Dicas para Comprar Carro em Leilão


  

Confira aqui algumas dicas para comprar carro em leilão.

Nesses últimos tempos de crise, a gente sabe que não está fácil para ninguém, principalmente para o comércio. Com o aumento dos impostos e o desemprego em massa, não há outra opção se não o aumento de preços para poder sanar as novas medidas do governo que visam uma série de restrições tanto para novas compras quanto para a construções de novos negócios.

Dessa forma, o comércio de bens duráveis, principalmente o de automóveis, fica prejudicado, pois a busca para comprar novos carros fica prejudicada. Os consumidores vão buscar melhores vantagens, melhores preços e também bons carros para comprar. E o leilão de carros usados pode ser uma boa forma. Se você sabe um pouco sobre esse procedimento, aqui vamos dar algumas dicas que podem te ajudar na hora de fazer negócio.

Você encontrou um carro que te agrade, busque comparar os preços do mesmo modelo, tanto do modelo novo, quanto do modelo do mesmo ano. Os carros vendidos em leilão costumam ser 20% a 30% mais baratos.

Busque saber se o leilão é mesmo confiável e se está regulamentado a partir de edital público.

Não é possível ver o carro ligado antes do leilão ou então fazer test-drive. Você só pode ver de fora e na maior parte das vezes vai notar que os carros em leilão vão estar sujos e com aspecto de abandonados. Não deve se assustar com isso, mas todo cuidado é pouco e é preciso olhar bem para o que você está prestes a adquirir.




Dependendo do leilão que você vá frequentar, o automóvel já virá com descrição dos aspectos positivos e negativos do carro. Você pode levar um especialista com você para te ajudar na hora da avaliação. Outro aspecto importante é sobre se o leilão oferece serviços terceirizados para a própria avaliação do automóvel.

As formas de pagamento não são variadas. Você precisa ter o dinheiro “In cash”, ou seja, à vista. Não é possível financiar ou parcelar o carro.

Assim que você pagou o carro, você pode levá-lo, certo? Errado. O carro possui custos como dívidas que por ventura tenha, multas, quantos dias ficou no domínio público (pátio), além de passar o carro para o seu nome e a comissão do leiloeiro.

E então? Vale apostar?

Yamí de Araújo Couto






Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *