IPVA, DPVAT e Licenciamento – O Que é, Diferenças



  

Saiba aqui o que é e para que serve o IPVA, DPVAT e Licenciamento dos veículos.

A grande maioria das pessoas sonham em ter um carro próprio, uma casa em seu nome ou um outro grande bem. Entretanto, esse grande sonho sempre vem atrelado a gastos e despesas, pois, manter esse bem muitas vezes não é nada barato e se precisa pagar além das parcelas, alguns impostos, como é o caso do IPTU, por exemplo. Com isso, o início de ano para a grande maioria dos cidadãos brasileiros é marcado pelo pagamento dessas contas. Mas, você sabe exatamente o que está pagando? Melhor você sabe a diferença entre IPVA, DPVAT e Licenciamento? Essas taxas são pagas por quem possui um carro. Saiba agora as principais informações sobre cada um desses impostos, segundo o DETRAN.

Primeiramente é importante explicar o que é o DETRAN, essa sigla significa Departamento Estadual de Trânsito. Essa instituição existe em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal e é responsável pela fiscalização de todo o movimento de veículos pelas estradas do país, conduta dos motoristas e segurança de todos os pessoas que fazem viagens por meios terrestres. Devido a isso, é o órgão suporte para as leis de trânsito e para ajudar a sanar qualquer dúvida em relação aos deveres e direitos dos condutores de carros e outros meios de transporte que usam as estradas. Após essa explicação inicial, confira agora a explicação sobre cada um dos pontos citados no primeiro parágrafo:

Informações sobre o IPVA:

O imposto sobre a propriedade de veículos automotores, conhecido popularmente como IPVA, é uma taxa que é cobrada por cada estado brasileiro. Esse dívida é imposta a todas as pessoas que possuem carros, automóveis, caminhões e outros veículos de uso terrestres. O carnê do IPVA chega sempre no começo do ano e os motoristas tem um tempo para pagar. Na grande maioria dos estados, o período para as parcelas do IPVA são dos meses de janeiro e até março. O proprietário de veículo que desejar pagar o imposto a vista possui um desconto, essa taxa de desconto pode variar. Além disso, o IPVA é cobrado de uma forma diferente, no sentido quesito: leva –se em consideração o número das placas. Ou seja, todo o ano é divulgado uma tabela com as escalas de vencimentos. Por exemplo, as placas que terminam com 0 e o 1 devem ser pagar até o dia 20 de janeiro e assim por diante. O que o dono do carro precisa saber é os dias dessa tabela. Os pagamentos podem ser realizados em bancos e em caixas lotéricas de todo o país. Em caso de não pagamento, o veículo não pode transitar pelas ruas de cidades brasileiras.

Informações sobre o DPVAT:




O seguro DPVAT (Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) é um uma cobrança obrigatória a todos os motoristas e que é feita também todos os anos. Ao contrário de alguns anos atrás, essa taxa era cobrada em um único boleto juntamente com o IPVA. Só que para este ano isso não vai mais acontecer, agora essa taxa vai ser cobrada separada e os motoristas para conseguir gerar essa cobrança precisam acessar o seguinte endereço eletrônico: https://pagamento.dpvatsegurodotransito.com.br/. Esse pagamento só pode ser feito em uma única parcela e o valor varia de acordo com cada veículo. O pagamento só pode ser realizado em instituições bancárias.

Informações sobre Licenciamento:

A Taxa de Renovação de Licenciamento Anual de Veículo não é bem um imposto e sim a validação anual para continuar usando o carro por todas as estradas brasileiras. Essa taxa também é cobrada uma vez ao ano e o boleto chega pelos Correios e deve ser paga nas filiais de bancos de todo o Brasil. O valor da cobrança, mais uma vez, varia de acordo com o veículo e estado. Em caso de não pagamento o veículo pode até ser recolhido. O importante é que cada motorista consulte o DETRAN de seu estado e saiba todas as informações com as datas para que não tenha problema. Boa sorte!

Isabela Castro.


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *