Novo sedan da montadora irá concorrer com os modelos BMW Série 5, Audi A6, Jaguar XF e Mercedes-Benz Classe E.

A montadora sueca Volvo apresentou o novo sedan da marca, o S90 no Salão da cidade de Detroit. O modelo vem em sua totalidade com equipamentos mais modernos que a marca já produziu e acabou confirmando que o mesmo será importado no começo do ano de 2017, no Brasil. No entanto, a empresa não mencionou nenhuma das versões que serão oferecidas no mercado automobilístico brasileiro.

Os principais concorrentes do novo Volvo S90 irão ser o BMW Série 5, o Audi A6 e o Jaguar XF, além do Mercedes-Benz Classe E, o qual também teve seu lançamento em Detroit e está confirmado para chegar em terras brasileiras ainda neste ano. Não se sabe ainda se o carro estará em exposição no salão de São Paulo e qual será seu custo aqui no Brasil.

Na apresentação americana o veículo foi exibido em apenas duas versões, onde uma delas é a T8, com uma potência que pode chegar a até 410 cavalos e motor híbrido plug-in.

A outra variante é a T6, com um motor de 2 mil cilindradas turbo e quatro cilindros, que alcança 320 cv de potência e também é usado no novo Volvo XC90.

O S90 conta com diversas novas tecnologias utilizadas pela montadora, entre elas a opção híbrida.

O carro pode chegar a uma velocidade de até 130 km/h sem qualquer operação do motorista, nem mesmo um veículo a sua frente para que seja seguido.

Outra nova função é a detecção de animais grandes a sua frente, onde o carro freia sozinho, em caso de uma possível colisão, seja noite ou dia.

Com um desenho que vai no mesmo rumo do apresentado pelo Volvo XC90 no fim do ano de 2014, o sedan vem com faróis no formato da letra “T” invertida e também uma grade com 23 barras.

Na parte de trás, o veículo traz uma proposta bem ousada, aliando o desenho das lanternas com o da tampa do porta-malas.

Por Nádia Neves 

Volvo S90 2016

Volvo S90 2016

Fotos: Divulgação


Houve um enfraquecimento do mercado automobilístico chinês entre outubro e novembro no Brasil.

O mercado automobilístico tem sido muito influenciado por marcas estrangeiras, e por esse motivo, há uma certa concorrência, inclusive em países da América Latina. No Brasil, por exemplo, houve um enfraquecimento do mercado automobilístico chinês entre outubro e novembro, com quedas nas vendas e consequentemente nas produções. De acordo com uma associação responsável pelo setor, a queda da demanda aconteceu devido às mudanças climáticas, e pela espera de promoções dos consumidores por causa do final de ano.

Lang Xuehong, vice-secretária geral da Associação de Concessionárias de Automóveis da China, disse ter sido feita uma pesquisa mensal com diversas concessionárias automobilísticas que vendem marcas chinesas de veículos, e o resultado foi que os estoques aumentaram nos últimos meses deste ano devido à demanda estar mais escassa.

Com o final deste ano de 2015, as concessionárias esperam que esta demanda melhore a partir do mês de dezembro. O mercado de automóveis chinês é considerado um dos maiores do mundo, e a maioria das marcas foram criadas para a melhoria da economia do país. Porém, recentemente tem desacelerado nas vendas, principalmente no Brasil, mesmo o Governo tendo cortado impostos sobre veículos motorizados, com motores de até 1,6 litros em outubro. Houve uma melhoria, mas não muito significativa, durante este reajuste.

Os pesquisadores do setor pretendem se esforçar para definir qual foi o impacto maior responsável pela queda, e para esperar fontes oficiais que forneçam dados das vendas do mês de novembro pela Caam (Associação Chinesa de Fabricantes de Automóveis) até a próxima semana.

As vendas automobilísticas cresceram 1,5% no geral de janeiro a outubro em comparação ao ano anterior. Xiao Zhengsan, secretário geral que faz parte da Associação de Concessionárias disse em uma entrevista que espera que o mercado de veículos possa expandir com rapidez em 2016, e com taxas maiores do que em 2015, estando de acordo com as especulações dos analistas de que as vendas vão aumentar 5% no próximo ano.

Por Daniela Almeida da Silva

Carros chineses

Foto: Divulgação


Picape voltará a ser vendida no Brasil e terá o preço de R$ 249.900.

A RAM é um segmento de picapes pertencente ao grupo Fiat Chrysler, a qual havia, há um tempo, suspendido a importação no Brasil devido ao alto valor do dólar e também pelo aumento do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), porém, sua versão única, Laramie, foi exposta no dia 6 de setembro de 2015 na famosa feira agropecuária Expointer, no estado do Rio Grande do Sul e provavelmente voltará a ser vendida por aqui, sendo importada do México, ainda antes do fim deste ano, pelo preço de R$ 249.900.

A nova RAM 2500 ainda tem seu estilo robusto e agressivo. Ela conta com motor V6 a diesel, com 330 cv de potência, 104 kgfm de torque, tração 4X4 com acionamento eletrônico, transmissão automática de 6 marchas com “Eletronic Range Select” e, por fim, programa eletrônico de estabilidade.

Externamente, a RAM 2500 Laramie Limited 2016 conta com um grande design. Adotou lanternas e faróis de LEDs, jogo de rodas em alumínio e aro de 18 polegadas. Contando também com maçanetas, retrovisores com rebatimento elétrico  para-choques dianteiros e traseiros cromados.

A segurança é outro ponto de destaque desse grandalhão que vem com seis airbags, com oito pontos de proteção. Além também de trazer frenagem inteligente e segura em dias chuvosos e acionamento de freios em uma possível desaceleração brusca.

O modelo vem de série com bancos de couro com regulagens elétricas para o condutor, ar condicionado digital de duas zonas, airbags laterais e de cortina, volante aquecido, juntamente com comandos de som e também central multimídia com tela touchscreen de 8,4 polegadas, navegação GPS.

Em tamanho, o veículo é um dos maiores vendidos no Brasil atualmente, possuindo mais de 6 metros de comprimento e entre eixos de 3,80m. A capacidade de reboque é de 7.750 kg e a de carga é de 1.030 kg.

Por Filipe da Silva

RAM 2500 Laramie Limited 2016

RAM 2500 Laramie Limited 2016

Fotos: Divulgação


Modelo terá preços entre R$ 109.950 e R$ 119.950 e será produzido na fábrica da montadora em Araguari (SC).

A BMW começará a produzir o modelo Série 1 reestilizado no Brasil. A atualização foi apresentada pela montadora no mês de maio deste ano. O modelo será produzido pela Fábrica de Araquari, em Santa Catarina, que foi inaugurada no ano passado.

A atualização começa a ser produzida em solo brasileiro pouco tempo após o lançamento mundial. A produção da atualização da Série terá início ainda neste mês, assim como divulgado pela empresa BMW no dia 22. A versão anterior já é fabricada pela mesma Fábrica de Araguari (SC). Inicialmente as montagens locais serão para as versões 120i Sport e 120i Sport GP. Ambos os modelos possuem motor bicombustível ActiveFlex. A previsão é que os modelos cheguem ao mercado respectivamente pelos seguintes valores: R$ 109.950 e R$ 119.950.

Outra versão para o modelo, o 125i M Sport, com características mais esportivas, será vendida no país apenas no próximo ano (2016).

A Fábrica da BMW em Araquari iniciou montagens de carrocerias (soldagem) e pintura. Com isso, além do Série 1, também serão produzidos os modelos Série 3, BMWX3 e X1 (utilitários esportivos), além do Mini Countryman.

Além das novidades citadas, o novo X1 também pode ser inaugurado no Brasil. O modelo foi apresentado no mês de junho na Europa. O modelo já tem sido testado nas ruas de São Paulo. Para o ano que vem (2016), mais especificamente no primeiro trimestre, será a vez do modelo sedan executivo Série 7 a ser lançado no Brasil. Ele representa bem o que a BMW tem desenvolvido de mais moderno.

Outro destaque será o M2, uma versão do pequeno cupê da marca com estilização esportiva, uma derivação do Série 1. A apresentação deve ocorrer neste mês de outubro.

Ficamos na expectativa de consolidação dos novos modelos, mesmo neste momento de recessão econômica.

A atualização do BMW Série 1 atenderá, principalmente, os amantes do design esportivo. Neste sentido o Série 1 ganhou traços mais rebuscados e esportivos.

Por André César

BMW Série 1

BMW Série 1

Fotos: Divulgação


Novos modelos chegarão ao Brasil sendo importados do México e com preços entre R$ 244.900 e R$ 183.900.

A Kia está no aguardo dos modelos Made in México, que prometem trazer novamente a competitividade à marca para o próximo ano. Enquanto isso, a marca está atualizando dois de seus modelos de luxo que são bem conhecidos pelo público no Brasil: a van Grand Carnival e o jipão Sorento, que pertencem a terceira geração da marca, e possuem ambos um motor V6 de 3.3 litros. Os dois modelos estão disponíveis em acabamento de versão única e têm preços entre R$ 244.900 e R$ 183.900 cada.

O Sorento, o novo SUV da marca, chega ao mercado com uma estratégia diferente do modelo anterior. Sua fabricação é limitada pela cota de importação e tem preço influenciado pela alta do IPI. Por esses motivos, o modelo passou a ser importado somente com a opção de motor V6, deixando de lado a versão 4 cilindros, que era mais acessível. Sua próxima meta é concorrer com os modelos Discovery Sport, Land Rover Discovery Sport, Hyundai Santa Fe e também com o Volvo XC60 pelos clientes que possuem maior poder financeiro, o que será uma missão mais complicada para a marca.

Externamente as inovações estão presentes nos traços coreanos, que deixam o novo Sorento com uma aparência que lembra um Audi, principalmente por conta das lanternas traseiras que são horizontais e retilíneas. A parte da frente do modelo traz um design conhecido como “nariz de tigre”, característica da Kia. O teto é um pouco mais baixo, o que reforça seu estilo esportivo. As distâncias entre eixos e o comprimento do modelo também estão maiores, o que faz com que o modelo tenha um espaço interno mais valorizado.

E por falar em espaço interno, os detalhes do painel ficaram mais bonitos e os materiais são de melhor qualidade. Um teto solar gigante cobre quase toda a capota, trazendo boa iluminação ao interior do carro e o quadro de instrumentos possui um velocímetro em formato digital, o que traz charme ao modelo. O painel também é sensível ao toque. Os bancos do modelo são revestidos em couro e possuem opção de cor preta ou bege, que acompanha a cor da carroceria.

O motor do modelo tem 270 cv de potência e 32,4 kgfm de torque, sempre com um câmbio automático de seis marchas.

Já a Grand Carnival inova com um conjunto mais suave, mesmo possuindo rodas aro 18”. O motor e o câmbio do modelo acompanham os do SUV, mas com uma resposta um pouco mais lenta, pois a pegada do modelo não é esportiva.

A cabine interna da Grand Carnival é bem mais requintada do que a do Sorento e possui laterais de portas e um painel de instrumentos mais sofisticados. Há uma tela central, que divide o velocímetro do conta-giros.

Mas o ponto forte do design da Carnival está em sua capacidade de passageiros: são três assentos individuais na fileira de bancos do meio e um inteiro na terceira fileira. O que dá um espaço interno para sete ocupantes e um espaço ainda razoável para que os ocupantes levem suas bagagens. Fato que não acontece no Sorento: quando este leva sete passageiros, o espaço para as malas fica levemente reduzido.

Na parte externa do modelo o destaque fica para a capota, que possui dois tetos solares que se abrem e as portas traseiras com abertura elétrica, assim como o porta-malas, que também pode ser acionado eletricamente.

Os dois modelos ganharam um alerta de ponto cego, que acende uma luz no retrovisor e apita para ajudar o motorista a ter o controle do tráfego e não ter o risco de fechar o motorista de trás.

Por Rodrigo Silva

Kia Grand Carnival

Kia Grand Carnival

Kia Sorento

Kia Sorento

Fotos: Divulgação


Modelo foi lançado no Brasil nas versões Seduction e Internsive, com preços que partem de R$ 110.900.

O novo carro lançado pela Citroën, o C4 Picasso, já está disponível no País. A nova geração do carro foi apresentada para o público no Salão do Automóvel de São Paulo, no ano passado. Há duas versões para a categoria: a Seduction, que pode ser encontrada no valor de R$ 110.900,00 e a Internsive, que tem o preço de R$ 117.900,00.

Uma das principais diferenças na nova categoria do C4 é o peso que está, aproximadamente, 140 kg mais leve. Além disso, o automóvel proporciona conforto para os usuários devido ao amplo espaço interno na categoria e também conta com duas telas, sendo uma sensível ao toque e a outra panorâmica tendo 12” em alta definição.

Outro detalhe da nova linha do C4 é sistema denominado Park Assist, que acompanha monitor externo de 360º e também tem regulador de velocidade ativo, que tem a capacidade de manter a distância programada do veículo a frente, o que proporciona mais segurança para o motorista.

Além disso, o motor que faz parte do novo C4 Picasso é o de 1.6 THP a gasolina de 165 cv e pode alcançar até 24,5 Kgfm de torque associado. Também conta com câmbio automático de 6 marchas. Entre outros detalhes, destacam-se itens de conforto como, por exemplo, a presença do ar digital dual zone e a central de multimídia que é equipada com tela de 7”, além volante multifuncional, que tem a sua composição revestida por couro.

O carro da nova categoria também tem sensor de estacionamento traseiro, assistente de partida em rampa, controle de estabilidade, alerta de pressão dos pneus, faróis de neblina, entre outros acessórios. Um dos diferenciais que tem a versão top de linha é a tela de 12” que acompanha GPS e também a câmera auxiliar traseira, lanternas de LED’s, além do acesso sem chave, alarme, entre outros.

O que achou do novo C4 que já pode ser encontrado no Brasil? Deixe a sua opinião. 

Por Babi

Citroen C4 Picasso

Citroen C4 Picasso

Fotos: Divulgação


Modelo trará novo design reforçando sua esportividade. Ele terá sua produção nacional iniciada na cidade de Araquari, em Santa Catarina.

Na virada de 2015 para o ano de 2016, o veículo líder de vendas no segmento premium, o famosa BMW Série 3, terá o seu visual modificado. Só neste ano de 2015, o veículo já conta com o total de 3.743 unidades comercializadas. Após ter sido realizada a apresentação do facelift pela divisão europeia em comemoração aos 40 anos da família, o BMW Série 3 contará com uma configuração produzida nacionalmente na unidade da cidade de Araquari (SC), possivelmente esta produção terá o seu início no último trimestre deste ano de 2015,

A BMW brasileira vem se esforçando sobremaneira, a fim de acelerar a chegada deste novo modelo reestilizado e também para não perder o embalo das vendas deste sedã que, atualmente, é o responsável por um total de 44% de todo o volume de vendas da empresa no país.

Devido a isso, o Série 3 totalmente renovado irá passar na frente de outra novidade que também será lançada em breve que será o Série 1,  veículo este que ganhou um novo design no Salão de Genebra, sendo que a previsão de lançamento deste nacional ficará somente para o primeiro trimestre do ano de 2016.

As alterações trazidas pelo Série 3 acabaram reforçando ainda mais o design do veículo na sua largura e também na sua esportividade, embora o chassis utilizado seja exatamente o mesmo dos modelos atuais.

Na parte frontal, a maior novidade trazida por este veículo é na entrada de ar dianteira, já os bonitos faróis full-LED são disponibilizados aos clientes como um dos opcionais. Já na parte interna, o destaque ficou por conta do novo sistema de navegação que possui gráficos em 3D e que possui atualização feita gratuitamente durante 3 anos, ainda há no belíssimo painel deste carro detalhes cromados não só nos botões como também nas saídas de ar.  

Por Adriano Oliveira

BMW Série 3 reestilizado

BMW Série 3 reestilizado

Fotos: Divulgação


Nova versão deverá chegar em breve ao Brasil. A montadora também anunciou que iniciará a produção nacional do novo X1 na sua planta de Araquari, em Santa Catarina.

Famosa por seus veículos de luxo e com certa potência acima de carros populares, a BMW agora traz uma novidade que irá agradar aos fãs brasileiros da marca: a nova versão do X1 deve chegar em breve ao País.

A informação foi divulgada durante o Salão do Automóvel de Frankfurt, na Alemanha. De acordo com a montadora europeia, o modelo deve também ser adaptado para a realidade brasileira, com motor flex. Inicialmente, o novo X1 deve chegar ao Brasil apenas por importação, dessa maneira talvez ainda não venha como flex. As especulações dão conta de que seu desembarque deve acontecer até o fim deste ano.

Mas o melhor de tudo é que, durante o mesmo evento, a BMW também afirmou que iniciará uma produção nacional do novo X1, em sua planta na cidade de Araquari, em Santa Catarina. A fábrica já produz o modelo atual do X1, e agora deve ocorrer a primeira troca de modelos nessa unidade. De acordo com especulações, o mesmo deve acontecer com o Serie 1.

Agora remodelado, o SUV irá brigar diretamente com o Mercedes-Benz GLA, o Audi Q3 e o VW Tiguan. A novidade é que o novo modelo ficou menor, cerca de 15 mm de comprimento, mas está mais alto e com maior espaço na parte interna.

E para os modelos que não possuem tração nas quatro rodas, o novo X1 ganhará uma tração dianteira, em substituição a tração traseira do modelo anterior (atual).

A parte mecânica ainda não foi confirmada para o modelo do Brasil, mas o certo é que terá um bloco de 2.0 litros. Também há uma especulação de que uma versão com motor 1.5 deve chegar ao país.

Durante o Salão de Frankfurt, a BMW também anunciou seu novo Série 7, modelo top de linha da versão sedan. Outro fato curioso foi o CEO da marca, que teve um leve desmaio durante a apresentação de seus novos veículos.

Por Felipe Villares

Nova BMW X1

Nova BMW X1

Fotos: Divulgação


Novo modelo traz mudanças no design e no propulsor, além de ganhar 2 novas versões.

A grande e renomada empresa fabricante de veículos automotores Hyundai fez o lançamento no Brasil do novo veículo ix35 2016. Essa nova versão do veículo chega ao mercado com mudanças feitas não só no visual.

O novo ix35 ganhou outra identidade de estilo, sendo que foram necessárias algumas mudanças no seu propulsor, a fim de que este carro fosse adequado às novas exigências de emissão de poluentes, além disso, o veículo acabou ganhando duas novas versões.

No visual as mudanças mais significativas, na parte frontal do veículo, ficaram por conta dos novos faróis que ganharam canhões mais vistosos e da inserção de um novo para-choque que serve de suporte para a nova grade hexagonal. Outra novidade são os faróis auxiliares que vieram com um novo formato. Já na parte de trás deste veículo a única novidade é a modificação que foi feita nas lanternas.

Do lado externo, este veículo conta com lindas rodas de liga-leve, as quais têm as suas faces diamantadas e acabamento interno confeccionado na cor grafite.

A fim de sair um pouco das cores consideradas tradicionais, tais como, o preto, o branco e a prata, a Hyundai irá disponibilizar este carro também em uma exclusiva e chamativa versão na cor laranja metálica, contudo nesta cor o veículo terá somente 300 unidades fabricadas.

Como já foi mencionado acima, o propulsor deste veículo sofreu alterações, a fim de que fossem atendidas as novas regras de emissões e para conseguir se adequar às exigências a fabricante teve que realizar uma redução da potência do carro, sendo que com esta redução as configurações do motor ficaram as seguintes: 157 cavalos de potência quando movido à gasolina e 168 cavalos potência quando movido a etanol, enquanto no modelo anterior este motor tinha uma potência máxima de 178 cavalos, o torque dessa nova configuração é de 19,2 kgfm com abastecimento feito com gasolina e 20,6bkgfm quando abastecido com etanol. Todo este conjunto mecânico deste carro trabalha juntamente com uma suspensão automática de seis velocidades, sendo que esta é a única disponível no mercado para o ix35.

Veja a seguir a tabela com as versões e os valores das versões deste carrão:

– Versão de Entrada: R$ 99.990;

– Versão Intermediária: R$ 109.990;

– Versão Top: R$ 122.900.

Por Adriano Oliveira

Hyundai ix35 2016

Hyundai ix35 2016

Fotos: Divulgação


Novo modelo conta com motor 1.8 Flex e poderá ser vendido pelo preço sugerido de R$ 68.900.

A renomada fabricante de veículos automotores, a Jeep, fez o anúncio oficial, nesta terça-feira, a respeito do lançamento no mercado brasileiro de uma nova versão de entrada para o Renegade.

Esta nova versão deste veículo chega ao mercado com uma configuração um pouco aquém da versão Sport no portfólio da marca, a qual foi batizada com o nome de 1.8 Flex e será comercializada com o preço sugerido de R$ 68.900.

Tal como o próprio nome já expressa, este novo modelo de entrada traz consigo um propulsor flex que trabalha juntamente com um câmbio de cinco marchas manual e tração 4X2. Os opcionais que serão oferecidos nesta versão serão os seguintes: direção elétrica, ar condicionado, freio de estacionamento eletrônico, retrovisores e travas elétricas, auxílio para partida em rampa, controle de estabilidade eletrônico e rodas de ferro.

Contudo, não dá para negar que este Renegade “sem sobrenome” veio ao mercado mantendo o nível de acessórios da Jeep que já é conhecido de muitos consumidores aqui do País, uma vez que a lista de acessórios dele contempla rádio com sistema Bluetooth/USB com a presença de entrada auxiliar e suspensão independente nas quatro rodas.

A distinção entre esta nova versão e a versão Sport é que esta nova não é dotada de faróis de neblina, sensores de estacionamento, rodas confeccionadas em liga leve e comandos de som e alarme inseridos no volante.

Então, se você gosta dos veículos da marca ou está pretendendo adquirir um, veja abaixo os preços sugeridos para todos os veículos da gama:

– 1.8 Flex Manual: R$ 68.900;

– Sport 1.8 Flex Manual: R$ 71.900;

– Sport 1.8 Flex Automático (6 marchas): R$ 76.900;

– Longitude 1.8 Flex Automático (6 marchas): R$ 82.900;

– Sport 2.0 Diesel 4X4 Automático (9 marchas): R$ 99.900;

– Longitude 2.0 Diesel 4X4 Automático (9 marchas): R$ 109.900;

– Trailhawk 2.0 Diesel Automático (9 marchas): R$ 119.900.

Agora só nos resta saber se essa nova versão do Renegade, devido ao seu valor mais baixo, irá conseguir manter o sucesso obtido pelas outras versões que tiveram o êxito de conseguir a façanha de ter sido o segundo lugar de vendas entre os SUVs compactos comercializados no País. 

Por Adriano Oliveira

Jeep Renegade no Brasil

Jeep Renegade no Brasil

Fotos: Divulgação


Novo modelo é a versão aventureira do hatch V40. Está à venda no mercado brasileiro por R$ 145.990.

A Volvo anunciou oficialmente a chegada do V40 Cross Country ao mercado brasileiro. Caso não saiba, trata-se da versão aventureira do hatch V40. Um dos principais destaques é que este lançamento será equipado com o motor de quatro cilindros 2.0 turbo drive-E com 245 cavalos, que é o mesmo motor da versão R-Design. O mesmo chega ao mercado brasileiro por R$ 145.990.

Um dos principais destaques deste automóvel é de fato a motorização que foi citada no início desta matéria. A fabricante revela que através desse motor é possível ir de 0 a 100 km/h em nada menos que 6,1 segundos. O automóvel é bastante tecnológico e conta com direção elétrica com três opções de configuração para um controle do carro com ainda mais precisão. Dessa forma, é possível alternar entre as conduções suave, firme ou dependente do terreno.

Além disso, a Volvo também destacou que em uma comparação direta com sua versão antecessora, o V40 Cross Country é ainda mais leve em seu conjunto de motorização. Isso aliado ao câmbio de oito marchas, novidade exclusiva deste lançamento, traz um consumo de combustível bem menor. Um dos destaques está no sistema Start-Stop que é capaz de desligar o motor de forma automática em paradas de trânsito. Também podemos destacar a função Eco+, pois a mesma consegue economizar até 5% de combustível.

Outro destaque bastante interessante em relação ao V40 Cross Country está justamente na grande quantidade de itens de série que acompanha este automóvel. Dentre os quais, podemos destacar: ar-condicionado digital, faróis de xenônio adaptativos, teto panorâmico, bancos de couro com regulagem elétrica para o motorista, sensor de chuva e crepuscular, piloto automático e etc.

O design do automóvel também merece bastante destaque, haja vista as mudanças no para-choque dianteiro e na grande frontal que ficou maior. A iluminação também sofreu alterações, pois os LED’s de iluminação diurna foram deslocados para uma posição mais estratégica: agora os mesmos ficam localizados em um lugar mais elevado e na vertical.

Por Bruno Henrique

 

Volvo V40 Cross Country

Volvo V40 Cross Country

Fotos: Divulgação


Edição limitada será lançada no Brasil pelo preço sugerido de R$ 244.200.

Para aqueles que são apaixonados por carros, saibam que um grande lançamento chegará ao Brasil no dia 11 de julho: trata-se da Range Rover Evoque London Edition. O anúncio oficial da chegada dessa série limitada ao Brasil foi feito diretamente pela Land Rover no dia 6 de julho, segunda-feira. O automóvel de luxo chega ao mercado brasileiro com preço sugerido de R$ 244.200.

A ideia é que este seja um modelo bastante exclusivo, haja vista apenas 77 unidades produzidas. Essa edição especial tem como inspiração a versão Dynamic, porém, apresenta mais equipamentos e acabamento e cores exclusivas.

Um dos principais objetivos dessa versão especial é, sem sombra de dúvidas, realçar as características britânicas da Land Rover quando os assuntos são design, engenharia e acabamento. Além disso, as cores do automóvel foram influenciadas pelas cores da banda da Inglaterra, o principal país do Reino Unido. Outro detalhe bastante interessante nesse modelo é a referência direta a Rua Abbey Road, um dos símbolos mais emblemáticos da cidade de Londres, capital da Inglaterra.

Além de ser extremamente bonito e tecnológico, saibam que o London Edition também dispõe de muita potência quando o assunto é velocidade. Em seu capô o automóvel carrega um motor a gasolina de 2.0 turbo de 240 cv. O motor vem acompanhado de câmbio ZF 9HP de nove marchas.

Dentre os seus itens, que são em maior número que a versão normal, essa versão especial apresenta como principais destaques: câmera de ré e tampa de porta-malas que possui abertura e fechamento elétrico que é feito através do toque de um botão específico.

O Evoque London Edition conta com um design bastante interessante e carroceria pintada na cor Branco Fuji. Uma das principais características dessa linha, o teto panorâmico, também está presente na versão especial. Os retrovisores e a assinatura em vermelho Firenze trazem um contraste bastante interessante para o automóvel. O lado esportivo do Evoque Londo Edition em seu design fica por conta das grades pintadas em preto e máscaras escurecidas nos faróis. As rodas são de aro 20 e contam com acabamento em preto.

Por Bruno Henrique

Range Rover Evoque London Edition

Range Rover Evoque London Edition

Fotos: Divulgação


Série especial do modelo terá 200 unidades à venda no Brasil.

O mês de julho está sendo bastante especial quando o assunto é o lançamento de novos modelos para o mercado automobilístico brasileiro. O grande destaque da vez foi a Mitsubishi que anunciou recentemente a chegada de uma série especial do Pajero Dakar ao mercado brasileiro. O HPE-S dispõe de nada menos que 200 unidades para venda, sendo que todas são enumeradas. Essa versão especial se destaca bastante quando o assunto é o visual e detalhes exclusivos em seu design.

Para aqueles que estão interessados na novidade, saibam que o HPE-S dispõe de preços sugeridos de R$ 179.990. Além disso, é importante destacar que todas as versões possuem espaço para, no máximo, seis passageiros além do motorista. O automóvel é disponibilizado em três cores: branco, preto ou cinza.

Um dos grandes destaques dessa edição especial da Mitsubishi é sem sombra de dúvidas o grande número de itens de série. Dentre eles podemos destacar o inteligente sistema multimídia de sete polegadas que possui GPS, CD, MP3 Player, DVD e Bluetooth.

Além disso, o HPE-S também conta com os seguintes itens de série: sensor de chuva e acendimento automático dos faróis, retrovisores com rebatimento elétrico e oito airbags (sendo dois frontais, dois laterais além de quatro na versão cortina), ar-condicionado automático, bancos de couro que possuem a tecnologia de regulagem elétrica nos dianteiros, borboletas para trocas de marcha, direção hidráulica e etc.

Como já foi destacado nesta matéria, o lançamento da Mitsubishi conta com alguns detalhes exclusivos em seu design. Um deles é o acabamento escurecido das rodas de liga leve de 18 polegadas. Outro detalhe bastante notável é a pintura cinza que acompanha as maçanetas, retrovisores, skid plates, rack de teto e grade dianteira.

E para aqueles que curtem a parte mecânica, saibam que o HPE-S é equipado com 3.2 turbodiesel que consegue 180 cavalos e 38 kgfm de torque máximo. O mesmo possui como única opção o câmbio automático de cinco marchas.

Por Bruno Henrique

Mitsubishi Pajero Dakar HPE-S

Mitsubishi Pajero Dakar HPE-S

Mitsubishi Pajero Dakar HPE-S

Fotos: Divulgação


Modelo é um SUV esportivo com preço de R$ 529.950 no Brasil.

Um dos veículos mais aguardados da BMW acabou de desembarcar no Brasil. De acordo com a montadora, o X6M já está disponível nas concessionárias do país.

O modelo é um SUV com estilo esportivo de dar inveja: ele vem com um bloco de 4.4 litros V8, gerando uma potência de incríveis 575 cavalos e um torque de 76,5 kgfm. O veículo foi todo pensado para melhoria em suas configurações. Tanto, que os materiais utilizados em sua produção são mais leves e garantem uma economia boa de combustível. Essas configurações fazem com que o X6M alcance de 0 a 100 quilômetros por hora em somente 4,2 segundos. Sua velocidade máxima é de 280 km/h, e é controlada de maneira automática.

Obviamente, como era de se esperar, o novo veículo da BMW é repleto de tecnologia, que inclui o sistema Night Vision com Dynamic Light Spot, que possui uma câmera infravermelha, jogando luz em animais ou pedestres quando se dirige na estrada, exibindo quem está à beira do local. Além disso, também está presente o sistema Head-Up Display, que, entre outras coisas, exibe informações como a velocidade do veículo e outros detalhes no para-brisa.

Todos esses detalhes estão disponíveis no BMW X6M por R$ 529.950, um valor bem salgado, sobretudo considerando as condições econômicas do país atualmente. Mas sem dúvida, é um veículo que, quem tem dinheiro, compraria sem pensar duas vezes.

E não é apenas o X6M que desembarcou no Brasil. A marca alemã também trouxe para as terras tupiniquins o novíssimo X6 xDrive35i, que aparece com uma versão com motor biturbo que conta com seis cilindros em linha. Essa configuração do bloco de motor faz o veículo gerar uma potência de 306 cv e com torque de 40,8 kgfm. A transmissão é automática de oito velocidades, e conta ainda com tração integral. O X6 xDrive35i chega ao país por R$ 375.450,00, bem abaixo do valor do outro veículo.

Por Felipe Villares

BMW X6M

BMW X6M

Fotos: Divulgação


Modelo começará a ser produzido em setembro na fábrica de São José dos Pinhais (PR).

Bem no começo de um fim de semana, sexta-feira, dia 19, a Audi resolveu confirmar que vai mesmo dar início a produção nacional do A3 Sedan. De acordo com as primeiras informações divulgadas pela empresa a previsão é de que o início dos trabalhos seja no mês de setembro.

O modelo já tem até “endereço de fabricação”, será a unidade fabril de São José dos Pinhais, no estado do Paraná. Vale ressaltar um aspecto interessante nesse ponto: Essa fabricação bem nessa unidade trará de volta uma parceria com a Voks que foi encerrada lá em 2006.

Agora voltando nossa atenção para o carro em si, nós, brasileiros, iremos ter à nossa disposição um modelo que ganhará um motor inédito, o bloco 1.4 TFSI turbo biocombustível. Lembrando que é o primeiro flex da marca no mundo. Entretanto, não será exclusividade da Audi. A Volkswagen também irá compartilhar da tecnologia. Isso se justifica por diversos outros fatores, mas, principalmente porque a Volks faz parte do mesmo grupo que a Audi também pertence.

E já que estamos falando de compartilhamento de equipamentos, o modelo contará também com a mesma plataforma que integra a nova geração do Golf. A Volks também disse que irá começar a produzir esse modelo por aqui ainda este ano, com motores 1.4, 1.6 e 2.0, todos flex. A fabricação desse modelo também deve ocorrer na planta de São José dos Pinhais.

O A3 Sedan, com essa opção de motor 1.4 terá capacidade para gerar 150 cavalos de potência. Em termos de comparação o modelo que hoje em dia se encontra no Brasil e que é importado traz um motor turbo e 122 cv de potência. E por falar em importação, o A3 Sedan 1.8 continua tendo como origem a Hungria. O propulsor terá capacidade para 180 cv e é um 1.8 movido a gasolina.

Para matar um pouco a curiosidade sobre como será o carro, a marca já disse que o modelo que será produzido no Paraná será praticamente idêntico ao que é importado. A exceção básica é o motor flex.

Tudo parece estar sendo bem planejado. Nas últimas semanas membros pertencentes ao conselho da marca na Alemanha estiveram no Brasil para uma inspeção da  linha de montagem.

Por Denisson Soares

Audi A3 Sedan nacional

Audi A3 Sedan nacional

Audi A3 Sedan nacional

Fotos: Divulgação


Versões Kinetic e Momentum serão vendidas no País. Preços partem de R$ 136.950.

Foi anunciado pela fabricante de veículos automotores Volvo, nesta última quarta-feira, dia 27 de maio, a chegada ao Brasil de versões com um preço mais baixo dos modelos S60 e V60. Essas versões chegam com a nobre missão de aumentar significativamente o ritmo das vendas do sedan e da perua no mercado brasileiro, além disso, essas variantes irão ocupar o lugar da versão R-Desing T5, porém se posicionam em um patamar abaixo da configuração que é oferecida pela versão R-Desing T6, que é o acabamento atual mais topo de linha oferecido pela empresa. O S60 Kinetic será comercializado pelo valor de R$ 136.950 e o S60 Momentum será comercializado por R$ 147.950.

Já no caso da Station as cifras acabam subindo um pouco mais, tendo em vista que ele será comercializado por R$ 141.950 na versão Kinetic e por R$ 152.950 na versão Momentum.

Os modelos Kinetic vêm equipados de série com vários acessórios, tais como, ar-condicionado digital com duas zonas, rodas de liga leve no tamanho 17 polegadas, botão para dar partida no motor, bancos revestidos em couro com regulagem elétrica, porém só para o motorista, faróis de xenônio com sistema direcional ativo, sistema start-stop, o sistema de som é um verdadeiro espetáculo, pois conta com a presença de oito alto falantes que são alimentados por uma central multimídia que tem DVD e dimensão de 7 polegadas.

Já as versões Momentum vêm com todos os quesitos listados acima, com mais o teto solar, painel digital com três modelos de visualização, rodas no tamanho 18 polegadas.

O motor utilizado tanto no modelo sedan quanto no modelo perua é o 2.0 da linha Drive-E de quatro cilindros, propulsor este que tem a capacidade de gerar uma potência máxima de 245cv e 35,7 kgfm, tendo como opção única um câmbio de oito marchas automático.

Veja a seguir a tabela de preços destes veículos:

– S60 T5 Kinetic: R$ 136.950;

– S60 T5 Momentum: R$ 146.950;

– S60 T6 R-Desing: R$ 201.950;

– V60 T5 Kinetic: R$ 141.950;

– V60 T5 Momentum: R$ 152.950;

– V60 T6 R-Desing: R$ 205.950.

Por Adriano Oliveira

Volvo S60

Volvo V60

Fotos: Divulgação


Entre janeiro e abril deste ano houve uma queda de 20,1% nas vendas de veículos importados no Brasil. Isso indica que a classe mais abastada do País também está sofrendo com a crise econômica.

Quem pensa que a crise financeira atingiu apenas o mercado de produção interna no Brasil, se engana, pois acabou de sair mais uma notícia para deixar os brasileiros preocupados: agora até a venda de veículos importados sofreu uma queda, mostrando que até a classe mais abastada da sociedade sofre com a instabilidade econômica.

Segundo dados divulgados pela ABEIFA (Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores), houve uma queda de 20,1% nas vendas dos importados entre janeiro e abril de 2015, se comparado com o mesmo período do ano passado.

O levantamento envolveu os dados das 28 marcas associadas à ABEIFA, e mostram que nesse período de 2015, foram realizados 26.889 emplacamentos. Não é um número tão baixo, porém se comparado ao mesmo período de 2014 é preocupante, pois no ano passado esse número foi de 33.659 emplacamentos.

Em um apanhado geral, apenas 8 das 28 marcas tiveram alta em suas vendas: Dodge, Changan, Jeep, Jaguar, Lifan, Lamborghini, Volvo e Rolls-Royce. O pior desempenho entre todas ficou com a RAM, que não vendeu nenhum automóvel este ano, por enquanto. Em 2014, a marca chegou a comercializar 262 unidades. Isso representa uma baixa de 100% para a marca.

Apesar de tudo, essa baixa em geral no mercado de importados já era esperado, devido à crise geral que vive o país. Segundo o próprio presidente da ABEIFA, Marcel Visconde, a instituição já trabalha com percentuais previsíveis mais baixos, exatamente para não ser pega de surpresa pela variação econômica. Marcel ainda confirma que também já espera que o mercado siga essa tendência para os próximos meses, caso o Congresso não adote as medidas necessárias para a recuperação da economia.

A montadora que mais sofreu variação em suas vendas foi a Kia Motors, que em abril de 2014 vendeu 2.300 unidades no Brasil, e em abril de 2015 foram apenas 1.284 unidades comercializadas.

Por Felipe Villares

Veículos importados

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: