Confira aqui as principais novidades presentes no novo Toyota RAV4 2017.

A Toyota anunciou nos últimos dias o lançamento da mais nova versão de um dos seus modelos mais sofisticados: a RAV4 2017. Mantendo sempre o bom gosto e a sofisticação dos seus modelos esportivos médios, a nova versão traz novidades principalmente no seu visual externo.

A principal mudança é logo vista na dianteira do veículo. Ela ganhou uma nova frente e uma nova grade frontal. Além disto, novos detalhes na lateral foram adicionados, bem como um novo desenho mais atualizado de suas rodas em aro 17.

Alguns críticos afirmam que o seu aspecto externo não mudou muito, a não ser pelos novos apliques fixados na tampa de seu amplo porta-malas.

Entretanto, os especialistas afirmam que apesar de não mudar a sua ‘estética’ externa, eles se rendem ao novo desenho dos seus faróis e lanternas, que passam a ter sistema de iluminação do tipo LED. Além disto, os faróis de neblina receberam um detalhe cromado em suas molduras.

Os detalhes internos da nova versão passam pelo teto solar elétrico, trazido da versão 4×4, incorporação de sensores de estacionamento dianteiros (além dos traseiros), sete potentes airbags e controle tanto de estabilidade quanto de tração.

Para quem se atenta aos detalhes, a nova RAV4 traz acabamento em couro do tipo sintético, uso de sensor de chave para abertura de portas, acionamento do motor por botão, central multimídia com GPS, computador de bordo em tela colorida do tipo TFT e câmera de ré.

Para o conforto dos passageiros, a novo modelo traz ar condicionado digital com controles independentes de ajuste, alarme de farol ligado e da chave esquecida na ignição e função de velocidade de cruzeiro.

Externamente ainda, o novo modelo ficou maior. Está 3,5 cm maior e 1,5 cm mais alta. Entretanto, a largura não foi alterada e nem a sua distância entre os seus eixos (1,84m e 2,66m, respectivamente).

Apesar das novidades e poucas mudanças externas, o novo modelo deve chegar às lojas de todo o país com um preço maior. A sua última versão, a 2016, está no mercado brasileiro sendo vendida a R$ 148.000,00. A sua atualização em 2017 não deverá custar menos que R$ 158.000,00.

Emmanoel Gomes


O Chevrolet Ônix foi o modelo mais vendido em fevereiro de 2017.

Desde o início de 2017, o curto mês de fevereiro teve seu encerramento acompanhado de uma queda no mercado automobilístico de veículos novos em relação ao mês anterior. Essa redução nas vendas também foi sentida no mesmo período do ano passado, em comparação a fevereiro de 2016, as vendas caíram em quase 7%, segundo a Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores).

Aumento nas vendas em 2017:

A projeção é que os números sejam maiores nos próximos meses e que ultrapassem os mais de 130.000 veículos vendidos em fevereiro. Espera-se para 2017 um avanço no comércio de automóveis, em torno de 2% a taxa de crescimento deste setor deve subir. Neste dia 08 de março de 2017, a Fenabrave liberou a lista dos 50 carros mais vendidos no mês de fevereiro 2017.

Os cinco modelos mais vendidos em fevereiro:

Dos modelos mais vendidos em fevereiro, o destaque é o Ônix da Chevrolet, que tem recebido bastante atenção dos consumidores desde o ano passado e continua sendo o mais comercializado atualmente com quase 12.000 vendidos em fevereiro. O HB20 da Hyundai ficou em segundo lugar, com queda de 16,93% em relação a 2016, com apenas 6.521 vendas. O terceiro lugar é do Ford Ka, que ultrapassou vários modelos populares favoritos do público, como o Gol da
Volkswagen
que ficou em 4º neste último mês.

O Ford Ka vendeu 1.201 veículos deste modelo a mais do que Volkswagen Gol, porém, a porcentagem de crescimento das vendas do Gol foram bem superiores. A variação foi de 18,02% em relação ao ano anterior, o equivalente a 697 carros a mais do que em 2016. Para o Ford Ka, o aumento foi de apenas 3,89%, que são mais 216 veículos na contagem total do modelo.

Diversidade de montadoras no Top 10:

Nas posições consecutivas, também estão montadoras não tão populares no Brasil, como a Renault, Honda e Toyota. O Sandero da Renault 4.181 veículos neste mês de fevereiro, seguido pelo HR-V da Honda, que vendeu 3.594 carros. O Corolla da Toyota chegou próximo a este valor e teve 3.469 automóveis vendidos, redução de 30,58% em relação a 2016.

A Fiat só apareceu a partir do 10º lugar da lista, com o modelo Palio e na sequência em 11º colocação o Fiat Mobi que vendeu 3.049 veículos neste mês que se encerrou. O crescimento nas vendas de modelos mais modernos e arrojados é visível, o que proporcionou melhores colocações para montadoras mais recentes no país. Os próximos meses devem esclarecer se a preferência do público continuará neste segmento ou se haverão mudanças no padrão de vendas de automóveis no Brasil.

Por Fabiana da Rosa

Chevrolet Onix 2017

Hyundai HB20 2017

Ford Ka 2017

Fotos: Divulgação


Confira aqui como calcular o valor do IPVA 2017 em São Paulo.

Já foram divulgados os novos valores do IPVA 2017 de São Paulo, pela Secretaria da Fazenda. Os dados já foram colocados à disposição dos interessados no Diário Oficial do Estado. De acordo com as informações divulgadas pela própria Secretaria, o tributo deverá apresentar uma redução de cerca de 4,8%. Os contribuintes já poderão efetuar os pagamentos a partir do dia 09 de janeiro de 2017. Veja os principais detalhes.

Você já pode conferir os valores venais para os veículos, que serve como base para que se faça o cálculo do Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores de 2017, no link que disponibilizamos ao final do artigo. Esses preços servem como referência para se chegar ao valor de quanto cada contribuinte deverá pagar como imposto respeitando a categoria em que o veículo se encaixa.

No estado de São Paulo, o mais valor do IPVA chega a R$ 126.105,16. É de uma Lamborghine Aventador Roadster de 2015. O carro é avaliado em R$3.227,629. Na outra ponta, vamos encontrar o menor valor na cifra de R$9,50. Este é de uma moto Hero Puch 65 de 1997. O veículo vale R$ 475.

Como fazer o cálculo do IPVA 2017 SP

O primeiro passo para se efetuar o cálculo é localizar na tabela o modelo e o ano do veículo para saber qual é o valor venal do mesmo. Depois para se fazer o cálculo do imposto deve-se aplicar a alíquota em cima do valor venal como demonstramos abaixo:

Se o valor venal do veículo for de R$ 20.050 e a alíquota de 4%, temos o seguinte cálculo: 20.050 x 0,04 = R$ 802. O resultado (R$802) é o valor que será cobrado como o tributo no IPVA.

Vale destacar que as alíquotas aplicadas ao imposto continuam inalteradas. Aqueles veículos que forem movidos a gasolina, assim como os movidos a biocombustíveis, irão recolher 4% sobre o valor venal. Por outro lado, aqueles veículos que fazem o uso exclusivo do álcool, do gás ou da eletricidade, mesmo que sejam combinados entre si, apresentam uma alíquota de 3%. Já as picapes cabine dupla vão pagar 4%.

Os veículos utilitários, aqueles de cabine simples, os micro-ônibus, ônibus, quadriciclos, motonetas e motocicletas (e veículos similares) irão recolher 2% sobre o valor venal. Já os caminhões irão pagar 1,5%.

De acordo com levantamento realizado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), que levou em consideração os valores de mercado para os veículos, em setembro de 2016 houve uma maior queda em relação aos preços de venda para os caminhões usados. O recuo identificado foi de 7,9%.

Os utilitários também tiveram uma redução sendo na faixa de 5,4%. Na sequência temos os automóveis, ônibus e os micro-ônibus com 5,3%. As motocicletas terminaram por fechar em 2,9% abaixo do valor que foi apurado no ano imediatamente anterior.

Veja a tabela de preços venais clicando aqui.

Por Denisson Soares





CONTINUE NAVEGANDO: