Divisão esportiva da Mercedes-Benz volta a investir na nova tecnologia de condução autônoma

A AMG é a Divisão Esportiva da Mercedes-Benz e fez um comunicado que já era esperado, informando que a marca passa a adotar a tecnologia de condução autônoma para seus veículos.

Várias outras marcas não só fizeram este comunicado, como também já apresentaram resultados avançados com esta tecnologia e mais, anunciaram para os próximos anos, os primeiros modelos chegando ao mercado.

Atrasada, a divisão esportiva da Mercedes-Benz tenta recuperar o tempo perdido, dedicando-se ao máximo a este projeto.

Apesar do comunicado ter sido feito só agora, desde o início do ano que a Mercedes-AMG vem sinalizando que irá atuar também com esta tecnologia, pois logo que começou 2015, a Mercedes mostrou ao mundo o conceito "F 015 Luxury", um carro que é movido a hidrogênio, conta com 626 cv de potência e já tem condução autônoma!

Tobias Moers, presidente da AMG, informou que esta tecnologia não pretende substituir os modelos de carro que têm alto desempenho, muito pelo contrário, é uma tecnologia que chega para coexistir pacificamente.
Ainda de acordo com o presidente da AMG, um motorista que está a caminho do trabalho, poderá consultar suas ligações, acessar seu computador e tudo isso sem problemas ou riscos, ainda que esteja dirigindo um AMG. Tobias brincou dizendo que muitas vezes a condução do veículo não é a prioridade para o motorista que, neste caso, poderá priorizar uma ligação, o acesso à internet ou uma leitura.
Talvez o grande erro da Mercedes-Benz, foi não ter acreditado que esta tecnologia seria um sucesso em um curto espaço de tempo. Em 2013 a empresa já anunciava um projeto neste sentido e anunciava que em 2020 teria um carro capaz de se mover autonomamente nas vias públicas. Na época, a empresa teve um grande problema nas leis, que não permitiam estes veículos circulando pelas cidades ou estradas, mas anunciava o Classe S como o futuro carro autônomo.

Em Toronto, no Canadá, Oliver Löcher, executivo da Mercedes, fazia um discurso empolgante, mas indicando um futuro bem distante para os veículos com esta tecnologia. Hoje, vendo a concorrência lançar seus modelos, a Mercedes-Benz volta a investir pesado no projeto, esperando ter em breve, resultados avançados, assim como o de outras empresas.

Por Russel

Mercedes-AMG

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: