Financiamento de carros teve queda no 1º semestre


  

Financiamento de carros novos teve recuo de 22,1% e de carros usados, o recuo foi de 1,6%.

Muitos já sabem que o atual cenário econômico do Brasil vem trazendo consequências negativas para diversos setores da economia em si. Um dos setores mais prejudicados em 2015 é, sem sombra de dúvidas, o automotivo. Um grande exemplo foi o dado divulgado pela Unidade de Financiamentos da Cetip na quarta-feira, 15 de julho. Através da notícia foi informado que os financiamentos de veículos em 2015 somaram 2.712.050 unidades. Com isso, considerando o primeiro semestre de 2014, o ano de 2015 apresenta um recuo de 10,6%.

Em relação ao número total de financiamentos, 1.216.449 são referentes a unidades novas e 1.495.601 são provenientes de unidades usadas. Apesar dos 10,6% de recuo informado no início desta matéria, saiba que o resultado é ainda pior quando consideramos os financiamentos de automóveis leves e novos, a principal categoria. Levando em consideração apenas os números da referida categoria, o recuo em 2015 é de 22,1%. Já em relação aos autos leves usados, o recuo apresentado é de 1,6% na comparação com o primeiro semestre de 2014.

Além disso, também foi feita uma comparação entre o mês de junho de 2014 e junho de 2015. Em junho de 2015 foram registrados 444.387 financiamentos. Esse número representa uma queda de 3,8% quando a comparação é feita com o mesmo mês em 2014. A base de tais números foram os automóveis de passeio, comerciais leves, motos e pesados.

Os números são ainda piores quando a comparação é feita apenas com os autos leves. Em junho de 2015, a categoria citada conseguiu registrar 120.083 unidades financiadas, ou seja, uma queda de 20,2% em relação a junho de 2014. O principal destaque positivo foi a categoria de carros usados que atingiu 226.273 unidades financiadas, dessa forma, registrando aumento de 6,9% em relação ao mesmo período em 2014.


Uma das categorias que vinha crescendo bastante durante os últimos anos era o das motocicletas novas. Porém, no primeiro semestre de 2015 essa categoria apresentou um recuo de 8,7%, haja vista as 431.410 unidades financiadas. Em contrapartida, as motos usadas conseguiram alta de 1,4%.

Por Bruno Henrique

Financiamento de carros

Foto: Divulgação






Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *