modernidade e tecnologia, segurança e beleza, tudo na medida certa, sem exageros. O carro traz linhas robustas e o consumidor ainda tem a possibilidade de personalizá-lo de algumas formas, pois são sete tipos de texturas para atender a todos os gostos e estilos.

Na parte interna do Vitara 2019, também será possível personalizá-lo, sendo dez opções de texturas para a moldura do painel, volante, câmbio e até a saída do ar-condicionado. O novo modelo ainda conta com faróis exclusivos que deixam o visual ainda mais imponente. O estilo esportivo fica a cargo das rodas de alumínio, aro 17, com saídas de ar pelas laterais.

Com tração 4×4 e consumo otimizado, o Vitara 2019 tem tudo para ser um grande sucesso de vendas, mas como não existe carro perfeito, o consumidor precisa ficar atento aos pontos negativos, que são poucos, mas existem e estão lá. Um item que pode incomodar é a falta de conforto para os passageiros. Com um carro deste tamanho, quem olha por fora até imagina que por dentro tem espaço de sobra, mas não é bem assim. A Suzuki errou na distribuição interna dos itens e acabou prejudicando muito o seu novo modelo. Se o comprador tem como uma das principais exigências, muito espaço, vai esbarrar em um sério problema. Se for em longas viagens, aí é que essa questão incomoda mesmo, é algo que para muitos não tem problema, para outros atrapalha muito, então a dica é conferir bem, fazer alguns testes, ficar um tempo dentro do carro e imaginar como seria em viagens mais longas.

Os pontos negativos não param por aí, tem ainda a questão da falta de concessionárias pelo Brasil, pois a rede é pequena, abrange apenas algumas cidades e isso certamente é um ponto que precisa ser analisado. Os consumidores de muitas cidades precisarão se perguntar qual é a possibilidade de viajar até o município onde o Vitara 2019 está à venda. E depois para fazer as revisões? E futuramente, quando o carro estragar, ou precisar levá-lo para uma manutenção preventiva? Qual é a cidade mais próxima para levar o carro? Vale a pena esse sacrifício e todos os gastos?

O Vitara 6 4ALL custa R$ 79.590. O modelo 1.6 4ALL custa R$ 85.590. A versão 1.6 4YOU tem o valor de R$ 94.900. O 1.6 4YOU 4WD custa R$ 99.990. A versão 1.4T Boosterjet 4Sport Aut tem valor de R$ 109.490. E o modelo 1.4T Boosterjet 4Sport 4WD Aut sai por R$ 114.990.

É sem dúvida alguma um carro que tem muito a oferecer e claro que os ‘contras’, então é só analisar bem para depois não se arrepender.

Por Russel

Suzuki Vitara 2019

Suzuki Vitara 2019


Nova versão chega cheia de detalhes exclusivos e custando R$ 85 mil.

O Suzuki Jimny ganhou uma versão pra lá de especial, é a Desert, que chega ao mercado custando R$ 85.990, mas quem estiver disposto a pagar essa quantia não deve se arrepender depois, pois o carro tem muito a oferecer. Desde a última quarta-feira, dia 1º de agosto, quando a empresa confirmou o lançamento do modelo aqui no Brasil, muitas pessoas já se mostraram interessadas.

A nova versão, chamada Desert tem vários itens que a diferencia das demais, sendo que um deles é o visual externo que conta com várias novidades, mas a cabine também não ficou para trás e foi inclusa nesta série de novidades. O que continua igual às demais versões é o motor, só que a Suzuki garantiu que mesmo assim essa versão tem um desempenho melhor porque algumas mudanças foram feitas na mecânica do veículo, para garantir que ele seja um off-road melhor. Pagando R$ 85.990, claro que o consumidor irá querer encontrar mudanças e certamente as verá, mas são poucas, porém, fazem a diferença para justificar uma versão exclusiva do modelo.

O bagageiro é o tipo cesta no teto e vem em um tom Bege Jizan. Há quem não goste da cor escolhida, mas a justificativa da Suzuki é que foi inspirado nas areias do deserto. Nada na versão foi colocado por acaso, tudo tem seu motivo de ser, por exemplo, a grade dianteira, assim como os faróis, ganharam um acabamento grafite para combinar mais com o conjunto. Os pneus são Pirelli Scorpion 215/75R15 MTR e realmente foram bem escolhidos, pois é um carro caro que merece tudo de primeira.

O Jimny Desert ainda ganhou snorkel, para atravessar locais alagados, mas claro que é preciso respeitar o limite, o motorista precisa se informar bem para não abusar do poder que o carro oferece. Também foram instalados quatro protetores nos braços de suspensão e mais dois protetores nos amortecedores localizados na parte de trás. Nesse reforço extra, a direção ganhou amortecedor e com isso o veículo ficou realmente pronto para os trajetos mais radicais.

Alguns detalhes podem acabar nem sendo percebidos, por isso é preciso ficar muito atento, por exemplo, os retrovisores também estão em grafite e tem aplicações do mapa nas laterais, exibindo os locais do planeta que mais desafios oferecem aos aventureiros. A Suzuki quis mostrar que a preocupação nas mudanças foi como um todo, passando pela mecânica, estilo, segurança e também no visual.

Na parte interna, os bancos desta versão contam com um revestimento reforçado, além de terem bolsos frontais e também nas laterais. A costura é em bege, para combinar com o conjunto e tem a logo 'Desert'. As texturas combinam com marcas deixadas por pneus, ficou bastante criativo e realmente deixou o visual bem mais atrativo.

E no console central tem a plaqueta 'Desert', além da cor bege também presente no acabamento que fica nesta parte do veículo. O assoalho foi revestido em borracha e no geral ficou tudo combinando, com cores e detalhes na medida certa, sem exagerar e nem deixar um visual poluído.

O sistema multimídia tem tela de 7" e roda tanto o Android como também o iOS e ainda pode ser instalada TV digital e até câmera de ré, caso o proprietário tenha interesse nesses acessórios.

Para garantir maior segurança, foram adicionados airbags frontais, as laterais contam com barras de proteção, os freios são ABS, mais cinto de três pontos e encosto de cabeça para todos.

Assim como nas outras versões, tem sistema de tração 4×4 e o motor 1.3 a gasolina oferece 85 cv a 6 mil RPM. O câmbio de cinco marchas é manual. Fora do Brasil já tem uma nova geração do Jimmy, mas a Suzuki não informou quando essa estará disponível no mercado nacional.

Por Russel


Honda lança versão Esporte do HR V 2019 e com painel digital.

A Honda está apresentando aos poucos as suas mudanças no primeiro facelift de sua SUV compacto,a HR-V. Além de sua nova dianteira e de algumas leves mudanças em sua traseira, o novo modelo recebeu um novo painel de seus instrumentos onde é parcialmente digital para as versões mais elevadas. Essas mudanças serão empregadas na sua totalidade em seu modelo nacional, já que a montadora da Honda mantém todos os seus modelos bem alinhados globalmente.

A sua nova dianteira traz os seus faróis recortados com um friso totalmente cromado em sua grade. Tal que acontece hoje, em apenas uma versão topo de linha a Touring que tem iluminação em full-LED, enquanto as outras demais variantes em adotar luzes um pouco mais simples. Ao menos o novo HR-V possuirá uma iluminação diurna com LED para todas as suas versões, tal como é feito no modelo Civic.

O seu para-choque da frente ficou muito mais esportivo e com a inclusão de umas entradas de ar bem maiores e uns filetes horizontais na sua grade frontal. Na traseira, há apenas um novo friso que é cromado entre as suas lanternas para versões mais caras. A sua versão topo de linha a Touring ganhou também uma tração em suas quatro rodas, e uma grade frontal estilo colmeia, além de bancos com os ajustes elétricos e uma parte inferior na sua carroceria pintada com a cor da carroceria, enquanto essa nova versão Sport pode trazer rodas de liga leve com 18 polegadas e alguns detalhes na carroceria com a cor preto brilhante.

A sua grande novidade fica por conta de seu interior que possui um novo painel de instrumentos, com o velocímetro analógico e com um aro colorido, enquanto os outros mostradores foram todos substituídos por telas coloridas e configuráveis, com um layout muito parecido com os do Ford Fusion e da Ranger. A sua central multimídia também foi renova e conta agora com um controle de volume com um botão físico, o Android Auto e também o Apple CarPlay.

Nos países dos EUA e no Japão, o novo HR-V passa também a ser equipado com um pacote Honda Sensing, que pode adicionar o piloto automático adaptável, assistência para permanência de faixa, a frenagem autônoma para casos de emergência e alguns outros itens para segurança. Ainda não há confirmação caso esse pacote seja empregado também no SUV comercializado para o Brasil, mas, na ausência dos outros itens do Civic, que hoje é um dos carros mais caros e sofisticados, dificilmente o modelo do HR-V brasileiro virá com esse o pacote.

Mas é um carro de muito luxo e virá para atender o mais alto padrão de exigência dos consumidores brasileiros. Por isso se você é amante de carros de alto padrão não poderá deixar de experimentar essa máquina da Honda. Além de muito luxuoso, ele é maravilhoso e com certeza será muito econômico.

Ainda não temos detalhes de seu motor e sua economia, mas levando em consideração modelos anteriores da montadora dá para saber que coisa muito boa virá.

A Honda vem investindo pesado em sua linha de automóveis criando carros cada vez mais luxuosos e que vem conquistando os primeiros lugares nos rankings de vendas por todo o mundo.

Depois do sucesso do Civic por aqui e pelo mundo a fora, a montadora investe do HR-V para assim conquistar as paradas de vendas novamente.

Com essa acirrada disputa entre as empresas fabricantes de carros quem ganha é sempre o cliente, que está tendo a oportunidade de a cada lançamento provar um carro melhor e com uma qualidade superior.

Por isso se estiver interessado em comprar um carro novo em breve não poderá deixar de experimentar esse novo modelo da Honda.

Ricardo Ferreira Rodrigues


Confira aqui todas as informações sobre o novo Ford Ka SE 2019.

O Ford Ka SE 1.0 2019 é um modelo tão básico que fica até difícil convencer o consumidor que vale a pena adquiri-lo, ainda mais que no mercado há outros modelos, na mesma linha, na mesma média de preço, mas que oferecem bem mais. A Ford prometeu muitas novidades para o novo Ka 2019, entre elas uma reestilização no visual, motor 1.5, câmbio automático, porém, tudo isso só está disponível nas versões mais caras, porém, o brasileiro está de olho é nas mais baratas, como é o caso da SE, que custa R$ 45.990, mas não oferece praticamente nada de novo.

Quem for conhecer a versão SE do Ka 2019 não encontrará as tão comentadas novidades, pois o modelo traz uma discreta mudança no visual, algo quase imperceptível, por exemplo, leves retoques nos faróis e um 'C' nos para-choques. Na parte externa, pode-se dizer que isso é tudo que o novo modelo realmente tem a oferecer, sendo que em um primeiro momento tais detalhes nem são percebidos, de tão discretos que são.

Na parte interna as novidades também são mínimas e mesmo assim, não agradam tanto, por exemplo, o novo rádio só está nesta versão mais barata, porque nas mais caras foi disponibilizada a central multimídia SYNC 3. O revestimento de fato é novo, mas nada que se destaca, que vá chamando logo a atenção, é preciso reparar bem para notar que ele foi modificado.

Pouco acima do som tem um porta-objetos que poderá ser utilizado como um porta-celular, para isso é só abrir a tampa, colocar o aparelho nele e depois fechar, de forma que o smartphone fique preso na posição horizontal. Dentro desse porta-objeto tem uma entrada USB, então é possível colocar o aparelho para recarregar enquanto o GPS vai sendo utilizado, ou mesmo durante o trajeto na cidade ou viagens.

Outro ponto negativo o SE 2019 é o motor 2.0 TiVCT de 85/80 cv, que atende o básico e nada mais que isso. Para usar no dia a dia, sem pressa e sem exigir do carro, é tranquilo, mas nas viagens ou quando tiver 3 passageiros, aí será preciso paciência.

De acordo com os testes realizados pelo Inmetro, o consumo de combustível fica em 9,2 km/l na cidade e 13/4 km/l na estrada, quando o veículo é abastecido com etanol. Com gasolina, ele faz 10,7 km/l na cidade e 15,5 km/l na estrada. Vale lembrar que esses números variam muito e para garantir uma boa economia é preciso trazer a manutenção sempre em dia, abastecer em posto de confiança, ficar atento ao alinhamento e balanceamento, além de calibrar os pneus semanalmente.

O SE traz o novo câmbio manual com 5 marchas, o MX65, que pesa 35 quilos a menos que seu antecessor. A Ford garante que este é bem mais preciso nos engates, mas na prática não faz tanta diferença. O que melhorou realmente foi a direção com assistência elétrica, que agora está bem mais direta e deixou o compacto mais preciso nas manobras, mas sem deixar de ser leve.

A suspensão sofreu uma ligeira alteração, ficando mais firme para garantir maior estabilidade e isso é sentido na estrada, quando se alcança velocidade mais alta. Na curva, o SE 2019 se sai muito bem.

O problema do Ka SE é que ele oferece muito pouco ao consumidor e ainda tem o fato de que ele disputa o mercado diretamente com dois grandes rivais, o Onix da Chevrolet e o HB20 da Hyundai, dois modelos que estão muito bem equipados, com grandes novidades e um lindo visual.

Mas se o consumidor fizer mesmo questão de ficar com o modelo da Ford, então a dica é pagar um pouco mais e levar a versão SE Plus, ao menos assim estará melhor atendido, levando um veículo com a central SYNC 3, retrovisores elétricos, todas as portas com vidros elétricos e sensores traseiros de estacionamento.

Por Russel


Conheça aqui as principais novidades previstas para o novo modelo.

O novo modelo do Nissan Kicks 2019 ficará ainda mais econômico para poder conquistar e assim surpreender todos os consumidores no Brasil. Confira a previsão para seu lançamento no Brasil e todas as mudanças e novidades.

Como sabemos,a Nissan foi uma entre as principais patrocinadoras nos Jogos Olímpicos do ano de 2016, evento que foi sediado aqui na cidade do Rio de Janeiro, e esse evento foi excelente para poder divulgar a sua marca, ainda em especial um novo crossover que é compacto e chegaria no mercado brasileiro, com essa grande ajuda na divulgação através dos Jogos Olímpicos, ele teria grande sucesso nas suas vendas.

Apesar de ele ter sido popularmente conhecido no ano de 2016, a sua primeira aparição aconteceu há quatro anos atrás, no Salão do Automóvel na cidade de São Paulo, no ano de 2012, quando esses utilitários compactos não eram ainda tão populares do jeito que são hoje, e por essa época, o Nissan Kicks chamou a atenção, pois ele apresentava um novo visual altamente moderno e muito diferente do que já era conhecido pelos modelos da Nissan, já que os seus carros sempre eram vistos como carros comuns e sem nenhum traço marcante.

Mas sim existe um projeto da empresa Nissan que está deixando de fato todos apreensivos, resumindo, é o Nissan Kicks que possuirá um consumo de aproximadamente 34 km/l. Sim, é isso mesmo, você já imaginou algo assim? A Nissan vem projetando esse modelo e já imaginando o seu nome ideal, que será Nissan Kicks e-Power e tem uma previsão para a sua apresentação ainda nesse ano de 2018, no Salão do Automóvel na cidade de São Paulo, mas as suas vendas só começarão bem provável no ano de 2019, sem uma data certa confirmada.

Se isso se concretizar realmente, provavelmente esse novo modelo Nissan Kicks 2019 irá dominar as vendas em relação aos SUVs em todo o mercado nacional, já que ele além de ser um veículo que todos achem atraente pelo seu visual bem diferenciado, se ele for aliado a uma economia tão benéfica assim, deve esperar um certo monopólio nas suas vendas, visto assim que a sua economia no consumo é um dos principais fatores que irá ser analisado na compra desse modelo.

Espera que não será só esse modelo do novo Nissan Kicks e-power, mas haverá também um modelo elétrico, com isso dá para ver que a intenção da Nissan é de fato tomar a dianteira em relação aos carros ecológicos, já que serão o futuro em relação a veículos automotores, e esses novos projetos deverão chegar ao Brasil o quanto antes possível, já que todo o sucesso das vendas da Nissan em todo o Brasil tem agradado e muito os seus investidores e a montadora.

O novo modelo Nissan Kicks 2019 será também produzido na cidade de Resende, no estado do Rio de Janeiro, cidade que passou a ser uma sede de fabricação do novo Nissan Kicks muito rapidamente logo após o seu lançamento, já que esse carro até então era produzido no México e assim importado para o Brasil, a montadora viu uma certa necessidade de implantar a sua fábrica aqui no Brasil, porém, acabou ocorrendo que o carro estava ficando no final ainda mais caro que a sua versão importada. Esse novo Nissan Kicks 2019 deverá ser vendido em cinco diferentes versões, o modelo de entrada poderá vir com um câmbio automático CVT, uma boa notícia já que na maioria de seus modelos eles não possuem uma opção para câmbio automático em suas versões de entrada.

Ricardo Ferreira Rodrigues


Confira aqui os itens de série e o preço das versões da nova Trailblazer 2019.

O mundo automotivo está cada vez ganhando mais espaço em todos os setores, tanto no Brasil quanto no resto do mundo, sendo assim pessoas ficam ansiosas para saber sobre novos lançamentos e especificações de automóveis, sendo assim, uma notícia que agradou até demais foi o anúncio de lançamento da nova Chevrolet Traiblazer 2019. E para que você fique por dentro e acompanhe tudo que virá com essa nova versão, acompanhe abaixo suas características e detalhes interessantes, assim como seu preço.

Datalhes e versões

Diferente de alguns carros, o Traiblazer é oferecido apenas em uma versão, sendo ela a versão LTZ, isso significa que não terão muitas opções de carro diferente, porém, essa versão única traz consigo muitos detalhes e por estar sozinha ainda tem um atenção um tanto quanto particular e pode ser comparada e equivalente ao modelo Chevrolet S10 Country, apesar de serem muito parecidas em aparência, suas definições também parecem muito iguais em algumas características de desempenho. Pode se notar na frente do veículo seu para-choque não tão quadrado e sim mais arredondado acompanhado dos seus faróis de LED frontais.

Muito chamativa, a grade que tem modelo duplo atualmente cromada dá um estilo de ostentação ao carro, assim como na maioria que é inserido. Mas não é apenas na parte do para-choque que pode ser encontrado o cromado, em lugares como maçanetas, barras superiores, lanternas da parte de traseira de LED, tampa do porta-malas e em seus retrovisores. Possuindo rodas de liga leve com grandes aros sendo 18 polegadas são bem aparentes e diamantadas.

Falando um pouco da parte interna, o ar-condicionado do carro possui ajuste tanto de velocidade quanto de difusores fixados no teto. O seu acabamento interior é feito todo em couro marrom e é elétrico o ajuste do banco do motorista e na segunda fileira com ajustes de inclinação para melhor acesso à terceira fileira, que tem consigo encostos retráteis.

Como todas as marcas normalmente pensam hoje em dia, visar a segurança de seus compradores é totalmente essencial, isso porque ao ser prejudicado, o cliente pode alegar que foi possivelmente uma incompetência da empresa e isso além de difamar pode trazer prejuízo econômico para a mesma, sendo assim foram adicionados alguns itens como, alerta de colisão e de mudança de faixa, que se juntam ao seu alerta de movimentação da parte traseira e ao alerta de quando estiver em ponto cego. O primeiro citado alerta ao motorista a aproximação de algum outro automóvel, podendo ser um ciclista ou até mesmo pedestre durante uma baliza de estacionamento, oferecendo assim uma maior segurança.

Versões

Como já dito anteriormente, o carro está disponível apenas em LTZ, porém, mais especificamente nesses dois modelos:

  • Chevrolet Trailblazer LTZ 3.6 V6
  • Chevrolet Trailblazer LTZ 2.8 CDTI

Sendo assim, as duas versões diferentes podem apresentar um desenvolvimento muito grande, obviamente que a 3.6 será mais forte, mas isso não tira a 2.8 da concorrência por também ser muito interessante, pois não é tão simples também achar um carro que traga a versão 2.8.

Preços

Levando em conta os preços, para muitos pode parecer um pouco alto, porém ele é deste valor devido ao seu grande desempenho e equipamentos de ultima geração, acompanhe abaixo modelo e preços:

  • Chevrolet Trailblazer LTZ 3.6 V6 – Saindo na faixa de R$ 173.990
  • Chevrolet Trailblazer LTZ 2.8 CDTI – Custando R$ 205.990

Como podemos observar, o valor do carro na versão 2.8 é um pouco mais caro, porém, possui algumas coisas como seu interior um pouco mais sofisticado e detalhado, então pode ser um preço considerado justo.

Então para você que deseja comprar um carro deste modelo, tenha contigo segurança. conforto e desempenho, aproveite estas informações para tirar suas conclusões.

Gustavo Martins


Versão deverá chegar ao Brasil em breve.

Uma das mais importantes indústrias automobilísticas na atualidade atingiu suas metas, concluindo um período de vendas bem sucedidas, portanto, nada mais justo do que registrar essa realização em seu próximo projeto. Desta feita, um novo modelo surgiu desta série de comemorações sobre a produção de 1 milhão de veículos na sede da companhia localizada em Piracicaba, Estado de São Paulo.

Desta vez, a empresa Hyundai estabelecida no Brasil está anunciando a estreia de uma nova série toda especial destinada às linhas Creta e a HB20. A Intitulada "1 Million", consiste em uma edição que dá início às comemorações sobre o processo de produção cuja meta de 1 milhão de veículos atingiu sua finalidade, na unidade da companhia de Piracicaba, no Estado de São Paulo.

Trata-se de algo especial, pois o modelo desta série será suplementado com uma gama mais ampla de acessórios exclusivos, incluídos no pacote de sua lista, em termos de equipamentos. Este grande modelo inédito terá o seu período de comercialização inicial a partir da segunda quinzena do mês de agosto deste mesmo ano, sendo produzido dentro de um número total de exemplares correspondente a 4,5 mil unidades, das quais 2 mil vazadas sobre a plataforma do Creta; 1,2 mil destinadas ao HB20 e as demais 1,3 mil sobre a produção do HB20S. Até o presente momento não foram revelados valores de nenhum dos novos veículos.

Com relação à versão Creta, trata-se de uma edição que porta em sua estrutura um destaque para a sua chave presencial, chamada “Hyundai Key Band”, a qual possui o formato específico de uma pulseira e um visual desprovido de botões. Todo esse equipamento tem capacidade de desempenhar funções correspondentes a uma Smart Key estilo convencional, proporcionando uma eficiente conectividade direta com smartphones por meio de um tipo de aplicativo.

Deste modo, a empresa Hyundai apresenta, também, a vantagem de o item em questão poder funcionar como uma espécie de relógio, de contador de passos e até de calorias; assim como um medidor de distâncias percorridas, operando de modo a exibir as notificações por meio de celular em seu visor, sinalizando, por exemplo, os momentos em que ocorrem as chamadas de voz e os alarmes.

Esta versão está estabelecida numa base munida de acabamento intermediário, o Pulse Plus, saindo da indústria inteiramente equipado com um motor de potência 1.6 e um câmbio automático em seis marchas. Outras especificações acrescentadas são: função de partida de motor por meio de botão; munido de faróis que operam com o projetor e a luz diurna de tipo DRL, marca LED; as rodas são de liga leve em aro de raio 17 polegadas; a sua grade frontal possui borda com cromo escurecido e a tampa de seu porta-malas está emoldurada nesta mesma tonalidade; as maçanetas externas estão cromadas e a antena é de tipo barbatana. Em seu interior, os bancos são produzidos em couro de cor bege, e está todo equipado de uma central multimídia BlueMedia suplementada pela TV digital.

No que tange à versão HB20, seja o Hatch seja o Sedã, a base de sua configuração é a chamada Comfort Plus, aparelhado com motor de potência 1.6 e mais um câmbio automático em seis marchas; munido de rodas de liga leve com aro de 15-diamantadas; a grade hexagonal está adornada de aletas cromadas e de um contorno em cor preta brilhante; os faróis possuem projetor e a assinatura de luzes LEDs; as suas maçanetas externas estão cromadas; possui vidros que são movidos ao modo elétrico em suas quatro portas, do tipo One-Touch que aciona subida e descida, munida de um sensor de segurança anti esmagamento; possui função de acendimento automático de faróis e a direção (volante) possui regulagem para altura e para profundidade. Este Hatch também possui uma antena de tipo barbatana.

Vale a pena conferir esta novidade.

Paulo Henrique dos Santos


Conheça aqui as principais novidades do modelo 2019 do Porsche Macan.

Nos confins da Europa, na região germânica do velho continente, está situada uma das mais importantes e icônicas indústrias automobilísticas do planeta e em toda a história, cujo título geralmente é abreviado para Porsche AG, ou somente para Porsche, e consiste em uma das principais marcas de automóveis esportivos em todo o Mundo, fundada na Áustria e, atualmente, sediada na cidade de Estugarda, na Alemanha.

Não é todo consumidor que pode ostentar um Porsche, sobretudo em sua mais recente versão, ou seja, o novo Porsche batizado de Macan, o qual, provavelmente, ainda está fazendo torcer o nariz de muitos especialistas mais conservadores, entretanto, este é o modelo mais bem sucedido da marca, até o momento. Seu rol de vendas conta com nada mais, nada menos de 350 mil unidades comercializadas desde o ano de 2014. Como se não bastasse, a quantidade vendas simplesmente triplicou em relação ao modelo veterano 911, até o ano passado. O clássico modelo Porsche 911 configura um típico automóvel desportivo produzido pela mesma empresa, Porsche AG de Stuttgart, na Alemanha desde o ano 1964. Este modelo está sempre em constante evolução desde seu lançamento oficial no ano de 1963, no Salão de Frankfurt.

Assim, o repaginado modelo Porsche Macan passou por um intenso processo de nova estilização, no sentido de manter o seu vigor, a sua estrutura, o seu design essencial e a sua comercialização.

Todo especialista e todo consumidor experiente sabe que esta companhia produz carros potentes e resistentes, combinando, entretanto, finos atributos e especificações, já que o fundador da empresa, Ferdinand Porsche, foi o responsável pelas melhores criações em outra marca alemã, a Volkswagen, e autor do primeiro automóvel híbrido da história.

Deste modo, entre os atributos que integram o atualizado Porsche Macan 2019, estão: em sua parte dianteira, as alterações produzidas são bem mais discretas que as demais, munido de faróis tipo LED e uma grade em novo estilo. Em sua parte traseira as alternações são bem mais visíveis, explícitas, conforme o objetivo da empresa, contendo lanternas do tipo LED, as quais foram elaboradas de modo expandido, atravessando, deste modo, toda a superfície da tampa de seu porta-malas, assim como foi feito, também, sobre as gerações mais recentes das versões Cayenne e da Panamera. No que tange à sua base, ele está equipado de rodas em 20 e 21 polegadas, além de haver unidades disponíveis em uma diferente opção na cor, no caso, em Azul Miami.

Em termos de novas especificações, os itens inéditos contam com um para-brisa elétrico, que funciona no sentido de aquecer e evitar embaçar; agora ele sai da fábrica munido de um sistema que conta com um dispositivo de ionização, cuja função está em manter o ar bem mais puro, limpo.

Entre outras especificações de alta categoria, ele está equipado com uma central multimídia mais ampla que a versão anterior, ou seja, foi estendida de sete para 11 polegadas em suas dimensões. No que toca aos seus atributos estruturais mais recônditos, a companhia Porsche já noticiou que o chassi do mesmo foi revisto, no sentido de aumentar e garantir maior conforto e segurança do cliente; do mesmo modo com relação aos seus pneus.

A estreia oficial se dará, inicialmente, no continente asiático, ou seja, na China e durante todo o resto do ano, será comercializado nos demais mercados pertencentes a outras nações. O lançamento de uma versão atualizada do Porsche, mesmo clássica, continua sempre um evento imperdível para quem ama a marca.

Paulo Henrique dos Santos


Confira aqui as novidades presentes do Range Rover Evoque Autobiography 2019.

Com novidades sempre aguardadas aqui no Brasil, a Land Rover trouxe para o país a versão mais exclusiva e luxuosa de seu modelo Range Rover Evoque. E para provar a exclusividade, vale lembrar que serão comercializadas somente 25 unidades de sua Autobiography.

Vendido ao preço de R$ 305.800, o modelo é também o mais potente Evoque que já foi produzido pela montadora, já que traz o motor 2.0 Ingenium Turbo, com potência de 290 cavalos e torque de 40,8 kgfm. Até agora, a mesma motorização somente era comercializada no Brasil com potência de 240 cv, dando uma diferença significativa.

Nessa formulação, o 0 a 100 km por hora será feito em um tempo de 6,4 segundos. O veículo, ainda, chegará a uma velocidade máxima de 231 km por hora.

Somente para se ter uma ideia melhor disso, a velocidade de 0 a 100 km por hora no Evoque com o seu propulsor ficava em um tempo máximo de 7,3 segundos. Vale lembrar, todavia, que ambas as opções de motores serão mantidas na linha, porém, somente será possível garantir o SUV mais potente em uma versão da Autobiography.

Portanto, não será possível, por exemplo, comprar um Evoque SE com um motor de 290 cv, somente de 240 cv. Em relação à transmissão, essa é sempre de 9 velocidades, com tração integral de 4WD.

Configuração importada da Inglaterra

Toda a configuração do modelo Range Rover Evoque Autobiography veio importada diretamente da Inglaterra, com rodas de liga-leve em aro 20. Esse possui um acabamento diamantado, bem como porta-malas que podem ter a sua abertura acionada por um gesto do ocupante e sistema automático com faróis em LED e adaptativos.

Além disso, há também integrado uma câmera de 360 graus, sistema de entretenimento In Control Touch Pro com uma tela de 10 polegadas e sensível ao toque, sistema head-up com display a laser para a projeção de informações no para-brisas, 17 alto-falantes Meridian e com 825W e TV digital.

Na tela é exibido em tempo real todas as condições sobre o funcionamento referente ao sistema Terrain Response, responsável pelo ajuste de todas as configurações relacionadas ao bloqueio de diferenciais, tração e aceleração, conforme o tipo de piso em que se está trafegando. É levado em conta, portanto, as seguintes condições: Cascalho, lama, terra e normal.

Um pouco mais sobre a aparência

A versão do Range Rover Evoque Autobiography estará sendo disponibilizada em cinco cores extremamente atrativas. São elas: Yulong White, Silicon Silver, Santorini Black, Corris Grey e Firenze Red.

Em seu interior, o Evoque em topo de linha possui soleiras que são iluminadas e com a inscrição de sua versão Autobiography. No painel, bancos, volante e no teto, o revestimento é em couro Oxford.

Já os bancos dianteiros possuem ajustes elétricos em 14 modalidades, sendo opcional a memorização de até três comandos diferentes de motoristas.

Range Rover Evoque Conversível: mais uma novidade

Além da já mencionada série especial da Autobiography, a montadora Land Rover ainda irá trazer para o Brasil outras unidades adicionais de seu Range Rover Evoque conversível. Conforme informações dadas pela fabricante, foram disponibilizadas em um primeiro momento 45 unidades, sendo que essas foram comercializadas em apenas alguns dias.

Agora, serão vendidos outros 20 exemplares adicionais. Essas estarão disponíveis nas concessionárias da marca Jaguar Land Rover em todo o país. O preço divulgado é de R$ 300.400.

Considerada um dos mais sofisticados utilitários desportivos e de alto luxo no mundo todo, o Range Rover começou a ser fabricado em 1970. Em sua quinta geração, o SUV apresenta dimensões externas que impressionam e a mais alta tecnologia e conforto tanto na direção como para os demais ocupantes. Por isso, o veículo é ideal para rodar em qualquer estrada e em qualquer situação.

Kellen Kunz


Modelo chega às concessionárias custando até R$ 83 mil.

Com porte volumosa, a Chevrolet Spin 2019 foi renovada e vem com linha de cintura alta, conta com janelas pequenas e com um capô elevado.

Na parte da frente, os faróis da linha de 2019 possui um design mais fluído e conta também com LEDs de posição. Ainda em relação a parte frontal, a grade é dividida por uma barra, além de um acabamento cromado.

A parte frontal é arredondada e aerodinâmica, o para-choque possui faróis de neblina e há ainda um defletor de ar.

A parte das laterais são clean e as rodas, que possuem aro de 15 polegadas de diâmetro, podem ser de liga leve ou de aço. Além das rodas de 15”, as versões mais caras LTZ e Activ também possuem a opção de 16 polegadas

Ainda falando sobre as versões mais caras, os modelos contam com proteção nas laterais, retrovisor preto brilhante, adesivo decorativo, pneu com baixa resistência, para-choque traseiro com estepe fixado e teto com barras.

Na parte traseira, as lanternas são horizontais nesta versão.

Na parte interna, o painel do modelo de 2019 vem com cluster analógico que conta com novos mostradores de rotação do motor e de velocidade, display multifuncional e iluminação em LED. Foram feitas atualizações no porta-luvas, no difusor de ar, na moldura multimídia e nos comandos elétricos dos vidros e dos retrovisores do painel.

Os bancos da nova Chevrolet Spin 2018 vem com bancos que possuem múltiplas regulagens, vários porta-objetos, entre outros.

Uns dos destaques é a multimídia MyLink 2 que conta com o Google Android Auto (aplicativo que vem com os navegadores Waze e Maps) e com o Car Play (aplicativo que vem com Siri), que tem tela de 7”, rádio, conexão USB, OnStar entre outros.

O pacote Exclusive entrega ao usuário um sistema de concierge que permite o condutor receber várias informações de áudio a bordo ou até mesmo orientação por setas. Há também um aplicativo de smartphone que permite o usuário localizar seu veículo.

No cofre do motor do veículo, o espaço para o 1.8 EconoFlex é generoso e facilita a manutenção.

Sobre as novidades

Uma das principais novidades do modelo é a atualização do visual no exterior, que vem com faróis bem mais modernos e com novas lanternas horizontais. Nessa nova versão, a parte traseira conta com a placa posicionada na tampa do porta malas.

Há ainda uma nova geração do sistema multimídia MyLink, já está disponível também para os modelos compactos: o Onix, Cobalt e Prisma.

Essa nova versão do sist. multimídia MyLink, informada acima, é compatível com o Android Auto, que entrega ao usuário acesso aos aplicativos Waze e Google Maps e ao WhatsApp.

O motorista também pode acessar o Apple Music e o Spotify, aplicativos de música, por meio do Apple CarPlay.

O sistema também vem com uma nova tela de alta resolução que é sensível ao toque, que possui a tecnologia multi-touch, parecida com a dos smartphones, facilitando a navegação com os dedos e permitindo a reorganização dos ícones na página inicial. Além disso, ele inclui as teclas para avançar e para retroceder e o botão de volume giratório.

A parte interna vem com um acabamento de melhor qualidade e há uma nova padronagem nos bancos. Ainda em relação às novidades, o longitudinal do banco traseiro amplia a capacidade do porta-malas, dessa forma o porta-malas vai de 710 litros para até 756.

O Isofix vem no banco da segunda fileira, que também conta com cinto de segurança de 3 pontos para o 5º passageiro e apoio para a cabeça.

Versões:

Veja abaixo as versões do modelo Spin de 2019:

  • Versão Spin LS
  • Versão Spin LT
  • Versão Spin LTZ
  • Versão Spin Activ

Preço das versões citadas acima:

  • A versão Spin LS MT6 sai pelo valor de R$ 63.990.
  • A versão Spin LT MT6 sai pelo valor de R$ 68.890.
  • A versão Spin LT AT6 sai pelo valor de R$ 69.990.
  • A versão Spin LTZ MT6 sai pelo valor de R$ 78.490.
  • A versão Spin LTZ AT6 sai pelo valor de R$ 81.990.
  • A versão Spin Activ AT6 sai pelo valor R$ 79.990.
  • A versão Spin Activ7 AT6 sai pelo valor de R$ 83.490.

Rosângela Rodrigues


Hyundai lança seu novo modelo Creta com novidades.

O Hyundai Creta está chegando à sua linha 2019. E a sua única grande novidade é por conta da mais nova inclusão da TV digital na sua central de multimídia, a blueMedia, que estará equipando as versões Pulse Plus, Sport e também a Prestige.

Essa central contará também com uma tela de sete polegadas e será sensível ao toque, além de ter uma conectividade única com a Apple CarPlay e o Android Auto. Na sua configuração topo de linha, o Prestige há também a inclusão do GPS.

No seu modelo 2018/2019, o modelo do Creta Attitude 1.6 era exclusivo para o diferenciado público PcD e recebe também rodas de calotas com 16”. Equipado com o motor 1.6, com 130 cv e seu câmbio automático, possuindo 6 velocidades, a sua configuração tem ainda um airbag duplo frontal e controle eletrônico com estabilidade (ESP), além de uma sinalização de frenagem para emergência (ESS), controle de tração (TCS), e uma assistente de partida para rampa (HAS) e ISOFIX, possuindo também direção elétrica, além de ar-condicionado.

Completam o seu pacote um sistema Start/Stop para parada do seu motor, além de vidros elétricos nas partes dianteiras e traseiras com a função one-touch para o motorista, o assento do motorista possui regulagem e o volante possui também uma regulagem de altura/profundidade, além de um moderno sistema de piloto automático. O seu preço sugerido é no valor de R$ 54 mil, já possuindo os descontos.

Já o novo Creta Sport possui uma nova moldura nas cores preto brilhante na tampa do porta-malas e também no emblema “Sport”, além de um revestimento em suas portas da frente. Além disso, conforme divulgado pela própria Hyundai, a sua suspensão está muito mais firme, para poder transmitir uma maior sensação de aventura e esportividade.

A Tabela dos preços do novo Hyundai Creta 2019:

  • Hyundai Creta modelo Attitude sendo 1.6 6MT será cobrado o valor de R$ 77.890
  • Hyundai Creta modelo Pulse Plus sendo 1.6 AT será cobrado o valor de R$ 91.890
  • Hyundai Creta modelo Sport sendo 2.0 6AT será cobrado o valor de R$ 97.890
  • Hyundai Creta modelo Prestige sendo 2.0 6AT será cobrado o valor de R$ 103.990

Com certeza será um modelo de alto padrão e muito luxuoso, que despertará o interesse de muitos brasileiros. Que gostam de carros luxuosos e de alto padrão. E que não importam em gastar um pouco mais para poder adquiri um excelente veículo.

A Hyundai está investindo em sua linha que já tem dado resultados positivos para a empresa nos últimos anos. E como diz o ditado “time que se ganha não se meche”, esse novo modelo não possuirá muitas novidades, além dessas citadas acima. Mas é sempre bom estar de olho, pois as novidades podem nos surpreender. E com certeza decidir para nós qual carro comprar.

Não deixe de ficar atento em todas as novidades nos sites de carros e automóveis, e quando ele realmente chegar ao Brasil não deixe de fazer um teste drive e conferir pessoalmente essa nova linha, que ganhará sua preferência com toda certeza.

Ainda não foi divulgado nada sobre seu consumo de combustível, mas provavelmente ele terá ainda uma melhora que já é boa nesse quesito. Fazendo com que possa possuir um carro possante e muito econômico. Além de ser muito espaçoso e charmoso.

Ele é o carro perfeito para você que gosta de realizar viagens familiares de longa distância, pois é muito confortável e também bastante econômico.

Poderá levar sua família toda e toda a sua bagagem. Realizando uma ótima viagem e podendo levar tudo que necessitar.

Por isso não deixe de conferir todos os detalhes sobre esse novo modelo antes de realizar a compra de seu carro novo.

Ricardo Ferreira Rodrigues


Modelo deve chegar ao país em breve.

A companhia Land Rover consiste em uma subsidiária da empresa indiana de título Tata Motors. Em território brasileiro existe mais ou menos um número de 35 concessionárias autorizadas, desde o ano de 1992, tempo em que a marca retornou ao país, estabelecendo aqui maiores raízes, tornando-se, deste modo, a famosa Land Rio, do Estado do Rio de Janeiro, a sede mais antiga.

Assim, o novo modelo sofreu significativas alterações em seu design e, sobretudo, em termos de novas tecnologias de assistência direta ao motorista.

A empresa Land Rover está anunciando, portanto, nesta mesma semana, para o exterior, a chegada ao mercado de uma nova alternativa no que tange à motorização de tipo TurboDiesel para toda a família do modelo Discovery. Depois de ser elaborado, o veículo recebeu o título de SDV6, com capacidade de 3.0 litros em termos de descolamento; ele porta um estilo de propulsor com desempenho de até 306 CV de potência e mais 71,4 em KGFM, de torque em seu máximo. Entre outros atributos e especificações que compõem este modelo, podem encabeçar a lista o fato de o mesmo estar munido de um eficiente sistema de admissão modificado e de um injetor de oito furos, capaz de proporcionar um máximo de bom desempenho e eficiência.

Se analisado na prática, esta capacidade de velocidade pode levar este SUV, que possui mais de duas toneladas, de 0 a 100 km por hora em uma fração de 7,5 segundos. Entretanto, além deste novo motor, o modelo Discovery incorpora um poderoso e inédito sistema que opera de forma a garantir maior segurança a todos, ou seja, o Sistema de Detecção de Saída Segura, o qual aciona um alerta para o condutor e os passageiros em situações de aproximação de veículos, de ciclistas e demais possíveis perigos, que podem ocorrer na parte de trás, em relação ao ato de desembarcar do veículo. Na medida em que é identificada a presença de algum obstáculo qualquer, uma luz de aviso é acionada na porta, a qual acende e solta a advertência aos ocupantes do carro.

De acordo com o que especialistas informam, as mais recentes atualizações reforçam o patamar que o modelo Discovery ocupa como um tipo de SUV familiar, muito mais versátil e mais potente dentro do mercado. Com relação ao nosso novo motor, de tipo movido a diesel, o mesmo disponibiliza níveis mais elevados em termos de desempenho e de eficiência, ao passo que, no cerne das novas tecnologias de segurança, nele incluídas, as mesmas funcionam na proteção tanto dos ocupantes do veículo como dos pedestres. O próprio executivo do grupo Jaguar Land Rover divulgou esta novidade.

Portanto, existe uma imensa expectativa de que a estreia deste novo motor, com todas as suas especificações e atributos, possa acontecer muito em breve, também em território brasileiro. Entretanto, aqui mesmo, no Brasil, o modelo Discovery, atualmente, está aparelhado com dois tipos de motores, ou seja, o 3.0 TD6 com desempenho de 258 CV e o 3.0 V6 Si6 movido à gasolina e desempenho de 340 cv.

A companhia Land Rover está entre as mais importantes e competitivas no mercado internacional, e os modelos por ela produzidos são intensamente comercializados. Apesar da existência de um grande mercado automobilístico muito competitivo em todo o mundo, ainda assim, a variedade do gosto e exigência humana é infinita, sem mencionar a questão da segurança, o que pode constituir uma grande vantagem para todas as montadoras existentes, dado que, nesse sentido, é possível agradar “gregos” e “troianos” ao redor do globo. Porém, uma empresa que lança um veículo como o Discovery sempre tem chance de dar um passo adiante nessa vanguarda tecnológica, pela alta categoria apresentada pelo carro em questão.

Vale a pena conferir.


Saiba aqui mais notícias sobre o Novo Audi Q3 2019.

Ainda no mês de novembro do ano passado, a empresa Audi disse que estaria revelando seus mais novos modelos no período de 3 em 3 semanas no decorrer desse ano de 2018. Realizando a conta sobre a quantidade de veículos novos, isso pode significar que a sua fábrica possui planos para estar mostrando um total de 17 novos veículos. E é por esse grande motivo que a empresa em Ingolstadt está aparecendo tanto nas notícias, apresentando suas reestilizações, tanto dessas novas gerações e tanto os modelos inéditos, para poder brigar de frente assim com a empresa Mercedes-Benz e com a BMW, que renovam todas as suas linhas no atual momento. Agora é o grande momento do novo modelo da Audi o Q3 2019, que é hoje a segunda geração das SUVs da marca.

Esse modelo do novo Audi Q3 será apresentado provavelmente ainda nessa próxima quarta-feira, ainda no dia 25 do mês de julho. E sua fabricante já divulgou um vídeo mostrando uns pequenos detalhes da nova crossover.

O vídeo também já pode ajudar a confirmar que a nossa projeção do modelo estava correta, e esse novo modelo, o Q3, possuirá uma nova identidade, totalmente única em seu visual, utilizada na nova linha de SUVs da empresa Audi. Embora ela não possua uma diferença considerável comparando com a sua versão atual, essa SUV possuirá um novo aspecto moderno e totalmente atraente, o que poderá ajudá-lo a se destacar ainda mais no meio das outras marcas, já que ela não é um modelo de crossover que por anos foi o modelo de entrada da Audi na categoria. Esse papel antigo foi transferido para o atual Q2.

Alguns novos flagras que foram feitos mostram que a empresa da Audi está trabalhando muito nas suas novas versões, que sairão ainda mais apimentadas nos modelos SQ3 e RS Q3. O novo modelo SQ3 chegará provavelmente no Brasil ainda no ano de 2019, enquanto o outro novo modelo o RS Q3 deverá chegar por aqui somente no ano de 2020. O modelo Q3 começa já a ser comercializado no mercado Europeu ainda no final do ano presente. E irá utilizar a plataforma utilizada hoje pelo MQB, fazendo assim que o novo modelo perca ainda mais um pouco de seu peso e cresça mais um pouco também. A sua motorização provavelmente será composta do motor 1.5 TSI com 150 cv em sua versão de entrada e o motor 2.0 TDI para sua versão da Europa. No futuro ainda não muito distante, poderá receber até uma versão híbrida, com sua autonomia de mais ou menos 50 km em seu modo elétrico.

A sua apresentação para o nosso país poderá acontecer no Salão do Automóvel na cidade São Paulo, mas as vendas ainda ficarão para o próximo ano, somente. Ainda há rumores que diz que o modelo não será mais produzido na cidade dos São José dos Pinhais, no estado do Paraná, pois essa linha de produção vai ser usada para estar produzindo o mais novo modelo A1.

Enquanto não conseguimos mais novidades podemos ficar atentos, a qualquer momento a empresa poderá soltar alguma novidade. Você não pode perder nenhum detalhe até o seu lançamento. Pois esse será um carro que irá conquistar o coração de todos os brasileiros.

Sem dúvidas que a intenção da Audi, é poder conquistar os topos nas vendas por aqui. No mercado Europeu ela já é uma das empresas mais bem sucedidas em vendas, e no Brasil ela terá de tudo para conquistar esse novo patamar. Se você procura por conforto, luxo e economia você não poderá deixar de estar conferindo cada detalhe do novo lançamento da Audi.

Ricardo Ferreira Rodrigues


Modelo teve um leve aumento e agora sua versão mais barata sai por 89 mil.

A montadora Toyota apresentou a linha 2019 do seu modelo Corolla em abril deste ano, um pouquinho antes do lançamento oficial do Yaris. Ainda nessa época, o modelo sedã médio já estava saindo de linha nas suas duas versões o GLi e o GLi CVT e estava investindo pesado na sua linha GLi em Couro, na época o medelo custava o valor de R$ 89.990. Os preços variavam até o máximo de R$ 118.850 na versão mais luxuosa, a Altis. Porém, no site a Toyota do Brasil vem mostrando preços mais elevados para suas versões. Na configuração GLi em Couro, ela está saindo na faixa de R$ 90.990 e o Altis está saindo no valor R$ 118.990.

Vale também lembrar que a sua linha 2019 do novo Toyota modelo Corolla não possui se quer nenhuma alteração para o seu sedã. Seja no seu visual, em mecânica ou em seus equipamentos de série. O GLi de Couro segue sendo o único que possui um motor 1.8 e ainda flex, chegando a até 144cv abastecido de etanol e nessas configurações o seu sedã possui câmbio automático e também relações continuas variáveis. Já as suas demais versões, sendo as XEi, XRS e a Altis, já vêm com um motor de 2.0 e ainda flex capaz de poder chegar até os 154cv quando abastecido com etanol.

O Corolla modelo GLi de Couro 2019 passa agora a valer R$ 90.990 e anteriormente ele custava na faixa de R$ 89.990.

O Corolla modelo XEi 2019 passa agora a valer R$ 105.990 e anteriormente ele custava na faixa de R$ 105.690.

O Corolla modelo XRS 2019 passa agora a valer R$ 111.990 e anteriormente ele custava na faixa de R$ 111.270.

O Corolla modelo Altis 2019 passa agora a valer R$ 118.990 e anteriormente ele custava na faixa de R$ 118.850.

Apesar de sofrer essas variáveis consideráveis nos seus valores, ainda compensa comprar um carro dessa linha. Pois é um dos carros considerado dos mais luxuosos na atualidade, e se você está procurando conforto alem de um ótimo desempenho, com certeza esse carro é perfeito para você. Ele te oferece tudo isso em todos os modelos dessa linha.

O Corolla é hoje a linha mais vendida da Toyota por aqui no Brasil, e com isso ela tem conquistado o coração de muitos amantes de carros no Brasil. Por isso esse motivo se você ainda não comprou o seu esse pode ser um bom momento para poder comprar.

Mesmo com essa alta em seu valor, o seu custo benefício ainda é um dos melhores na atualidade. Pois é um carro que possui um alto padrão e mesmo que seja nas suas versões 2.0, ele possui um ótimo desempenho movido a etanol. E ainda faz com que você tenha uma boa economia com combustível.

Ele é ideal para viagens em família, pois possui um ótimo desempenho em rodovias e é capaz de proporcionar conforto para toda a sua família.

Vá hoje mesmo até uma concessionária da Toyota e faça o teste drive. Experimente pessoalmente um desses veículos, pois com certeza você irá se apaixonar.

O Corolla é um automóvel que quem adquiriu não se arrepende jamais. Pelo contrário, eles só trocam se for por outro ainda mais novo, sendo do mesmo modelo.

Consulte quem possui um desses exemplares e comprove. Com toda certeza você irá se decidir pela compra de um.

Ainda na sua versão de Couro ele possui o seu acabamento interno que é perfeito. Mesclando o estofado em couro com todo o seu design interno, isso o torna um carro de altíssimo padrão. E proporciona um ar luxuoso ao seu modelo.

Ricardo Ferreira Rodrigues


Renault Sandero 2020 será reestilizado e promete agradar a muitos consumidores.

A linha Renault Sandero de 2020 vai trazer uma mudança bem interessante para essa linha, que será sua nova traseira. Essa decisão da marca vai agradar a muitos usuários que queriam uma mudança significativa na parte do design desse carro. Além disso, a Renault quer fazer com que sua nova versão seja bem parecida com suas rivais que são: Hyundai HB20 e Fiat Argo, que por sinal tem um grande número de vendas. Veja abaixo todas as novidades sobre a Renault Sandero 2020.

Renault Sandero muda traseira e alguns detalhes para brigar com a concorrência

A marca Renault decidiu fazer algumas mudanças em seu novo lançamento, que é o Renault Sandero 2020. E alguns fatores foram cruciais para que essa decisão fosse tomada. A primeira foi deixar esse carro à altura de seus dois maiores concorrentes, que foram citados acima. O segundo motivo foi agradar a alguns usuários que não estavam felizes com o design da versão anterior. É certo afirmar que a marca não podia ter uma decisão melhor que essa, e que as chances de as vendas desse modelo serem grandes são certas.

Mudanças também na parte dianteira do Renault Sandero 2020

As mudanças do novo carro da Renault não param na parte traseira. Ele também vai sofrer alterações na parte da frente. E elas poderão ser vistas no:

– Capô

– Faróis

– Luzes diurnas de LEDS

Essas mudanças serão bem positivas também e farão toda diferença no design desse carro. Pois quem olhar essa nova versão, vai reparar que ela está bem harmoniosa e com uma cara bem moderna. Isso ajuda a impulsionar as vendas e trazer maior visão para a marca. A Renault está apostando suas fichas nessa mudança e acredita que o sucesso será certo.

Conheça o motor do Renault Sandero 2020

Outro fator que vai agradar bastante os usuários desse carro, é o seu motor. Além da opção 1.0, que é encontrada na versão de entrada, o usuário terá a opção do motor 1.6 na versão top de linha. Esse motor consegue fazer q potência máxima de 118 cv, o que é considerado alto para muitas pessoas. Já o seu torque é de 16 kgfm. A transmissão é CVT, a mesma que vem equipada o Duster e Captur, além do câmbio manual com 5 velocidades.

Informações sobre a parte interna

A parte interna desse carro a princípio vai seguir a mesma forma da versão anterior. Mas a marca pretende deixar ela bem confortável e bem funcional. Isso mostra que a Renault Sandero 2020 vai investir em alguns itens de série e também na modernidade da parte interna. Nesse caso, os usuários podem se manter tranquilos em relação a parte de conforto e conectividade.

Carro com design chamativo

Esse novo modelo sofrerá algumas mudanças na parte externa, por isso ele vai se tornar mais chamativo. Sua beleza será mais destacada e por isso sua valorização será bem maior. Sendo assim, esse novo modelo da Renault se torna uma ótima opção de compra.

Informações sobre valores desse modelo

Não existe informações concretas sobre o valor do novo lançamento da Renault. Porém, acredito que não será nada fora do esperado. Principalmente porque a marca não quer ficar atrás de seus dois maiores concorrentes. Sendo assim, os consumidores não precisam se desesperar com essa informação. E caso queira ter noção de valores, basta avaliar o valor dos concorrentes e colocar um valor um pouco acima, que já consegue chegar na média de preço desse carro.

Conclusões finais sobre o Renault Sandero 2020

Tudo indica que a Renault está jogando as cartas certas. Porém, algumas pessoas não vão concordar com tais mudanças. Mais acredito que a grande maioria vai adorar as mudanças feitas!

Escrito por Cristiane Amaral


Resolução do Contran passará a permitir pagamento de multas em cartões de crédito ou débito.

Por meio de uma resolução nº 736, o Conselho Nacional de Trânsito, publicou na data do dia 6 de julho desse ano, que finalmente ele liberou o pagamento das multas e outros débitos relativos ao automóvel por meio dos cartões de débito e crédito, no caso sendo em crédito os valores podem ser parcelados. Essa medida passou a já valer desde a data da sua publicação na resolução.

A promessa é de facilitar o seu pagamento de suas dívidas do veículo é bem antiga, desde 18 de outubro do ano de 2017, o Contran havia liberado essa modalidade para cartão via a resolução nº 697. Porém, em maio desse ano, o órgão havia suspendido tal resolução sem nenhuma explicação.

Corra e aproveite para regularizar a situação do seu veículo antes que sofra alteração na medida novamente.

Os únicos débitos que são relativos ao veículo e não podem ser pagos através de cartão ou até mesmo ser parcelado são as multas inscritas em dívida ativa, ou parcelamentos inscritos em uma cobrança administrativa, os veículos licenciados de outras Unidades da Federação e também as multas aplicadas por órgãos autuadores que não estejam autorizando o parcelamento e arrecadação através de cartões de crédito e débito.

Apesar de ainda não ser uma medida adotada por todos os órgãos competentes da área, a expectativa é que muito em breve todos os órgãos estejam aceitando essa nova forma de pagamento. Podendo assim facilitar que todas as pessoas consigam deixar em ordem os seus veículos.

Hoje a quantidade de carros presente no trânsito é muito elevada, fazendo que a quantidade de multas aumente de maneira absurda. E muito desses veículos acabam ficando irregulares, pois seus donos não possuem dinheiro para quitar esses débitos. Um dos principais fatores é que eles tinham que ser pagos de forma à vista. E logo também já vinha seguro obrigatório, IPVA, transferência, vistoria. Isso dificulta a vida do condutor regularizar a situação do seu veículo.

Por isso o Contran resolveu adotar essa nova medida de parcelar e ainda aceitar cartão de crédito e débito na hora de pagar suas multas. Com isso a expectativa é que diminua de forma significativa o número de inadimplência e de veículos irregulares em circulação.

Se você possui alguma pendência com o órgão, procure regularizar o quanto antes, aproveite essa nova medida para poder quitar todos os seus débitos e estar com seu veículo regularizado. Para assim evitar maiores dores de cabeça no futuro. Assim como essa medida já havia sido tomada e revogada, não demore para aproveitar pois ela pode novamente ser revogada e você acabar perdendo essa oportunidade.

Com a oscilação da economia do nosso país, todos os setores acabam sendo afetados. Com certeza esse deve ser o motivo da medida ter sido revogada. E com a melhora atual da economia ela voltou a vigorar.

Porém, nunca sabemos o que irá acontecer e com as eleições à caminho, podemos estar a mercê de outra reviravolta na economia atual.

Essa mudança econômica nos últimos tempos tem beneficiado vários setores do país. E o aumento do giro comercial está abrindo novas oportunidades de trabalho fazendo com que o povo brasileiro possa novamente ter uma vida mais tranquila. O órgão espera que com essa mudança possa fazer com que as pessoas possam resolver suas pendências dos veículos.

E possa de maneira coletiva ser regularizado o maior número de carros possíveis.

Por isso, se você faz parte desse número de pessoas que possuem pendências, procure a sede do órgão para negociar suas dívidas e regularizar a situação do seu veículo o mais rápido possível.

Podendo circular livremente novamente sem nenhuma preocupação. Corra hoje mesmo para poder negociar sua dívida.

Ricardo Ferreira Rodrigues


Saiba aqui o significados das letras dos carros com câmbio automatizado.

Os carros com transmissão automática estão cada vez mais populares e com isso vem aparecendo um problema muito comum, que é o fato da maioria dos motoristas brasileiros não ter a menor ideia de como dirigir estes veículos. Independente se é CVT, convencional ou dupla embreagem, os carros automáticos estão ficando com o preço mais em conta e ganham as ruas e avenidas das cidades de todo o Brasil. Só que muitos motoristas estão tendo o primeiro contato com esse tipo de transmissão agora e é preciso tomar cuidado, porque apesar de oferecer muita comodidade, é importante saber usá-la corretamente.

O primeiro passo é aprender as posições do câmbio, sendo:

  • P: esta posição é para quando parar o carro, assim o veículo fica travado e não se movimenta.
  • N: esta é a posição neutra, onde o veículo fica livre, já que não tem marcha engatada.
  • R: posição de ré, só para manobras.
  • D: é a posição 'drive', ou seja, dirigir, é para quando o veículo estiver em movimento e as marchas vão sendo trocadas sozinhas.

O erro mais comum entre os motoristas que dirigem um carro com câmbio automático pela primeira vez, é ficar usando o pé esquerdo o tempo todo. É que sem querer, o motorista acaba pisando no freio, achando que é a embreagem e isso ocasiona freadas bruscas, podendo até mesmo causar uma colisão, caso venha algum veículo atrás. Quando entrar em um carro automático, o motorista precisa se conscientizar que não poderá usar a perna esquerda para embreagem, pois tem apenas o acelerador e o freio à sua disposição.

Um carro com câmbio automático, quando está com a marcha na posição D, significa que ele irá andar. Pode parecer algo básico, mas os motoristas novatos neste tipo de veículo acabam se esquecendo disso, o que é um grande perigo. É preciso andar um pouco no carro em locais sem movimento, para se acostumar com este processo conhecido como 'creeping'.

A marcha no P, é para travar o câmbio, mas nunca confie apenas nisto, é fundamental que se use o freio de mão. Deixar o carro no P, em descidas, por exemplo, acaba prejudicando o câmbio. Essa trava não é para segurar o peso do carro, esta função continua sendo do freio de mão. Quando parar em uma ladeira, puxe o freio de mão, em seguida engate o N, tire o pé do freio e só depois coloque no P.

No trânsito, quando parar em algum semáforo, por exemplo, não precisa colocar a marcha no N. Os carros automáticos foram produzidos para a marcha ficar no D, nestas ocasiões.

Outro detalhe importante é nunca engatar a ré ou colocar a marcha em P, com o veículo em movimento. Assim como no câmbio manual, no câmbio automático o motorista nunca deve engatar ré com o carro em movimento, isso pode até quebrar alguma peça do câmbio. E esta mesma dica vale para o P, pois vai desgastando de forma necessária o câmbio, até que algo estrague e o conserto fica caro.

Em relação à aceleração, outro cuidado importante. Só acelere o veículo depois que a marcha estiver em D. Não siga o conselho de alguns motoristas que dizem que é bom deixar no N, acelerar e depois passar para o D, isto prejudica o sistema e em alguns casos, chega a quebrar o conversor de torque.

Observe que a maioria dos câmbios automáticos já contam com o botão de trava e ele deve ser usado para que as marchas não sejam engatadas com o carro desligado.

E além das 4 marchas que são padrão, alguns carros ainda têm outras posições. Se estiverem numeradas na alavanca é porque o motorista pode limitar o câmbio a uma determinada marcha, caso queira. Se tiver o L, significa 'low', ou seja, a força será priorizada. Se tiver o S, é para deixar no modo esportivo, onde o desempenho do carro será priorizado.

Por Russel


Novos preços variam entre R$ 78 mil e R$ 104 mil.

Assim como muitas linhas de outras marcas, o EcoSport 2019 da Ford também está passando por reajustes em seus preços. Em algumas versões, a diferença de preço chega a ser maior que R$ 4 mil, de modo que a versão mais barata desta nova tabela é o EcoSport SE 1.5 manual, que está custando R$ 78.290. Já a mais cara é o SUV compacto, com motor 2.0: o EcoSport Storm 4×4 automático, que chega ao Brasil no valor de R$ 104.190.

Confira a seguir os novos preços do Ford EcoSport 2019:

  • Ford EcoSport 2019 FreeStyle 1.5 automático: de R$ 89.890 por R$ 92.490;

  • Ford EcoSport 2019 FreeStyle 1,5 AT Plus: de R$ 92.790 por R$ 95.435;

  • Ford EcoSport 2019 FreeStyle 1.5 manual: de R$ 83.690 por R$ 86.490;

  • Ford EcoSport 2019 SE 1.5 automático: de R$ 82.890 por R$ 84.290;

  • Ford EcoSport 2019 SE 1.5 manual: de R$ 76.690 por R$ 78.290;

  • Ford EcoSport 2019 Storm 2.0 4WD AT: de R$ 99.990 por R$ 104.190;

  • Ford EcoSport 2019 Titanium 2.0 automático: de R$ 96.990 por R$ 99.490.

Continue acompanhando o post para saber mais sobre o novo EcoSport da Ford.

Sobre o Ford EcoSport 2019

Ainda não se tem muitas informações em relação ao design do novo EcoSport. Estima-se que mais informações, junto das imagens, devem ser reveladas no decorrer dos próximos meses. No entanto, algumas fotos foram vazadas e foi possível tirar algumas conclusões. No quesito visual, o EcoSport 2019 não revelou mudanças consideráveis, porém, para continuar em alta visto a competitividade do mercado, provavelmente ainda traz algumas novidades.

Algo que é muito esperado é que o novo modelo apresente melhorias em relação ao consumo de combustível, que foi o maior alvo de críticas nos últimos anos. Além disso, espera-se que as opções de motorização sejam preservadas, ou seja, que permaneça o motor 1.5 flex (de 130 cv com gasolina e 137 cv com etanol) — além de câmbio manual de 5 marchas com a opção de câmbio automático (com a possibilidade de câmbio manual) de 6 marchas — nas versões de entrada e um motor de 2.0 litros flex (de 170 cv com gasolina e 176 cv com etanol) nas versões topo de linha (como, por exemplo, o Titanium), junto do câmbio automático de seis marchas.

Resumindo, o estimado é que o EcoSport 2019 mantenha seu design, trazendo algumas novidades na estilização visual, porém, com grandes melhorias mecânicas para otimizar sua eficiência.

Ford EcoSport 2019: versões

As versões do Ford EcoSport que estão disponíveis no Brasil são as seguintes:

  • EcoSport SE, com motor 1.5 litros flex;

  • EcoSport SE, com motor 1.5 litros e câmbio automático;

  • EcoSport Freestyle, com motor 1.5 litros flex;

  • EcoSport Freestyle, com motor flex 1.5 litros e câmbio automático; e

  • EcoSport Titanium, com motor 2.0 flex, 16V, com câmbio automático.

Ford EcoSport 2019: ficha técnica da versão atual

  • Peso bruto total: 1.676 kg;

  • Altura: 1.696 mm;

  • Largura com espelhos: 2.057 mm;

  • Comprimento: 4.241 mm;

  • Distância entre-eixos: 2.521 mm;

  • Capacidade do porta-malas: 362 L;

  • Capacidade do tanque de combustível: 52 L.

Atualmente, podem ser encontrados nas primeiras versões do Ford EcoSport itens de série como airbags (sete), rodas de liga leve aro 15, ar-condicionado, direção elétrica, retrovisores, travas e vidros elétricos, sensor de pressão de pneus, sistema Sync de 6,5 polegadas, controles de estabilidade e tração, entre outros.

De acordo com a Ford, nas versões 1.5, com gasolina, a média do consumo é de 13.1 km/L nas estradas e de 11.6 km/L na cidade. Enquanto versões 2.0 têm consumo médio de gasolina de 12.0 km/L nas estradas e 8.8 km/L na cidade.

Visite o site da Ford e veja mais novidades.

Felicia Lopes


Medida tenta aumentar a popularidade dos modelos no país.

Os carros elétricos e híbridos vão sendo cada vez apontados como os modelos do futuro, mas não são todos os países que têm investido nestes modelos, no Brasil por exemplo, estes projetos caminham a passos curtos. Mas a partir de novembro, os carros elétricos e híbridos terão o valor do IPI reduzido, o que já é um importante incentivo. Atualmente, a alíquota varia de 7% a 25%, mas a partir de novembro ficará entre 7% e 20%, tudo irá depender do quanto é eficiente o veículo e também de seu peso.

A notícia de que carros elétricos e híbridos pagarão menos Imposto sobre Produtos Industrializados animou um pouco o mercado e também os consumidores interessados em adquirir um destes modelos. A medida foi publicada nesta sexta-feira (06), no Diário Oficial e quem estava pensando em comprar um carro desse por agora, deverá esperar até o final do ano para ver se consegue adquirir um com menor preço.

A redução do IPI para este tipo de veículo vinha sendo aguardada desde o início deste ano, quando o Governo fez tal promessa, pois é um projeto que faz parte do "novo regime automotivo", conhecido por Rota 2030 Mobilidade e Logística. Atualmente, enquanto um carro elétrico paga 25% de IPI, o mesmo imposto para veículos híbridos fica entre 7% e 25%. Em novembro estas alíquotas sofrerão alterações, assim como os critérios utilizados, pois será levado em consideração o peso e também a eficiência energética do carro.

Confira como ficou definido as novas faixas do IPI:

Para os carros híbridos que têm eficiência energética menor ou igual a 1,10 MJ/Km, a porcentagem é a seguinte:

  • 9% para peso de até 1.400 quilos.
  • 10% para peso que varia entre 1.401 a 1.700 quilos.
  • 11% será para os carros com peso superior a 1.701 quilos.

Para os veículos que tenham eficiência energética que vai de 1,11 MJ/km e 1,68 MJ/km

  • 12% para aqueles que pesam no máximo 1.400 quilos.
  • 13% para os que tiverem peso entre 1.401 a 1.700 quilos.
  • 15% se for maior que 1.701 quilos.

Quando o híbrido oferecer eficiência energética superior a 1,68 MJ/km:

  • 17% se for peso de até 1.400 quilos.
  • 19% quando o peso ficar entre 1.401 e 1700 quilos.
  • 20% no caso do peso ficar acima de 1.701 quilos.

Para os elétricos, cuja eficiência energética fica abaixo ou igual a 0,66 MJ/km

  • 7% para peso de no máximo 1.400 quilos.
  • 8%¨para peso que varia de 1.401 a 1.700 quilos.
  • 9% se o peso ficar acima de 1.701 quilos.

Elétricos que contam com eficiência energética entre 0,67 MJ/km e 1,35 MJ/km:

  • 10% se for peso de no máximo 1.400 quilos.
  • 12% se o peso ficar entre 1.401 a 1.700 quilos.
  • 14% no caso do peso ser acima de 1.701 quilos.

Elétricos cuja eficiência energética ultrapasse 1,35 MJ/km:

  • 14% para peso de até 1.400 quilos.
  • 16% para peso que fica entre 1.401 a 1.700 quilos.
  • 18% para quando o peso for acima de 1.701 quilos.

Vale ressaltar ainda que os híbridos de motor a combustão flex, ou seja, aqueles que podem ser abastecidos tanto com gasolina como também etanol, receberão dois pontos percentuais de redução no IPI, de forma que o imposto para eles fiquem de 7% a 18%, o problema é que até hoje o Brasil não tem nenhum veículo que oferece esta tecnologia. A Toyota começo a testar um Prius flex, mas o projeto ainda não foi confirmado, não tendo a menor perspectiva de quando este modelo chegará ao mercado nacional.

Com estas reduções no IPI, o preço dos carros híbridos e elétricos começarão a cair a partir de novembro e isto poderá aumentar a procura, que fará crescer a produção e o preço cai ainda mais à medida que o veículo vai se popularizando e isto trará grandes benefícios para o país.

Por Russel


Modelo chega à concessionárias de olho no público que busca um carro com som de qualidade.

A Peugeot segue firme na disputa por um espaço no concorrido mercado de automóveis no Brasil e uma das apostas da empresa é o 208 Inconcert, que custando R$ 65.490 poderá não ter uma venda satisfatória, já que há vários concorrentes com preços inferiores e boa configuração. Mas o 208 Inconcert tem muito a oferecer e o consumidor precisa conferir esse modelo que tem grandes vantagens sobre outros.

O hatch compacto faz parte da linha 2019 do Peugeot 208 e conta com uma série limitada, chamada de Inconcert. Há vários itens exclusivos e isto já justifica o preço mais elevado. O modelo traz um moderno sistema de som com configuração avançada, o motor é 1.6 flex de 118 cv e torque de 16,1 kgfm a 4.750 rpm. Outra vantagem é a transmissão, que é automática.

O Peugeot 208 Inconcert tem um visual moderno, linhas arrojadas e chama a atenção, com destaque para os faróis e as linhas mais leves. É um compacto que se sai muito bem no dia a dia na cidade, como também nas estradas. Mas o que mais chama a atenção nesta série especial é mesmo o sistema de som, pois são 4 alto-falantes, dois tweeters da consagrada ASK e um super Subwoofer Slim de 8" e 250 Watts de potência. Quem faz questão de um som de qualidade e potente no carro, certamente irá se sentir atraído pelo modelo.

Outro diferencial desta série especial é que o modelo traz monogramas Inconcert em suas laterais, mais os retrovisores em preto brilhante, que se destacam do conjunto. O Peugeot 208 Inconcert é baseado em outra versão, a Active Pack e traz ainda, rodas de liga leve de 15", câmera de ré, ar-condicionado, central multimídia com Apple CarPlay e Android Auto, volante com comandos de som e revestido em couro, luzes diurnas de LED e faróis de neblina.

O câmbio automático de 6 marchas oferece uma melhor experiência para o motorista, proporcionando maior suavidade, sendo 4 os modos de condução: Drive, Sport, ECO e o Sequencial.

A Série Especial Peugeot 208 InConcert é ideal para quem está procurando conforto e segurança, além de um bom som e tecnologia de ponta. Ele vem equipado com conexão streaming para áudio e oferece acabamento interno de qualidade. Os novos alto falantes deixam o som até 40% mais potentes, o que atende perfeitamente até os motoristas mais exigentes. A central multimídia touchscreen conta com tela colorida de 7", com diversas funções, entre elas: rádio, GPS, Bluetooth, MP3 player, computador de bordo, opção para visualizar fotos, entre muitas outras funções.

O curioso do 208 InConcert é que diferente de outras marcas, que estão oferecendo diferenciais em relação ao motor, acabamento ou mais itens, o modelo da Peugeot resolveu apostar naqueles motoristas que fazem questão de um bom sistema de som. Claro que quase todo mundo gosta de ter um som de qualidade no carro, mas isto é possível tendo qualquer modelo e investindo um pouco mais em um sistema de qualidade. Talvez esta seja a questão, pois na hora de decidir entre um e outro modelo, o consumidor irá fazer a conta de quanto ficará para ter um bom sistema de som em seu carro novo, ou se vale a pena já comprar o 208 InConcert que já vem equipado de fábrica e são equipamentos potentes e de boa qualidade.

O 208 Inconcert poderá ser adquirido nas cores Branco Branquise ou Cinza Aluminium, sem ter que pagar a mais. Talvez as opções de cores sejam poucas, já que o perfil de motorista que gosta de um bom som no carro tenha preferência por tons mais fortes. Mas esta é a aposta da Peugeot, com diferenciais diferentes do que a concorrência vem oferecendo, resta saber se esta estratégia dará certo.

Por Russel


Montadora reduz número de versões e preços do modelo.

A chegada do novo Volkswagen Polo no Brasil mexeu com as versões do Gol, que passou a ser vendido em um modelo único, já o Fox ficou somente em duas versões, a Connect e a Xtreme, enquanto o Up! passou por algumas mudanças, principalmente em seu valor. Anteriormente era vendido em quatro configurações, ele perde a versão Take. E sua estratégia será priorizar as versões do motor TSI, que é a preferida por todos os seus consumidores. Seus preços também sofreram redução para todas as variantes.

Agora, seu modelo Up! Passará a ser comercializado em suas opções Move MPI, Motion-TSI, Cross TSI e por fim o Pepper TSI. Esses preços de R$ 50.270 em sua versão Move MPI pode chegar no valor de R$ 62.394 na versão do Pepper TSI, totalmente equipada.

De série, praticamente todas as versões do modelo estão vindo com ar-condicionado, luzes de neblina e direção elétrica, possuindo regulagem de altura, vidros elétricos, além de seus retrovisores elétricos com a função tilt-down, há ainda iluminação interna de LED e rodas com liga leve de 14 polegadas em seu modelo Move e com 15 polegadas em seu modelo Cross e também Pepper. Os modelos que são TSI também possuem controle de tração e as versões Cross e Pepper possuem sensores de chuva, além do sistema SAVE para divisão de carga no interior do porta-malas.

Os novos valores dos modelos ficaram assim: o Move MPI vale R$ 50.270 e anteriormente valia R$ 51.290, o Move MPI I vale R$ 52.710 e anteriormente valia R$ 53.690, o Move TSI vale R$ 55.700 e anteriormente valia R$ 56.850, o Cross TSI vale R$ 58.730 e anteriormente valia R$ 60.280, o Pepper TSI vale R$ 59.240 e anteriormente valia R$ 60.820.

Com certeza é um bom momento para comprar um modelo UP! Essas novas baixas em seus valores é uma ótima oportunidade para poder comprar um Up. Escolha o que melhor atenderá as suas necessidades e corra para comprar hoje mesmo o seu Up zero km. Corra até a concessionária Volks mais próxima de você e faça um teste para ver que realmente compensa comprar um desses novos UPs.

Com o fim dessa crise econômica que tomou conta do nosso país por um grande período, talvez esse seja uma das melhores oportunidades para trocar o seu veículo. E com a baixa de alguns modelos ficou ainda mais fácil para trocar o seu seminovo por um modelo zero km.

Esse modelo do Up é muito econômico e muito apropriado para o uso de passeio com toda a sua família. Por isso se é isso que você procura em um carro, com certeza o modelo Up será uma ótima opção de compra para você.

Ele é muito confortável, além de ser muito econômico e possuir um design totalmente atraente, ele é sem dúvida nenhuma uma ótima opção de automóvel com um valor totalmente acessível.

Muitas pessoas não pesquisam antes de trocar de carro e acabam se arrependendo com o tempo infelizmente, vão pela marca ou pela aparência do carro e não vê se o modelo atende todas as suas necessidades antes da compra. Por isso é muito importante colocar todos os fatores na balança antes de optar pela compra de um modelo.

A linha do Up, com certeza atende muitos requisitos da maioria das pessoas, ele foi um carro pensado em atender a preferência da maioria das pessoas, por isso se procura um carro popular com um preço totalmente acessível e que atenda todas as suas expectativas com certeza esse será o carro certo para você e sua família.

Ricardo Ferreira Rodrigues


Modelo chega às concessionárias custando R$ 65 mil.

A linha 208 estava “parada” a um certo tempo no mercado, sem novidades expressivas de versões e de equipamentos, a Peugeot percebeu isto e resolveu lançar uma nova versão especial do Peugeot 208 para animar seus potenciais compradores e rede autorizada, o Peugeot 208 Inconcert.

O Peugeot InConcert atende sob medida a legião de fãs que gostam de sons mais potentes e principalmente com mais qualidade em seu carro, tanto que sua principal diferença esta justamente no tipo de som automotivo embutido no seu interior, a Peugeot fez questão de instalar um potente subwoofer de 250 watts de potência totalmente selado, de alumínio e com oito polegadas de diâmetro em sua caixa de som no porta-malas do veículo, além de vários outros equipamentos para garantir todo este refino em áudio.

Preços e quantidades limitadas

Pelo fato de ser uma série especial, a Peugeot limitou seu Peugeot InConcert a apenas 250 unidades, sendo que cada uma é oferecida inicialmente por R$ 65.490, o futuro comprador poderá escolher entre duas opções de cores: Branco e Cinza (ou Branco Branquise e Cinza Aluminium como são denominados no catálogo oficial) sem quaisquer custos adicionais.

A ideia da Peugeot é posicionar sua série especial abaixo em termos de valores das outras versões oferecidas do Peugeot 208, como por exemplo a versão Griffe (partindo dos R$ 73.790,00) ou da versão Urbantech (partindo dos R$ 74.490) e até mesmo a mais esportiva e cara, a versão GT (com preços iniciais de R$ 84.890), tomara que a estratégia comercial tenha resultado.

Sistema de Som é o principal diferencial

O Peugeot 208 InConcert, além de contar com o potente subwoofer já comentado no porta-malas, também vem com quatro alto-falantes e um par de tweeters conjugados no interior do veículo, todos com a qualidade da fabricante italiana ASK.

Fora toda esta potência e refino para os ouvidos, o Peugeot 208 também vem acompanhado de uma central multimídia de sete polegadas com tela sensível ao toque, que oferece além do útil espelhamento para celulares, compatibilidade total com os sistemas Android e também Apple CarPlay.

A Peugeot ainda complementa o generoso recheio com rodas de liga leve de 15 polegadas, volante com acabamento em couro, câmera traseira para auxilio de manobras, frente com faróis de neblina e piloto automático com itens de série.

A mecânica permanece inalterada, a Peugeot se baseou em sua versão Active Pack e oferece em seu 208 o ótimo motor 1.6 de 16 válvulas, flexível com potência de até 118 cavalos com o etanol e 115 cavalos a gasolina e torque de 16,1kgfm para ambas potências.

Para comandar tudo isto o Peugeot 208 oferece um câmbio de seis marchas automático com possibilidade de selecionar quatro modos diferentes na condução do motorista: modo Drive, modo Eco, modo Sport e por fim modo Sequencial.

O passado no presente

Acreditem ou não, esta mesma versão já foi oferecida pela própria Peugeot a dois anos atrás, exatamente em 2016, porém, com menos equipamentos, na época a Peugeot oferecia somente quatro alto-falantes com potência de 35 watts cada um e motorizações menos potentes (um antigo 1.5 de 93 cavalos de potência) e este mesmo motor de 1.6 litro com um antigo câmbio de apenas quatro marchas.

A ideia da Peugeot além de oferecer um produto mais requintado a um público mais exigente em termos de som automotivo, também trazer conforto e requinte conjugados, a Gerência de Produtos é enfática em citar isto no lançamento do modelo.

Detalhes no site da Peugeot

Maiores detalhes desta versão especial com farto material fotográfico e explicativo podem ser conferidos diretamente na própria página desta versão no site da Peugeot: https://carros.peugeot.com.br/nossos-carros/conheca-nossos-carros/peugeot-208-hb-5-portas/inconcert.html.

Autor: Carlos B.


Chamado atinge veículos ano/modelo 2016, 2017, 2018, 2019.

Foi anunciado na última quarta-feira, dia 04 de julho, o recall do Carnival ano/modelo 2016 a 2019. O motivo é um defeito a porta deslizante do veículo. A Kia está convocando todos os proprietários dos veículos, a realizarem um agendamento para o reparo gratuito em algumas concessionárias autorizadas. Se você é proprietário do veículo Carnival, acompanhe o artigo até o final e tire todas as suas dúvidas.

O que é um recall

Antes de passarmos as informações sobre o recall do Carnival, vamos explicar para você o que se trata. Um recall nada mais é do que a solicitação por meio da montadora para realizar algum reparo no veículo. Isso é muito comum entre os carros recém lançados.

Não importa onde seja o defeito, no câmbio, os freios, ou em qualquer uma das peças presentes no carro, nesse caso o defeito em questão é a porta deslizante. É importante que o proprietário leve o seu veículo para que danos maiores possam ser evitados. O valor do concerto fica por responsabilidade da montadora e não possui uma validade estipulada.

A montadora precisa comunicar sobre recall imediatamente aos seus proprietários quando detectado algum problema que interfira na segurança do veículo. É de responsabilidade da montadora, nesse caso a Kia, realizar a comunicação e o agendamento. Para isso, é necessário que a montadora comunique órgãos públicos, como o Procon e o Ministério da Justiça, dessa forma todos os proprietários estarão cientes o quanto antes sobre o problema, através dos meios de comunicação de massa. Além disso, é importante que o comunicado também esteja presente no site oficial da montadora.

A Kia não é a única a solicitar o recall, como dito anteriormente esse tipo de reparo é bem comum nos carros recém lançados, como exemplo, podemos citar a Ford, que convocou os modelos Focus, EcoSport e Fiesta para solucionar os problemas do câmbio automático Powershift que apresentou defeitos. A convocação ocorreu depois de vários clientes registrarem reclamações no Procon para que o órgão notifique a empresa, que solucionou o problema trocando a peça de todos os clientes.

Veja quais se o seu carro deverá comparecer ao recall

A convocação para a manutenção dos veículos de modelo Carnival é referente a todos que foram produzidos entre 17/06/2015 e 05/02/2018. Caso você tenha dúvida ou não saiba o ano de fabricação do seu veículo, você poderá se orientar pelo chassi, já que os convocados são aqueles que terminam de 11307 a 437433.

Conheça o motivo pelo qual a Kia solicitou o recall

De acordo com a montadora, o recall foi solicitado devido a um problema no software da unidade eletrônica de comando das portas automáticas deslizantes.

Foi notificado que algumas unidades do Kia Carnival não obedecem ao sistema instalado de reversão automática quando encontrado um obstáculo na rota do trilho da porta, ou seja, o software não consegue detectar quando há algum objeto ou pessoa localizada no trilho da porta.

Isso pode causar sérios problemas, já que a porta pode se fechar automaticamente, independente se há algo impedindo no trilho. A não correção desse problema pode acarretar a sérios danos físicos para os passageiros ou então a membros do corpo, como mão e pé que possam estar localizados nos trilhos.

No entanto, aqui no Brasil até agora não foi registrado nenhum caso de acidente dessa forma, segundo a Kia. É importante que todos os proprietários levem o seu veículo para solucionar o problema e evitar que algum acidente grave ocorra.

A montadora informou que o conserto é rápido e não levará muito tempo há mais que uma hora, já que não será alterado nenhuma parte mecânica, somente será realizada a atualização do software.

Se você possuir alguma dúvida poderá entrar em contato diretamente com a Kia através de algum meio de comunicação: telefone 0800 77 011011 ou o site www.kia.com.br.

Isabela Pierini


Confira aqui os preços e principais novidades do Chevrolet Spin 2019.

A Chevrolet continua apostando alto na Spin e o modelo 2019 chega para mostrar que continua tendo um espaço garantido no mercado nacional. O modelo da GM vem tentando se renovar e apesar de ser considerada 'desengonçada' por muitos, trouxe novidades interessantes, várias versões para tentar agradar aos mais diferentes perfis de consumidores e assim continuar indo bem nas vendas.

Já são mais de 6 anos no mercado e cerca de 200 mil unidades vendidas, agora o Chevrolet Spin é renovado e traz algumas novidades também na mecânica, tentando ficar mais competitivo. O modelo até ficou um pouco parecido com o Cobalt, mas sem perder sua principal identidade e a característica de oferecer muito espaço.

Desta vez a GM conseguiu melhorar a frente do Spin, com uma grade integrada ao conjunto, inclusive com luzes diurnas em LED na versão LTZ. Na parte de traz, para-choques novos e filete com acabamento parecido com aço escovado para a linha LTZ e Activ. Por dentro, mais novidades, como a barra do nível de combustível, mostrador de marcha no painel digital que exibe também o hodômetro e consumo. O banco agora vem em dois tons e são praticamente estas as mudanças internas.

A versão Activ ganhou detalhes cromados no puxador de porta e o ar condicionado é apenas manual. Os bancos traseiros agora têm trilhos, o que facilita bastante o acesso. Uma leve mudança no design conseguiu ganhar ainda mais espaço. Um ponto negativo é que algumas peças no interior apresentam rebarbas.

O sistema MyLink oferece dezenas de serviços, além da conectividade com o sistema operacional iOS e Android, só que não tem entrada USP e muito menos portas de carregamento traseiro, isso se deve ao fato de que a GM vem priorizando os taxistas e frotistas, além daqueles motoristas de aplicativos.

Confira os preços de cada uma das versões do Spin 2019:

  • LS MT6: R$ 63.990
  • LT MT6: R$ 68.890
  • LT AT6: R$ 69.990
  • LTZ MT6: R$ 78.490
  • LTZ AT6: R$ 81.990
  • Activ AT6: R$ 79.990
  • Activ7 AT6: R$ 83.490

Para todas as versões, o motor é o 1.8 SPE/4 8V flex de 11cv, enquanto o câmbio pode ser manual ou automático de seis marchas. A GM informou que foram feitas melhorias no software e agora o veículo tem um comportamento mais dinâmico, garantindo maior economia de combustível. De série, a Spin traz direção elétrica progressiva, ar-condicionado, sensores de chuva para acionar os limpadores, sensor de luz e também de estacionamento, aviso de luzes acesas, câmera de ré com sensor e controle de cruzeiro.

A versão LS vem com alarme, chave canivete, travas e vidros elétricos, regulagem de altura para o banco do motorista, aviso de pressão dos pneus, lanternas de neblina, ajuste de altura para o volante, indicador para troca de marchas, entre outros itens. A versão LT se tornou uma espécie de intermediária, com retrovisores elétricos, sensores de estacionamento com gráficos, porta-malas com tampão, entre outras opções. A LTZ ainda tem luzes de posição em LED, faróis e limpadores de para-brisa com acionamento automático, computador de bordos e as rodas de liga leve são aro 16. A Activ, como destaque, tem frisos e estribos laterais, barras de teto estilo esportivo, cromo escurecido nos acabamentos externos e molduras de plástico nos para-choques e para-lamas.

Em relação à transmissão automática de 6 marchas, ela passou por alguns ajustes e agora tem a sexta virando um overdrive, a GM garantiu que as trocas ficaram bem mais ágeis, sem aqueles trancos. As suspensões também foram melhoradas, ficando mais macias. Na versão Activ, o estepe agora está é no assoalho do porta-malas.

A Chevrolet Spin 2019 tenta assim, agradar seu público fiel e com as melhorias, mostrar ao mercado que ainda tem fôlego para continuar conquistando boas vendas.

Por Russel


Modelo deverá ser apresentado no Salão de São Paulo 2018.

Uma das maiores companhias automobilísticas em todo o mundo está previamente anunciando o seu novo modelo. A empresa Volkswagen realizou nesta terça-feira, dia três de julho, a divulgação, no seu próprio canal oficial, do primeiro Teaser produzido sobre o novo modelo SUV T-Cross. A montadora germânica está entre as mais poderosas do mundo em termos de fabricação de carros mais consistentes, com garantia historicamente documentada.

Este mesmo veículo havia sido apresentado como um conceito em um evento realizado no Salão de Genebra, no ano de 2016. Trata-se de um modelo que é parte integrante do plano original da empresa alemã, no sentido de conquistar um bom mercado ascendente em termos de comercialização na linha de carros utilitários esportivos. Em geral, quase todas as grandes empresas nesse ramo estão apostando em carros do tipo esporte, dado que a venda deles cresceu nos últimos anos.

Em território brasileiro, este inédito T-Cross está programado para uma primeira apresentação no mês de novembro deste ano, em um evento a ser marcado no Salão do Automóvel no Estado de São Paulo. Será uma das mais aguardadas apresentações do ano.

Este novo tipo de SUV terá uma estrutura menor em relação aos modelos anteriormente conhecidos, tais como o T-Roc, o Tiguan e o Toureg. Esta sendo produzido sobre a chamada plataforma modular, muito utilizada por meio do mais recente projeto da Volkswagen, ou seja, a mesma plataforma utilizada na produção do Hatch Polo e na do Sedã Virtus. A MQB A0 será o meio que proporcionará ao T-Cross um volume de até 4 metros de comprimento. Em consequência dessa ampliação externa, houve uma ampliação interna, também, garantindo que o seu banco traseiro estará munido de um preciso ajuste longitudinal.

A companhia ainda anunciou que mais algumas das tecnologias atreladas ao sistema de segurança irão integrar este novo lançamento, por exemplo, o dispositivo de assistente de permanência na faixa e o sinal de alerta em perigo de colisão frontal.

Entretanto, existe certa expectativa de que o modelo T-Cross chegue às concessionárias munido das mesmas configurações em termos de motorização, as quais estão presentes nos anteriores veículos da série, ou seja, o Polo e o Virtus, de 1.6 em MSI e desempenho de 117 cavalos de potência, e o motor 1.0 em TSI e desempenho de 128 CV, cujo câmbio será do tipo manual em cinco marchas ou na opção automática, estilo Tiptronic com seis marchas. É possível, como outra opção, que esteja aparelhado, também, do motor 1.4 em TSI e desempenho de 150 CV, que opera por meio do Jetta.

Este modelo de SUV está programado para ser produzido no Brasil na sede localizada na cidade de São José dos Pinhais, Estado do Paraná, já no início do ano de 2019. A comercialização está prevista para o mesmo ano, mais especificamente no primeiro mês. O modelo já existe e só precisa ser montado e vendido.

Por se tratar de um veículo ainda inédito, visualizado apenas de modo virtual, os consumidores mais interessados poderão, ao menos, se preparar para em breve testemunhar a possível aquisição de um carro zero e quase todos os sentidos. A companhia deve prosseguir tal como foi estabelecido.

Os especialistas estão mais otimistas com relação a esta linha. No site especializado em automóveis, o AutoPapo, além de um artigo sobre este modelo, está disponibilizado o vídeo em questão, que apresenta o carro em mais detalhes, tais como as suas longas lanternas instaladas na traseiras e a sua nova grade frontal, estilizada em moderno design.

Vale a pena conferir.

Paulo Henrique dos Santos


Modelos sofrem aumento neste mês de julho de 2018.

Onix e Prisma 2019 estão com preço novo, as tabelas de ambos os modelos foram reajustadas em até R$ 500, dependendo do modelo e quem deixou para comprar agora, terá que desembolsar um pouco mais. Os reajustes chegaram após um mês dos modelos chegarem ao mercado nacional na versão 2019. Muita gente se interessou em adquirir um dos carros da Chevrolet, mas agora terão que refazer as contas.

Para ter o Activ, que é a versão mais cara, agora é preciso desembolsar R$ 68.390. No caso do LTZ, o valor mínimo é de R$ 69.990. E as novidades é mesmo só em relação aos preços, porque os dois modelos seguem com as mesmas configurações que foram apresentadas.

No caso do Onix, o aumento variou entre R$ 240 e R$ 500, de acordo com a versão. Confira os preços atuais e o valor do acréscimo para cada uma das versões:

  • LT 1.0: R$ 48.390 (aumento de R$ 240)
  • LT 1.0 mais pacote opcional: R$ 50.900 (aumento de R$ 440)
  • LT 1.4 MT6: R$ 54.790 (aumento de R$ 400)
  • LT 1.4 AT6: R$ 60.090 (aumento de R$ 400)
  • Advantage 1.4 AT6: R$ 55.290 (aumento de R$ 400)
  • LTZ 1.4 MT6: R$ 59.290 (aumento de R$ 300)
  • LTZ 1.4 AT6: R$ 64.790 (aumento de R$ 300)
  • Effect 1.4 MT6: R$ 57.590 (aumento de R$ 400)
  • Activ 1.4 MT6: R$ 62.990 (aumento de 500)
  • Activ 1.4 AT6: R$ 68.390 (aumento de 500)

No caso do Prisma, o aumento variou entre R$ 300 e R$ 400, dependendo da versão, confira:

  • LT 1.4 MT6: R$ 59.290 (aumento de R$ 400)
  • Advantage 1.4 AT6: R$ 59.990 (aumento de R$ 400)
  • LT 1.4 AT6: R$ 64.790 (aumento de R$ 400)
  • LTZ 1.4 MT6: R$ 64.290 (aumento de R$ 400)
  • LTZ 1.4 AT6: R$ 69.990 (aumento de R$ 300)

O Onix 2019 chegou ao mercado mais equipado e também oferecendo mais segurança, só que ninguém imaginava que cerca de um mês depois teria os preços de todas as versões sendo atualizados. O hatch traz cinto de segurança 3 pontos e também encosto de cabeça para o assento do meio na parte de trás. Outra novidade são as novas opções de acabamento e cor, além da chave que agora tem design que a deixa bem semelhante a do Cruze. Na parte interna do veículo, mudança também no painel de instrumentos, que tem cor nova, só que agora o consumidor terá que pagar mais caro para ter um Onix 0Km.

Para a versão Activ, há novidade nas rodas, que ganham pintura preta, já na parte interna, finalmente tem opção para o acabamento, agora em dois tons mais escuros, o preto e o azul. O painel de instrumentos também teve mudança, passando a contar com iluminação na cor branca. O antigo acabamento na cor laranja ainda está disponível, mas só quando a pintura externa for desta cor.

Para a versão LTZ, as principais mudanças estão nas rodas que trazem acabamento diamantado na face, tem ainda a parte interna que ficou bem mais escura, com a nova cor Azul Infinity, na coluna B tem acabamento em preto brilhante e os bancos agora têm o acabamento em material sintético em tom diferenciado nas costuras, que faz contraste com os demais itens.

Já a versão Effect se diferencia pelo visual, contando com o teto em preto, mas o interior é igual ao do LTZ, com um detalhe diferente só no volante. A versão mais vendida, a LT, é que tem as maiores novidades, com o computador de bordo passando a informar o consumo e a central Multimídia MyLink agora é integrada à câmera de ré. O painel agora tem dois tons e na versão com motor 1.4, as rodas trazem novo design e são de liga leve.

Por Russel


O Audi SQ5 2018 tem motor potente e design robusto. Confira suas características.

O Audi SQ5 2018 é considerado um carro com detalhes luxuosos e motor potente. Ele também tem medidas exuberantes que o tornam um carro bem espaçoso e chamativo. Seu design possui muitos detalhes incríveis e ele é considerado um carro luxuoso, apesar do seu design ser robusto puxando para o lado mais agressivo. Por ter tantos detalhes maravilhosos, o Audi SQ5 2018 costuma agradar homens e mulheres. E como ele é um carro espaçoso, ele é indicado para pessoas que possuem uma família grande.

Veja agora os detalhes mais incríveis desse carro e as principais razões que tornam ele uma ótima opção de compra.

Vamos falar sobre o motor desse carro

O Audi SQ5 2018 possui motor potente e que de cara já agrada aos usuários que estão na pesquisa do melhor modelo de carro a ser comprado. Seu motor é 2.0 TFSI Turbo que a potência máxima de 252 cv e ele é movido a gasolina. Seu torque máximo é de 37,7 kgfm e ele possui transmissão automática com 7 machas. O diferencial desse carro é que ele possui tração integral em todas as suas versões e isso costuma ser bem positivo para a maioria dos usuários desse carro.

Porta-malas muito espaçoso

Outro fator bem legal desse carro é seu porta-malas que é enorme e possui 510 litros de capacidade em seu espaço. Esse tamanho aumenta se os bancos tiverem abaixado e ele vai para 610 litros. Ter um carro com um porta-malas tão espaçoso é importante por diversos fatores. Ele serve principalmente para carregar diversas bagagens ou bolsas, levar materiais de trabalho, brinquedos e principalmente não ocupar espaço na parte interna do carro.

Audi SQ5 2018 tem muitos itens de série

Os itens de série são responsáveis por dar ao carro mais funções interessantes. E por essa razão eles são importantes na decisão final de compra do carro. Veja abaixo os principais itens de série desse carro:

– Faróis com ajuste automático de altura

– Luzes de condução diurna

– Pneus 235/55 R17

– Rodas de liga leve aro 20

– Sensor de luz de chuva

– Sistema de limpador de faróis

– Indicação de controle da pressão do pneu

– Ferramentas de bordo

– Frisos decorativos pretos

– Rack do teto

– Apoio de braço dianteiro

– Rack do teto

– Apoio lombar com ajuste elétrico

– Capa do espelho retrovisor externo na cor do veículo

– Faróis com ajuste automático de altura

– Para-brisa com faixa de bloqueio solar

– Sistema Star-Stop

– Cintos de segurança para banco traseiro central

– Bluetooth

– Alto falantes

– Comando de voz

– Triângulo de segurança

– Bancos em couro sintético

– Alavanca de câmbio em couro

– Bancos conforto

– Acabamento interno em cinza prateado

Entre muitos outros.

Valor do Audi SQ5 2018

O Audi SQ5 2018 tem valor inicial de R$244.990,00, mas ele pode chegar até o valor de R$354.990,00. A mudança de valor depende de alguns fatores como sistema de blindagem e opcionais.

Pontos negativos desse carro

Os pontos negativos desse carro são:

– Ele tem a manutenção e peças com preços elevados

– Tem a rede de concessionária pequena

– Não possui um bom serviço de pós-venda

Pontos positivos desse carro

Os pontos positivos desse carro são:

– Esse carro tem bom desempenho

– Ele é muito confortável

– Ele é muito bem equipado

Capacidade do tanque de combustível satisfatória

O tanque de combustível desse carro tem capacidade de até 70 litros. Isso é um ponto positivo para quem gosta de ter o tanque cheio sem ter que precisar abastecer a todo momento.

O Audi SQ5 2018 é uma ótima opção para quem tem grana para comprá-lo. Pois além de ele ter um custo acima da média, sua manutenção costuma ser um pouco salgada. O lado bom é que ele é um carro muito completo!

Por Cristiane Amaral

Audi SQ5 2018

Audi SQ5 2018


Veja aqui mais detalhes sobre a nova versão especial do Fiat Mobi.

A Fiat está oferecendo várias opções ao consumidor brasileiro que deseja comprar um carro novo e uma delas é o Mobi em sua nova versão, a VeloCITY. O Fiat Mobi, que aos poucos vai ganhando espaço no disputado mercado de automóveis, agora conta com uma série especial para tentar conquistar o consumidor. O Mobi VeloCITY é baseado na versão Drive, com itens da Mopar e preço mais em conta para tentar seduzir quem está de olho em um bom compacto.

O VeloCITY consegue deixar o Mobi diferenciado e custa R$ 44.990, ou seja, R$ 2.500 mais caro que a configuração Drive 1.0 e se vale a pena ou não escolher por ele, isto é o cliente que irá responder. Por exemplo, se ao comprar o modelo, a pessoa resolver adquirir os acessórios por conta própria, vai pagar R$ 5 mil, então neste caso é melhor ficar com a nova versão. Mas se não há interesse em gastar mais, se o valor de R$ 44.990 está no limite do orçamento, não tem porque querer com novos itens.

O consumidor só precisa ficar atento é para não se enganar com o nome da nova versão do Fiat Mobi, pois apesar do VeloCITY, o modelo não é mais veloz que as outras versões e seus diferenciais estão apenas no visual, por exemplo, pintura bicolor, sendo que a carroceria pode ser vermelha ou branca e o teto preto, assim como os retrovisores. As rodas são de 14 polegadas, liga leve, mas não há nenhum ganho de potência, o motor é o mesmo.

Os equipamentos do Drive 1.0 estão todos presentes no VeloCITY, entre eles o ar-condicionado, o quadro de instrumentos que conta com iluminação de LED, computador de bordo, direção elétrica, os vidros dianteiros são elétricos, assim como as travas, o volante pode ser ajustado em sua altura, tem aviso para frenagem de emergência e os faróis são com máscara negra. O VeloCITY ainda conta com câmera de ré no retrovisor interno, faróis de neblina e sensor de estacionamento traseiro. Quem for conferir a motorização, irá se deparar com a mesma, que é 1.0 6V Firefly 3 cilindros.

Outro detalhe importante que o consumidor precisa ficar atento é que o Fiat Mobi Drive tem a versão que é com câmbio automatizado GSR, mas o VeloCITY tem apenas a versão com transmissão manual de 5 marchas.

O consumidor que optar pelos itens, com o VeloCITY fará uma economia de 50%, desta forma poderá escolher entre algum item que ofereça mais conforto, ou mais segurança, poderá adicionar mais tecnologia ao carro, deixando o Mobi diferenciado. É uma boa forma de economizar, mas como dito, cada pessoa tem seu perfil, seus gostos e o primeiro passo é ver se realmente há interesse pelos itens e não apenas querer adicioná-los pelo fato de estarem em promoção.

O Fiat Mobi VeloCITY é um compacto que chama a atenção por onde passa, não só pelo visual bicolor, mas também por seu design, que traz linhas arrojadas, deixando o carro com um ar de aventureiro, mas na verdade é um veículo limitado, sem nenhuma novidade na mecânica para deixá-lo mais potente.

As novidades no visual também estão no interior do veículo, pois o revestimento ficou mais escurecido e tem pré-disposição para som, além do badge lateral. revestimento externo da coluna B, console entre os bancos dianteiros, além do HCSS, que permite partida a frio sem contar com o tanque auxiliar.

O VeloCITY a R$ 44.990 é mais uma opção para o consumidor brasileiro, que certamente estará comparando com outros modelos na mesma faixa de preço, o que é um problema para a Fiat, já que a concorrência está com boas opções à disposição.

Por Russel


Chamado atinge veículos produzidos entre 2005 e 2012.

Geralmente quem compra um carro zero tem em mente que por um bom tempo não precisará se preocupar com visitas à oficinas mecânicas, nem trocas de peças, enfim, todos aqueles contratempos que são comuns em carros que já possuem um considerável tempo de rodagem. Espera-se que seja assim, porém, pode ocorrer de carros novos ou seminovos aparesentarem problemas, que podem ser tão sérios ao ponto de colocar a vida de seus ocupantes em risco. É o que acontece com carros que já saem de fábrica com defeitos e por isso precisam ser convocados para o famoso recall.

E por falarmos em recall, a Ford acaba de anunciar mais uma convocação de veículos de sua fabricação. Dessa vez é a vez da picape Ranger que teve um elevado número de unidades convocadas no Brasil.

O novo recall da Ford a ser realizado no Brasil está realacionado a picape Ranger. No total terão que passar por reparo o total de 35.526 unidades do veículo.

A montadora informou que esta convocação é na realidade a continuação de uma outra chamada que foi anunciada no mês de maio deste ano. O objetivo deste recall é a realização de reparos de problemas relacionados ao funcionamento dos airbags que estão instalados na parte da frente do veículo.

Os airbags que devem passar pelos reparos são produzidos pela empresa chamada Takata, sendo que não é a primeira vez que os airbags dessa empresa apresentam este tipo de problema.

De acordo com a Ford, é necessário que o recall seja realizado pelo fato de os airbags colocarem em risco a integridade física dos ocupantes e até mesmo a vida. Mas a montadora deixa claro que até o momento nenhum acidente envolvendo o acessório foi registardo, nem no Brasil, nem em outro país. Contudo, é prudente que o reparo seja realizado.

Em termos técnicos, o problema nos airbags consiste no fato de que em caso de colisão do veículo, ao ser acionado o airbag pode lançar alguns fragmentos que são metálicos e esses fragmentos podem atingir os ocupantes e causar graves lesões, que podem levar até a morte, em decorrência da velocidade que podem ser lançados.

Dessa forma, o reparo dos carros convocados consiste na substituição dos insufladores instalados nos airbags. Essa substituição não vai custar nada para os proprietários dos veículos envolvidos. Para realizar o reparo, que pode levar de 25 a 45 minutos, basta levar o veículo a uma loja autorizada da Ford ou ligar para o número 0800 703 3673, para saber de todas as informações sobre o recall e fazer o agendamento do reparo em uma concessionária mais próxima de você.

A montadora orienta aos proprietários de veículos envolvidos no recall que até que os acessórios sejam devidamente reparados os veículos não sejam utilizados, por uma questão de segurança.

O recall já está acontecendo e a Ford não estipulou uma data limite para aparesentação dos veículos, até porque o problema é relativamente grave. Por isso, se você possui um veículo que foi convocado, não deixe de procurar uma concessionária da marca Ford.

Para saber mais sobre estas e outras informações ligue para o telefone informado acima ou acesse o site da Ford em www.ford.com.br.

Veja abaixo as unidades que estão envolvidas neste recall:

  • Modelo de 2005 fabricação de 4/10/04 a 23/8/05 chassis de 5J389783 a 5J448881;
  • Modelo de 2006 fabricação de 2/3/06 a 28/6/06 chassis de 6J010290 a 6J499251;
  • Modelo de 2007 fabricação de 22/4/06 a 16/6/07 chassis de 7J077581 a 7J099434;
  • Modelo de 2008 fabricação de 10/4/07 a 15/8/08 chassis de 8J151620 a 8J197736;
  • Modelo de 2009 fabricação de 22/7/08 a 19/5/09 chassis de 9J198587 a 9J255541;
  • Modelo de 2010 fabricação de 12/2/09 a 10/4/10 chassis de AJ258039 a AJ325821;
  • Modelo de 2011 fabricação de 26/3/10 a 16/7/11 chassis de BJ330309 a BJ449850;
  • Modelo de 2012 fabricação de 1/7/11 a 31/1/12 chassis de CJ013230 a CJ499388;

Sirlene Montes


Confira aqui as principais novidades e o preço da linha 2019 do modelo.

O mercado brasileiro vem mostrando que as peruas estão perdendo cada vez mais espaço para as crossovers. Mas isso não faz que as montadoras venham desistir de investir nessa categoria, que está mantendo um público fiel, especialmente no Brasil. Por isso a Fiat lança a nova Palio Weekend 2019, que será a última dessa linha que irá ser produzida pela montadora.

O modelo terá duas versões, cada uma com um tipo de motorização. Sem grandes mudanças no seu visual, essa nova Weekend será fabricada nas versões Attractive e também Adventure.

Essa nova Weekend será vendida nas duas versões, cada uma possuindo um motor próprio. A Attractive será a versão de entrada com motor 1.4 de 8V e Flex é capaz de entregar com 85 cv de potência abastecida com gasolina e 86 cv abastecida com etanol. Seu torque fica com 12,4 kgfm, 12,5 kgfm ao 3.500 rpm.

A sua versão intermediária da Adventure conta também com um propulsor de 1.8 16V, também sendo flex, sendo capaz que renda 130 cv sendo a gasolina e 132 cv utilizando o etanol, com um torque de 18,4 kgfm, 18,9 kgfm a 4.500 rpm.

Todas essas configurações possuem uma opção de câmbio, que passam se integrar uma transmissão totalmente manual com cinco velocidades. Porém, todos os motoristas terão uma opção de poder equipar com o câmbio automático Dualogic com 5 marchas.

Uma outra grande novidade é a versão Adventure, que vai oferecer um sistema Locker, que irá ajudar o veículo a manter um bom desempenho nas pistas irregulares. Essa tecnologia, no entanto, será uma opção e só estará disponível na configuração intermediária dessa linha.

A versão “antiga” do Palio Weekend não recebe essas alterações visuais desde o facelift em 2012. Nesse lançamento de 2019, sua perua ganhou mais alguns retoques e uma adição de uns detalhes que também podem passar batidos pela a maioria dos motoristas.

Não há muitas novidades na sua parte mecânica ou também no seu visual da nova Weekend, tendo em vista a nova linha será basicamente uma revenda dos veículos que ficaram em estoque ao longo desses anos. Como uma série descontinuada, sua montadora italiana estará vendendo suas últimas unidades dessa perua no mercado nacional. Para os amantes do modelo com certeza essa é uma notícia muito triste.

Ela virá com esses itens de série: Aerofólio traseiro da cor do veículo; Alertas para limite de velocidade, manutenção programada; Capô retrátil tendo dobradiças para segurança; Cintos de segurança da frente retráteis e 3 pontos de regulagem para altura; Embreagem de acionamento hidráulico; Espelho do para-sol nos lados de motorista e do passageiro; Faróis para neblina;

Essa nova Palio Weekend 2019 é apresentada para 3 versões, sendo duas opções de motorização:

  • Fiat Weekend Attractive com 1.4;
  • Fiat Weekend Adventure com 1.8;
  • Fiat Weekend Adventure com Dualogic.

Sua tabela de preços no novo catálogo ficará assim:

  • Fiat Weekend Attractive com 1.4 custará R$ 59.480;
  • Fiat Weekend Adventure com 1.8 custará R$ 74.760;
  • Fiat Weekend Adventure com Dualogic e 1.8 custará R$ 78.970.

Esse ano com certeza pode ser a última vez provavelmente que estaremos visualizando um lançamento de uma nova Palio Weekend 2019 para o mercado brasileiro. Esses veículos nessa categoria estão perdendo muito espaço para essa nova geração dos crossovers, e é bem provável que seja um adeus definitivo para esse modelo que por anos foi sucesso de vendas no país.

Caso você tenha ficado dúvida a respeito desse novo Fiat Palio, deixe um comentário agora mesmo, para que assim possamos responder assim que for possível.

Se você possui o desejo de possuir um Palio Weekend, essa pode ser sua última oportunidade, por isso fique atento para o lançamento da versão 2019.

Ricardo Ferreira Rodrigues


NOva série especial chega às concessionárias custando cerca de R$ 43 mil.

Para quem ainda não está familiarizado com o carro da Fiat chamado Mobi, que possui uma grande variedade de versões, pode ser descrito como um carro popular, tanto pelas suas características de preço ou até mesmo de estrutura e peças equipadas no interior do veículo estético e de desenvolvimento. Sendo assim, traz a ideia de um carro bem acessível e para pessoas que desejam algo econômico para a cidade e viagens curtas, mesmo sendo bom para longas, facilitando assim sua venda e procura pelo modelo, ainda mais em regiões grandes que sofrem com muito trânsito levando em consideração a parte de economia.

O modelo atualmente é bem vendido, atualmente em levantamentos a Fiat viu a média de vendas mensais chegar a 3500 unidades, porém, a expectativa é que esse número aumente, exatamente pelas inovações que o carro receberá em todas as versões para o ano e como principal chamada temos o modelo Fiat Mobi Way Extreme, que com certeza chamará muito a atenção dos compradores, porém, como já citado anteriormente, não é um carro tão recomendado para coisas que exigem algo mais esportivo, por exemplo, nem para famílias grandes, pois na questão de espaço não é tão grande assim, sendo composto pelo motor 1.0, isso lhe remete a um carro urbano. Observe abaixo as características do Mobi Way Extreme.

Características e informações

Com pensamento em inovar e dar uma cara diferente, mais atual e agressiva ao Mobi, a Fiat resolveu lançar algo que chamaria bem a atenção de seus compradores, por exemplo, uma repaginada em seu visual, uma coisa que atrai o público um pouco mais exigente que prefere um carro com um pouco mais de detalhes, sendo composto por coisas que deixam o carro um pouco mais com o estilo Adventure. Mas as mudanças não foram apenas na parte técnica, a parte visual do interior também foi mudada.

Uma das coisas que chamam bastante a atenção dos compradores atualmente é a facilidade de se usar um veículo, tanto dirigindo quanto para estacionar, ou até mesmo para maior segurança em situações não muito confortáveis, pensando nisto a Fiat adaptou ao modelo a câmera de ré e o sensor de estacionamento, isso facilita muito na hora de estacionar, principalmente em algum lugar que não tenha muito espaço, a câmera mostrando de perto o quão distante você está de um veículo e o sensor dizendo auditivamente se a distância está boa.

A empresa visou uma versão que fosse um pouco mais completa, sendo assim na parte interior adicionou algumas coisas bem úteis que facilitarão a interação veículo x motorista, como por exemplo a colocação do sistema rádio connect, a introdução USB agora ser permitida e também o Bluetooth, coisa que atualmente é muito usado em carros pela facilidade de não precisar por exemplo ouvir coisas pelo celular enquanto dirige, apenas colocando o que deseja ouvir e ouvindo pelo próprio som adaptado ao carro.

Outra coisa que é exclusiva agora da categoria é o desembaçador de vidro traseiro, pois ainda não era adaptado ao modelo Way. Na parte estética ainda temos seus suportes superiores, que facilitam na parte de carregar algo que não caiba na parte interior e querendo ou não traz um destaque a mais para quem olha e para o próprio carro. O seu modelo lembra um carro da marca que também é muito famoso no mundo automobilístico, o Fiat Uno, que está presente no mercado há um bom tempo, o mesmo passou por muitas modificações, principalmente nos últimos anos, mas apesar de parecidos ambos têm suas particularidades e desenvolvimentos diferentes, mesmo assim são muito recomendados.

Gustavo Martins


Modelo chega ao país antes do Salão do Automóvel de São Paulo 2018.

O Jeep Renegade 2019 chega com algumas mudanças, mas nem tudo é novidade, por exemplo, o SUV compacto manterá o motor 1.8 E.torQ, mesmo assim, vale a pena conferir a nova versão do modelo. A Jeep acredita que sua maior novidade para o mercado nacional é o Renegade 2019, que teve a versão reestilizada e algumas alterações no design.

Mas a grande novidade mesmo foi a notícia de que a marca pretende trazê-lo para o mercado nacional antes mesmo de apresentá-lo no Salão do Automóvel de São Paulo, que estreia em novembro. Mas nem isso vem causando tanta polêmica quanto o fato de que os novos motores turbos a gasolina foram esquecidos, eles que chegaram a ser revelados em versões europeias, serão substituídos aqui no Brasil pelo 1.8 EtorQ.

Apesar do novo Jeep Renegade 2019 ainda não ter sido lançado por aqui, já tem problemas pela frente, pois a Fiat-Chrysler analisa a possibilidade de lançar no Brasil sua linha de motores MultiAir III, sendo esta uma variante do Firefly, mas contando com muito mais tecnologia, entre elas a injeção direta de combustível, coletor de escape integrado ao cabeçote e ainda tem controle de válvulas variável. Só que tudo isso custa caro e a empresa resolveu refazer os cálculos para ver se é melhor iniciar a produção aqui ou importar o motor, pois esta decisão terá grande peso no valor final do Renegade.

A questão é que não tendo os motores turbo, o novo Renegade 2019 ficará com os velhos motores 1.8 E.torQ e ninguém sabe como o mercado irá reagir a isto. Para especialistas, o modelo antigo ainda tem 'lenha para queimar', sem contar que seria possível fazer algumas ligeiras mudanças para fazer com que o rendimento fosse melhor. Só que a empresa não disse nada até agora sobre 'melhorar' o motor antigo, apenas usá-lo no lugar do novo. Quanto ao motor 2.0 MultiJet II turbodiesel de 170 cv, este já ficou definido, não terá nenhuma mudança.

Apesar de tudo isso, a garantia é que o Renegade 2019 contará com o mesmo desempenho do modelo comercializado na Europa, contando ainda com um para-choque dianteiro completamente renovado, tendo os faróis de neblina mais centralizados, faróis com iluminação em LED na borda e a grade central ficou com as entradas de ar um pouco mais largas. Na parte de traz as novidades continuam, mas de forma bem discreta e uma delas é a lanterna em LED que tem novo design interno, dando a impressão de que é 3D.

Mas o Renegade 2019 traz novidades também por dentro, apesar de não ser muitas. O painel é o mesmo do Compass, porém, com mudanças de controles do ar-condicionado. Foram adotadas centrais multimídias um pouco maiores, sendo que o modelo disponível na opção top de linha tem tela de 8,4 polegadas.

A Jeep está acreditando no mercado nacional e além do Renegade 2019, ainda está investindo pesado para apresentar a nova geração do Wrangler e até do Cherokee, que chega reestilizado, lembrando que eles já foram lançados nos Estados Unidos e com isso a marca se sente mais segura para lançá-los por aqui. Em novembro, serão exibidos no Salão do Automóvel, para que os brasileiros possam conferir de perto.

A Fiat-Chrysler já revelou suas metas para os próximos 5 anos e a intenção é disponibilizar no mercado um SUV novinho, de 7 lugares, sendo vendido em toda América Latina e a produção deverá ser em Goiana, na Paraíba. A Fiat-Chrysler ainda pode lançar um SUV inédito, um modelo compacto que ficaria abaixo do Renegade. Devido à forte concorrência e a falta de grandes novidades, o novo Renegade 2019 pode acabar não alcançando os objetivos esperados pela marca.

Por Russel


Nova Geração do Volvo V60 será lançada no Brasil em agosto deste ano na versão Momentum T5.

Uma nova station-wagon ou simplesmente perua como nosso mercado está acostumado a classificar e comercializar entrará em cena a partir de Agosto de 2018, trata-se da nova geração do Volvo V60, derivado do sedan de sucesso S60.

Como de costume os veículos importados pela Volvo esbanjam tecnologia, segurança e espaço interno, o Volvo está trazendo, a princípio, apenas uma versão do Volvo V60, a Momentum T5, porém o diretor da marca no Brasil, sr. João Oliveira, garante que existe uma enorme possibilidade da marca também trazer a versão T8 híbrida com dois motores em segundo momento.

Por hora, o novo V60 Momentum T5 oferece um motor de 2 litros turbo com 254 cavalos de potência (na Europa é comercializada também uma versão de 310 cavalos e tração integral). O motor conta com sistema Start and Stop, a tração é dianteira e a velocidade é de 230 km/h com limitador, todo este conjunto é comandado por um câmbio de oito velocidades automático com seletor para até quatro modos de condução se o motorista assim desejar (Modo Econ, Modo Comfort, Modo Individual e, por fim, Modo Dynamic).

Tecnologia, Espaço Interno e Segurança

O novo Volvo V60 traz inúmeros recursos tecnológico, porém aquele que mais merece destaque é seu sistema de condução com características semiautônoma, o inteligente sistema tem a capacidade de não só manter a distância como também a trajetória sobre qualquer carro a frente do modelo entre 30 km/h até 130 km/h, o motorista observa tudo isto apenas segurando o volante, as acelerações e frenagens ele deixa ao encargo do sistema.

Fora isso, o modelo é recheado de sensores, tanto de estacionamento dianteiros como traseiros, alertas de colisão e mudança de faixa, leitores de placas e um útil sistema Volvo On Call ligada a uma central com assistência 24 horas por dia.

O interior, além do espaço privilegiado, também conta com um sistema de som de um total de 10 alto-falantes espalhados pelo veículo com potência de 170 watts, além do ar-condicionado dividido em duas zonas internas com sensor de humidade e sistema Clean Zone para melhora do qualidade interna do ar do veículo e uma central multimídia com tela de nove polegadas touch para entretenimento dos ocupantes.

Os mimos se estendem ao quadro de instrumentos para o motorista de 12,3 polegadas totalmente digital e bancos internos de couro sempre com ajustes elétricos.

A segurança é completada por um completo jogo de airbags laterais, frontais e de cortina internos, alertas para frenagens repentinas, sistemas de proteção para impactos laterais e proteção para coluna dos ocupantes, cintos com sistema de pré-tensionadores, possibilidade para fixação de cadeiras infantis (do tipo ISOFIX), rodas de 18 polegadas de alumínio calçadas por pneus de 235/45 e sensores de monitoramento da pressão dos pneus.

Externamente, além do estilo esportivo clássico, a nova geração do Volvo V60 conta com escapamento duplo e alumínio presente tanto no rack do teto como na moldura dos vidros na lateral do veículo enobrecendo e ressaltando todo o conjunto.

A Volvo já aceita reservas para o Volvo V60

Com a previsão de comercialização já para o mês de Agosto, a Volvo se antecipou aos seus potenciais interessados e iniciou a pré-venda da nova geração do Volvo V60 com o aceite de reservas. Isto significa que os primeiros compradores terão um desconto promocional com o modelo partindo de R$ 199.950.

Após o este período de pré-venda, a nova geração do Volvo V60 será comercializada em seu preço oficial de R$ 209.950.

Todos os detalhes deste carro de família, além de seu configurador e cadastro para as pré-reservas podem ser feitos diretamente no site da Volvo: https://www.volvocars.com/br/modelos-volvo/novos-modelos/v60.

Por C.B.

Volvo V60 2019

Volvo V60 2019


Modelo chega às lojas custando R$ 62 mil.

A necessidade das pessoas por modelos de veículos cada vez mais diferenciados é uma demanda que tem crescido a sua exigência nos dias atuais e, por isso, surgem versões ou melhorias naqueles modelos já conhecidos em determinada localidade. Neste sentido, tem surgido um mercado intenso para os modelos automotivos preparados para condições de direção adversas como em trilhas ou semelhantes.

Com relação a este assunto, no mercado brasileiro uma das novidades de maior impacto consiste no novo Citroën C3 Urban Trail 2019, que chega com modificações importantes para buscar uma posição diferenciada neste tipo de exigência.

Informações gerais sobre lançamento do novo Citroën C3 Urban Trail 2019

O lançamento do novo Citroën C3 Urban Trail 2019 ocorreu no mercado brasileiro neste mês de junho, sendo este veículo a versão para trilha urbana do seu modelo original sendo inspirado no carro conceito C3 City Rider.

Os diferenciais relacionados com o novo Citroën C3 Urban Trail 2019 são identificados já em seu aspecto mecânico, pois apresenta um motor com 1,6 litros, cujo desempenho permite chegar a uma potência de 118 cavalos com uso de álcool ou de 115 cavalos adotando gasolina como combustível.

Este veículo possui câmbio do tipo automático com seis marchas, teto com coloração em preto, bem como proteções laterais inéditas que seguem o padrão de outros modelos da marca como o C4 Cactus.

Alguns pontos inovadores do novo Citroën C3 Urban Trail 2019 que merecem ser mencionados são rodas de alumínio com 16 polegadas, moldura diferenciada para a região dos pára-lamas e uma inscrição URBAN TRAIL em suas laterais externas.

Em seu funcionamento específico, este novo modelo do C3 contém estruturas diferenciadas como conversor de torque e amortecedor de impactos com maior potência, sistema de arrefecimento eficaz além da possibilidade de realizar trocas seqüenciais com a ativação do modo manual em seu câmbio.

Aspectos internos do novo Citroën C3 Urban Trail 2019

Com relação ao seu interior, o novo Citroën C3 Urban Trail 2019 apresenta um espaço interno que permite conforto para motorista e passageiros neste tipo de veículo, além de bancos com revestimento e bordados específicos.

É possível encontrar, ainda, volante do tipo multifuncional, diversos controles na porta do motorista bem como compartimentos para a colocação de objetos variados em sua extensão.

A tecnologia também está presente no novo Citroën C3 Urban Trail 2019, com equipamentos diferenciados a exemplo do sistema de multimídia composto por tela com touchscreen.

Além disso, existe sistema para reconhecimento de voz utilizando dispositivos como smartphones para atividades variadas como realização de chamadas, envio de mensagens, criação de lembretes e outros com o máximo de segurança no trânsito.

Preços para novo Citroën C3 Urban Trail 2019

O novo Citroën C3 Urban Trail 2019 chega às concessionárias de todo o Brasil com um valor inicial de R$62.090,00 para um modelo em sua configuração básica.

Em todas as suas versões, este veículo apresenta como itens de série disponíveis componentes como:

  • Luzes diurnas em LED
  • Ar-condicionado com funcionamento do tipo automático
  • Espelhamento para adoção de celular
  • Sistema de entretenimento de áudio em tela com dimensão de 7 polegadas.

Ao adquirir uma das opções do novo Citroën C3 Urban Trail 2019, ocorre a disponibilização para os consumidores de 3 anos de garantia e, ainda, 6 anos de garantia específica contra efeitos de corrosão perfurativa no modelo.

É possível, ainda, a aquisição de um plano para manutenção e revisão deste veículo com valores fixos delimitados previamente para o Citroën C3 Urban Trail que oferece, assim, maior transparência nos serviços elaborados.

Conclusão

Portanto, o mercado automotivo da atualidade tem no novo Citroën C3 Urban Trail 2019 uma alternativa de aquisição importante com a união, de maneira adequada, do visual inovador com desempenho mecânico adequado para os consumidores modernos.

Ana Camila Neves Morais


Modelo deverá chegar às concessionárias ainda neste semestre.

Para quem ainda não está familiarizado com a Spin, trata-se de uma mini-van de lançamento da fabricante Chevrolet, essa na intenção de substituir alguns carros que já estavam ficando saturados e sem atualizações de versões, que eram Zafira e Meriva, que são carros assim como a Spin grandes, porém, com um design um pouco mais atrasado e não tão atraente, mas por serem grandes e carros de família, a necessidade de substituí-los é bem grande, pois o público de hoje em dia exige espaço e conforto que é o que o carro pode oferecer de melhor.

Pensando na ideia anterior, a Chevrolet lançou algo que tivesse as mesmas características, sendo a mais chamativa a composição de 7 lugares do veículo, porém, não foi apenas essa que foi lançada no mercado, a de 5 lugares também tomou lugar para o público que não precisa de um número tão grande, mas quer espaço. O carro realmente é um sucesso da empresa, devido a sua venda muito grande, com público alvo na maioria das vezes famílias grandes. É muito comum hoje em dia se ver uma pela cidade circulando e não sobra dúvidas de que realmente é uma mini-van, ainda mais pelo seu estilo mais quadrado.

Considerando todas as ideias e evoluções de carros atuais a Spin também seguirá o avanço visual no ano de 2019, trazendo a mesma estrutura das evoluções atuais, e isso com certeza será a parte mais chamativa da mudança para o ano, já que seu motor não terá tantas alterações por ser um carro atual e bem vendido em relação a motorização, já que a visão do público comprador é conforto. Seguirá abaixo algumas mudanças feitas na Spin e o que isso melhora, tanto no desempenho quanto na aparência do veículo.

Novidades e mudanças

Como previsto para todos os lançamentos atuais, independente da marca, o estilo agressivo é muito esperado, então claramente a Spin também terá suas agressividades particulares, como por exemplo sua parte frontal, que traz traços no capô que é interligado com o eixo dianteiro, dando uma visão de corte de vento melhor, pois ele se dividirá mais fácil entre estas linhas. Ainda comentando sobre a parte frontal, um estilo mais quadrado pode ser notado, porém, isso está sendo normal hoje em dia, ainda mais por sua aparência ficar chamativa quando se observam detalhes em alguns lugares como faróis que entram em harmonia com as linhas do capô e grade frontal.

Comentando a parte traseira do veículo, observa-se assim como na frente a presença do estilo mais quadrado, porém, entrando em combinação com a lateral que traz riscos simples e proporcionais, que são ligados principalmente nos faróis frontais e traseiros, e ainda sobre faróis é importante ressaltar a presença exclusiva da parte traseira ser composta por horizontais, o que melhora na visualização de quem olha o carro por trás na questão de setas e alertas, assim como uma aparência mais tecnológica é adotada automaticamente, tirando estes detalhes ainda não é possível afirmar mais mudanças significativas nesta parte, mas apenas essas já mostram o quão evoluído estará.

Comercialização

A marca de grande renome Chevrolet anuncia algo que deixa os compradores muito felizes, até pelo fato de não deixá-los na ansiedade de ver e poder dirigir, isso porque a Spin que virá com essa reestilização será comercializada no segundo semestre deste ano, lembrando que é um carro super confortável, porém, para famílias que normalmente são compostas por muitas pessoas e desejam algo que consiga suportar todos de maneira confortável, seja para a cidade ou estrada, viagens curtas ou pequenas, sempre será uma boa opção de compra, ainda mais pelo fato de ter um motor bom e opções de transmissão de marchas diferentes, atendendo até os mais exigentes.

Gustavo Martins


Aumentos da montadora chegam a R$ 3 mil.

Com aumentos de até R$ 3 mil, dependendo do tipo de versão escolhida, a Kia está praticando uma nova tabela de preços para o SUV Sportage, agora a versão mais em conta parte dos R$ 114.990, podendo chegar até os R$ 147.990, na versão P.255, mais sofisticada.

O conjunto mecânico continua o mesmo (Motor 2.0 com câmbio automático de 6 marchas), só mudando a variedade e quantidade de equipamentos, vamos as versões e os novos preços abaixo:

Versões Comercializadas e os novos preços:

Kia Sportage Versão P.152, ano 2018 e modelo 2019, aumento médio de R$ 2.000

Preço anterior: R$ 112.990

Preço atual: a partir de R$ 114.990 (preço sugerido em todo território nacional, com exceção do estado do Amazonas, aonde o valor praticado é de R$ 117.790 por razões tributárias).

Principais equipamentos:

Motorização de 2 litros, flexível (aceitando tanto gasolina como etanol) com potência de até 167 cavalos, comandadas por um câmbio automático de 6 marchas, chave em formato canivete e com comandos a distância do veículo, central multimídia com tela de 5 polegadas, câmera traseira, controlador de velocidade de cruzeiro (piloto automático), dentre outros itens.

Kia Sportage Versão P.253, ano 2018 e modelo 2019, aumento médio de R$ 2.000

Preço anterior: R$ 132.490

Preço atual: a partir de R$ 134.490 (preço sugerido em todo território nacional com exceção do estado do Amazonas, aonde o valor praticado é de R$ 137.790 por razões tributárias).

Principais equipamentos:

Motorização de 2 litros, flexível (aceitando tanto gasolina como etanol) com potência de até 167 cavalos comandadas por um câmbio automático de 6 marchas, ar condicionado com comando digital, airbags, sistema de acionamento do motor Start and Stop, central multimídia com tela de 7 polegadas, câmera traseira, sensores de estacionamento, rodas de 19 polegadas de liga leve, controles de tração, frenagem e estabilidade, dentre outros itens.

Kia Sportage Versão P.254, ano 2018 e modelo 2019, aumento médio de R$ 2.500

Preço anterior: R$ 136.990

Preço atual: a partir de R$ 139.490 (preço sugerido em todo território nacional com exceção do estado do Amazonas, aonde o valor praticado é de R$ 142.890 por razões tributárias).

Principais equipamentos:

Motorização de 2 litros, flexível (aceitando tanto gasolina como etanol) com potência de até 167 cavalos comandadas por um câmbio automático de 6 marchas, ar condicionado com comando digital, airbags, sistema de acionamento do motor Start and Stop, central multimídia com tela de 7 polegadas, câmera traseira, sensores de estacionamento, rodas de 19 polegadas de liga leve, controles de tração, frenagem e estabilidade, teto solar com sistema panorâmico, dentre outros itens.

Kia Sportage Versão P.787, ano 2017 e modelo 2018, aumento médio de R$ 2.000

Preço anterior: R$ 137.990

Preço atual: a partir de R$ 139.990 (preço sugerido em todo território nacional com exceção do estado do Amazonas, aonde o valor praticado é de R$ 143.490 por razões tributárias).

Principais equipamentos:

Motorização de 2 litros, flexível (aceitando tanto gasolina como etanol) com potência de até 167 cavalos comandadas por um câmbio automático de 6 marchas, ar condicionado com comando digital, bancos revestidos em couro, sistema de acionamento do motor Start and Stop, central multimídia com tela de 7 polegadas, câmera traseira, sensores de estacionamento, rodas de 19 polegadas de liga leve, controles de tração, frenagem e estabilidade, teto solar com sistema panorâmico, sistema de detecção de pontos cegos, dentre outros itens.

Kia Sportage Versão P.255, ano 2018 e modelo 2019, aumento médio de R$ 3.000

Preço anterior: R$ 144.990

Preço atual: a partir de R$ 147.990 (preço sugerido em todo território nacional com exceção do estado do Amazonas, aonde o valor praticado é de R$ 151.590 por razões tributárias).

Principais equipamentos:

Motorização de 2 litros, flexível (aceitando tanto gasolina como etanol) com potência de até 167 cavalos comandadas por um câmbio automático de 6 marchas, ar condicionado com comando digital, bancos revestidos em couro, sistema de acionamento do motor Start and Stop, central multimídia com tela de 7 polegadas, câmera traseira, sensores de estacionamento, sistema de carregamento de celulares sem fio, airbags, rodas de 19 polegadas de liga leve, controles de tração, frenagem e estabilidade, teto solar com sistema panorâmico, sistema de detecção de pontos cegos, dentre outros itens.

Maiores detalhes dos preços e suas versões acessem a página do SUV Sportage diretamente no site da Kia Motors: https://www.kia.com.br/Veiculos/Versoes/Sportage.

Autor: C. B.


Conheça aqui os prós e contras do Toyota Yaris 2018.

Os carros da Toyota sempre fazem muito sucesso no Brasil. Agora, os brasileiros já estão super curiodos para conhecer o Novo Toyota Yaris, que promete também ser um grande sucesso de vendas em nosso mercado. Saiba tudo sobre esse super lançamento aqui.

A Toyota, como já é de costume, é bastante cionservadora em relação a seus lançamentos. Afinal, seus modelos Etios e Corolla são campeões de venda, por isso a montadora decidiu seguir essa mesma linha. Dessa forma, o Yaris chega com a mesma motorização do Etios, porém com equipamentos diferentes, além da parte visual e do acabamento da parte interma, que foi uma inspiração do modelo Corolla.

A montadora promete um carro mais econômico e com um desempenho bastante satisfatório. Porém, para aqueles que gostam de equipamentos de série, talvez o modelo deixe a desejar.

Em uma avaliação realizada na versão top do modelo, a Yaris 1.5 XLS equipada com câmbio automático tipo CVT, podemos notar por exemplo que o motor de 1.5 é o mesmo utilizado no modelo Etios, contudo, para oferecer um rendimento melhor, de 110 cavalos de potência e capacidade máxima de torque de 14,9 kgfm, a versão chegou a passar por um ajuste. Com esses quantitativos o embalo do possante fica muito mais eficiente e veloz, até mesmo na área urbana.

O que mais se destaca no veículo é o conforto e bom desempenho que são gerados por meio do câmbio CVT, que possui marchas variáveis.

O modelo pode simular sete velocidades, mas as trocas não são reais e sim virtuais apenas. Mas, isso é suficiente para os ocupantes não sofrerem trancos na troca de marchas, como costuma ocorrer em outros veículos.

Uma informação bastente relevante em relação ao Yaris é a de que em uma análise realizada pelo Inmetro foi constatado que o modelo é o que oferece maior economia em sua categoria, mesmo não possuindo sistema start/stop e nem motor turbo.

O Novo Yaris da Toyota vem para o Brasil em 4 versões, sendo elas para as configurações sedan e hatch.

Em termos de consumo temos as seguintes informações sobre as versões das duas configurações:

Configuração Hatch

– Novo Yaris de motor 1.3 manual/ etanol: 8,3 km por litro na cidade e 9,9 km por litro na estrada.
– Novo Yaris de motor 1.3 manual/ gasolina: 12,1 km por litro na cidade e 14,2 km por litro na estrada;
– Novo Yaris motor 1.3 CVT/ etanol: 8,9 km/l na cidade e 9,9 km por litro na estrada;
– Novo Yaris motor de 1.3 CVT / gasolina: 13,0 km/l na cidade e 14,1 km por litro na estrada;
– Novo Yaris de motor 1.5 manual/ etanol: 8,1 km/l na cidade e 9,8 km/l na estrada;
– Novo Yaris de motor 1.5 manual /gasolina:11,7 km/l na cidade e 14,0 km/l na estrada;
– Novo Yaris de motor 1.5 CVT / etanol: 8,7 km/l na cidade e – 9,9 km/l na estrada;
-Novo Yaris de motor 1.5 CVT/ gasolina:12,6 km/l na cidade e 13,8 km/l na estrada;

Configuração Sedã

– Novo Yaris de motor 1.5 manual/etanol: 8,2 km/l na cidade e 10,0 km/l na estrada;
– Novo Yaris de motor 1.5 manual/ gasolina: 12,0 km/l na cidade e 14,6 km/l na estrada;
– Novo Yaris de motor 1.5 CVT/etanol: 8,9 km/l na ciadade e 10,6 km/l na estrada;
-Novo Yaris de motor 1.5 CVT/ gasolina: 13,0 km/l na cidade e 14,4 km/l na estrada.

Gostou do Novo Toyota Yaris 2019? Veja abaixo os preços de cada uma de suas versões:

HATCH

– Novo Yaris 1.3 XL manual: Saindo por R$ 59.590;
– Novo Yaris 1.3 XL CVT: Saindo por R$ 65.590;
– Novo Yaris 1.3 XL Plus CVT: Saindo por R$ 69.590;
– Novo Yaris 1.5 XS/ CVT: Saindo por R$ 74.590;
– Novo Yaris 1.5 XLS /CVT: Saindo por R$ 77.590.

SEDÃ

-Novo Yaris 1.5 XL manual: Saindo por R$ 63.990;
– Novo Yaris 1.5 XL CVT: Saindo por R$ 68.690;
– Novo Yaris 1.5 Plus CVT: Saindo por R$ 73.990;
– Novo Yaris 1.5 XS CVT: Saindo por R$ 76.990;
– Novo Yaris 1.5 XL CVT: Saindo por R$ 79.990.

Sirlene Montes


Confira aqui mais detalhes sobre a venda de carros da Renault e Nissan para Pessoa Jurídica.

Nem todos sabem, mas pessoas jurídicas (CNPJ) podem obter consideráveis descontos na concessionária ao adquirir um veículo. Em relação aos clientes regulares (Pessoa Física), que pagam os valores que os fabricantes sugerem, quando não há alguma promoção, os clientes PJ podem receber até 13% de desconto na compra de um novo carro.

Cada empresa montadora de automóveis organiza uma tabela com os preços sugeridos para seus produtos, inclusive montadoras como a Nissan e a Renault, de modo que, desde já, estabelecem os valores com descontos para pessoas jurídicas.

Quer saber mais sobre a tabela de valores dos veículos da Renault e da Nissan? Acompanhe este post.

Tabela de preços Renault

A Renault oferece diversos descontos para pessoas jurídicas (CNPJ), podendo variar entre 6 e 13% de desconto no valor dos veículos. Veja a seguir a lista de descontos que a montadora pode oferecer para alguns de seus veículos:

  • Sandero Stepway: o veículo deste modelo pode receber descontos de até 6% do seu valor original;

  • Demais versões do Sandero: já os outros modelos chegam a ter até mesmo 12% de desconto de seu valor original;

  • Fluence: pode chegar a apresentar 13% de desconto do seu valor original;

  • Duster 1.6: apresenta cerca de 12% de desconto do seu valor original;

  • Dynamique 2.0: na sua versão completa, 4×4, possui desconto de 9% de seu valor original; e

  • Renault Logan: já esse pode variar entre 11% e 13%, de acordo com a versão escolhida.

Dessa forma, versões como o Authentique 1.0, que para pessoas físicas custa cerca de R$ 43.350,00, para pessoas jurídicas passa a custar R$ 38.148,00. Da mesma maneira ocorre com a versão completa do Vibe 1.0, que de R$ 49.100,00 passa a sair no valor de R$ 43.208,00 para pessoas jurídicas.

Enquanto isso, o modelo Fluence, que custa R$ 99.350,00, pode ser adquirido por uma pessoa jurídica no valor de R$ 86.434,00. Já os valores do Duster básico 1.6 e do Dynamique reduzem mais que R$ 8 mil e o do Privilege cerca de R$ 15 mil.

Mesmo com os descontos recebidos, a pessoa jurídica que pretende adquirir um Renault deve saber que irá precisar desembolsar cerca de R$ 38 mil, que é quanto custa o modelo mais barato da Renault, o Sandero 1.0 básico.

Tabela de preços Nissan

Além da Renault, a Nissan também oferece bons descontos para seus clientes de tipo CNPJ. Veja a seguir os seus principais descontos de tabela:

  • Nissan March 1.0: essa versão pode apresentar até 13% de desconto, de forma que o preço original, que é R$ 44.290,00, pode cair para R$ 38.532,00;

  • Nissan Versa 1.6 SL: também apresenta desconto de 13%, que o torna cerca de R$ 10 mil mais barato;

  • Nissan Sentra 2.0 SL: possui até 13% de desconto na venda para pessoas jurídicas, saindo de R$ 103.900,00 por R$ 90.393,00;

  • Nissan Frontier: a nova picape da Nissan, que originalmente custa R$ 166.700,00, passa a custar R$ 148.363 para pessoas jurídicas; e

  • Nissan Kicks: esse modelo em sua versão topo de linha SL, junto de câmbio CVT, com 12% desconto para PJ passa a custar R$ 84.471,00.

Como visto, muito pouco se fala sobre esse benefício para pessoas jurídicas, embora ele traga positivos resultados financeiros para uma empresa durante a aquisição de um veículo.

Se você é uma pessoa jurídica e deseja adquirir um novo carro, não hesite em solicitar seu direito de receber um bom desconto na compra.

Felicia Lopes


Confira aqui as informações sobre o assunto e tome a sua decisão!

Se você possui um CNPJ, seja como autônomo seja como empresa, provavelmente você já cogitou a opção da compra de automóvel como pessoa jurídica. Acerca do preço, de fato, é bem vantajoso. Contudo, esse não é o único fator a ser considerado.

O primeiro passo é ver se realmente vale a pena comprar o carro em nome da empresa, considerando o uso do veículo. Outro aspecto muito importante é o automóvel realmente ter valor na atividade da empresa, pois caso contrário, a compra dele em pessoa jurídica pode configurar fraude, portanto, fique atento!

Quer saber como comprar um carro à caráter de pessoa jurídica? Continue lendo!

Como é possível comprar um automóvel enquanto pessoa jurídica?

Muito se tem dúvida sobre as regras acerca dessa compra. A verdade é que as regras não são fixas, pois variam de acordo com a concessionária, podendo haver diferença entre uma e outra. Por via de regra, é necessário apresentar o CNPJ da empresa, além de documentos comprobatórios acerca da condição dela.

É importante também que você compre de forma documentada que possui boas prerrogativas para fazer aquela aquisição em nome da empresa, ou seja, é preciso comprovar a necessidade de uso e especificar qual é a finalidade de uma aquisição desse porte.

De acordo com o que for declarado, ou seja, da modalidade de compra, a concessionária pode requerer ainda comprovação da saúde financeira da empresa, a fim de certificar o crédito concedido na compra. Isso torna a negociação muito mais confiável e segura para a concessionária.

Quais vantagens essa modalidade de compra apresenta?

Vamos começar pelo que mais se divulga acerca dessa compra: o preço. Essa é a vantagem mais propagada por um motivo: é de fato o mais atrativo! Os descontos para quem adquire carro como pessoa jurìdica partem dos 3%, podendo chegar a valores extremamente vantajosos. As condições desse desconto vão variar de acordo com o modelo escolhido, a quantidade e também a forma de negociação feita.

Ainda na questão do preço, é possível negociar quando a compra é maior. Sendo assim, você pode comprar vários carros para a empresa e isso com certeza impacta no valor, pois a regra do atacado se torna válido também para aquisições desse porte. Nesses casos, o desconto pode atingir um quinto do valor do carro, além de somar no que diz respeito à benefícios pós-venda.

Além disso, o atendimento de pessoa jurídica é diferenciado, pois se tratar de uma persona diferenciada. Preço, atendimento especial e manutenção da frota (uma vez que a compra é efetuada) podem ser alcançados. É uma boa vantagem, certo?

Quais desvantagens comprar um carro como pessoa jurídica traz?

O veículo adquirido para a empresa é considerado, caso ocorra algum problema financeiro, uma boa solução de quitação. Sendo assim, complicações judiciárias ou econômicas devem ser consideradas.

Outro ponto importante para considerar são as regras de inspeção. Veículos que são registrados em CNPJ devem atender as políticas específicas acerca da inspeção: realizá-la a partir dos 2 primeiros anos de uso. Em relação à carros de pessoa físicas, é um ano a menos de prazo.

A fiscalização também é acirrada em carros de empresa. Por isso, não adianta pensar que funciona adquirir um carro "comercial" e usá-los para fins pessoais, pois órgãos fiscalizadores podem multá-lo por tentar cometer essa fraude, invalidando o desconto dado na aquisição. Portanto, o uso do carro comprado em CNPJ também é restrito.

E aí, vale ou não a pena comprar um carro em caráter de pessoa jurídica? Comente conosco o que achou deste post!

David Ferreira


Veículos produzidos a partir de 2017 podem ter problema na caixa de fusível.

Um defeito no relê da caixa de fusível é a causa desse mega recall, pois é um defeito muito grave que pode ocasionar curto da parte elétrica do carro, fazendo com que o carro sofra superaquecimento e até incendiando com o superaquecimento de seu motor.

Com esse problema bem sério, a montadora terá que apurar quantos exemplares do carro já estão em circulação e quantos ainda estão em estoque para resolver o problema antes que futuros problemas venham surgir por conta do defeito.

Até o momento está apurado em média de 550 mil exemplares dentro dos modelos Spin, Prisma, Cobalt e Onix, que terão que passar pelo recall. Para que a empresa possa reparar seu erro e concertar o defeito de fabricação nos carros.

Resultando um prejuízo bem importante para toda montadora, mas se tratando em segurança dos clientes o dinheiro não será um problema. Com certeza uma das coisas que a empresa mais estima é a segurança de todos os seus clientes e espera que o pequeno erro seja resolvido antes que qualquer pessoa possa se ferir por conta desse lapso na produção.

No ano de 2017 tivemos uma situação muito parecida quando a empresa da Toyota convocou mais de 563 mil carros para um reparo de um defeito de fabricação. Sendo o maior recall produzido pela montadora em todo seu tempo de existência.

O tempo médio de reparo que esse recall terá é de aproximadamente 20 minutos em cada carro, ou seja, será um procedimento rápido e prático, onde os profissionais da montadora apenas irão vedar o dispositivo onde está correndo o risco de penetrar água no sistema elétrico. Pois se você é um dos que comprou um desses carros de 2017 para cá, não deixe de conferir se seu carro precisa passar pelo procedimento. Afinal a segurança de sua família deve estar em primeiro lugar sempre.

A empresa prometeu que fará uma geral em cada carro que possui nas suas concessionárias, fábricas e pátios para que nenhum carro com o defeito seja emplacado sem antes passar pelo reparo. Para que assim nenhuma família possa ser exposta a esse problema mais.

Sem dúvidas qualquer pessoa fica muito feliz com aquisição de seu carro 0 km, portanto, a segurança de sua família é sempre primeiro lugar, então se você possui um carro novo da GM, pesquise todos os detalhes do modelo e se informe para saber se ele não se enquadra nos exemplares que precisará passar pelo recall.

Bom ressaltar que se você comprou o carro em alguma concessionária não poderá leva-lo no seu mecânico de confiança, pois fazendo isso perderá toda a garantia do veículo. E também os direitos de revisão concedidos pela empresa. Somente através do site da GM, fazendo agendamento pela empresa com os profissionais credenciados esse reparo poderá ser realizado sem o veículo perder sua garantia de fábrica.

Bom também é nunca violar nenhum dos pré-requisitos da garantia do seu veículo, pois em caso de alguma falha mecânica causando qualquer tipo de acidente a responsabilidade não caia sobre você, que deixou uma pessoa não credenciada pela montadora alterar o funcionamento de seu carro.

Com isso você perderia a garantia total do veículo, e teria que responder com toda a responsabilidade das causas do acidente.

Hoje em dia o funcionamento do carro mudou muito. Antigamente qualquer mecânico sabia concertar qualquer carro. Já nos dias atuais as mecânicas variam, as peças variam de uma montadora para outra. Está muito mesclado a mecânica com a eletrônica. A tecnologia tomou conta de nossos carros, fazendo assim cada reparo se tornar minucioso e ímpar.

Ou seja, somente um profissional bem capacitado é capaz de solucionar qualquer defeito de forma eficaz.

Ricardo Ferreira Rodrigues


Novo Citroen C4 Cactus será lançado no Brasil no 2º semestre deste ano, trazendo muitas novidades, conforto e tecnologia.

A Citroën é uma marca de carros que sempre fez muito sucesso no Brasil. Afinal, seus modelos são sempre muitos bonitos, seguros e eficientes, satisfazendo todos os perfis de clientes. E para quem é fã, um super lançamento está sendo preparado para o segundo semestre deste ano de 2018. Estamos falando do Citroën C4 Cactus, um SUV que vai te surpreender.

O novo Citroën C4 Cactus está quase chegando ao mercado brasileiro, conforme já confirmou a própria fabricante francesa. Este lançamento está sendo produzido aqui mesmo no Brasil, na cidade de Porto Real que pertence ao estado do Rio de Janeiro.

O novo C4 Cactus foi desenvolvido e também planejado por uma eficiente equipe de profissionais que faz parte do Grupo PSA que possui atividades na América Latina.
De acordo com o que afirmou os diretores da marca, o modelo que será fabricado em terras brasileiras poderá se tornar exportação para mercados de países diversos, como a Argentina e também o Uruguai.

A Citroën é uma empresa multinacional que pretende, a partir deste lançamento do segundo semestre, aumentar suas vendas em até 45% em países que não pertençam à Europa, já que no continente Europeu a marca possui excelentes números de vendas. Dessa forma, o objetivo da marca é atingir esta meta até o ano de 2020.

Em relação ao lançamento deste ano, o novo Citroën C4 Cactus que é produzido no Brasil, as informações cedidas pelas marca, assim como suas fotos mostram que o modelo chegará para conquistar muitos admiradores.

O modelo oferecerá duas opções de motores, o motor de 1.6 THP tipo Turbo e o de motor 1.6 Flex Start/Aspirado.

O modelo está sendo produzido baseado na mesma plataforma que foi usada para produzir os outros modelos da marca, o C3, o Aircross e o Peugeot 208/2008, que por sua vez são carros com excelentes marcas de venda no país e no mercado internacional.

Os clientes da Citroën poderão ainda contar com câmbio em duas opções, sendo uma delas manual de cinco marchas e a outra, automática de 6 velocidades.

Além dessas características, o modelo deste ano chega com o tamanho um pouco maior, sendo 4,17 m de comprimento e 2,60 m entre-eixos.

Já as lanternas e os faróis possuem lâmpadas de LED. Mas em termos de recursos tecnológicos o carro também não deixa a desejar, sendo um de seus destaques o quadro de instrumentos que é digital e muito moderno. As rodas do possante são de liga leve de 17" e trazem um desenho que dão ao veículo um ar voltado para o esportivo. A suspensão foi sutilmente elevada e as rodas possuem saias para proteção. Assim, essas características fazem com que o modelo passe uma impressão de mais aventureiro.

Na parte interna do veículo não temos muitas informações. Na realidade a marca não divulgou tudo sobre o lançamento, mas diante de todas as características vistas até agora, o interior não vai ficar por menos em questão de qualidade, contando com certeza com cluster digital que nada mais é que um sistema multimídia muito moderno, o que irá proporcionar muito mais conforto aos ocupantes. Sem falar que o espaço interno também deve ser maior.

Mais informações estão sendo guardadas para que o público se surpreenda em seu lançamento.

Uma questão que muita gente se interessa é relacionada aos valores dos lançamentos. Embora ainda não se possa afirmar com certeza, a estimativa inicial é de que o seu valor saia de R$ 75 mil chegando a R$ 100 mil.

Enfim, o Novo Citroën C4 Cactus com fabricação no Brasil deve impressionar muita gente. O que resta agora é esperar o seu lançamento oficial no mercado e assim poder conferir todas as novidades.

Por Sirlene Montes

Citroen C4 Cactus 2019

Citroen C4 Cactus 2019


Novo modelo virá com novidades no visual e em seu desenvolvimento.

Como todos os outros carros que chegam ao mercado atualmente, o Voyage 2019 virá com novidades tanto em aparência quanto em desenvolvimento, ou seja, uma modernizada geral, isso devido à demanda dessas modernizações "obrigatórias" serem cada vez mais altas e o comércio estar cada vez mais exigente, também na parte de segurança.

Como seus outros modelos a Volkswagen não costuma de maneira geral diferenciá-los muito, claro que todas têm sua identidade própria, mas seguindo um mesmo padrão. Apesar do padrão ser seguido, alguns se diferenciam muito nas questões de desenvolvimento.

O sedan Volkswagen Voyage é um dos mais conhecidos da montadora alemã, isso devido à sua presença no mercado nacional desde 1981, podendo ver que mesmo com todo este tempo, suas vendas não reduziram e o certificado de qualidade continua bem alto, conhecido também por seguir a plataforma de montagem igual ao Gol também pertencente a marca Volkswagen.

Características, renovação do visual e lançamento

Como já dito, a montadora traz algumas linhas bem parecidas em seus modelos, o Voyage, por exemplo, tem ligações de inspiração com alguns carros como o Polo e o novo Jetta, seguindo também o Voyage Virtus. Mas isso não só em questões de visual exterior, a parte interior também lembra muito os outros modelos, isso é bem visto por seus compradores, não só desta versão, mas das anteriores também.

Além da igualdade, o interior do carro recebeu algumas mudanças que irá otimizar o conforto e um renovação de acessórios para a facilidade de interagir com tecnologia. O motor terá igualmente uma otimização para que se tenha um maior desenvolvimento tanto na cidade quanto na estrada.

Antes do modelo que temos hoje, havia alguns mais quadrados, porém com o tempo e suas reestilizações, hoje já podemos encontrá-lo na versão um pouco mais arredondada, que traz mesmo a ideia de modernidade, já que todos os modelos atuais seguem esse padrão já há algum tempo. Além da aparência, isso também ajuda muito na aerodinâmica do carro.

Ele já teve grandes momentos no Brasil, já chegando a receber o prêmio de "O carro do ano" devido a toda sua repercussão em território nacional.

Algumas coisas que parecem básicas, mas que chamam bastante a atenção do condutor e seus passageiros, é o novo kit de multimídia aplicado, isso ainda fica melhor quando sabe-se que pelo volante você poderá interagir com esta multimídia.

A empresa acredita que irá atrair muitos novos clientes, isso devido à surpresa dos compradores ao verem as fotos divulgadas pela própria Volkswagen, onde pode ser observada a harmonia das linhas do carro e um exemplo de novidade, sua frente, que agora traz uma grade a mais nos faróis, tudo isso contribuindo para cada vez mais vendas e inovação.

Lançamento: Ainda não se sabe ao certo onde será feita a apresentação do veículo, porém acredita-se que seja feita no Salão do Automóvel que está localizado em São Paulo, e a data estima-se que seja no final de 2018 já que o modelo é 2019.

Versões e preços

As versões abaixo são oferecidas no mercado brasileiro e todas são versão Flex (aceita os dois tipos de combustíveis):

  • 1.0 MPI City
  • 1.0 MPI Trendline
  • 1.0 MPI Comfortline
  • 1.6 MSI Trendline
  • 1.6 MSI Comfortline
  • 1.6 MSI Highline
  • 1.6 MSI Comfortline I-Motion
  • 1.6 MSI Highline I-Motion

As versões possuem uma variação de preço devido a alguns carros serem mais completos que outros, então são encontrados na versão mais barata carros pelo valor de R$ 42.628,00 já na versão mais completa R$ 60.310,00.

Ficha técnica

  • Motor – Pode ser encontrado em 1.0 e 1.6
  • Potência em cavalos – O motor 1.0 consegue 75cv usando gasolina e com etanol 82cv / No motor 1.6 são respectivamente 101 e 104cv de potência.
  • 0 a 100 km – No motor 1.0 não foi divulgado / O motor 1.6 fez um 0 a 100 de 9.9s
  • Velocidade máxima: Assim como o 0 a 100 o do motor 1.0 não foi divulgado / O motor 1.6 atingiu 192km/h
  • Tanque de combustível: 55 litros
  • Porta-malas: 480 litros
  • Lugares: 5

Por Gustavo Martins

Volks Voyage 2019





CONTINUE NAVEGANDO: