Mudanças no Chevrolet Cobalt e Spin 2017


  

Modelos ganharam alterações significativas para começar a linha 2017 com pé direito.

Já vimos o Prisma e o Onix que já receberam suas mudanças para 2017. Porém, agora chegou a vez de mais dois modelos: o Chevrolet Cobalt e a Spin ganharem alterações significativas para começarem a linha 2017 com pé direito. A dupla está prevista para chegar às concessionárias em breve.

Entre as novidades vamos encontrar direção elétrica já de série, a presença do novo câmbio manual de seis marchas além de algumas variações mecânicas que foram realizadas com o principal objetivo de deixarem os veículos mais econômicos.

Recentemente, algumas dessas informações já haviam sido dadas pelo Programa de Etiquetagem Veicular do Inmetro. Entretanto, apenas agora é que a montadora divulgou os detalhes sobre todas as alterações que foram realizadas nos dois modelos.

Tanto a Spin quanto o Cobalt usavam o mesmo motor 1.8 flex. O propulsor recebeu uma atualização. Devido à integração de novos componentes bem como de alguns reajustes, o conhecido quatro cilindros 1.8 SPE/4 ECO agora conta com o potencial de render até 11 cv de potência e 17,7 kgfm de torque. Em uma comparação com o motor anterior vamos perceber que houve um aumento de 3 cv.

E tem mais, os dois modelos contam também agora com o sistema OnStar já de série. A presença da segunda geração da central multimídia MyLink também é um dos destaques. Vale chamar a atenção para o fato da central ser compatível tanto com o Apple CarPlay quanto com Android Auto.

Com as alterações feitas o Cobalt, por exemplo, deverá ter sua faixa de preços partindo de R$62.190 e indo até R$68.990. Já a Spin começa na casa dos R$57.990 e pode alcançar R$71.990.




A montadora já deixou claro que anda trabalhando com o objetivo de conseguir aumentar as vendas do Cobalt saltando das atuais 1.400 unidades para as 1.600 que deverão ser impulsionadas pelas alterações. No caso da Spin não há muita expectativa a esse respeito. Espera-se que o modelo continue emplacando algo em torno das 1.900 unidades por mês.

As alterações mecânicas feitas no Cobalt vieram em bom momento. Logo no início do ano o modelo ganhou uma significativa renovação em termos visuais, mas melhorias na dinâmica, na motorização e nos elementos em geral foram deixados de lado. Espera-se que a linha 2017 possa agradar. Não apenas pelo aperfeiçoamento nos itens, mas também pela economia.

Por Denisson Soares

Chevrolet Cobalt 2017

Chevrolet Spin 2017

Fotos: Divulgação






Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *